Pular para o conteúdo principal

PASSO FUNDO, RIO GRANDE DO SUL - A capital Nacional da Literatura eh um destino certo para os amantes da leitura, da escrita, do ecoturismo, num palco com mais de 156 anos de história




CONHEÇA A CIDADE DE "PASSO FUNDO", RIO GRANDE DO SUL, BRASIL, DA JANELA DO TREM
Fica num importante entroncamento rodoviário que liga o Rio Grande do Sul a Santa Catarina. Por causa disso, durante o verão, é quase parada obrigatória dos argentinos que vêm de carro para o litoral brasileiro.
JORNADA NACIONAL DA LITERATURA
Nos anos ímpares, em agosto, reúne palestras, teatro, dança e mostras de filmes. Paralelos ao evento, ocorrem a Jornadinha (literatura infantojuvenil) e a Jornight, com shows musicais e exposição de cartunistas. 3316-8368.
A CIDADE DE PASSO FUNDO, RS
Educação, Trabalho e Empreendedorismo constituem a base do desenvolvimento de Passo Fundo, município com 194.432 habitantes e mais de 156 anos de história, localizado ao noroeste do Rio Grande do Sul.
Nas últimas décadas, a cidade afirmou-se como a capital do Planalto Médio gaúcho, por ser polo universitário, referência de atendimento em saúde e contar com dinâmica atividade no setor de serviços, no comércio, na indústria e no agronegócio.
Aos que são da terra, somam-se todos os que, aqui, encontram oportunidades de crescimento profissional e pessoal em um ambiente acolhedor, plural e privilegiado pela paisagem natural.
Passo Fundo conta com uma boa infraestrutura em hotéis, shopping center, boates, restaurantes, cinemas, livrarias e teatros. Passo Fundo é considerado polo em saúde. Capital Nacional da Literatura, e sedia, bienalmente, a Jornada Nacional de Literatura. O evento foi ganhando proporções e foi sancionada a lei que confere à cidade gaúcha o título de Capital Nacional da Literatura.
O Festival Internacional do Folclore, realizado em todos os anos pares, o Festival apresenta espetáculos artísticos com a presença de grupos de diversos países e estados brasileiros, com o objetivo de integração cultural. A Estátua de Teixeirinha na Praça onde se encontra o monumento em homenagem ao conhecido cancioneiro tradicionalista Victor Mateus Teixeira, o Teixeirinha. 
O Complexo Turístico de Roselândia, o local possui uma área com mais de 200 hectares, abrangendo cerca de 20 entidades, entre a sede campestre de clubes, CTG, kartódromo, escola de equitação e Parque de rodeios, sendo que somente este possui uma área de 75 mil metros de mata nativa. Chafariz da Mãe Preta - Construído em terra doada pelo Capitão Manoel José das Neves. No princípio servia para abastecer a vila de Passo Fundo. De acordo com a lenda, quem beber da água da fonte retornará a Passo Fundo. Monumento das Missões - Monumento em homenagem à Redução de Santa Tereza de Igaí. Belvedere localizada no bairro Petrópolis, de onde se tem uma vista completa da cidade.
CONHEÇA PASSO FUNDO, RS
Palco de grandes revoluções gaúchas, Passo Fundo, localizada no interior do estado do Rio Grande do Sul, é hoje o destino turístico mais procurado pelos amantes da leitura e escrita. Um dos principais atrativos da cidade é a Jornada Nacional de Literatura, evento que ganhou tanta força e fez com a região ficasse conhecida como a “Capital Nacional da Literatura”.
Reconhecida também como a maior cidade do norte do estado, ela possui uma das infraestruturas mais exemplares do país, se tratando de hotéis, lojas de vestuário e eletrodomésticos, shopping centers, casas noturnas, restaurantes e cinemas. Outro grande espaço turístico da região é o Parque da Gare, atrativo para inúmeros circos, parques, teatros e shows.
Sétimo Céu
Belvedere onde se tem uma vista completa da cidade. Muitas pessoas sobem ao local para apreciar o pôr-do-sol. O lugar já rendeu até composições musicais e literárias.
BEM VINDO A PASSO FUNDO, RS - LUGAR DE SER FELIZ.
imagem -  ?
AQUI O BATALHÃO AMBIENTAL DE PASSO FUNDO, RS
imagem - Fredy Silva
CATEDRAL NOSSA SENHORA APARECIDA NA CIDADE DE PASSO FUNDO, RS
A Catedral Nossa Senhora Aparecida, na época capela, foi construída no topo de uma coxilha em 23 de agosto de 1834. Em 1885 encontrava-se em ruínas, sendo então reconstruída e reinaugurada em 10 de setembro de 1949, passando a se chamar Catedral Nossa Senhora Aparecida. Em 1955, a antiga catedral foi ampliada e hoje conta com 2787m² de área construída. Sua decoração interior possui quatorze mosaicos de vidro colorido que retrata as passagens da Via Dolorosa. O artista polonês Arysyarch Kaszrwicz executou os painéis que representam o nascimento e a ressurreição de Cristo e o Pentecostes. A fachada externa possui quatro estátuas, esculpidas em cimento pelo artista plástico, passo-fundense Ernesto Delvaux, representando os quatro evangelistas Mateus, Marcos, Lucas e João. Suas torres são inspiradas em estilo grego-coríntio/romano e guardam quatro sinos.
imagem - Edilson V. Benvenutti
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO EM PASSO FUNDO, RS
imagem - Fredy Silva
SANTUÁRIO DA ROMARIA À NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA EM PASSO FUNDO, RS
imagem - Fredy Silva
PARQUE DO RODEIO EM PASSO FUNDO, RS
imagem - Wikipédia
INSTITUTO MENINO DEUS DA CIDADE DE PASSO FUNDO, RS
imagem - Fredy Silva
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE PASSO FUNDO, RS
imagem - ?
imagem - Wikipédia
imagem - ?
imagem - ?
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
imagem - Thiago Dambros
imagem - Thiago Dambros
imagem - ?
imagem - Caleffi
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
HOMENAGEM A TEIXEIRINHA EM PASSO FUNDO, RS
imagem - Wikipédia
MONUMENTO AO CHIMARRÃO EM PASSO FUNDO, RS
imagem - Fredy Silva
TREVO DA UNIVERSIDADE
imagem - Darlan Corral
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DE PASSO FUNDO, RS
imagem - Wikipédia
HARAS
imagem - Fredy Silva
ENTORNO DA CIDADE DE PASSO FUNDO, RS
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
FEIRA DE LITERATURA DE PASSO FUNDO, RS
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
imagem - Fredy Silva
TREVO CHEGADA / SAÍDA
imagem - Darlan Corral
População estimada 2016 (1) - 197.798
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 783,421
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 235,92
Código do Município 4314100
Gentílico - passo-fundense
ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE PASSO FUNDO, RS
Passo Fundo Leva esse nome em razão de um rio de mesmo nome utilizado pelos tropeiros desde o século XVIII
Gentílico: passo-fundense
Histórico
PASSO FUNDO RIO GRANDE DO SUL 
Monografia - nº 618 Ano: 1982 
ASPECTOS HISTÓRICOS DA CIDADE DE PASSO FUNDO, RS
O território era habitado pelas tribos indígenas Tapes e Caingangs. Sustentavam-se da caça, de mel, frutas e do cultivo do milho e do feijão. Os caingangs usavam o corte de cabelo à moda dos padres franciscanos, sendo conhecidos pelo nome de coroados e bugres. Em cada aldeia havia um "Chefe-Pai", bem como um Cacique-Geral. Esses chefes eram hereditários ou elegíveis. Possuíam uma lenda sobre o dilúvio que cobriu a terra e do qual se salvou o Caingang subindo a serra. 
Segundo alguns, o território de Passo Fundo foi penetrado a princípio por jesuítas das Missões Orientais do Uruguai, que fundaram a redução de Santa Teresa, para fins de catequese. 
O povoado começou nas primeiras décadas do século XIX, quando os colonizadores penetraram a região e os tropeiros, vindos da fronteira sul, em demanda à então Província de São Paulo, o maior mercado consumidor de muares, passaram a fazer pousada obrigatória no "passo fundo", como medida de segurança. Tornou-se, assim, parte do chamado "Caminho dos Paulistas". 
A região era infestada por índios hostis que atacavam as tropas de mulas, principalmente no lugar denominado "Mato Castelhano", que era muito denso. 
Os tropeiros preferiam cruzar a zona do matagal, durante o dia e por isto pernoitavam no chamado "passo fundo", um lugar alto, do qual descortinavam a região onde dispunham de boa aguada. 
A partir de 1827, vindos da Província de São Paulo, estabeleceram-se na região alguns colonizadores luso-brasileiros. Em Pinheiro Marcado o primeiro morador efetivo, o alferes Rodrigo Félix Martins e, na atual Sede de Passo Fundo, Manoel José das Neves, conhecido como Cabo Neves que posteriormente, recebeu a graduação de Capitão por ter servido na campanha do Prata. Na mesma época, estabeleceram-se no Município, Alexandre da Mota e Bernardo Paz. 
Em 1831, o Capitão requereu a posse das terras através de carta fornecida pelo Comando Militar de São Borja. 
A primeira capela, erigida sob o orago de Nossa Senhora da Conceição Aparecida, foi requerida por Joaquim Fagundes dos Reis e outros moradores em 1834, e concluída, em fins de 1835, em área doada pelo Capitão José Manoel das Neves. 
Na campanha abolicionista havia, desde 1871 uma sociedade presidida pelo Dr. Cândido Lopes de Oliveira, que visava a emancipação de crianças do sexo feminino, antes mesmo da Lei do Ventre Livre. 
Antecipando-se à Lei Áurea, a Câmara Municipal de Passo Fundo, a 28 de setembro de 1882, proclamava a libertação de 300 cativos. A moção foi apresentada pelo secretário da sociedade Major Antônio Ferreira Prestes Guimarães, eleito vereador. 
A idéia republicana também estava enraizada no Município, mas o silêncio pairou sobre os princípios republicanos, quando irrompeu a Revolução Farroupilha. 
Anos depois, Francisco Prestes, Manoel Araújo Schell, Pedro Pereira dos Santos, Afonso Caetano de Souza, Fidêncio Pinheiro, Fernando Zimmermann, Irineu Lewis, José Savinhone, Marques Sobrinho e Lúcio Martins de Morais reuniam-se a luz de velas, sendo conhecidos como membros do "Clube do Toco de Vela". 
A 16 de novembro de 1889, o povo de Passo Fundo soube da Proclamação da República, através de uma mensagem telegráfica recebida por engenheiros militares. 
No mesmo ano, por intermédio de Tomás Canfild, criador da "Colônia Canfild", chegaram os primeiros colonos, 3 famílias de agricultores italianos, sendo seus chefes Trinco Joseph, João e Silvestre Bucco. 
Por ocasião da Revolução Federalista travaram-se, em Passo Fundo, em 1893 e 1894, diversas batalhas que bem comprovam a importante participação principal nos destinos políticos do Estado. 
Cessada a lute, o progresso começou a ser estruturado com a construção da estrada de ferro, em 1897, e a organização de diversas empresas colonizadoras; sendo empreendida a colonização do Alto Jacuhy, pela firma Schmitt e Cia. Oppitiz, seguindo-se a de Saldanha Marinho, iniciada em 1898 pela empresa Costa e Silva, e a de Dona Ernestina, do Coronel Ernesto Carneiro da Fontoura em 1899. Surgiram mais tarde, as colônias de Marau, Teixeira, Sertão, Sarandi, Santa Cecília, Weidlich, Varzinha, Erechim, 7 de Setembro, Tamandaré, Selbach e Boa Esperança. 
Em 1923, quando o País, e muito particularmente o Rio Grande do Sul, era palco de focos de agitações que culminaram com os acontecimentos de 1930, o Município teve de travar novas e sangrentas batalhas para romper o cerco do seu território. 
Voltando a paz, Passo Fundo transformou-se num dos grandes municípios brasileiros.
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE PASSO FUNDO , RS
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO, RS

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



fonte / fotos = Wikipédia / Thymonthy Becker / Prefeitura Municipal de Passo Fundo, RS / espacoturismo.com / guiadoturismobrasil.com / viajeaqui.abril.com.br / 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

BARCELONA, ESPANHA - Barcelona é um dos principais destinos de quem vai para a Espanha. O destino, capital da Catalunha, é jovem, acolhedor, respira cultura e boa gastronomia e, diferente de outras cidades espanholas, os moradores locais recebem os turistas de braços abertos

CONHEÇA 10 LUGARESIMPERDÍVEIS EM BARCELONA, ESPANHA
Barcelona é um dos principais destinos de quem vai para a Espanha. O destino, capital da Catalunha, é jovem, acolhedor, respira cultura e boa gastronomia e, diferente de outras cidades espanholas, os moradores locais recebem os turistas de braços abertos.  Se você está de passagem pela primeira vez, o RoadTrio reuniu 10 destaques que não podem faltar no seu roteiro. 
01 - PARC DE LA CIUTADELLA  O Parc de la Ciutadella foi o primeiro parque público de Barcelona e está muito bem conservado. Nos dias de sol, os catalães aproveitam a área verde para passear com cachorros, pegar um bronze, correr, levar a criançada para brincar e fazer pique-nique.  Com cerca de 280.000 m2, o parque e abriga o zoológico da cidade, o Parlamento da Catalunha, museus e a famosa fonte desenhada por Josep Fontserè em colaboração com Antoni Gaudí – com certeza você já viu várias fotos delas pelas redes sociais. Outra atração é o Castell dels Tres Dragons, muito …

UMBURATIBA, MINAS GERAIS - Se existisse uma lista de cidades serenas e calmas, com certeza o nome de Umburatiba estaria nela e com destaque. Pequeno e afastado das grandes cidades, o município tem o privilégio de ser um dos poucos lugares onde os costumes do interior ainda prevalecem. Com 168 km de distância, Umburatiba é a cidade mineira mais próxima do mar

CONHEÇA A CIDADE DE "UMBURATIBA, MINAS GERAIS , BRASIL  Se existisse uma lista de cidades serenas e calmas, com certeza o nome de Umburatiba estaria nela e com destaque. Pequeno e afastado das grandes cidades, o município tem o privilégio de ser um dos poucos lugares onde os costumes do interior ainda prevalecem. Mas apesar de seu jeito pacato, a cidade carrega um acervo de curiosidades, no mínimo, interessantes.  Praça da Igreja Matriz da cidade de Umburatiba, MG(Portal Bertópolis em Foco / Facebook)  CURIOSIDADES SOBRE UMBURATIBA, MINAS GERAIS 01 - O território onde hoje se situa Umburatiba começou a ser ocupado depois que o político provincial Teófilo Otoni liderou uma colonização que buscava em Minas uma saída para o mar.  02 - Quando ainda era um povoado o local era chamado de Comercinho dos Gangás. Esse nome foi inspirado no apelido do comerciante José Rodrigues de Oliveira que era conhecido como Gangás, um dos primeiros habitantes da região.  03 - Com 168 km de distância, Um…

OS 30 LUGARES MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO QUE FORAM ABANDONADOS - E se você, ao invés de visitar destinos badalados e altamente procurado pelos turistas, desse uma chance pra lugares abandonados e marcados pelo tempo? Castelos, aeroportos e até paisagens naturais perigosas, que não podem ser ocupadas pelo homem, podem mudar a sua visão de mundo, além de apresentar uma série de histórias impactantes e outras que podem ser imaginadas livremente. E inclua aqui muito terror, suspense e, por quê não, romance!

CONHEÇA OS 30 LUGARES MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO QUE FORAM ABANDONADOS E se você, ao invés de visitar destinos badalados e altamente procurado pelos turistas, desse uma chance pra lugares abandonados e marcados pelo tempo?  Castelos, aeroportos e até paisagens naturais perigosas, que não podem ser ocupadas pelo homem, podem mudar a sua visão de mundo, além de apresentar uma série de histórias impactantes e outras que podem ser imaginadas livremente. E inclua aqui muito terror, suspense e, por quê não, romance!  Na nossa galeria abaixo, há uma seleção especial com vários lugares abandonados e (quase) esquecidos pelo ser humano e pela natureza. Entre estações ferroviárias ocupadas pelos nazistas na Europa, cidades futurísticas que não deram certo na China e até uma vila engolida por um vulcão na Itália, há experiências que, com certeza, irão marcá-lo pela vida inteira. Divirta-se!  01 - CHERNOBYL, PRIPYAT, UCRÂNIA  Os cenários da cidade ucraniana de Pripyat tornaram-se melancólicos depois d…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Um pequeno paraíso conhecido como Terra das Cachoeiras pois possui mais de 120 quedas d'água na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. Tem o grande poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina, ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho.

CONHEÇA A CIDADE DE "CARRANCAS", MINAS GERAIS, BRASIL

MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS. imagem "?" Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais. Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a …

BARÃO DE COCAIS, MINAS GERAIS - No século XIX, viveu seu apogeu, com a mineração aurífera subterrânea, mecanizada e industrializada. As ruínas do Gongo Soco fazem memória a uma autêntica vila inglesa encravada nas montanhas de Minas e conserva ainda o emblemático Cemitério dos Ingleses, onde eram enterrados apenas os trabalhadores britânicos. Ali são encontradas ainda hoje lápides com inscrições em inglês e ornamentadas por desenhos apurados. O conjunto das ruínas foi tombado como patrimônio histórico pelo IEPHA, em 1995.

CONHEÇA A CIDADE DE "BARÃO DE COCAIS", MINAS GERAIS, BRASIL
As ruínas e pinturas rupestres encontradas na cidade são de surpreender qualquer visitante. Seis mil anos antes do povoamento da região, Barão de Cocais, situada nas proximidades da Serra do Caraça, a aproximadamente 90 km da capital mineira, já era habitado por indígenas.  Os vestígios estão no sítio arqueológico Pedra Pintada, que possui pinturas rupestres com desenhos semelhantes aos das grutas de Altamira, no norte da Espanha, e Lascaux, no sul da França. O sítio arqueológico está localizado no distrito de Cocais, que oferece aos visitantes boas oportunidades para a prática do ecoturismo, além de belas construções históricas dos séculos 18 e 19, apresentando aspectos de um vilarejo colonial. (Instituto Estrada Real) BEM VINDO A  BARÃO DE COCAIS. A CIDADE PORTAL DA SERRA DO CARAÇA AQUI, O BELÍSSIMO COLÉGIO DO CARAÇA copyright "PMBC" AQUI, NA ENTRADA DO COLÉGIO DO CARAÇA, CUJO INCÊNDIO DESTRUIU Copyright &quo…

BICAS, MINAS GERAIS - Com trilhas, cachoeiras e cantar dos pássaros num Horto Florestal com vistas deslumbrantes

CONHEÇA A CIDADE DE "BICAS", MINAS GERAIS, BRASIL
Como um de seus pontos turísticos, existe o Santuário Ecológico da Água Santa, onde, segundo tradição, pessoas que no local entravam em contato com suas águas eram curadas de suas moléstias. Foto - Thymonthy Becker BEM VINDO A CIDADE DE BICAS / A CIDADE DOS BARÕES Copyright "?" AQUI, A IGREJA NA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" A BELÍSSIMA MATRIZ DE SÃO JOSÉ foto "By Thymonthy Becker" AQUI O LAGO ARTIFICIAL NA FRENTE DA MATRIZ foto "By Thymonthy Becker" ESTA EH A TORRE. MUITO BONITA MESMO. foto "By Thymonthy Becker" AQUI A MATRIZ VISTA DE LADO foto "By Thymonthy Becker" A PRAÇA DA MATRIZ foto "By Thymonthy Becker" O TRADICIONAL CORETO DA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" RUA DO CENTRO DA CIDADE foto "By Thymonthy Becker" OUTRA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" CACHORRO SACIANDO A SEDE foto "By Thymonthy Becker" ESTE EH BAR DO POMBA. foto "…

FORMIGA, MINAS GERAIS - No circuito "Grutas e Mar de Minas" e com a singularidade paisagística e ainda por sua variedade de opções de esporte e lazer, com o Lago de Furnas destaca-se dentro das principais regiões turísticas no Estado de Minas Gerais. O lugar é composto por cachoeiras, praias, opções para a pesca, esportes aquáticos e ecoturismo. No cenário exposto, Formiga é conhecida e promovida como o “Portal do Mar de Minas”, por ser o primeiro município de acesso à represa para aqueles que chegam da capital Belo Horizonte.

CONHEÇA A CIDADE DE "FORMIGA", MINAS GERAIS, BRASIL DA JANELA DO TREM

Com a singularidade paisagística e ainda por sua variedade de opções de esporte e lazer, o Lago de Furnas destaca-se dentro das principais regiões turísticas no Estado de Minas Gerais. O lugar é composto por cachoeiras, praias, opções para a pesca, esportes aquáticos e ecoturismo. A represa é a maior extensão de água do Estado. No cenário exposto, Formiga é conhecida e promovida como o “Portal do Mar de Minas”, por ser o primeiro município de acesso à represa para aqueles que chegam da capital Belo Horizonte. No Circuito Grutas e Mar de Minas, Formiga é considerada a cidade que oferece melhor infra-estrutura turística para seus visitantes entre os demais destinos da região, devido a fácil acessibilidade e aos equipamentos de hospedagem que nem todos os municípios do circuito dispõem. FORMIGA TE RECEBE DE BRAÇOS ABERTOS
foto - ? VISÃO GERAL DE FORMIGA
foto - ? foto - ? foto - ? foto - ? MUSEU HISTÓRICO MUNICIPAL
O …