Pular para o conteúdo principal

TARAUACÁ, ACRE - Cidade fundada a partir de um seringal de nome Foz do Muru, no início do século XX. Em 1907 passou a ser vila. Anos depois, 24 de Abril de 1913, foi elevada à categoria de cidade. Até 1943 o município se chamou SEABRA, quando então recebeu o nome TARAUACÁ, palavra indígena que quer dizer "rio dos paus ou das tronqueiras". O abacaxi gigante que a região produz, de até 15 kg, juntamente com as inúmeras tarauacaenses que venceram o concurso Miss Acre, Tarauacá ficou conhecida como “Terra da mulher bonita e do abacaxi grande”




CONHEÇA A CIDADE DE "TARAUACÁ", ACRE, BRASIL - DA JANELA DO TREM
Vista parcial da cidade de Tarauacá, AC
Vista parcial da cidade de Tarauacá, AC
foto - Isaac melo
ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE TARAUACÁ, AC
O nome "Tarauacá" se remete a um significado indígena que quer dizer "rios dos paus ou das tronqueiras". A cidade possui a quarta maior população do Estado e ocupa o terceiro lugar em extensão territorial.
foto - Valdir nery
A CIDADE DE TARAUACÁ, AC
O município de Tarauacá, distante 400 Km de Rio Branco, possui hoje ao menos 40 mil habitantes, segundo o governo do Acre. 
A cidade é a segunda do Acre em concentração de terras indígenas. Antes de virar município era habitada por índios Cachinauás e Jaminauas, que moravam às margens dos Rios Tarauacá e Murú.
foto - ?
INFRAESTRUTURA EM TARAUACÁ, AC
O município, que sofria isolamento por causa das precárias condições da BR-364, agora conta com ligação permanente pela rodovia ao restante do país. A maior parte de suas relações econômicas dá-se com o município de Feijó, devido a sua relativa proximidade (cerca de 48 quilômetros). O transporte fluvial é sazonal, devido à variação do nível das águas do Rio Tarauacá. No município localiza-se o terceiro mais movimentado aeroporto do Acre
Ponte sobre o rio Tarauacá em Tarauacá, AC
foto - Sérgio Vale
foto - Sergio Vale
ECONOMIA DE TARAUACÁ, AC
A base econômica do município fundamenta-se na agricultura, pecuária, pesca e no extrativismo de borracha e madeira, para exportação. Conta, ainda, com pequenas indústrias de móveis, cerâmicas e artefatos de cimento, mas a base da economia ainda é o funcionalismo público. Embora, ano após ano, a participação deste diminua na composição econômica. 
BARRACA DE FRUTAS EM TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
DE QUANDO TARAUACÁ, ACRE FICOU FAMOSA
O município de Tarauacá se tornou famoso no Brasil e no mundo após o programa Globo Repórter exibir uma matéria sobre as "Riquezas Amazônicas". A reportagem mostra que além de produzir uma espécie de abacaxi gigante, também comprova que uma combinação de ervas que só existem na região, é capaz de fazer crescer cabelo em quem tem calvície. Carlos Pinto da Silva, o seringueiro que se virou cientista ao desenvolver o "Shampoo Esperança", diz que jamais revelará o segredo da sua fórmula milagrosa, tão cobiçada pelas indústrias de cosméticos.
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE TARAUACÁ, ACRE - A CIDADE DOS ABACAXIS GIGANTE E MULHERES BONITAS
foto - ?
foto - ?
Miss Acre 2011 de Tarauacá, AC
Centro da cidade de Tarauacá, AC
MATRIZ DE SÃO JOSÉ EM TARAUACÁ, AC
foto - Isaac Melo
UM PASSEIO DE BICICLETA PELAS RUAS DE TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - Gleison Miranda 
foto - Sergio Vale

foto - ?
AEROPORTO DE TARAUACÁ, ACRE
foto - Sergio Vale
FANFARRA ESCOLAR EM TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
FESTIVAL DO ABACAXI EM TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
INDÍGENAS NA REGIÃO DE TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
foto - Edson caetano
TEATRO MUNICIPAL EM TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
PRAÇA CENTRAL DE TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
HOSPITAL DE TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
foto - Gleison Miranda 
ESCOLA PÚBLICA DE TARAUACÁ, ACRE
foto - ?
foto - Gleison Miranda 
foto - ?
RIO TARAUACÁ QUE CORTA A CIDADE DE TARAUACÁ, AC
foto - Isaac Melo
AS BELAS PRAIAS DE ÁGUA DOCE EM TARAUACÁ NO ACRE
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - Fabian Michelangeli
foto - ?
foto - Edson Caetano 
ENTARDECER EM TARAUACÁ, ACRE
foto - Gleison Miranda 
foto - Yêdy Junior
Código do Município - 1200609
Gentílico - tarauacaense
Prefeito 2017 / MARILETE VITORINO DE SIQUEIRA
População estimada [2017] - 40.024 pessoas 
População no último censo [2010] - 35.590 pessoas 
Densidade demográfica [2010] - 1,76 hab/km²
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2015] - 2 salários mínimos 
Pessoal ocupado [2015] - 2.128 pessoas 
População ocupada [2015] - 5,5 % 
Área da unidade territorial [2016] - 20.171,074 km² 
Esgotamento sanitário adequado [2010] - 9,3 % 
Arborização de vias públicas [2010] - 59,1 %
Gentílico: tarauacaense
HISTÓRICO 
A região era habitada por índios Cachinauás e Jaminauas, às margens dos Rios Tarauacá e Murú. 
Em virtude da emigração dos nordestinos a partir do ano de 1877, intensificou-se a exploração das terras do município. Em 1889 um grupo de imigrantes chega a confluência do rio Murú com o Tarauacá, fundando aí o seringal Foz do Murú, que em breve cresceu de importância uma vez que era aí o ponto de partida para as explorações dos altos rios. O marco inicial, porém, da verdadeira história do desbravamento desta região, a se ter notícia positiva, data do ano de 1890, quando fundaram um porto na confluência dos rios citados, denominando-o "Foz do Murú" ponto de partida para novas explorações. 
Com a celebração do Tratado de Petrópolis, em 1903, as terras do município passam a integrar o território nacional.
BANDEIRA DA CIDADE DE TARAUACÁ, ACRE
BRASÃO DO MUNICÍPIO TARAUACÁ, ACRE
ESTA EH A BANDEIRA DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TARAUACÁ, AC

VALEU PELA VISITA


fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / Portal da Prefeitura Municipal de Tarauacá /

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Baependi é um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade. Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares. A religiosidade ocupa lugar de destaque como um dos fatores que mais atraem os visitantes, uma vez que Baependi foi o lugar onde a serva de Deus, Nhá Chica, concedeu suas graças, hoje em dia inúmeras romarias de diversas partes do país têm como destino o Santuário de Nhá Chica, onde também se encontram seus restos mortais.

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Será que tem gremista em Colorado? Claro que tem. Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O município tem como base da economia a produção agrícola. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. Destes, Capitólio se destaca por oferecer as melhores opções de serviços e infraestrutura turística. Os passeios náuticos, os esportes aquáticos, a pesca esportiva e a exuberância natural são pontos fortes da região, que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, onde nasce o Rio São Francisco, o "Velho Chico". O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias. Desses, surgiram os “brasilienses”, o gentílico usado para quem nasceu aqui e adotado por quem veio de fora e assumiu a cidade como sua.

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras. De frente para a Baía da Guanabara, Niterói mostra que a vista para a cidade do Rio não é o único atrativo. Além de oferecer, na sua face voltada para o alto mar, trechos de areia ideais para quem quiser fugir do agito de Ipanema e Copacabana, o município começa a explorar o legado das construções assinadas por Oscar Niemeyer, entre elas o famoso Museu de Arte Contemporânea.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.