Pular para o conteúdo principal

JOÃO MONLEVADE, MINAS GERAIS - A Serra do Seara, que é onde está o ponto mais alto do município, oferece pista para voos livres, além de ser uma importante reserva ecológica e ambiental. A cidade é o ponto de passagem dos turistas que saem em busca do litoral, sendo parada obrigatória em razão as suas belas naturais. Em épocas de veraneio, a cidade recebe muitos visitantes de todas as partes do Brasil. Por isso possui excelentes hotéis e ótimos restaurantes. João Monlevade possui a única igreja do mundo construída em formato de "V"- a Matriz São José Operário. Segundo as pessoas que a conhecem, a igreja foi construída no formato de um cálice.




CONHEÇA A CIDADE DE "JOÃO MONLEVADE", MINAS GERAIS, BRASIL - OLHANDO DA JANELA DO TREM
BEM VINDO A CIDADE DE JOÃO MONLEVADE.  NA SERRA DO SEARA.
imagem - Evandro Miranda
João Monlevade pertence à microrregião de Itabira e a mesorregião metropolitana de Belo Horizonte, localizando-se a leste da capital do estado. Apesar da proximidade de Belo Horizonte, que poderia desestimular o comércio local, João Monlevade encontrou exemplos dinâmicos na atividade comercial local, sendo o segmento varejista o mais tradicional. No ramo de serviços, o município é considerado um polo da região, merecendo destaque os de saúde, educação, manutenção e montagem industrial, havendo também uma boa infraestrutura para o turismo. A cidade é o ponto de passagem dos turistas que saem em busca do litoral, sendo parada obrigatória em razão as suas belas naturais. (Guia do Turismo Brasil)
Praça no centro da cidade de João Monlevade, MG
Em épocas de veraneio, a cidade recebe muitos visitantes de todas as partes do Brasil. Por isso possui excelentes hotéis, ótimos restaurantes, tudo isso aliado ao comportamento receptivo dos habitantes da cidade, que são bastante acolhedores e amáveis. Além de servir como "ponto de apoio" aos turistas, a cidade conta também com atrações para o turismo histórico, ecológico e religioso. João Monlevade possui a única igreja do mundo construída em formato de "V"- a Matriz São José Operário. Segundo as pessoas que a conhecem, a igreja foi construída no formato de um cálice. (Guia do Turismo Brasil)
Igreja Matriz de São José Operário, João Monlevade, MG
AQUI A SEDE PODE LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES DE JOÃO MONLEVADE, MG
imagem -  Tales Railton
IGREJA DE SÃO LUIZ NA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - Wikipédia
MATRIZ DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO EM JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - Vicente A. Queiroz
LATERAL DA MATRIZ
imagem - Lutecia Mafra Espeschit
AO FUNDO
imagem - Lutecia Mafra Espeschit
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - Eu Timóteo
imagem - Wikipédia
imagem - Cristiano M. da Costa
imagem - Lutecia Mafra Espeschit
imagem - Lutecia Mafra Espeschit
imagem - Montanha
imagem - Cristiano M. da Costa
imagem - Tales Railton
imagem - Evandro Miranda
imagem - Cristiano M. da Costa
imagem - Evandro Miranda
imagem - Evandro Miranda
imagem - Lutecia Mafra Espeschit
imagem - Jotalu
imagem - Evandro Miranda
imagem - Evandro Miranda
imagem - Wikipédia
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA MUNICIPAL DE JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - ?
imagem - ?
USINA SIDERÚRGICA NA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - Bruno Guimarães
FAZENDA SOLAR DA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - ?
ESCOLA ESTADUAL EM JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - ?
POUSADA EM JOÃO MONLEVADE, MG
imagem - Montanha
SERRA DO SEARA NA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MG
A Serra do Seara, que é onde está o ponto mais alto do município, oferece pista para voos livres, além de ser uma importante reserva ecológica e ambiental.
imagem - Evandro Miranda
imagem - ?
imagem - Evandro Miranda
imagem - Montanha
imagem - ?
População estimada 2016 (1) - 79.100
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 99,158
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 742,35
Código do Município 3136207
Gentílico - monlevadense
Prefeito 2017 / SIMONE CARVALHO
ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MG
O município tem este nome em homenagem ao seu fundador "João Monlevade" que já tinha colocado seu nome em vários estabelecimentos e construções de sua propriedade, tais como: Fazenda Monlevade, Solar Monlevade, Forja Monlevade, Fábrica Monlevade e Usina Monlevade. Uma vez que a designação MONLEVADE se encontrava já implantada para o lugar, nada mais justo do que prestar uma homenagem póstuma a seu fundador completando o nome para JOÃO MONLEVADE.

Gentílico: monlevadense
HISTÓRICO DA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MG
A Câmara Municipal de João Monlevade começou a funcionar em 1965, quando foram abertos os trabalhos de sua instalação, em solenidade realizada no Salão Nobre da Prefeitura.
No entanto, os fatos históricos que resultaram na emancipação de João Monlevade, em 1964 e na consequente instalação do Poder Legislativo Municipal começaram a ser escritos no século XIX, com a chegada ao Brasil do engenheiro francês Jean Antoine Felix Dissandes de Monlevade. Com 28 anos, Jean de Monlevade desembarcou no Rio de Janeiro no dia 14 de janeiro de 1817. Formado em Engenharia de Minas, o jovem francês seguiu para a província de Minas Gerais, onde adquiriu terras na comarca de São Miguel do Piracicaba. Ali, ele construiu sua Forja Catalã e sua moradia, o Solar Monlevade. Anos depois, o francês constituiu sua família, casando-se em 1927, com a sobrinha do Barão de Catas Altas, Clara Sophia de Souza Coutinho, com quem teve dois filhos, João Pascoal e Mariana. Jean de Monlevade veio a falecer em 14 de dezembro de 1872.
Próximo às terras do francês formou-se gradativamente um pequeno povoado, constituído principalmente de agricultores. Cortados por alguns córregos, as terras eram relativamente férteis, o que possibilitava aos habitantes do lugarejo tirar o seu sustento. Vestidos geralmente de branco, os habitantes do pequeno povoado atravessavam as colinas da região, o que lhes rendeu o apelido de “Carneirinhos”, nome que posteriormente seria dado àquela localidade. 
Durante vários anos, Carneirinhos viveu à sombra do progresso que vinha das terras de Monlevade e na dependência econômica de Rio Piracicaba, sede do município desde 1911. Em 27 de dezembro de 1948, criou-se o distrito de João Monlevade, integrando numa só circunscrição administrativa as antigas terras de Jean de Monlevade e as propriedades dos Carneirinhos, desanexadas do município sede que era Rio Piracicaba.
Com a elevação do distrito de João Monlevade ocorreu a criação da Paróquia São José Operário e a nomeação do seu primeiro pároco, o Cônego José Higino de Freitas. Em seguida começaram a funcionar várias entidades e órgãos de grande valor histórico para o distrito: em 1949 foi instalado o Cartório de Registro Civil, em 1951 foi criado o Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos, em 1952 foi inaugurado o Hospital Margarida, em 1955 foi criado o Ginásio Monlevade. Com o crescimento cada vez mais latente do então distrito, em 1958 foi formada a Comissão Pró Emancipação.
Como o próprio nome sugere, a Comissão de Emancipação foi criada com o intuito de lutar pela emancipação de João Monlevade. Integraram a Comissão o presidente Germin Loureiro; os membros Randolfo Moreira de Souza, José Loureiro, Alberto Pereira Lima, Wander Wanderley de Lima e Carlos Caldeira; os colaboradores Vereador Benedito Marcelino, Padre João Batista Gomes Neto, Geraldo de Paula Santos, Antônio Loureiro Sobrinho, Gentil Bicalho, Oswaldo Silva, Olímpio Carvalho Lage, José Pedro Machado, Astolfo Linhares, Alonso Leite, Raimundo José Caldeira e Pedro José Caldeira. Após movimentarem os corredores da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a Comissão de Emancipação conseguiu que em 29 de abril de 1964, o distrito de João Monlevade fosse elevado à categoria de município.
Consumada a emancipação, foi nomeado intendente, Bolívar Cardoso da Silva, que instalou o Governo Municipal. Em seguida foram realizadas as primeiras eleições municipais, e no dia 5 de dezembro de 1965 foi instalada a primeira Câmara Municipal, constituída dos seguintes vereadores: Sebastião Batista Gomes (Presidente), João Amaro Gomes (vice-presidente), Ronaldo Frade (Secretário), Acrísio Engrácio Pires, Amaro Zacarias Gorgozinho, Carlos Caldeira, Francisco Rosa Alves, Jonathas de Oliveira, José Ferreira Soares, José de Oliveira Couto, José Pedro Machado, Laudelino Antônio da Fonseca e Vicente Corrêa Domingues. Após a posse dos vereadores, em palanque armado na Praça Sete de Setembro, essa Câmara Municipal empossou o primeiro prefeito de João Monlevade, Wilson Alvarenga, e seu vice-prefeito, Josué Henrique Dias.
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE JOÃO MONLEVADE, MINAS GERAIS
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE JOÃO MONLEVADE, MINAS GERAIS

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / Governo de João Monlevade, MG / Wikipédia / guiadoturismobrasil.com / TripAdvisor / 

Comentários

  1. Espetacular esta cidade!
    As fotografias estão lindas .
    Temos todas informação ,agora só falta pegar a estrada .
    Excelenteeeeeeeee publicação!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eh isso ai Menina. Como dizem, pé na estrada. Valeu mesmo. Abração

      Excluir

Postar um comentário

VALEU POR VIAJAR COM A GENTE

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem