Pular para o conteúdo principal

OS 13 CEMITÉRIOS MAIS FAMOSOS DO MUNDO QUE SÃO PONTOS TURÍSTICOS - Alguns com estruturas medievais, outros com obras de arte, outros ainda tem parque e tem cemitérios onde se faz piquenique. Alguns são exclusivos para padres. Todos visitados por milhões de pessoas todos os anos. Confira nossa lista abaixo




CONHEÇA OS "CEMITÉRIOS QUE SÃO PONTOS TURÍSTICOS" VISITADOS POR MILHÕES DE PESSOAS TODOS OS ANOS - DA JANELA DO TREM

01 - CEMITÉRIO DA CATEDRAL DE SANTO ANDRÉ, ST. ANDREWS, ESCÓCIA 
Construída nos séculos XI e XII, a Catedral de Santo André foi a maior catedral escocesa durante vários séculos, mas depois de muitas guerras, o local foi destruído e se transformou em um cemitério 
Lá os fãs de golfe podem visitar a sepultura do jogador profissional Young Tom Morris, já os apaixonados por cultura podem apreciar as esculturas medievais existentes no cemitério 

02 - CEMITÉRIO ALEGRE (CIMITIRUL VESEL), SĂPÂNŢA, ROMÊNIA 
O apelido pode soar contraditório, mas o local é considerado um museu a céu aberto e um badalado ponto turístico 
As lápides cinzas foram trocadas por muitas cores, e há desenhos de arte primitiva que descrevem a vida e obra das pessoas lá enterradas 

03 - PÈRE-LACHAISE, PARIS, FRANÇA 
O Père-Lachaise foi construído por Napoleão, em 1804. O cemitério ocupa 44 hectares de uma área muito arborizada 
Lá estão enterrados pessoas ilustres, como: Jim Morrison, Édith Piaf, Allan Kardec, Balzac, Proust, Chopin, Maria Callas e Oscar Wilde 

04 - OKUNOIN, PROVÍNCIA DE WAKAYAMA, JAPÃO 
O maior cemitério do Japão – com mais de duzentas mil sepulturas – é um verdadeiro templo de meditação 
Okunoin é o local mais sagrado de Koyasan, já que abriga o mausoléu de Kobo Daishi, fundador da seita budista Shingon 

05 - CEMITÉRIO WAVERLEY, SYDNEY, AUSTRÁLIA 
Aqui encontramos os túmulos de alguns australianos famosos, como o escritor Henry Lawson, o jogador de críquete Victor Trumper e o rebelde irlandês Michael Dwyer 
Inaugurado em 1877, Waverley tem, aproximadamente, 16 hectares que se estendem ao longo de penhascos com vista para o Pacífico Sul. Os turistas adoram visitar o local 

06 - CEMITÉRIO DA RECOLETA, BUENOS AIRES, ARGENTINA 
Cemitério de La Recoleta é famoso por abrigar figuras ilustres argentinas, de ex-presidentes a músicos e escritoras. Mas nenhum túmulo atrai mais visitantes que o da ex-primeira dama Eva Perón 
Toda a arquitetura neoclássica do cemitério, suas obras de arte e os belos jardins que rodeiam o cemitério tornaram-se muito populares entre os turistas 

07 - BONAVENTURE, SAVANNAH, GEÓRGIA, ESTADOS UNIDOS 
Bonaventure é o típico cemitério do Sul dos Estados Unidos, com os seus anjos cobertos de musgo e grandes árvores 
No entanto, a maior parte das pessoas conhece o cemitério, fundado em 1846, devido a foto de capa do livro de John Berendt 'Meia-Noite no Jardim do Bem e do Mal' 

08 - MONTE DAS OLIVEIRAS, JERUSALÉM 
Repleto de túmulos da cor da areia, o Monte das Oliveiras tem vista sobre Jerusalém e também sobre o deserto 
No local repousam rabinos, profetas cristãos e o primeiro-ministro israelita Menachem Begin. Entretanto, o espaço para novos túmulos é quase inexistente 

09 - CEMITÉRIO NACIONAL DE ARLINGTON, VIRGÍNIA, ESTADOS UNIDOS 
O mais tradicional cemitério militar dos Estados Unidos, em Arlington, atrai quatro milhões de visitantes todo ano 
Lá também estão enterrados membros da tradicional família Kennedy, incluindo o ex-presidente John Kennedy e Jacqueline Onassis 

10 - CEMITÉRIO DE HIGHGATE, LONDRES, REINO UNIDO 
No norte de Londres, este espetáculo da arquitetura gótica tornou-se uma atração turística. Muito por causa do mais famoso 'residente': o sociólogo Karl Marx 
Oficialmente chamado de St. James Cemetery, o local tem fama de mal-assombrado. No século passado, pessoas disseram ter encontrado túmulos abertos e visto fantasmas 

11 - CEMITÉRIO ASSISTENS, COPENHAGUE, DINAMARCA 
Inaugurado em 1760, o cemitério e se tornou a derradeira morada de vários dinamarqueses conhecidos. Lá o visitante não encontrará monumentos grandiosos ou muito complexos 
O Cemitério Assistens é tão encantador que os habitantes locais o usam como parque, fazendo piqueniques no chão 

12 - GREEN-WOOD, BROOKLYN, NOVA YORK 
Antes do Central Park e do Prospect Park, o cemitério de Green-Wood já era usado como espaço recreativo. Nos anos 60 era o destino turístico mais popular do país depois das Cataratas do Niágara 
Com uma extensão de 193 hectares, é um local verde e sereno, com lagos e uma vista para os grandes prédios de Manhattan 

13 - ANTIGO CEMITÉRIO JUDEU, PRAGA, REPÚBLICA TCHECA 
O antigo cemitério tornou-se um tocante memorial em homenagem à comunidade judaica. Desde o século 15, era lá o único local onde os judeus podiam enterrar seus mortos 
Tal realidade resultou na superlotação do cemitério e na sobreposição das sepulturas. Hoje, são cerca de 12 mil lápides aparentes, mas quase 200 mil pessoas de fato já foram enterradas no local


VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte dos textos e fotos: msn.com / Thymonthy Becker / © All Rights Reserved / 

Comentários

  1. Gostei do que tem as lápides pintadas, bem coloridas.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente Sandra. Ficou diferente e bem criativo. Valeu Menina. Abração

      Excluir

Postar um comentário

VALEU POR VIAJAR COM A GENTE

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem