Pular para o conteúdo principal

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”




CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL
foto - Thymonthy Becker
No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker)
A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker)
A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das áreas produtivas diversificaram suas atividades. Surgiram pequenos comércios e o turismo, ainda pouco explorado, apresenta-se hoje como opção natural para geração de renda na região. (Thymonthy Becker)
São cerca de 260 empreendimentos turísticos, entre hotéis, pousadas e clubes náuticos, de acordo com a Associação dos Municípios do Lago de Furnas (Alago) que movimentam a economia local, gerando empregos e impostos para os municípios. (Thymonthy Becker)
PONTE SOBRE O RIO GRANDE (Thymonthy Becker)
IMPOSTOS
Apenas os impostos gerados pela produção de energia na Usina de Furnas respondem pela maior parte dos recursos de cidades como São João Batista do Glória e São José da Barra que, por sediarem as instalações da usina, dividem meio a meio o ICMS pago pela Empresa.
As demais cidades também são beneficiadas e recebem, proporcionalmente à área alagada, a Compensação Financeira dos Recursos Hídricos (CFRH).
BALSAS
Como o sistema viário, composto na maior parte por estradas vicinais, também foi inundado pelo reservatório, a Empresa disponibilizou balsas à população local. Ao todo são 15 embarcações, sendo três à jusante e 12 à montante da barragem, operadas em convênio com 11 prefeituras. Além do investimento inicial, FURNAS arca com os custos de manutenção. O transporte para pedestres é gratuito, mas a renda obtida com o transporte de veículos fica integralmente para o município. (Thymonthy Becker)
OUTROS BENEFÍCIOS
Outros benefícios diretos aos municípios, criados pela presença da Usina de Furnas, advêm da política de meio ambiente e responsabilidade social da Empresa.
A estação de Hidrobiologia e Piscicultura, implantada na década dos 70, além de produzir espécies nativas como Dourado, Trairão, Piau Três Pintas, Piracanjuba, Curimbatá e Pau Caranha, para repovoar o reservatório, faz a distribuição de Tilápias invertidas para os produtores rurais de São José da Barra.
São fornecidos cerca de 150 mil alevinos por período reprodutivo a produtores selecionados pela Emater, segundo o biólogo Paulo Sérgio Formágio. Um deles é Nelson Alves Batista, proprietário do sítio Vargem dos Pinheiros. Em 2002, ele recebeu o primeiro lote de alevinos/juvenis de Tilápia Nilótica e a orientação profissional dos técnicos da piscicultura de Furnas. Hoje ele se diz satisfeito com o resultado e com a produção de cerca de 90 toneladas/ano.
A estação também realiza o levantamento das comunidades de peixes de cada reservatório das usinas em operação no Rio Grande, Paranaíba e Paraíba do Sul e emite relatórios para órgãos ambientais, como Instituto Florestal e Ibama. Além disso, avalia a qualidade da água em termos ambientais, medindo o grau de poluição através dos níveis de fósforo e nitrogênio.
Outra atividade que beneficia diretamente os municípios vizinhos à usina é realizada pelo Horto, que produz cerca de 80 mil mudas/ano de espécies nativas cultivadas para o reflorestamento de parte da mata ciliar e destinadas à arborização das cidades banhadas pelo Lago de Furnas. (Thymonthy Becker)
Horta e o Pomar Comunitário, recém implantado, também são projetos que fornecem alimentos para famílias carentes de comunidades próximas e entidades beneficentes. (Thymonthy Becker)
Cercado por cânions e cachoeiras, o lago é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. O restaurante Empório Lagoa Azul organiza um roteiro de escuna que parte da Cachoeira Lagoa Azul, passa pelos cânions Diquada e Diquadinha, pela Gruta do Tucano e pelo Parque Ecológico Cascata, que tem trilhas, cachoeiras e infraestrutura com bar e banheiros. As mesmas atrações estão no passeio de lancha do restaurante do Turvo; o passeio de chalana que sai do mesmo local não chega à Gruta do Tucano e ao Parque Ecológico. Todos os roteiros devem ser agendados.
Curtir o Lago de Furnas é o principal mote de quem visita a cidade, seja no Condomínio Balneário Escarpas do Lago (que, apesar da portaria, é aberto a todos) ou nos hotéis próximos da MG-050. No caminho para Passos, a Trilha do Sol é um parque para quem gosta de caminhadas em meio a cânions e piscinas naturais. (Thymonthy Becker)
O Lago de Furnas é a maior extensão de água do estado e por isso é chamado de Mar de Minas. Possui muitas praias artificiais e cânions que transformam o lago numa grande atração turística. A represa cobre uma superfície de 1440km². Atingindo 34 municípios de Minas Gerais. O lago é formado por dois "braços", um a leste e outro a sul da barragem.
Do lado leste o principal rio que deságua no lago é o Rio Grande. Do lado sul a represa é formada da junção dos rios Verde, Sapucaí, Machado, além de muitos ribeirões e córregos. O nível de armazenamento do lago é de 768 metros acima do nível do mar, com o nível máximo de 769,3 metros e o nível mínimo de operação de 750 metros. Ao longo de sua extensão, o lago exibe diversas paisagens com contornos sinuosos, por causa do "mar de morros" sobre o qual a represa foi formada.
Na região de Capitólio existem os Cânions do Lago de Furnas, que possuem cerca de 20 metros de altura com várias cachoeiras e reentrâncias que formam uma bela paisagem. Em Boa Esperança foi criado um dique que forma uma lagoa (Lagoa Encantada) para que a cidade não ficasse tão sujeita às variações do nível do lago e também para fins de paisagismo, visto que em torno desse lago foram construídas várias avenidas arborizadas. Trinta e quatro municípios foram atingidos pelo Lago de Furnas. Estes municípios, a fim de explorar turisticamente as transformações advindas da criação da represa, buscando a sustentabilidade econômica e a preservação ambiental dos municípios lindeiros banhados pelo lago, formaram a Associação dos Municípios do Lago de Furnas (ALAGO).
Segundo a Associação dos Municípios do Lago de Furnas (ALAGO): "historicamente a região guarda a memória das tribos indígenas que ali habitaram, das trilhas bandeirantes em busca de ouro, das fazendas seculares e dos quilombos rebeldes. Muito dessa história submergiu em fevereiro de 1963, quando as águas do lago subiram seu nível por sobre casas, plantações e até mesmo cidades, transformando definitivamente o lugar. Seus habitantes levaram algum tempo para reconhecer a nova paisagem e as novas possibilidades oferecidas pelo grande lago que se formara. Aos poucos, porém, em seus remansos, agradáveis pousadas, férteis pesqueiros e elegantes embarcações foram surgindo e delineando o futuro turístico do Lago de Furnas".
REPRESA DE FURNAS (Thymonthy Becker)
HISTÓRIA DO LAGO
foto - ?
O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", foi formado artificialmente por consequência do represamento das águas dos rios Grande e Sapucaí, entre outros.
Reservatório de grandes proporções cobre uma área de 1.440 km², quatro vezes maior que a Baia de Guanabara, e abrange 34 municípios. Destes, Capitólio se destaca por oferecer as melhores opções de serviços e infraestrutura turística.
Furnas mudou a paisagem local; cidades e matas foram inundadas, dando lugar a canyons, cachoeiras e ilhas. Uma paisagem que se recriou.
Os passeios náuticos, os esportes aquáticos, a pesca esportiva e a exuberância natural são pontos fortes da região, que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, onde nasce o Rio São Francisco, o "Velho Chico".
foto - ?
Todos sabem que o Estado de Minas Gerais não possui um litoral para banhar suas cidades e bronzear seus mineirinhos que, defendem a terra natal com unhas e dentes, exaltando seus diversos atrativos. Marcado pelo Ciclo do Ouro, Minas Gerais tem muitas cidades centenárias que exibem ruelas de pedras e construções levantadas na época do Brasil colonial. Além do rico patrimônio histórico, as belezas naturais que não são poucas enchem de orgulho seu povo! Serras que escondem cachoeiras e rios, áreas de Mata Atlântica, vegetação de Cerrado e de Caatinga, mais de 500 grutas e cavernas e o Lago de Furnas que, não é um litoral, mas é considerado o Mar de Minas!
foto - ?
Das cidades banhadas pelo Mar de Minas, Carmo do Rio Claro possui 221 km² de suas águas doces. A cerca de 380 km de Belo Horizonte a cidade situada aos pés da Serra da Tormenta é abençoada com cachoeiras e muitas áreas tomadas por natureza exuberante. No alto de uma colina, a apenas 7 minutinhos do centro da cidade mineira
foto - ?
VEJA A BELEZA DA REGIÃO ONDE ESTA LOCALIZADA A REPRESA DE FURNAS, NO RIO GRANDE. TAMBÉM CONHECIDA COMO "MAR DE MINAS"
foto - ?
VÍDEO DA REPRESA
O MIRANTE
foto - Thymonthy Becker
VISTA DO MIRANTE
foto - Thymonthy Becker
VISÃO MAIS ABERTA DO MIRANTE
foto - Thymonthy Becker
PANORÂMICA DO PÓS REPRESA
foto - Thymonthy Becker
RIO GRANDE PÓS REPRESA
foto - Thymonthy Becker
AS MONTANHAS DE MINAS NA REGIÃO DA REPRESA
foto - Thymonthy Becker
AVE VOANDO SOBRE A REPRESA
foto - Thymonthy Becker
PAREDÃO DO LADO DA REPRESA
foto - Thymonthy Becker
O MIRANTE
foto - Thymonthy Becker
A REPRESA VISTA DO MIRANTE
foto - Thymonthy Becker
O RETORNO DA ÁGUA AO LEITO DO RIO
foto - Thymonthy Becker
PANORÂMICA INCLUINDO A REPRESA
foto - Thymonthy Becker
AQUI EH O COMEÇO DO "MAR DE MINAS" AQUI ESTAMOS NO ALTO DAS MONTANHAS COM O LEITO DO RIO GRANDE, REPRESADO NO CÂNION
foto - Thymonthy Becker
AS MAQUINAS DA REPRESA
foto - Thymonthy Becker
UM HOTEL PARA TURISMO ECOLÓGICO NA REGIÃO DA REPRESA NO MEIO DO ABISMO
foto - Thymonthy Becker
PARTE DO LAGO DE FURNAS
foto - Thymonthy Becker
OUTRA VISÃO DO LAGO
foto - Thymonthy Becker
HOTEL FAZENDA QUE ESTÁ NO FUNDO DE UM DOS MUITOS CÂNIONS DA REGIÃO DE FURNAS
foto - Thymonthy Becker
PARTE DESTE MAR MINEIRO
foto - Thymonthy Becker
AQUI AFASTADO UNS 10 QUILÔMETROS DA REPRESA
foto - Thymonthy Becker
PARTE DO MAR DE MINAS
foto - Thymonthy Becker
POR TRÁS DA REPRESA
foto - ?
foto - ?
SEGUNDO LENDA DO LOCAL, UM SURFISTA TERIA MORRIDO NAQUELAS ÁGUAS DE FURNAS, MAIS PRECISAMENTE, PRÓXIMO A ESTE LOCAL.
DIZEM QUE ELE, COSTUMA APARECER COM SUA PRANCHA, A NOITE.
O FATO ESTRANHO, FOI MEU CELULAR TER CAPTADO A PRANCHA DE SURF FANTASMA. MAS NÃO CONSEGUI CAPTAR O SURFISTA FANTASMA.

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte / Fotos =  Thymonthy Becker / furnas.com.br / IBGE / Google / 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

BARCELONA, ESPANHA - Barcelona é um dos principais destinos de quem vai para a Espanha. O destino, capital da Catalunha, é jovem, acolhedor, respira cultura e boa gastronomia e, diferente de outras cidades espanholas, os moradores locais recebem os turistas de braços abertos

CONHEÇA 10 LUGARESIMPERDÍVEIS EM BARCELONA, ESPANHA
Barcelona é um dos principais destinos de quem vai para a Espanha. O destino, capital da Catalunha, é jovem, acolhedor, respira cultura e boa gastronomia e, diferente de outras cidades espanholas, os moradores locais recebem os turistas de braços abertos.  Se você está de passagem pela primeira vez, o RoadTrio reuniu 10 destaques que não podem faltar no seu roteiro. 
01 - PARC DE LA CIUTADELLA  O Parc de la Ciutadella foi o primeiro parque público de Barcelona e está muito bem conservado. Nos dias de sol, os catalães aproveitam a área verde para passear com cachorros, pegar um bronze, correr, levar a criançada para brincar e fazer pique-nique.  Com cerca de 280.000 m2, o parque e abriga o zoológico da cidade, o Parlamento da Catalunha, museus e a famosa fonte desenhada por Josep Fontserè em colaboração com Antoni Gaudí – com certeza você já viu várias fotos delas pelas redes sociais. Outra atração é o Castell dels Tres Dragons, muito …

UMBURATIBA, MINAS GERAIS - Se existisse uma lista de cidades serenas e calmas, com certeza o nome de Umburatiba estaria nela e com destaque. Pequeno e afastado das grandes cidades, o município tem o privilégio de ser um dos poucos lugares onde os costumes do interior ainda prevalecem. Com 168 km de distância, Umburatiba é a cidade mineira mais próxima do mar

CONHEÇA A CIDADE DE "UMBURATIBA, MINAS GERAIS , BRASIL  Se existisse uma lista de cidades serenas e calmas, com certeza o nome de Umburatiba estaria nela e com destaque. Pequeno e afastado das grandes cidades, o município tem o privilégio de ser um dos poucos lugares onde os costumes do interior ainda prevalecem. Mas apesar de seu jeito pacato, a cidade carrega um acervo de curiosidades, no mínimo, interessantes.  Praça da Igreja Matriz da cidade de Umburatiba, MG(Portal Bertópolis em Foco / Facebook)  CURIOSIDADES SOBRE UMBURATIBA, MINAS GERAIS 01 - O território onde hoje se situa Umburatiba começou a ser ocupado depois que o político provincial Teófilo Otoni liderou uma colonização que buscava em Minas uma saída para o mar.  02 - Quando ainda era um povoado o local era chamado de Comercinho dos Gangás. Esse nome foi inspirado no apelido do comerciante José Rodrigues de Oliveira que era conhecido como Gangás, um dos primeiros habitantes da região.  03 - Com 168 km de distância, Um…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

OS 30 LUGARES MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO QUE FORAM ABANDONADOS - E se você, ao invés de visitar destinos badalados e altamente procurado pelos turistas, desse uma chance pra lugares abandonados e marcados pelo tempo? Castelos, aeroportos e até paisagens naturais perigosas, que não podem ser ocupadas pelo homem, podem mudar a sua visão de mundo, além de apresentar uma série de histórias impactantes e outras que podem ser imaginadas livremente. E inclua aqui muito terror, suspense e, por quê não, romance!

CONHEÇA OS 30 LUGARES MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO QUE FORAM ABANDONADOS E se você, ao invés de visitar destinos badalados e altamente procurado pelos turistas, desse uma chance pra lugares abandonados e marcados pelo tempo?  Castelos, aeroportos e até paisagens naturais perigosas, que não podem ser ocupadas pelo homem, podem mudar a sua visão de mundo, além de apresentar uma série de histórias impactantes e outras que podem ser imaginadas livremente. E inclua aqui muito terror, suspense e, por quê não, romance!  Na nossa galeria abaixo, há uma seleção especial com vários lugares abandonados e (quase) esquecidos pelo ser humano e pela natureza. Entre estações ferroviárias ocupadas pelos nazistas na Europa, cidades futurísticas que não deram certo na China e até uma vila engolida por um vulcão na Itália, há experiências que, com certeza, irão marcá-lo pela vida inteira. Divirta-se!  01 - CHERNOBYL, PRIPYAT, UCRÂNIA  Os cenários da cidade ucraniana de Pripyat tornaram-se melancólicos depois d…

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Um pequeno paraíso conhecido como Terra das Cachoeiras pois possui mais de 120 quedas d'água na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. Tem o grande poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina, ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho.

CONHEÇA A CIDADE DE "CARRANCAS", MINAS GERAIS, BRASIL

MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS. imagem "?" Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais. Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a …

OLÍMPIO NORONHA, MINAS GERAIS - Pequeno paraíso localizado na região sudoeste de Minas Gerais, Olímpio Noronha fica a 354 km de Belo Horizonte e é ponto certo para quem deseja descansar da vida corrida das grandes metrópoles. Dona de um povo simples e acolhedor, a cidade possui entre seus destaques turísticos a antiga estação ferroviária, que, extinta em 1966, hoje abriga uma residência. A Cachoeira da Usina também é um ponto forte do município, exibindo gélidas águas que servem de refresco durante o verão. Apesar de pacata, a cidade possui manifestações culturais que movimentam o local, como o carnaval e o rodeio da cidade.

CONHEÇA A CIDADE DE "OLÍMPIO NORONHA", MINAS GERAIS, BRASIL Pequeno paraíso localizado na região sudoeste de Minas Gerais, Olímpio Noronha fica a 354 km de Belo Horizonte e é ponto certo para quem deseja descansar da vida corrida das grandes metrópoles.  Dona de um povo simples e acolhedor, a cidade possui entre seus destaques turísticos a antiga estação ferroviária, que, extinta em 1966, hoje abriga uma residência. A Cachoeira da Usina também é um ponto forte do município, exibindo gélidas águas que servem de refresco durante o verão.  Apesar de pacata, a cidade possui manifestações culturais que movimentam o local, como o carnaval e o rodeio da cidade. Vista parcial da cidade de Olímpio Noronha, MG(Instituto Estrada real / Prefeitura Municipal) 
Coreto da praça da cidade de Olímpio Noronha, MG (Prefeitura Municipal)  Vista aérea da matriz da cidade de Olímpio Noronha, MG (José Antônio)  Vista parcial da cidade de Olímpio Noronha, MG (Prefeitura Municipal)  Olímpio Noronha, MG (…

BARÃO DE COCAIS, MINAS GERAIS - No século XIX, viveu seu apogeu, com a mineração aurífera subterrânea, mecanizada e industrializada. As ruínas do Gongo Soco fazem memória a uma autêntica vila inglesa encravada nas montanhas de Minas e conserva ainda o emblemático Cemitério dos Ingleses, onde eram enterrados apenas os trabalhadores britânicos. Ali são encontradas ainda hoje lápides com inscrições em inglês e ornamentadas por desenhos apurados. O conjunto das ruínas foi tombado como patrimônio histórico pelo IEPHA, em 1995.

CONHEÇA A CIDADE DE "BARÃO DE COCAIS", MINAS GERAIS, BRASIL
As ruínas e pinturas rupestres encontradas na cidade são de surpreender qualquer visitante. Seis mil anos antes do povoamento da região, Barão de Cocais, situada nas proximidades da Serra do Caraça, a aproximadamente 90 km da capital mineira, já era habitado por indígenas.  Os vestígios estão no sítio arqueológico Pedra Pintada, que possui pinturas rupestres com desenhos semelhantes aos das grutas de Altamira, no norte da Espanha, e Lascaux, no sul da França. O sítio arqueológico está localizado no distrito de Cocais, que oferece aos visitantes boas oportunidades para a prática do ecoturismo, além de belas construções históricas dos séculos 18 e 19, apresentando aspectos de um vilarejo colonial. (Instituto Estrada Real) BEM VINDO A  BARÃO DE COCAIS. A CIDADE PORTAL DA SERRA DO CARAÇA AQUI, O BELÍSSIMO COLÉGIO DO CARAÇA copyright "PMBC" AQUI, NA ENTRADA DO COLÉGIO DO CARAÇA, CUJO INCÊNDIO DESTRUIU Copyright &quo…

BICAS, MINAS GERAIS - Com trilhas, cachoeiras e cantar dos pássaros num Horto Florestal com vistas deslumbrantes

CONHEÇA A CIDADE DE "BICAS", MINAS GERAIS, BRASIL
Como um de seus pontos turísticos, existe o Santuário Ecológico da Água Santa, onde, segundo tradição, pessoas que no local entravam em contato com suas águas eram curadas de suas moléstias. Foto - Thymonthy Becker BEM VINDO A CIDADE DE BICAS / A CIDADE DOS BARÕES Copyright "?" AQUI, A IGREJA NA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" A BELÍSSIMA MATRIZ DE SÃO JOSÉ foto "By Thymonthy Becker" AQUI O LAGO ARTIFICIAL NA FRENTE DA MATRIZ foto "By Thymonthy Becker" ESTA EH A TORRE. MUITO BONITA MESMO. foto "By Thymonthy Becker" AQUI A MATRIZ VISTA DE LADO foto "By Thymonthy Becker" A PRAÇA DA MATRIZ foto "By Thymonthy Becker" O TRADICIONAL CORETO DA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" RUA DO CENTRO DA CIDADE foto "By Thymonthy Becker" OUTRA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" CACHORRO SACIANDO A SEDE foto "By Thymonthy Becker" ESTE EH BAR DO POMBA. foto "…