Pular para o conteúdo principal

RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO - Para uma viagem religiosa, para uma viagem histórica e relaxante; Ribeirão Preto tem opções para toda a família




CONHEÇA A CIDADE DE "RIBEIRÃO PRETO", SÃO PAULO, BRASIL, DA JANELA DO TREM
Jovens das cidades próximas vão para Ribeirão para curtir uma das maiores micaretas do país, o Carnabeirão
A riqueza do agronegócio impulsionou a cidade e fortaleceu outros empreendimentos, como os restaurantes: Ribeirão se tornou um polo gastronômico. Vale conhecer as vizinhas Batatais (a 44 km) e Brodowski (a 30 km), onde estão a Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde e a Casa de Portinari.

TURISMO
Localizada a 313 quilômetros da capital, Ribeirão Preto possui mais de 600 mil habitantes e é famosa pela grande quantidade de bares, restaurantes e casas de show que agitam as noites da região. Mas o município não atrai só os baladeiros de plantão. Ribeirão Preto transformou a região no maior produtor de grãos na virada do século XIX e como herança dos tempos dos barões, o município também atrai apreciadores dessa história.
Obra de Bassano Vaccarini no Mercadão
A Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde guarda a maior coleção de telas de Cândido Portinari em exibição no país
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO
PARQUE JABALI
Prato da La Cucina di Tullio Santini, cantina italiana em Ribeirão Preto
Altar da Igreja Matriz do Senhor Bom Jesus da Cana Verde, com painel de Cândido Portinari
Locomotiva na praça da cidade
MIRANTE 
O Mirante, com cerca de 45 metros de altura e capacidade para 180 pessoas, fica atrás do Jardim Japonês em área de 200 metros quadrados. construído por funcionários do Bosque Municipal "Fábio Barreto", o Mirante foi denominado "Coronel Alfredo Condeixa Filho".
CATEDRAL METROPOLITANA 
A Catedral de Ribeirão Preto é um dos pontos turísticos mais visitados do município. Sua arquitetura possui linhas góticas e neoclássicas e o interior da igreja se diferencia pelos vitrais coloridos e pelas telas pintadas por Benedito Calixto. O arquiteto responsável pela construção da igreja foi o italiano Emílio Fagani, que faleceu antes da catedral ser inaugurada, em 1905.
A Catedral Metropolitana, tendo como padroeiro São Sebastião, teve a pedra fundamental lançada em 3 de março de 1904. A benção e o término da construção foram em 1920. Em estilo tico e linhas góticas, destacam-se os vitrais coloridos no seu interior, os afrescos pintados por Benedito Calixto que datam de 1917. A Catedral Metropolitana de São Sebastião de Ribeirão Preto está localizada na Praça das Bandeiras, região central da cidade. 
Fone: (16) 3625-0007
Catedral Metropolitana de São Sebastião de Ribeirão Preto
PINGUIM 
Com mais de sete décadas de história, o Pinguim atualmente recebe cerca de 1,5 milhão de clientes por ano e vende neste período aproximadamente 4 milhões de tulipas de chopp. Ontem, hoje e amanhã. O Pinguim continua fazendo verão, agora não somente em Ribeirão Preto, mas também em Belo Horizonte, habitando a memória e o coração de seus clientes.
Fachada do bar Pingüim e Theatro Pedro II à direita
O chope do bar Pinguim é o mais famoso da cidade
A tradição cervejeira de Ribeirão não se restringe ao Pinguim, o bar Cervejarium, por exemplo, promove degustações
MERCADO MUNICIPAL 
Com um passeio pelo Mercado Municipal, o consumidor encontra uma grande diversidade de alimentos e artigos religiosos distribuídos por quase 150 boxes. Quem caminhar pela Praça das Bandeiras aos finais de semana também não vai se arrepender. A Feira de Arte e Artesanato reúne mais de 150 artesãos que expõem e vendem produtos em couro, cerâmica, metal, vidro, louça, porcelana, tecidos e flores desidratadas.
Conta atualmente com 152 boxes que oferecem os mais diversificados produtos nos 
4.150 metros quadrados de área construída. Tombado pelo Condephaat (Conselho de 
Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo) em 1993 como Patrimônio Histórico através da lei Municipal nº 6.597 e em 08 de novembro de 2004 a lei municipal 
nº 10.250, declara o Mercado Municipal ponto turístico do município.
O Mercado Central de Ribeirão Preto é uma miniatura do Mercadão paulistano, com bancas de frutas e lanchonete que serve fartos sanduíches de mortadela
MUSEUS 
O acervo dos Museus Municipais de Ribeirão Preto é formado por cerca de 6.000 objetos que incluem coleções sobre a História do Café, a História de Ribeirão Preto, obras de arte, numismática (incluindo moedas romanas de 2.000 anos), etnologia indígena, mineralogia, mobiliário, tecnologia do trabalho, entre outras. 
Todo esse acervo está sendo catalogado e fotografado, passando por um diagnóstico das necessidades de conservação e restauro.
Museu Histórico
MUSEU DO CAFÉ
Com o objetivo de contar a história do Ciclo do Café em Ribeirão Preto e no Brasil, Plínio Travassos dos Santos começou a recolher e colecionar objetos alusivos a cultura do "ouro verde". No princípio estas peças foram guardadas no Museu Histórico. Em 20 de janeiro de 1955, já com um número significativo de objetos, foi inaugurado o Museu do Café de Ribeirão Preto, instalado provisoriamente, em 3 salas e 3 corpos das varandas que circundam o edifício do Museu Histórico.
Reformado em 2010, o Museu do Café tem conteúdo digital, com depoimentos e jogos que ajudam a contar a história do café no interior paulista
O prédio do Museu do Café Cel. Francisco Schmidt, construído próximo ao Museu Histórico, foi inaugurado oficialmente em 26 de janeiro de 1957. A construção do prédio foi uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e contou com a colaboração financeira do Instituto Brasileiro do Café – IBC e do Comendador Geremia Lunardelli (3.º Rei do Café).
O Museu Casa de Portinari preserva móveis e objetos do pintor, além de abrigar 20 murais em técnicas de afresco e têmpera
O Museu Casa de Portinari fica no imóvel onde o pintor passou a infância
TEATRO DE ARENA 
Em 1969 foi inaugurado o Teatro de Arena, idealizado e construído por Jaime Zeiger. Construído numa meia-encosta, em uma área de aproximadamente 6 mil metros quadrados, Jaime Zeiger realizou pesquisas em vários países da Europa e Oriente Médio para a escolha do local ideal: topografia que favoreceria a qualidade acústica do teatro. Este teatro foi o primeiro teatro de arena construído no interior do Estado de São Paulo. A peça Antígona (de Sófacles) foi o primeiro espetáculo teatral apresentado no Teatro de Arena. 
Durante o ano de 1986 o teatro sofreu algumas reformas e foi reinaugurado em 1987.
Teatro Municipal
TEATRO PEDRO II
O Teatro Pedro II, por exemplo, foi construído em 1930, como símbolo de poder da sociedade cafeeira. Inspirado nas casas de shows da Europa, o teatro é o segundo maior em capacidade de público do país. Ele é palco de shows, concertos sinfônicos, peças teatrais, apresentações de dança e espetáculos de ópera. O Museu do Café coronel Francisco Schmidt é outro lugar onde os turistas podem conhecer melhor a história da cidade. Os visitantes encontram um vasto acervo com objetos e documentos do século XIX, como esculturas, carros de boi e fotos do período.
O Theatro Pedro II sofreu um incêndio nos anos 80 e reabriu em 1996, com um novo lustre criado por Tomie Ohtake
RIBEIRÃO PRETO
imagem - Wikipédia
População estimada 2016 (1) - 674.405
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 650,916
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 928,92
Código do Município 3543402
Gentílico - ribeirão-pretano
ORIGEM DO NOME
A cidade teve os nomes de Barra do Retiro, Capela de São Sebastião do Ribeirão Preto, Vila de São Sebastião do Ribeirão Preto, Vila de Entre Rios e Vila de Ribeirão Preto.
O nome "Ribeirão Preto" deve-se ao ribeirão que atravessa a cidade, que é chamado de "Preto".
Gentílico: ribeirão-pretano
HISTÓRICO
José Mateus dos Reis, dono da maior parte da Fazenda das Palmeiras, fez a primeira doação de terras no valor de 40 mil reis, "com a condição de no terreno ser levantada uma capela em louvor a São Sebastião das Palmeiras". Em 2 de novembro de 1845, no bairro das Palmeiras, era fincada uma cruz de madeira como tentativa de demarcação de um patrimônio para a futura capela de São Sebastião.
Com esta, surgiram outras doações objetivando ampliar o patrimônio da capela, doações que foram anexadas à primeira feitas por José Alves da Silva (4 alqueires), Miguel Bezerra dos Reis (2 alqueires), Antônio Bezerra Cavalcanti (12 alqueires), Alexandre Antunes Maciel (2 alqueires), Mateus José dos Reis (2 alqueires), Luís Gonçalves Barbosa (1 alqueire) e Mariano Pedroso de Almeida.
Os doadores de terras de Ribeirão Preto para o patrimônio são ainda os seguintes João Alves da Silva Primo, Severiano Joaquim da Silva, José Borges da Costa e Ignacio Bruno da Costa e Ana Zeferina Terra, a última doadora de terras para o patrimônio.
Segundo o historiador Rubem Cione em seu livro História de Ribeirão Preto, volume 2, segunda edição, muitos dos que trabalharam pelo progresso da cidade também são considerados fundadores. Entre eles, Bernardo Alves Pereira, Antônio Alves Pereira, Manuel do Nazareth Azevedo, Manuel Fernandes do Nascimento, Padre Geremias José Nogueira, Padre Manuel Euzébio de Araujo, Padre Miguel Martins da Silva e Padre Angelo Philydori Torres.
AQUI O AEROPORTO
imagem - Wikipédia
CATEDRAL DE SÃO SEBASTIÃO
imagem - Wikipédia
IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imagem - Roberta Soriano
INTERIOR DA IGREJA DE SÃO JOSÉ OPERÁRIO
imagem - Roberta Soriano
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA
imagem - Roberta Soriano
PARQUE MUNICIPAL
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Wikipédia
imagem - Roberta Soriano
imagem - Roberta Soriano
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Vitor J. Quarelo
imagem - Antônio de Andrade
imagem - Wikipédia
imagem - Marco Aurélio Esparza
imagem - Rafael Torres Gavioli
imagem - Roberta Soriano
TEATRO
imagem - Wikipédia
CHOPERIA
imagem - Wikipédia
PALÁCIO RIO BRANCO - SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
imagem - Wikipédia
ESTÁDIO SANTA CRUZ
imagem - Renato Viana Albarral
MUSEU DO CAFÉ
imagem - Wikipédia
imagem - Vitor J. Quarelo
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
imagem - Wikipédia
ESTÚDIO KAISER DE CINEMA
imagem - Wikipédia
CARTÓDROMO
imagem - Wikipédia
CENTRO INDUSTRIAL
imagem - Wikipédia
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE RIBEIRÃO PRETO
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Wikipédia
imagem - Celso Ortolan
imagem -  Celso Ortolan
imagem - Renato Viana Albarral
imagem - Wikipédia
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO, SÃO PAULO


fonte / fotos = Thymonthy Becker / Wikipédia / viajeaqui.abril.com.br / Portal da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto / Portal do Governo de São Paulo / Divulgação / 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 ESTRADAS BRASILEIRAS QUE VALE A PENA DIRIGIR POR ELAS - Viajar de carro pode ser muito bom, se for por uma dessas estradas. Confira cinco trechos que agradam tanto quanto o destino final de suas férias

CONHEÇA 05 ESTRADAS QUE VALE A PENA VOCÊ VIAJAR DE CARRO POR ELAS. Há quem diga que o importante não é o destino final, e sim o caminho até lá. Em uma viagem de carro, não costuma ser bem assim, considerando o péssimo estado do asfalto de nossas estradas, além do custos do pedágio, motoristas ruins e a falta de uma boa paisagem. Mesmo com todos esses problemas, é possível aproveitar um passeio automotivo pelo Brasil em uma das cinco estradas escolhidas pela Hertz, empresa especializada em aluguel de veículos: Confira ESTRADA REAL / MINAS GERAIS / RIO DE JANEIRO / SÃO PAULO  Também conhecida como Caminho Real, é uma das estradas mais famosas do Brasil, por ser um dos principais pontos turísticos do País. Tem 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Motivos não faltam para visita-la, com um circuito de 179 cidades históricas, passando por belas paisagens formadas pelos trechos de mata atlântica. Tem até atividades fora do carro, como caminhada…

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

ITUIUTABA, MINAS GERAIS - Com vários atrativos turísticos como cachoeiras, trilhas, museu, parques. artesanato regional e a famosa cachaça artesanal

CONHEÇA A CIDADE DE "ITUIUTABA", MINAS GERAIS, BRASIL BEM VINDO A CIDADE DE ITUIUTABA, MG. PORTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO foto - ? População estimada 2016 (1) - 103.945 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.598,046 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 37,40 Código do Município 3134202 Gentílico - ituiutabano Prefeito 2017 / FUED JOSE DIB ORIGEM DO NOME O nome da cidade eh de origem indígena: I - rio, TUIU ­barrento; TABA - povoação, cidade. “Cidade do rio barrento”
Gentílico: ituiutabano HISTÓRICO Ituiutaba é uma fusão de vocábulos tupis que significa "povoação do rio Tijuco". Os primitivos habitantes do município eram ameríndios, pertencentes ao grupo Gê, também chamados caiapós. Uma das tribos que deixaram fama na região foi a dos panariás, muito bem estudada por Alexandre Barbosa, de Uberaba. Por fim ela foi aldeada na atual povoação de São Francisco de Sales, às margens do Rio Grande, no vizinho município de Campina Verde. Os panariás - assinala o his…

PONTE NOVA, MINAS GERAIS - No circuito turístico Montanhas e Fé da Estrada Real e Rota Imperial

CONHEÇA A CIDADE DE "PONTE NOVA", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - Ronaldo Fernandes PARQUE MUNICIPAL NATURAL "TANCREDO NEVES" EM PONTE NOVA, MG
Foto - Isabella Ottoni
PONTE DA BARRINHA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
RIO PIRANGA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Isabella Ottoni 
SEDE DA FAZENDA SANTA HELENA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
USINA SANTA HELENA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Isabella Ottoni
VISTA GERAL DA CIDADE DE PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
PONTE DE FERRO EM PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
BEM VINDO A CIDADE DE PONTE NOVA. TERRA NATAL DE REINALDO - ÍDOLO DO CLUBE ATLÉTICO MINEIRO E DA DUPLA SERTANEJA VICTOR E LÉO
foto - ?
População estimada 2016 (1) - 60.188
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 470,643
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 121,94
Código do Município 3152105
Gentílico - ponte-novense
Prefeito 2017 / WAGNER MOL GUIMARÃES
ORIGEM DO NOME
A SEGUNDA metade do século XVIII, uma comissão incumbida oficialmente de abrir u…

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

MERCÊS, MINAS GERAIS - Famosa por seu turismo de eventos, como o Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, que acontece na segunda quinzena de setembro; as festividades do Carnaval; Torneio Leiteiro; e Festa da Virada, que movimentam a economia da cidade e da região.

CONHEÇA A CIDADE DE "MERCÊS", MINAS GERAIS, BRASIL SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE MERCÊS, MG. UMA CIDADE ABENÇOADA foto - Thymonthy Becker AQUI O TEMPLO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESCOLA MUNICIPAL EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker IGREJA EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker MATRIZ DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS E SEU INTERIOR EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker HOMENS TRABALHANDO NO TELHADO DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker foto - Thymonthy Becker NA HORA CERTA foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG

BAEPENDI, MINAS GERAIS - Na terra de "Nhá Chica" mais de 50 cachoeiras em meio a paisagens deslumbrantes esperam por você

CONHEÇA A CIDADE DE "BAEPENDI", MINAS GERAIS, BRASIL imagem - ? BEM VINDO A CIDADE DE BAEPENDI. TERRA DAS CACHOEIRAS imagem - ?
A CIDADE FAZ ANIVERSÁRIO EM 02 DE MAIO E FOI FUNDADA EM 1.856 foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 19.252 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 750,554 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 24,39 Código do Município 3104908 Gentílico - baependiano Prefeito 2017 / HILTON LUIZ DE CARVALHO ROLLO ORIGEM DO NOME Eh controvertida a origem do topônimo Baependi. Segundo uns, seria derivado de mbae (coisa), pe (interrogativo) e nde (tua) e significaria: que gente e essa (tua) ou pertence-te isto? - pergunta que teria sido feita a um indígene pelos primeiros civilizados que andaram pela região. Para outros - Teodoro Sampaio, inclusive -, e uma corruptela de mbae-pindi o limpo em alusão a uma clareira na mata marginal do rio grande, facilitando o caminho dos descobridores. Há outras interpretações, todavia.
Gentílico: baependiano Histór…

PRACUÚBA, AMAPÁ - Com grande potencial turístico com suas grandes áreas de florestas, áreas inundáveis e múltiplos ambientes pesqueiros

CONHEÇA A CIDADE DE "PRACUÚBA", AMAPÁ, BRASIL No Estado do Amapá, o Município de Pracuúba, apresenta condições favoráveis à implantação de projetos do segmento turístico, não só por possui um dos maiores patrimônios naturais, praticamente intocados, mas por reunir uma síntese de ecossistemas nativos da Amazônia.  O governo do estado visa à implementação de projetos através das políticas públicas que tenham o cunho da viabilidade social, cultural, econômica e ambiental da localidade, para possibilitar o desenvolvimento turístico através de seu potencial e primar pela sustentabilidade no município. (Internet) Pracuúba que tem um grande potencial turístico, de condições técnicas, organizacionais e gerenciais para o desenvolvimento estrutural de atividades turística na localidade. E visa também descentralizar as ações de planejamento, de coordenação, de execução e de acompanhamento avaliados pelos órgãos responsáveis, motivando os segmentos organizados e a comunidade do municípi…

INHAPIM, MINAS GERAIS - No vale do Rio Doce, entre as Verdes Montanhas das Minas gerais, com cachoeiras e trilhas, Inhapim eh uma cidade hospitaleira, charmosa com ótima comida mineira

CONHEÇA A CIDADE DE "INHAPIM", MINAS GERAIS, BRASIL, DA JANELA DO TREM

A igreja matriz é a porta de entrada da cidade.
foto - ? CONHEÇA UM POUCO MAIS DE INHAPIM POR FOTOS
BAIRRO SANTO ANTÔNIO
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira DISTRITO DE MACADAME
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira AABB (ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL)
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira VILA MARQUES
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira