Pular para o conteúdo principal

DESERTO DO ATACAMA, ANTOFAGASTA, CHILE - De tempos em tempos, viajantes brasileiros escolhem um novo destino turístico no exterior para chamarem de seu. Chegou a vez do Atacama. Os brasileiros já desbancaram os alemães e é a terceira nacionalidade que mais visita este destino. E o melhor é que nem precisa de passaporte




CONHEÇA O "DESERTO DO ATACAMA", ANTOFAGASTA, CHILE
Atacama é considerado o deserto mais árido do mundo (Crédito: Thinkstock)
De tempos em tempos, viajantes brasileiros escolhem um novo destino turístico no exterior para chamarem de seu. Foi assim com Bariloche, Buenos Aires (anos mais tarde, substituída pela chilena Santiago) e com alguns tantos destinos de esqui no Chile (só para ficarmos por aqui mesmo, na América do Sul). 
Recentemente, Guilherme Soares Dias, do excelente site Calle 2, trouxe números muito curiosos sobre a presença de brasileiros no deserto mais árido do planeta, no norte do Chile. 
Segundo fontes consultadas para seu artigo ‘Turistas brasileiros invadem deserto do Atacama’, Dias estima que “40% dos cerca de 1 milhão de turistas que visitam o Atacama por ano sejam brasileiros.” 
Ainda de acordo com os números levantados pelo autor, os brasileiros já desbancaram os alemães e são a terceira nacionalidade que mais visita o destino. 
Em outras palavras, tá na moda ir para o Atacama (e se eu fosse você, trataria de ir o mais rápido possível para lá, antes que vire a versão desértica dos destinos rústicos de praia brasileira que se popularizaram nas agências de viagens). 
E o melhor é que nem precisa de passaporte. O Chile é um dos países da América do Sul onde brasileiros podem entrar apenas com o RG com foto recente. 
Já desembarquei três vezes nessas que são consideradas as terras mais secas do planeta. E cada vez que coloco os pés nesse destino do norte do Chile não consigo repetir uma atração sequer. 
Seja pela primeira vez ou não, o Deserto do Atacama é daqueles destinos que valem a pena ser visitados em várias viagens e em diferentes estações do ano. 
Cidade de San Pedro do Atacama, Chile (Um Viajante)
CONFIRA ATRAÇÕES 
⇒ San Pedro de Atacama 
O minúsculo povoado a mil km de Santiago é o melhor resumo do que o viajante vai encontrar nos dias seguintes: ruas de terras alaranjadas, construções de adobe e um típico colorido andino estampado em roupas e acessórios expostos nos pequenos estabelecimentos comerciais da cidade. 
É na rua Caracoles, a movimentada via principal de San Pedro, onde estão os melhores restaurantes, alguns hotéis com diárias mais econômicas (mas não se anime, o destino é mesmo mais caro do que o restante do Chile) e os escritórios das agências de turismo mais populares do destino. 
Lembre-se que é ali que começa o planejamento de seus próximos dias, uma vez que muitos dos roteiros mais populares no Atacama só podem ser feitos em tours organizados. 
⇒ Salar do Atacama 
Localizado no interior da Reserva Nacional Los Flamencos, esse salar é cenário obrigatório em sua primeira viagem ao Atacama. 
São 320 mil hectares de um impressionante deserto formado por rochas de sal que rodeiam lagoas que servem de habitat para os três tipos de flamingos locais. 
Localizado no interior da Reserva Nacional Los Flamencos, esse salar é um dos cenários obrigatórios, no Deserto do Atacama, no Chile
A Reserva Nacional Los Flamencos preserva uma área de mais de 73 mil hectares e abriga atrações como os salares de Tara, de Aguas Caliente, de Puisa e do Atacama, além das lagoas Miscanti e Miñiques.  (foto: Eduardo Vessoni) 
⇒ Vales da Lua e da Morte 
Não tem como escapar. Se essa é a sua primeira visita ao destino, esses dois vales são obrigatórios no roteiro. 
Formado por dunas de areia e esculturas rochosas naturais, o Valle de la Luna, fica a dois quilômetros de San Pedro e pode, inclusive, ser visitado de forma independente por visitantes a bordo de bicicletas. 
Já o Valle de la Muerte pode ser visitado em tours mais demorados que incluem a Cordilheira do Sal e curiosas esculturas de sal conhecidas como Las Tres Marías. 
Certos passeios turísticos devem ser evitados em qualquer parte do planeta, mas a popular observação do por do sol no Valle de la Luna é uma daquelas experiências congestionadas que não devem ser evitadas. 
⇒ Gêiseres de El Tatio 
Prepare-se para as baixas temperaturas (-16°, para ser mais exato) nesse tour que começa, obrigatoriamente, às quatro da manhã, por conta do trabalho das fumarolas dos gêiseres que se podem ser vistas bem cedo por conta do frio. 
Localizado a quase 4.300 metros de altitude, esse campo geotérmico fica em El Tatio, a 90 km ao norte de São Pedro, e pode ser visto durante banhos em piscinas naturais de águas vulcânicas, atividades que acontecem logo após o café da manhã servido no local, ali mesmo entre um gêiser e outro. 
O melhor horário para observação do fenômeno é entre seis e sete da manhã. 
⇒ Lagoas do Atacama 
Escondidas no deserto, a 4.200 metros de altitude, as lagoas altiplânicas são outra atração obrigatória para quem chega no Atacama pela primeira vez. 
As mais populares são Miscanti e Miñiques, conhecidas pelas suas águas de tons azuis safiros, a pouco mais de 100 km de San Pedro. 
Mais próximo ao centro do vilarejho se encontra a Cejar, lagoa de água com alta concentração de sal que permite aos visitantes nadar no local sem afundar. 
⇒ Tour astronômico 
Localizado no norte do Chile, o Deserto do Atacama tem condições climáticas que garantem poucas chuvas e mais de 300 noites de céu aberto por ano. 
O deserto mais seco do mundo é considerado um dos melhores lugares do planeta para observação do céu, devido a suas condições favoráveis, como os mais de 2.400 metros de altitude, baixa umidade local e pouca luminosidade artificial. 
Em Ayllu de Sólor, a apenas seis quilômetros de San Pedro de Atacama, é possível passar 2h30 ouvindo histórias (e piadas) que o francês Alain Maury conduz durante seu tour astronômico. 
⇒ Arte rupestre 
Se a capital arqueológica do Chile fascina os visitantes mais curiosos com registros de períodos anteriores aos incas, e que hoje estão guardadas sob as pedras do Pukara de Quitor e as areias finas da Aldea de Tulor, os petróglifos de Yerbas Buenas seguem milhares de anos sob o sol forte do Atacama. 
Considerados a maior concentração de arte rupestre da região do Atacama, esses petróglifos em rochas vulcânicas abrigam inscrições rupestres em alto e baixo relevos, talhados em enormes muros de pedra, cujos desenhos descrevem a vida cotidiana e os rituais religiosos da época das caravanas que passavam por ali. 
⇒ Valle del Arcoiris 
Na mesma viagem para conhecer os petróglifos de Yerbas Buenas é possível visitar outra atração de tons surreais, cujo nome é uma referência aos tons de cores nas montanhas locais, devido à presença de minerais. 
Matancilla é uma zona de vales onde a natureza resolveu colorir montanhas com diferentes tons de verde, vermelho e branco. É nessa pequena região de pastores ao norte de San Pedro que se encontra o Valle del Arco Iris, uma sequência impressionante de rochas policromáticas. 
Essas formações ganham tons avermelhados com a presença da argila; o aspecto branco vem das cinzas provenientes de erupções vulcânicas; e a mistura de minerais é responsável pelo tom esverdeado do vale. 
SAIBA MAIS 
como chegar: 
San Pedro está a 100 km de Calama, onde se localiza o aeroporto mais próximo. Para quem não tem tempo, invista alguns pesos chilenos do orçamento para chegar de avião ao Atacama, uma vez que a viagem entre Santiago e Calama duram (longas) 24 horas. Por vias aéreas são duas horas de duração, aproximadamente, em voos operados pela Latam. 
Se ainda assim o orçamento estiver apertado, vá sem medo por vias terrestres, pois os ônibus chilenos são conhecidos por sua excelente qualidade de serviço, inclusive com sistema de refeição e entretenimento a bordo. A viagem é feita por empresas como Pullman Bus e Tur Bus. 
traslado: 
Do aeroporto de Calama existem serviços de táxis e transfers para San Pedro, um deslocamento de, aproximadamente, 1h30 de duração. Uma opção aventureira (e talvez uma das experiências mais fascinantes em toda a América do Sul) é a travessia até o Chile pelo deserto da Bolívia, onde se localiza o obrigatório Uyuni. Os tours variam de 1 a 4 dias e podem ser encontrados na chilena San Pedro de Atacama ou na cidade do Uyuni, na Bolívia. 
Quem vai de carro a partir de Santiago deve seguir pela Ruta 5 norte até a bifurcação em Carmen Alto e dali pegar a Ruta 25 sentido nordeste pelos próximos 1.574 km. 
quando ir: 
Na região mais seca do mundo, chuvas são bem raras e não ultrapassam algumas dezenas de milímetros de água por ano. Porém, planeje a viagem para meses com temperaturas mais amenas: entre setembro e novembro; ou entre março e maio, temporadas de primavera e outono, respectivamente. 
fique esperto: Mal de altura ou puna é o mal estar causado pelas altitudes elevadas do local. Recomenda-se beber muita água, mastigar folhas de coca em uma das feiras de artesanato de San Pedro e evitar ingerir bebida alcoólica no primeiro dia da viagem. 
Chile é um dos países mais surpreendentes da América do Sul (Crédito: Thinkstock)

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



Fonte / Fotos = msn.com / Viagem em Pauta / Thymonthy Becker / Wikipédia / 

O post Deserto do Atacama é o novo queridinho dos brasileiros. "Veja dicas" apareceu primeiro em - Viagem em Pauta. -

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 ESTRADAS BRASILEIRAS QUE VALE A PENA DIRIGIR POR ELAS - Viajar de carro pode ser muito bom, se for por uma dessas estradas. Confira cinco trechos que agradam tanto quanto o destino final de suas férias

CONHEÇA 05 ESTRADAS QUE VALE A PENA VOCÊ VIAJAR DE CARRO POR ELAS. Há quem diga que o importante não é o destino final, e sim o caminho até lá. Em uma viagem de carro, não costuma ser bem assim, considerando o péssimo estado do asfalto de nossas estradas, além do custos do pedágio, motoristas ruins e a falta de uma boa paisagem. Mesmo com todos esses problemas, é possível aproveitar um passeio automotivo pelo Brasil em uma das cinco estradas escolhidas pela Hertz, empresa especializada em aluguel de veículos: Confira ESTRADA REAL / MINAS GERAIS / RIO DE JANEIRO / SÃO PAULO  Também conhecida como Caminho Real, é uma das estradas mais famosas do Brasil, por ser um dos principais pontos turísticos do País. Tem 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Motivos não faltam para visita-la, com um circuito de 179 cidades históricas, passando por belas paisagens formadas pelos trechos de mata atlântica. Tem até atividades fora do carro, como caminhada…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

ITUIUTABA, MINAS GERAIS - Com vários atrativos turísticos como cachoeiras, trilhas, museu, parques. artesanato regional e a famosa cachaça artesanal

CONHEÇA A CIDADE DE "ITUIUTABA", MINAS GERAIS, BRASIL BEM VINDO A CIDADE DE ITUIUTABA, MG. PORTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO foto - ? População estimada 2016 (1) - 103.945 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.598,046 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 37,40 Código do Município 3134202 Gentílico - ituiutabano Prefeito 2017 / FUED JOSE DIB ORIGEM DO NOME O nome da cidade eh de origem indígena: I - rio, TUIU ­barrento; TABA - povoação, cidade. “Cidade do rio barrento”
Gentílico: ituiutabano HISTÓRICO Ituiutaba é uma fusão de vocábulos tupis que significa "povoação do rio Tijuco". Os primitivos habitantes do município eram ameríndios, pertencentes ao grupo Gê, também chamados caiapós. Uma das tribos que deixaram fama na região foi a dos panariás, muito bem estudada por Alexandre Barbosa, de Uberaba. Por fim ela foi aldeada na atual povoação de São Francisco de Sales, às margens do Rio Grande, no vizinho município de Campina Verde. Os panariás - assinala o his…

MONUMENTO HOLGER DANSKE, DINAMARCA - A tradição diz que a estátua ganhará vida quando a Dinamarca se encontrar em grande perigo e salvará a nação

CONHEÇA O "HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA - HOLGER DANSKE ", DINAMARCA 
Explorar as criptas e catacumbas do Castelo de Kronborg é uma grande experiência. Escondido no porão do castelo, você vai conhecer o dinamarquês Holger (Holger Dansk), uma imponente estátua de pedra. Holger o dinamarquês, é uma figura lendária na cultura dinamarquesa. Se a Dinamarca se encontrar em apuros, ele vai acordar e defendê-la! HOLGER DANSKE, OU HOLGER, O DINAMARQUÊS, É UM HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA. A PRIMEIRA REFERÊNCIA QUE TEMOS SOBRE A SUA EXISTÊNCIA APARECE EM ANTIGOS POEMAS FRANCESES, DE MEADOS DO SÉCULO XI. DE ACORDO COM A LENDA, ERA FILHO DE GODOFREDO, REI DA DINAMARCA. O SEU FILHO FOI MORTO POR CARLOS, O JOVEM, FILHO DE CARLOS MAGNO; EM BUSCA DE VINGANÇA, PROCUROU-O E MATOU-O. SÓ POR POUCO O IMPEDIRAM DE MATAR O PRÓPRIO CARLOS MAGNO. RESISTIU A CARLOS MAGNO DURANTE SETE ANOS, MAS FEZ A PAZ PARA LUTAR AO LADO DELE CONTRA OS SARRACENOS. DURANTE ESSA BATALHA MATOU O GIGANTE BREHUS. OS BARALHOS …

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

MONJOLOS, MINAS GERAIS - O município possui alto potencial de ecoturismo, pois conta com diversas cachoeiras, corredeiras, grutas e trilhas, todas cercadas por uma vasta e bela vegetação e que proporcionam deliciosos passeios de bike, motos, jipes ou até mesmo simples caminhadas.

CONHEÇA A CIDADE DE "MONJOLOS", MINAS GERAIS, BRASIL Situada na região central mineira, na Bacia do Rio das Velhas em um vale da Serra do Cabral, Monjolos integra, além da Estrada Real, o Circuito dos Diamantes.  A 265 km da capital mineira, o município possui alto potencial de ecoturismo, pois conta com diversas cachoeiras, corredeiras, grutas e trilhas, todas cercadas por uma vasta e bela vegetação e que proporcionam deliciosos passeios de bike, motos, jipes ou até mesmo simples caminhadas.
Rio Pardinho em Monjolos, MG(Instituto estrada Real)  A Área de Preservação Ambiental do Vale do Fundo apresenta uma densa mata virgem banhada por deleitáveis nascentes e cascatas. Ainda pouco explorada, a Gruta do Pau-Ferro possui grandes galerias com estalactites e estalagmites.  A cidade ainda possui um Centro de Artesanato, onde é exposto e vendido todo o artesanato da região. A Igreja Matriz Nossa Senhora do Livramento, a Ponte Férrea do Rio Pardo e o Monumento a Monjolos também aju…

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Um pequeno paraíso conhecido como Terra das Cachoeiras pois possui mais de 120 quedas d'água na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. Tem o grande poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina, ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho.

CONHEÇA A CIDADE DE "CARRANCAS", MINAS GERAIS, BRASIL

MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS. imagem "?" Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais. Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a …

BOM JARDIM DE MINAS, MINAS GERAIS - Típica cidade mineira, com povo hospitaleiro, de clima ameno e muito aconchegante, traz no bojo de sua historia uma origem bucólica e religiosa com inúmeras atrações turísticas

CONHEÇA A CIDADE DE "BOM JARDIM DE MINAS", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - Thymonthy Becker  BEM VINDO A CIDADE DE BOM JARDIM DE MINAS. PORTAL DA SERRA DA MANTIQUEIRA foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 6.648 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 412,021 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 15,78 Código do Município 3107505 Gentílico - bom-jardinense Prefeito 2017 / SERGIO MARTINS ORIGEM DO NOME O TOPÔNIMO ORIGINOU-SE DO NOME DA FAZENDA BOM JARDIM, PIONEIRA DA COMUNIDADE, E DO BELO "JARDIM" NELA CONSTRUÍDO PELOS SEUS PROPRIETÁRIOS. Bom Jardim de Minas Minas Gerais - MG HISTÓRICO O território onde se acha localizado o município, foi habitado por silvícolas de diversas tribos não identificados devidamente. Em 1770, Manoel Arriaga de Oliveira, sua mulher e seis filhos, chegaram à região, fundaram uma colônia que chamaram Campo Vermelho, tornando-se os primeiros moradores do lugar. O núcleo sofreu vários ataques dos índiso, sendo morto o filho do fundad…

AIMORÉS, MINAS GERAIS - Apesar de ser pequena, a cidade conta com belas paisagens e ótimos lugares para turismo como o Parque Botânico, Instituto terra e a barragem da Usina Hidroelétrica

CONHEÇA A CIDADE DE "AIMORÉS", MINAS GERAIS, BRASIL BEM VINDO A CIDADE DE AIMORÉS, MG. A TERRA DO SOL ETERNO. A PRINCESINHA DO LESTE MINEIRO. imagem - ? População estimada 2016 (1) - 25.703 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.348,913 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 18,50 Código do Município 3101102 Gentílico - aimorense Prefeito 2017 / MARCELO MARQUES ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE AIMORÉS, MG Em 1915 passou a chamar-se Aimorés, em homenagem aos primitivos habitantes da terra, os índios botocudos do grupo "aimure/guimaré" (aimoré).
Gentílico: aimorense Histórico Aimorés Minas Gerais - MG HISTÓRICO DA CIDADE DE AIMORÉS, MG O DESBRAVAMENTO da região onde fica o Município de Aimorés data de 1856 a 1860, quando os primeiros posseiros, os irmãos João e Luís de Aguiar e um cunhado de nome Inácio Mançores, vindos da Paraíba do Sul (RJ), chegaram a propriedade do Tenente Francisco Ferreira da Silva, no Município de Manhuaçu, ganharam as cabeceiras do rio P…