Pular para o conteúdo principal

PRADOS, MINAS GERAIS - Caminhar por prados revela construções históricas, ladeiras e lojas de esculturas de madeira




CONHEÇA A CIDADE DE "PRADOS", MINAS GERAIS, BRASIL
Caminhar por Prados, cidade repleta de ladeiras, requer certo preparo físico: o sobe e desce é constante. Mas bater perna tem seu lado bom, pois cada ruazinha revela construções históricas bem preservadas.
Essa também é uma boa maneira de apreciar as lojas de esculturas de madeira, atividade que colocou a pequena Prados no mapa turístico. Tudo começou com a família Julião, que geração após geração vem esculpindo animais em tamanho real a partir de troncos de carvalho e de cedro - uma das principais obras do pioneiro, Itamar, é um grande totem exposto no hall de entrada da Pinacoteca de São Paulo.
Em seu ateliê (na Vila Carassa, 3353-6867), Márcio Julião talha peças da mitologia grega e do folclore brasileiro e vende trabalhos de aprendizes e de outros artistas. Na loja de seu primo Antônio, na entrada da cidade (para quem chega da BR-383, acesso pela primeira rua de terra na área urbana, 3353-6966), as obras podem variar de R$ 50 a R$ 40 mil, dependendo do tamanho.
Todos fazem esculturas sob encomenda. Outra referência na produção de artesanato, o distrito de Bichinho fica mais próximo de Tiradentes.
O Município de Prados
A cidade de Prados localiza-se a 190 quilômetros de Belo Horizonte, na região central de Minas Gerais, também conhecida como Campos das Vertentes, ocupando uma faixa territorial de 263,7 quilômetros quadrados. As principais vias de acesso para a região pradense são a BR-040, a BR-383 e a BR-265.
Museu do Automóvel: Desde 1976 o colecionador Rodrigo Cerqueira Moura vem adquirindo e restaurando veículos das décadas de 30, 40, 50 e 60. Os carros formam uma coleção com 60 automóveis já restaurados e 15 aguardando a recuperação. Aberto de quarta a domingo, o museu, localizado na Estrada Bichinho – Tiradentes dispõe ainda de um café para atender aos visitantes. Site: www.museudoautomoveler.com.br
fotos e fonte: pradosmg.com.br
BEM VINDO A HISTÓRICA CIDADE DE PRADOS. BERÇO DE MUITOS INCONFIDENTES.
foto - Léo Carvalho
População estimada 2016 (1) - 8.972
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 264,115
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 31,77
Código do Município 3152709
Gentílico - pradense
ORIGEM DO NOME
O nome da cidade eh um reconhecimento à família sertanista que fundou a cidade.
Gentílico: pradense
HISTÓRICO
O atual município de Prados data de 1704, quando, segundo a tradição, ali se fixaram dois sertanistas irmãos, membros da família Prado, de Taubaté, iniciando a exploração do ouro, então abundante naquele local. A povoação que logo surgiu teve como primeiro templo uma humilde capelinha coberta de sapé, consagrada a Nossa Senhora da Conceição. Pouco depois, um dos fundadores, já então senhor de considerável fortuna juntamente com outros habitantes ricos, contrataram os artistas de comprovada competência e entregaram-lhes a incubência de construir um magnífico templo. Suas obras, desde logo iniciadas, só puderam ser terminadas cinquenta anos depois, sem que tivesse havido interrupção dos trabalhos. A freguesia foi criada em 1712 e a ela filiavam-se as Capelas de Nossa Senhora da Lapa, de Olhos D' Água, criada em 1733; as de Santo Antônio, de Lagoa Dourada, em 1738, ambas por provisão episcopal de D. Frei Antônio Guadalupe, de Nossa Senhora da Glória, da Ressaca. O Alvará de 16 de janeiro de 1752 conferiu à Freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Prados a Natureza de Coletiva; seu primeiro Vigário Colado foi o Padre Manoel Martins de Carvalho, que ali viveu por mais de 40 anos. O distrito de Prados teve sua criação a Ordem régia de 1752. O município de Prados cujo território foi dexanexado de Tiradentes, criou-se o Decreto Lei Estadual nº 41, de 15 de abril de 1890, tendo ocorrido sua instalação a 1º de janeiro do ano seguinte. A Lei Estadual nº 11, de 13 de novembro de 1891, criou-se a Comarca de Prados, cuja a instalação ocorreu a 26 de março de 1892. A sede municipal recebeu foros de cidade por força da Lei Estadual nº 23, de 24 de maio de 1892. Em publicações datadas em 31/12/1936 e 31/12/1937, como também do anexo ao Decreto Lei Estadual nº 88, de 30 de março de 1938, a referida comarca abrange os termos judiciários de Prados e Tiradentes, formados, o primeiro pelos municípios de Prados e Lagoa Dourada, e o segundo pelos de Tiradentes e Resende Costa. A divisão territorial do Estado, em vigor no quinquênio 1939/1943, estabelecida pelo Decreto Lei Estadual nº 148, de 17 de dezembro de 1938, apresenta a comarca de Prados constituída pelos tres seguintes termos: o da sede e os de Lagoa Dourada e Resende Costa. O termo de Prados forma-se do município desse nome e do de Dores de Campos, este instiuído pelo referido decreto lei nº 148; os demais são integrados pelos respectivos municípios, e o termo de Tiradentes, extinto, passou à jurisdição do termo e da Comarca de São João Del Rei. Verifica-se o mesmo na divisão territorial judiciário-administrativa do Estado, fixada pelo Decreto Lei Estadual nº 1.058, de 31 de dezembro de 1943, para vigorar no quinquênio 1944/1948. Os termos de Lagoa Dourada e Resende Costa foram elevados à categoria de Comarca, de acordo com o artigo 25, do "Ato das Disposições Constitucionais Transitórias", de 14 de julho de 1947, passando a Comarca de Prados a constituir-se dos municípios de Prados e Dores de Campos.
O gentílico denomina-se Pradense.
Fonte
IBGE
AQUI O TEATRO MUNICIPAL
foto -  Raymundo P. Netto
SEDE DO PODER JUDICIÁRIO. FÓRUM DESEMBARGADOR OLIVEIRA ANDRADE
Pertencente ao vigário Pe. Emanoel Martins de Carvalho, na metade de séc. XVIII, sua construção é extremamente requintada, entre o solo e o travessão onde se formam as paredes, existe uma muralha de pedra chamada sapata. Antigamente os servos e escravos observavam o movimento urbano subindo nestas sapatas, pois não tinham acesso aos cômodos superiores onde a visão era privilegiada. Após vários proprietários herdeiros do vigário, o casarão foi doado ao Estado para sediar a comarca, que funcionava juntamente com a câmara. Em 1973, o Estado de Minas Gerais decidiu extinguir a comarca de Prados, permanecendo enquanto o Juiz não se transferisse. Com a interferência do poder executivo, o Estado resolveu permanecer com a comarca no município e incluindo o de Dores de Campos, que até então estava sobre a jurisdição da comarca de Barbacena. Atualmente o prédio passou por uma belíssima reforma, conservando suas características.
foto -  Léo Carvalho
foto -  Raymundo P. Netto
SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES -
foto -  Raymundo P. Netto
ESTAÇÃO FERROVIÁRIA
foto - ?
IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO E SEU INTERIOR
Construída no período de 1712 a 1770, seu interior é em estilo rococó. A portada, ornamentada com motivos indígenas, é esculpida em gnaisses. O forro é totalmente recoberto de pinturas. As imagens existentes são originais e datam do século XVIII. Foi tombada pelo IPHAN em 1995, e vem passando por restaurações na capela mor e nos altares laterais.
foto -  Raymundo P. Netto
CASA DA PRATA
Museu de arte sacra localizado no interior da Matriz de Nossa Senhora da Conceição que guarda imagens, pinturas, prataria e curiosidades a respeito da história religiosa de Prados.
foto - Raymundo P. Netto
CAPELA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DOS PRETOS
Construída pelos escravos por iniciativa da Irmandade do Rosário dos Pretos, foi concluída por volta de 1770. Tanto em termos de arquitetura quanto de ornamentação, a simplicidade predomina nessa edificação. Uma pintura no forro da capela mor representando uma cena do Apocalipse passou por um processo de restauração.
foto -  PMP
IGREJA DE SANTO ANTÔNIO E SEU INTERIOR
Localizada no bairro de Pinheiro Chagas, tem estilo moderno e foi concluída em 1967. Revestida de pedras da Serra de São José, como tudo o que nela existe é proveniente da região.
foto -  Raymundo P. Netto
foto -  Raymundo P. Netto
GINÁSIO SÃO JOSÉ
Por volta do séc. XVIII, o casarão era o local aonde se realizavam saraus e outras festividades. A estrutura é em madeira com paredes de taipa e os forros dos cômodos são do tipo saia-e-camisa, as paredes são pintadas de branco e a cobertura é em quatro águas, com beiral de cimalha, sendo os cunhais em azul. Um dos proprietários do casarão, o Cel. José Manoel, vendeu-o para a família do Cel. João Luiz, que mais tarde doou para a Santa Casa. Mais tarde o prédio foi cedido para o CNEC com a finalidade de criar o Ginásio São José, para aulas de 1o e 2o graus. Atualmente funciona no casarão a Câmara Municipal e departamentos ligados à Prefeitura.
foto -  PMP
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA -
foto -  Raymundo P. Netto
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA BELA, HISTÓRICA E CHARMOSA CIDADE DE PRADOS.
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
FESTA DO BOI MOFADO
Não se conhece a origem exata dessa festa. Mas às vésperas do carnaval os bairros constroem bois de armação e pano e esses bois vão ao Centro da cidade acompanhados de músicos e uma multidão. Ocorre uma espécie de desfile, a festa ainda é completada por toureiros e mulinhas além de pessoas mascaradas. Ocorre na verdade uma disputa informal entre os bairros no sentido de quantidade de pessoas, animação e beleza dos bois.
foto -  PMP
foto - André Luís Vieira
foto - Cleber Morais
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
MIRANTE DO CRUZEIRO
Está localizado a 2,8 km do centro da cidade. Possui uma vista panorâmica da cidade e da natureza típica da região. Uma cruz de 12 m. de altura em sua praça contém a história, dizeres e poemas sobre a cultura e o município de Prados.
foto - Léo Carvalho
foto - Léo Carvalho
foto -  Raymundo P. Netto
foto -  André Luís Vieira
CASARIO COLONIAL DO SÉCULO XVIII
A maioria está situada nas ruas Cel. João Luiz e Cel. José Manuel. Merecem destaque o prédio do Fórum; prédio do antigo Ginásio São José, que hoje abriga a Câmara Municipal; Casarão da Selaria Estrela, onde se produz artefatos de couro; a casa mais antiga da cidade, inicialmente adquirida pelo Cel. Francisco de Oliveira Lopes, data antes de 1788; Casarão da Hipólita, que mandou construí-lo ao lado da Matriz de Nossa Senhora da Conceição com o propósito de assistir a todas às celebrações religiosas ocorridas ali; e outros belos casarões que fazem parte da história do desenvolvimento da cidade.
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto - ?
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
PARADÕES DO BOQUEIRÃO
foto - Léo Carvalho
TRILHA
foto - Léo Carvalho
SERRA DE SÃO JOSÉ
Apresenta as maiores altitudes da região do município de Prados, entre 1.100m e 1.430m. Está localizada dentro da Área de Preservação Ambiental (APA – São José) e Refúgio da Vida Silvestre – Libélulas das Vertentes, como Unidade de Conservação de âmbito estadual. Área propícia para a prática de esportes radicais e ecoturismo como escaladas, rapel, vôo livre, ciclismo e caminhadas pelas várias trilhas existentes na região em meio à mata nativa. A Serra de São José proporciona, do seu alto, belos panoramas de toda a região
foto -  PMP
foto -  PMP
foto - ?
LIRA CICILIANA
Criada em 1858. É herdeira do movimento musical setecentista e responsável pela permanência da execução de peças de antigos mestres, ainda hoje tocadas nas mesmas celebrações religiosas para as quais foram compostas, algumas há quase trezentos anos. Mantém em atividade uma banda de música, uma orquestra e um coral, além de uma escola de iniciação musical para a formação de novos músicos.
foto -  Raymundo P. Netto
ENTORNO DA CIDADE
foto -  André Luís Vieira
POVOADO DE VITORIANO VELOSO (BICHINHO)
Bichinho pertence ao município de Prados desde 1938, tendo 768 habitantes e localizado a 12 km da cidade sede. Próximo a Serra de São José, o povoado é cortado pelo “Córrego do Bichinho” que faz parte da Bacia do Rio Grande e deságua no Rio das Mortes. Sua importância turística se deve à produção artesanal e aos serviços de pousadas e restaurantes.
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA PENHA DE FRANÇA
Está edificada no povoado de Vitoriano Veloso (Bichinho). Construída entre 1732 e 1771, seu interior é muito semelhante à Matriz de Nossa Senhora da Conceição, com pinturas de grande qualidade no forro da capela mor e na nave. É tombada pelo IPHAN e passou por reforma e restauração das pinturas do forro.
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
foto -  André Luís Vieira
ESTE EH O LOGO DA ATUAL ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL DE PRADOS, MG


Fonte / Fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / Prefeitura Municipal de Prados / pradosmg.com.br /

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MERCÊS, MINAS GERAIS - Famosa por seu turismo de eventos, como o Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, que acontece na segunda quinzena de setembro; as festividades do Carnaval; Torneio Leiteiro; e Festa da Virada, que movimentam a economia da cidade e da região.

CONHEÇA A CIDADE DE "MERCÊS", MINAS GERAIS, BRASIL SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE MERCÊS, MG. UMA CIDADE ABENÇOADA foto - Thymonthy Becker AQUI O TEMPLO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESCOLA MUNICIPAL EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker IGREJA EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker MATRIZ DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS E SEU INTERIOR EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker HOMENS TRABALHANDO NO TELHADO DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker foto - Thymonthy Becker NA HORA CERTA foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG

FAROL DE ALEXANDRIA, ALEXANDRIA, EGITO - Uma das 7 maravilhas do mundo eh uma obra colossal

CONHEÇA O "FAROL DE ALEXANDRIA", ALEXANDRIA, EGITO A cidade de Alexandria foi fundada por Alexandre, o Grande, e tem muito mais a oferecer além de sua história e curiosidades. Localizada na costa mediterrânica do Egito, é conhecida mundialmente pelos seus pontos turísticos, como a Biblioteca de Alexandria, o Farol de Alexandria (uma das sete maravilhas do mundo antigo) e as Catacumbas de Kom el Shoqafaw (uma das sete maravilhas do mundo medieval). Outras atrações envolvem visitas à museus, jardins, mesquitas e ruínas antigas que contam a história de seu passado. O Farol de Alexandria é uma das sete maravilhas do mundo antigo. Foi construído para servir de referencial para os navegantes, na Ilha de Faros. Para servir de entrada no porto e informar os navegantes da proximidade de terras, Ptolomeu mandou construir o Farol de Alexandria. Este tinha lugar na Ilha de Faros e, por causa do nome da ilha, todas as construções até hoje, com o mesmo objetivo, são chamadas de farol. O e…

PORTO COVO, LISBOA, PORTUGAL - Uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, tem um ar vintage, uma combinação de sonho de casas brancas + enseadas de águas transparentes + bons restaurantes

AO SUL DE LISBOA, PORTO COVO É O MELHOR DO VERÃO EM PORTUGAL A rua principal da vila: (acima) pouco mais de mil habitantes (Bruno Barata/Reprodução) A pracinha da cidade, (abaicxo) com barracas de tererê: passeio à moda antiga (Bruno Barata/Reprodução) A Costa Vicentina é um dos segredos mais bem guardados de Portugal: um trecho de cerca de 100 quilômetros de parque natural que margeia o Atlântico de norte a sul unindo os mais bonitos trechos de litoral entre o Alentejo e o Algarve.  Uma região onde os campos de oliveiras chegam quase ao mar, as dunas desenham lindas paisagens e o mar molda baías ora pequeninas, ora extensas, sempre de areias fininhas e águas transparentes.  Casinha típica de Porto Covo: fachada branca e portas e janelas coloridas (Bruno Barata/Reprodução) A Ilha do Pessegueiro, ao sul da vila: inspiração de música (Bruno Barata/Reprodução) Porto Covo, uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, é a primeira parada na região para quem vem de Lisboa (são cerca…

GIETHOORN, HOLANDA - Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. E as melhores - e únicas - formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.

CONHEÇA "GIETHOORN" A CIDADE HOLANDESA QUE NÃO TEM RUAS Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. É dessa forma que se define Giethoorn, um vilarejo na Holanda. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. A melhor parte é que ao se aproximar de Giethoorn, é preciso procurar um lugar para estacionar o seu carro. Você não precisará dele para explorar essa deliciosa cidade. É que lá os automóveis são proibidos de circular e as melhores – e únicas – formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.  Localizada no leste da Holanda, Giethoorn (pronuncia-se “Rit-rôrn”, com ênfase nos “r”) foi fundada por refugiados no século XIII. Seus poucos habitantes viveram dias tranquilos até 1958, quando o cineasta Bert Haanstra utilizou o vilarejo como cenário para o filme Fanfare. Com o sucesso da produção cinematográfica, a cidade entrou na mira de turistas do mundo inteiro.  A CIDADE S…

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das áreas produtivas diversificaram suas ati…

BRELA, CROÁCIA - Uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.

CONHEÇA "BRELA", CROÁCIA, O VERDADEIRO PARAÍSO A melhor parte de praticar Parasailing é ver as praias de cima Quem estiver cansado de ficar apenas tomando sol ou dentro da água, existem diversas opções de entretenimento O verão europeu está no auge e com ele as suas praias são invadidas pelos turistas. Ultimamente, a Croácia tem entrado com mais frequência na lista das pessoas que vão ao velho continente. Por que será? A beleza exótica do país é de deixar qualquer um de boca aberta. Porém, muitos esquecem que existem lugares até mais bonitos que as tradicionais praias da Ilha de Hvar.  O RoadTrio escolheu desfrutar de Brela, uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.  As praias de Brela são rodeadas de rochas, montanhas e muita vegetação (Foto: …

ARAÇAÍ, MINAS GERAIS - No circuito turístico Guimarães Rosa, com paisagens belíssimas, muita tranqüilidade, povo hospitaleiro e acolhedor e com o melhor carnaval da região

CONHEÇA A CIDADE DE "ARAÇAÍ", MINAS GERAIS, BRASIL Muito tranquila. Perto de uma das maiores grutas do Brasil - A Maquiné - em Cordisburgo - 12 Km de distancia. Vale a pena conferir. Em Araçaí também tem uma lagoa muito bonita com área de lazer com churrasqueiras e duchas, um ótimo lugar para passar o dia com a família.  Por: Fabrício  TRÊS GERAÇÕES EM ARAÇAÍ, MG (asminasgerais.com.br) RUA CENTRAL DA CIDADE DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) RUA CENTRAL DA CIDADE DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br)
MONUMENTO DENTRO DA FÁBRICA DE FIAÇÃO E TECELAGEM EM ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) ESCOLA MUNICIPAL DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) FÁBRICA DE TECIDOS DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) FÁBRICA DE TECIDOS DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) FINAL DE RUA COM PAISAGEM AO FUNDO EM ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br) PRAÇA CENTRAL DE ARAÇAÍ, MG (Ize Kampus) RUA CENTRAL DA CIDADE DE ARAÇAÍ, MG(asminasgerais.com.br)

CASTELOS ABANDONADOS PELO MUNDO - Conheça fortalezas esquecidas, belíssimos castelos, outrora habitados por reis e príncipes, hoje estão abandonados ao redor do mundo

CONHEÇA OS CASTELOS QUE JÁ FORAM HABITADOS POR REIS E HOJE ESTÃO ABANDONADOS PELO MUNDO CASTELO DE DUNNOTTAR, PERTO DE STONEHAVEN, ABERDEEMSHIRE, ESCÓCIA  Em cima de uma rocha no Mar do Norte, o Castelo de Dunnottar é mais conhecido como o lugar em que eram escondidas as joias da coroa escocesa – A honras de Escócia -, quando Oliver Cromwell invadiu o país em 1650. O lugar foi construído no século XIV  CASTELO DUNLUCE, CONDADO DE ANTRIM, IRLANDA DO NORTE  O castelo foi construído sobre uma rocha de basalto no distante norte da Irlanda, ainda no século VXIII. Mas hoje só restam as ruínas do que foi erguido no século XVI. Dunluce foi o lar de Earl de Antrim até ele ser derrotado por apoiar o rei Católico Jaimes II contra o Protestante William III, na batalha de Boyne, em 1690. Depois disso, o castelo foi se transformando em ruínas. O lugar é cercado por pedras íngremes por todos os lados e só pode ser alcançado por uma ponte. No século XVIII, uma das paredes da ala norte caiu no mar, mas …

CELEBRATION, ORLANDO, USA - Conheça Celebration, em Orlando, a cidade perfeitinha criada pela Disney.

UM PASSEIO POR CELEBRATION, A CIDADE CINEMATOGRÁFICA CRIADA PELA DISNEY O QUE É CELEBRATION, EM ORLANDO?  Walt Disney tinha o sonho de construir uma cidade-modelo futurista chamada EPCOT (Experimental Prototype Community of Tomorrow). Depois de sua morte, a ideia acabou virando o parque temático. Mais tarde, o projeto foi tirado do papel em forma de Celebration, mas bem diferente do que tinha sido pensado pelo Walt: virou um agrupamento urbano perfeitinho que mistura estilos arquitetônicos (vitoriano, colonial, clássico) comuns no norte dos Estados Unidos (até o paisagismo foi pensado com esse fim – ali não tem as palmeiras típicas da Flórida, e sim carvalhos e pinheiros), inaugurado em 1994.  Casas bonitonas são organizadas ao redor de um centrinho compacto com um lago, entre calçadas arborizadas e plataformas e caminhos que correm entre os pântanos (onde por vezes você vê um jacaré tomando sol). Cerca de 9 mil pessoas vivem ali hoje – uma das casas pertence a ninguém menos que Silvi…

POÇOS DE CALDAS, MG - ROTEIRO DE 48 HORAS PELAS ATRAÇÕES DA CIDADE - Dois dias com banhos termais, passeios bucólicos, parque de diversões, cafés e tempo para pensar na vida em Poços de Caldas, estância do sudoeste mineiro

POÇOS DE CALDAS, MINAS GERAIS - UM ROTEIRO DE 48 HORAS PELAS ATRAÇÕES DA CIDADE As fontes de águas termais foram descobertas no século 18, mas, assim como várias estâncias hidrominerais, Poços de Caldas, em Minas Gerais, teve seu primeiro e consistente crescimento turístico durante a primeira metade do século 20 com a dupla fontes de águas termais e cassino.  Construídas com colunas e mais colunas romanas, além de chamativos vitrais, as Thermas Antônio Carlos e seu vizinho, o Hotel Palace, recebiam a high-society da época, incluído aí o presidente Getúlio Vargas que dispunha de uma suíte no hotel.  Gente que se dispunha a viajar 480 km entre a então capital federal, Rio de Janeiro, e o destino do sudoeste mineiro. Mas a maior parte vinha mesmo de São Paulo, a 275 km e de Campinas, a 165 km.  Com a proibição do jogo, em 1946, Poços teve que se reinventar. Saem de cena os aristocratas, entram os pombinhos apaixonados.  O cenário era perfeito para uma temporada romântica: o clima ameno d…