Pular para o conteúdo principal

PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ, MINAS GERAIS - De beleza cênica ímpar, inúmeras cachoeiras e uma das floras mais diversificadas do mundo, a região contabiliza um acervo invejável para o lazer, a prática de atividades ao ar livre, e a pesquisa científica. Combina trilhas em campos rupestres de altitude com nascentes, riachos e cachoeiras das bacias do Rio São Francisco e do Rio Doce. Basta manter os olhos abertos para contemplar sempre-vivas, canelas-de-ema, bromélias e outras flores ornamentais, abundantes especialmente entre maio e setembro. A fauna exibe espécies ameaçadas, como lobo-guará e onça parda. Alguns passeios são mais leves e podem ser feitos sem guia: Cachoeira da Farofa, e trilhas da Prevenção do Fogo, do Encontro dos Rios e das Lagoas




CONHEÇA O "PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ", MINAS GERAIS, BRASIL - OLHANDO DA JANELA DO TREM
Combina trilhas em campos rupestres de altitude com nascentes, riachos e cachoeiras das bacias do Rio São Francisco e do Rio Doce. Basta manter os olhos abertos para contemplar sempre-vivas, canelas-de-ema, bromélias e outras flores ornamentais, abundantes especialmente entre maio e setembro. A diversidade se completa com amostras de cerrado nas áreas baixas e mata ciliar às margens dos cursos d’água. A fauna exibe espécies ameaçadas, como lobo-guará e onça parda. Alguns passeios são mais leves e podem ser feitos sem guia: Cachoeira da Farofa, e trilhas da Prevenção do Fogo, do Encontro dos Rios e das Lagoas. Para outras aventuras no parque, contrate um monitor – a sinalização é precária e o risco de se perder é grande. 
Acesso 
Pelo km 95 da MG-010, mais 4 km em estrada de terra até o Centro de Visitantes. 
Melhor época 
De abril a outubro, período da seca, é mais fácil cruzar os rios. De novembro a março, com chuva, as trilhas passam dias fechadas. 
Informações 
No Centro de Visitantes, 3718-7151 (Instituto Chico Mendes). O parque abre entre 8h e 14h – horário limite para começar as trilhas (não é recomendável percorrê-las com chuva); não há cobrança de ingresso. Celulares funcionam em toda a extensão. Leve roupas de banho, tênis ou bota para trekking, água, lanche e protetor solar. Guias podem ser contratados nas agências XP Tour (3718-7108) e Cipó Aventuras (9605-5413) – a partir de 50 por pessoa, por passeio. Para percorrer as trilhas de bicicleta, há aluguel no km 96,5 da MG-010 para Lagoa Santa (R$ 35 por dia ou R$ 10 a hora).
BEM VINDO AO PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ. UMA DAS SETE MARAVILHAS DA NATUREZA. UM PARAÍSO DO ECOTURISMO
imagem - serradocipo.com
A Serra do Cipó está localizada no estado de Minas Gerais, a apenas 100 km da capital mineira. Coordenadas 43º-44ºW, 19º-20ºS. O principal acesso é através da Rodovia MG-10, passando por Lagoa Santa e São José de Almeida.
ORIGEM DO NOME DE SERRA DO CIPÓ, MG
A origem do nome mais aceita é aquela que faz a associação à sinuosidade do rio Cipó, que depois de nascer encachoeirado e descer a serra, percorre fazendo curvas uma enorme baixada arenosa, para em seguida torna-se pedregoso e encachoeirado, emoldurando as fantásticas corredeiras existentes à jusante da Cachoeira Grande. Então, a partir dos morros que circundam as baixadas arenosas, o rio é visto como um enorme e autêntico cipó.
Alguns, diferentemente, defendem que a origem do nome se deve à grande quantidade de cipós existentes nos cerradões, matas secas e matas ciliares da região.
HISTÓRIA DA SERRA DO CIPÓ, MG
A Serra do Cipó é atualmente uma das principais províncias turísticas de Minas Gerais.
Inserida na Estrada Real e no Circuito do Diamante, com um Parque Nacional, relevo especialmente acidentado, beleza cênica ímpar, inúmeras cachoeiras e uma das floras mais diversificadas do mundo, a região contabiliza um acervo invejável para o lazer, a prática de atividades ao ar livre, e a pesquisa científica. Ademais, reúne condições excepcionais para a implantação de empreendimentos das mais variadas espécies.
Sua história geológica é complexa e data do período pré-cambriano, com suas rochas arenosas que foram formadas por depósitos marinhos há mais de 1.7 bilhões de anos.
A diversidade da sua vegetação é altíssimas e muitas espécies só são encontradas aqui. Sua fauna é representativa e abriga espécies ameaçadas de extinção.
Para preservar este patrimônio natural, foi criado o Parque Nacional da Serra do Cipó a APA (Área de Proteção Ambiental). São ao todo 100.000 hectares de cerrados, campos rupestres e matas, além de rios, cachoeiras, canyons, cavernas, sítios arqueológicos preservados e muitos esportes de aventura.
imagem - ?
A área total do parque é de 33.800 hectares (338 quilômetros quadrados) e perímetro de 119.978,5 m. A Unidade de Conservação abrange parte dos municípios de Jaboticatubas, Santana do Riacho, Morro do Pilar e Itambé do Mato Dentro, limitando-se ainda com Itabira, Nova União e Taquaraçu de Minas.
imagem - ?
Opções de banho em cachoeiras e piscinas naturais de águas cristalinas são umas das atrações do Parque Nacional da Serra do Cipó. Há trilhas nas quais é possível observar a grande diversidade da flora e da fauna, além de curiosas rochas pontiagudas presentes em toda a área.
imagem - ?
As duas principais atrações do parque são o Cânion da Bandeirinha (“Desfiladeiro”), a doze quilômetros da sede, e a Cachoeira do Sobrado (“da Farofa”), a oito quilômetros da sede, ambos balneáveis, ou seja, o banho é permitido.
AQUI A CACHOIERA GRANDE NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - Wikipédia
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
A FLORA DO PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ, MG
O paisagista Roberto Burle Marx dizia que começou a entender mais as plantas quando passou a acompanhar o botânico mineiro H. L. Mello Barreto em suas visitas a Serra do Cipó, e sempre que retornava para buscar inspirações dizia-se cada vez mais fascinado. Segundo os botânicos as quase 2.000 espécies já catalogadas atualmente não devem representar nem a metade do que deve existir na região, e se tem notícia de que dezenas dessas espécies estão sendo objeto de pesquisa em laboratórios do país e do exterior.
AQUI A CACHOEIRA DO TOMÉ NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - ?
TRAVESSÃO NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - www,serradocipo.com
Outros atrativos estão abertos à visitação, apesar de ainda estarem em fase de estruturação, como as cachoeiras do Sobrado de Cima, Andorinhas, Gavião, Congonhas, Tombador e Travessão - divisor de águas de onde se avista o desfiladeiro do Rio do Peixe. Por serem atrativos de difícil acesso e ainda com sinalização insuficiente recomenda-se a contratação de um condutor local. Existem também os campos rupestres e campos de altitude, no alto da Serra do Cipó, em paisagens amplas e impressionantes, repletas de flores em várias épocas.
imagem - ?
CANYON DOS CONFINS NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
CACHOEIRA DO RIACHINHO NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
CACHOEIRA DO GAVIÃO NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
CAHOEIRA VÉU DE NOIVA NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
imagem - ?
CACHOEIRA DA CAPIVARA NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
CACHOEIRA DA FAROFA NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
CACHOEIRA DE BAIXO NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
CACHOEIRA DA BRAÚNA NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
CACHOEIRA DAS ANDORINHAS NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
imagem - serradocipo.com
MONUMENTO AO JUQUINHA. QUE VIVEU NA SERRA DO CIPÓ.
imagem - ?
PLACA DE HOMENAGEM AO JUQUINHA NA SERRA DO CIPÓ, MG
imagem - ?
COMO CHEGAR NO PARQUE NACIONAL DA SERRA DO CIPÓ, MG
A rodovia MG-010 permite acesso à sede do parque, no município de Jaboticatubas, a cerca de 100 km da capital estadual e a cerca de 5 km do centro do Distrito de Serra do Cipó, no município de Santana do Riacho.
imagem - ?
imagem - Wikipédia
imagem - ?
INGRESSOS
O valor do ingresso é de R$ 6 por visitante.
ACAMPAMENTO
O Parque não possui área de camping. Sendo vedado o acampamento em qualquer área da unidade.
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
TRAVESSIAS NA SERRA DO CIPÓ, MG
De modo geral, as travessias não estão permitidas até que seja implantada a infraestrutura necessária para o bom funcionamento da atividade. Só serão autorizadas as pernoites no interior do Parque Nacional para as atividades do Programa de Voluntariado que prevê trabalhos relacionados, por exemplo, à prevenção de incêndios florestais, implementação do uso público, recuperação de áreas degradadas e busca e salvamento. A adesão ao programa de voluntários com o objetivo de realizar travessias e colaborar com a gestão da UC deverá ser realizada com antecedência mínima de 20 dias.
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
imagem - ?
Distância de algumas cidades:
Belo Horizonte - 100 km • Brasília - 814 km • Rio de Janeiro - 532 km • São Paulo - 684 km
imagem - ?

VALEU PELA VISITA, ESPERO QUE TENHAM GOSTADO E SEMPRE VOLTEM.


Fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / serradocipo.com / viagemeturismo.abril.com.br / 

Comentários

  1. Um dos lugares mais fantásticos e revitalizadores que conheci. Vale a pena visitá-lo e se perder por suas quebradas, passar dias acampado nesse parque. Faz um bem danado para a alma.

    Abraços.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

VALEU POR VIAJAR COM A GENTE

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem