Pular para o conteúdo principal

ILHA DE BALI, INDONÉSIA - Eleita o melhor destino turístico do mundo para comer, rezar, amar, beber, dançar, comprar, relaxar, surfar, bronzear, meditar, passear, mergulhar e se encantar




CONHEÇA A "ILHA DE BALI", INDONÉSIA
Acima o Complexo de templos Tanah Lot, localizado na cidade de Beraban
 © Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Escultura do templo Pura Padang Kerta, no centro de Ubud, a capital cultural de Bali
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Espetáculo de dança tradicional balinesa no templo Pura Taman Sari, ou Palácio das Águas, em Ubud, a capital cultural de Bali,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Espetáculo de dança tradicional balinesa no templo Pura Taman Sari, ou Palácio das Águas, em Ubud, a capital cultural de Bali,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Espetáculo de dança tradicional balinesa no templo Pura Taman Sari, ou Palácio das Águas, em Ubud, a capital cultural de Bali
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Fonte no centro de Ubud, a capital cultural de Bali
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Lua cheia sobre a Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Macacos na escadaria para a praia de Padang Padang, na Península de Bukit..
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
A Ilha de Bali foi eleita o melhor destino mundo para viajar pelo ‘Traveler’s Choice’ de 2017, prêmio concedido pelo site TripAdvisor, considerado um dos maiores do setor de viagens no planeta. O prêmio lista os 25 melhores destinos para viajar no mundo, segundo avaliações feitas ao longo do ano pelos milhares de viajantes que utilizam a página para planejar suas férias. Os vencedores são determinados por um algoritmo que leva em conta a quantidade e a qualidade das avaliações de hotéis, restaurantes e atrações em cada destino, assim como o interesse em reservas. Nem precisaria ir tão longe. Basta ver fotos de Bali para lembrar os motivos que tornaram esta pequena ilha um gigante do turismo. 
'Monkey Forest', ou Floresta dos Macacos, em Ubud,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
'Monkey Forest', ou Floresta dos Macacos, em Ubud
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Macacos na escadaria para a praia de Padang Padang, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Oferendas no centro de Ubud, a capital cultural de Bali
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pôr do sol na praia de Jimbaram, onde é servido o tradicional churrasco de frutos do mar, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pôr do sol na praia de Uluwatu, na Península de Bukit..
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pôr do sol na praia de Uluwatu, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pôr do sol no templo de Uluwatu, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pôr do sol no templo Pura Tanah Lot, localizado na cidade de Beraban
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Bali pertence à Indonésia, como nos lembra constantemente seu trânsito caótico e seus preços para lá de acessíveis, mas tem um jeito tão seu de ser que parece um país à parte. Apenas vendo fotos de Bali é difícil acreditar que ela pertença a uma nação muçulmana caracterizada por cidades gigantes e caóticas (a Indonésia é o quarto país mais populoso do mundo). Os balineses praticam uma religião própria – o hinduísmo balinês – e esse isolamento contribuiu para o desenvolvimento de artesanato, manifestações culturais, arquitetura e até mesmo técnica de massagem únicos no mundo. Some a isso suas praias, seus templos e seus terraços de arroz e você vai compreender por que Bali é não apenas a mais visitada das 13.667 ilhas da Indonésia, como um dos principais destinos turísticos do planeta. 
Praia de Bingin, na Península de Bukit..
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Bingin, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Dreamland, na Península de Bukit.,
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Dreamland, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Jimbaram, onde é servido o tradicional churrasco de frutos do mar, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Nusa Dua, na Península de Bukit,,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Nusa Dua, na Península de Bukit,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Nusa Dua, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Padang Padang, na Península de Bukit, vista do alto da estrada
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Este pedaço de terra de 5.600 quilômetros quadrados está localizado quase na divisa entre o sudeste asiático e a Oceania, o que o torna um destino muito popular entre os milhares de brasileiros que estudam ou vivem na Austrália e Nova Zelândia. Além disso, seus preços estão entre os mais baixos turismo mundial, o que soa como música aos ouvidos de quem recebe em real. O fato de a ilha estar sofrendo com poluição, superpopulação e turismo em massa descontrolado também tem levado gente de todas as nacionalidades a apressar sua viagem. 
Praia de Padang Padang, na Península de Bukit..
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Padang Padang, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Padang Padang, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Pandawa, na Península de Bukit..
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Pandawa, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Uluwatu, na Península de Bukit vista dos restaurantes no alto do penhasco,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Uluwatu, na Península de Bukit vista dos restaurantes no alto do penhasco
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Uluwatu, na Península de Bukit,,.,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Uluwatu, na Península de Bukit,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Todos querem registrar na memória e na câmera fotográfica o paraíso espiritual, cultural e natural que deu fama à ilha, antes que ele desapareça. Fotos de Bali com suas praias, ora de mar tão azul que lembram o Caribe, ora piscinas naturais de águas mornas encravadas entre rochedos; seus habitantes mais sagrados (e ladrões), os macacos; seus antigos palácios e belos templos; suas ondas perfeitas para o surfe, sua culinária deliciosa, seu belo artesanato vendido a preço de banana, seus terraços de arroz a perder de vista, sua massagem – considerada melhor do mundo -, o colorido de suas roupas, danças e oferendas, seu por seu pôr do sol matador etc. 
Praia de Uluwatu, na Península de Bukit.,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Praia de Uluwatu, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pura Ulun Danu Bratan, ou Templo do Lago, localizado na cidade de Bedugul,.,
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pura Ulun Danu Bratan, ou Templo do Lago, localizado na cidade de Bedugul.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Pura Ulun Danu Bratan, ou Templo do Lago, localizado na cidade de Bedugul
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Templo de Uluwatu, na Península de Bukit,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Templo de Uluwatu, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Templo Pura Padang Kerta, no centro de Ubud, a capital cultural de Bali
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Templo Pura Taman Ayun, que fica na cidade de Mengwi,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Bali foi a última parada da escritora Elizabeth Gilbert em seu livro ‘best seller’ Comer, Rezar e Amar – mais tarde transformado em filme estrelado por Julia Roberts. É nela que a parte do ‘amar’ acontece, quando a escritora conhece sua grande paixão e atual marido – que por sinal é brasileiro – nas ruas da cidade de Ubud, a capital cultural da ilha. Mas Bali tem espaço para todos os verbos do livro de Gilbert, além de muitos mais: comer, rezar, amar, beber, dançar, comprar, relaxar, surfar, bronzear, meditar, passear, mergulhar, se encantar. 
Templo Pura Taman Ayun, que fica na cidade de Mengwi
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Templo Pura Taman Sari, ou Palácio das Águas, em Ubud, a capital cultural de Bali
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Templo Pura Tanah Lot, localizado na cidade de Beraban.,
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Templo Pura Tanah Lot, localizado na cidade de Beraban
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Terraços de arroz de Tagalagang, nos arredores de Ubud,,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Terraços de arroz de Tagalagang, nos arredores de Ubud,.
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Terraços de arroz de Tagalagang, nos arredores de Ubud
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar
Tradicional churrasco de frutos do mar servido na praia de Jimbaram, na Península de Bukit
© Foto: Ticiana Giehl e Marquinhos Pereira/Escolha Viajar

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte / Fotos = msn.com / Thymonthy Becker / Escolha Viajar / 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MERCÊS, MINAS GERAIS - Famosa por seu turismo de eventos, como o Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, que acontece na segunda quinzena de setembro; as festividades do Carnaval; Torneio Leiteiro; e Festa da Virada, que movimentam a economia da cidade e da região.

CONHEÇA A CIDADE DE "MERCÊS", MINAS GERAIS, BRASIL SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE MERCÊS, MG. UMA CIDADE ABENÇOADA foto - Thymonthy Becker AQUI O TEMPLO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESCOLA MUNICIPAL EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker IGREJA EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker MATRIZ DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS E SEU INTERIOR EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker HOMENS TRABALHANDO NO TELHADO DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker foto - Thymonthy Becker NA HORA CERTA foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG

FAROL DE ALEXANDRIA, ALEXANDRIA, EGITO - Uma das 7 maravilhas do mundo eh uma obra colossal

CONHEÇA O "FAROL DE ALEXANDRIA", ALEXANDRIA, EGITO A cidade de Alexandria foi fundada por Alexandre, o Grande, e tem muito mais a oferecer além de sua história e curiosidades. Localizada na costa mediterrânica do Egito, é conhecida mundialmente pelos seus pontos turísticos, como a Biblioteca de Alexandria, o Farol de Alexandria (uma das sete maravilhas do mundo antigo) e as Catacumbas de Kom el Shoqafaw (uma das sete maravilhas do mundo medieval). Outras atrações envolvem visitas à museus, jardins, mesquitas e ruínas antigas que contam a história de seu passado. O Farol de Alexandria é uma das sete maravilhas do mundo antigo. Foi construído para servir de referencial para os navegantes, na Ilha de Faros. Para servir de entrada no porto e informar os navegantes da proximidade de terras, Ptolomeu mandou construir o Farol de Alexandria. Este tinha lugar na Ilha de Faros e, por causa do nome da ilha, todas as construções até hoje, com o mesmo objetivo, são chamadas de farol. O e…

PORTO COVO, LISBOA, PORTUGAL - Uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, tem um ar vintage, uma combinação de sonho de casas brancas + enseadas de águas transparentes + bons restaurantes

AO SUL DE LISBOA, PORTO COVO É O MELHOR DO VERÃO EM PORTUGAL A rua principal da vila: (acima) pouco mais de mil habitantes (Bruno Barata/Reprodução) A pracinha da cidade, (abaicxo) com barracas de tererê: passeio à moda antiga (Bruno Barata/Reprodução) A Costa Vicentina é um dos segredos mais bem guardados de Portugal: um trecho de cerca de 100 quilômetros de parque natural que margeia o Atlântico de norte a sul unindo os mais bonitos trechos de litoral entre o Alentejo e o Algarve.  Uma região onde os campos de oliveiras chegam quase ao mar, as dunas desenham lindas paisagens e o mar molda baías ora pequeninas, ora extensas, sempre de areias fininhas e águas transparentes.  Casinha típica de Porto Covo: fachada branca e portas e janelas coloridas (Bruno Barata/Reprodução) A Ilha do Pessegueiro, ao sul da vila: inspiração de música (Bruno Barata/Reprodução) Porto Covo, uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, é a primeira parada na região para quem vem de Lisboa (são cerca…

GIETHOORN, HOLANDA - Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. E as melhores - e únicas - formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.

CONHEÇA "GIETHOORN" A CIDADE HOLANDESA QUE NÃO TEM RUAS Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. É dessa forma que se define Giethoorn, um vilarejo na Holanda. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. A melhor parte é que ao se aproximar de Giethoorn, é preciso procurar um lugar para estacionar o seu carro. Você não precisará dele para explorar essa deliciosa cidade. É que lá os automóveis são proibidos de circular e as melhores – e únicas – formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.  Localizada no leste da Holanda, Giethoorn (pronuncia-se “Rit-rôrn”, com ênfase nos “r”) foi fundada por refugiados no século XIII. Seus poucos habitantes viveram dias tranquilos até 1958, quando o cineasta Bert Haanstra utilizou o vilarejo como cenário para o filme Fanfare. Com o sucesso da produção cinematográfica, a cidade entrou na mira de turistas do mundo inteiro.  A CIDADE S…

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das áreas produtivas diversificaram suas ati…

BRELA, CROÁCIA - Uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.

CONHEÇA "BRELA", CROÁCIA, O VERDADEIRO PARAÍSO A melhor parte de praticar Parasailing é ver as praias de cima Quem estiver cansado de ficar apenas tomando sol ou dentro da água, existem diversas opções de entretenimento O verão europeu está no auge e com ele as suas praias são invadidas pelos turistas. Ultimamente, a Croácia tem entrado com mais frequência na lista das pessoas que vão ao velho continente. Por que será? A beleza exótica do país é de deixar qualquer um de boca aberta. Porém, muitos esquecem que existem lugares até mais bonitos que as tradicionais praias da Ilha de Hvar.  O RoadTrio escolheu desfrutar de Brela, uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.  As praias de Brela são rodeadas de rochas, montanhas e muita vegetação (Foto: …

ARAÇAÍ, MINAS GERAIS - No circuito turístico Guimarães Rosa, com paisagens belíssimas, muita tranqüilidade, povo hospitaleiro e acolhedor e com o melhor carnaval da região

CONHEÇA A CIDADE DE "ARAÇAÍ", MINAS GERAIS, BRASIL Muito tranquila. Perto de uma das maiores grutas do Brasil - A Maquiné - em Cordisburgo - 12 Km de distancia. Vale a pena conferir. Em Araçaí também tem uma lagoa muito bonita com área de lazer com churrasqueiras e duchas, um ótimo lugar para passar o dia com a família.  Por: Fabrício  TRÊS GERAÇÕES EM ARAÇAÍ, MG (asminasgerais.com.br) RUA CENTRAL DA CIDADE DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) RUA CENTRAL DA CIDADE DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br)
MONUMENTO DENTRO DA FÁBRICA DE FIAÇÃO E TECELAGEM EM ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) ESCOLA MUNICIPAL DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) FÁBRICA DE TECIDOS DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) FÁBRICA DE TECIDOS DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) FINAL DE RUA COM PAISAGEM AO FUNDO EM ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) PRAÇA CENTRAL DE ARAÇAÍ, MG (Ize Kampus) RUA CENTRAL DA CIDADE DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br)

CASTELOS ABANDONADOS PELO MUNDO - Conheça fortalezas esquecidas, belíssimos castelos, outrora habitados por reis e príncipes, hoje estão abandonados ao redor do mundo

CONHEÇA OS CASTELOS QUE JÁ FORAM HABITADOS POR REIS E HOJE ESTÃO ABANDONADOS PELO MUNDO CASTELO DE DUNNOTTAR, PERTO DE STONEHAVEN, ABERDEEMSHIRE, ESCÓCIA  Em cima de uma rocha no Mar do Norte, o Castelo de Dunnottar é mais conhecido como o lugar em que eram escondidas as joias da coroa escocesa – A honras de Escócia -, quando Oliver Cromwell invadiu o país em 1650. O lugar foi construído no século XIV  CASTELO DUNLUCE, CONDADO DE ANTRIM, IRLANDA DO NORTE  O castelo foi construído sobre uma rocha de basalto no distante norte da Irlanda, ainda no século VXIII. Mas hoje só restam as ruínas do que foi erguido no século XVI. Dunluce foi o lar de Earl de Antrim até ele ser derrotado por apoiar o rei Católico Jaimes II contra o Protestante William III, na batalha de Boyne, em 1690. Depois disso, o castelo foi se transformando em ruínas. O lugar é cercado por pedras íngremes por todos os lados e só pode ser alcançado por uma ponte. No século XVIII, uma das paredes da ala norte caiu no mar, mas …

CELEBRATION, ORLANDO, USA - Conheça Celebration, em Orlando, a cidade perfeitinha criada pela Disney.

UM PASSEIO POR CELEBRATION, A CIDADE CINEMATOGRÁFICA CRIADA PELA DISNEY O QUE É CELEBRATION, EM ORLANDO?  Walt Disney tinha o sonho de construir uma cidade-modelo futurista chamada EPCOT (Experimental Prototype Community of Tomorrow). Depois de sua morte, a ideia acabou virando o parque temático. Mais tarde, o projeto foi tirado do papel em forma de Celebration, mas bem diferente do que tinha sido pensado pelo Walt: virou um agrupamento urbano perfeitinho que mistura estilos arquitetônicos (vitoriano, colonial, clássico) comuns no norte dos Estados Unidos (até o paisagismo foi pensado com esse fim – ali não tem as palmeiras típicas da Flórida, e sim carvalhos e pinheiros), inaugurado em 1994.  Casas bonitonas são organizadas ao redor de um centrinho compacto com um lago, entre calçadas arborizadas e plataformas e caminhos que correm entre os pântanos (onde por vezes você vê um jacaré tomando sol). Cerca de 9 mil pessoas vivem ali hoje – uma das casas pertence a ninguém menos que Silvi…

POÇOS DE CALDAS, MG - ROTEIRO DE 48 HORAS PELAS ATRAÇÕES DA CIDADE - Dois dias com banhos termais, passeios bucólicos, parque de diversões, cafés e tempo para pensar na vida em Poços de Caldas, estância do sudoeste mineiro

POÇOS DE CALDAS, MINAS GERAIS - UM ROTEIRO DE 48 HORAS PELAS ATRAÇÕES DA CIDADE As fontes de águas termais foram descobertas no século 18, mas, assim como várias estâncias hidrominerais, Poços de Caldas, em Minas Gerais, teve seu primeiro e consistente crescimento turístico durante a primeira metade do século 20 com a dupla fontes de águas termais e cassino.  Construídas com colunas e mais colunas romanas, além de chamativos vitrais, as Thermas Antônio Carlos e seu vizinho, o Hotel Palace, recebiam a high-society da época, incluído aí o presidente Getúlio Vargas que dispunha de uma suíte no hotel.  Gente que se dispunha a viajar 480 km entre a então capital federal, Rio de Janeiro, e o destino do sudoeste mineiro. Mas a maior parte vinha mesmo de São Paulo, a 275 km e de Campinas, a 165 km.  Com a proibição do jogo, em 1946, Poços teve que se reinventar. Saem de cena os aristocratas, entram os pombinhos apaixonados.  O cenário era perfeito para uma temporada romântica: o clima ameno d…