Pular para o conteúdo principal

ILHA DO IBO, MOÇAMBIQUE - Linda, remota, afastada e romântica. Eh uma das ilhas mais intrigantes que você já sonhou em visitar.




CONHEÇA A "ILHA DO IBO", MOÇAMBIQUE
foto - Travelpod
A ilha do Ibo é uma pequena ilha coralina localizada próximo da costa da província de Cabo Delgado, no norte de Moçambique.
A ilha tem 10 km de comprimento por cinco de largura e está quase totalmente urbanizada, localizando-se aí a vila do Ibo, sede do distrito do mesmo nome. Encontra-se dentro do Parque Nacional das Quirimbas.
Durante 500 anos a Ilha do Ibo foi um porto de comércio próspero ocupando uma posição estratégica na costa Oriental Africana. Com cerca de 4.000 habitantes, a ilha está situada no Parque Nacional das Quirimbas.
Os habitantes do Ibo vivem majoritariamente da pesca artesanal. O turismo ainda é precoce, dominado por operadores estrangeiros. O acesso para a ilha é feito por mar, avião ou carro. O meio mais utilizado de transporte para os habitantes da ilha ainda é a canoa tradicional com velas.
Isolada, o tempo até parece que parou na lha do Ibo. Linda, remota e afastada dos circuitos comerciais, a Ilha do Ibo é uma das ilhas mais intrigantes, idílicas e românticas que alguma vez sonhou em visitar.
A Ilha do Ibo fica a 50 milhas náuticas a norte de Pemba e pode ser acedida por ar a partir de Pemba. Outra alternativa é uma viagem por estrada até Tandanhangue, perto de Quissanga de onde pode apanhar uma lancha tradicional.
foto - Fiona Stewart
Três fortificações, uma bonita igreja católica muito antiga e numerosos edifícios antigos entrepostos comerciais fazem guarda sobre as águas. Piratas, marfim, intriga e o nunca a esquecer cruel tráfico de escravos fazem parte da história desta ilha de coral.
Uma história fascinante recheada de segredos e de uma cultura muito rica está presente nos habitantes e nas ruínas, algumas que datam de 1500. As pessoas do Ibo são amigáveis e acolhedoras e vivem vidas fabulosamente ricas e simples.
Cruzamo-nos com ele junto do Forte de São José sentado numa moto a alta velocidade. Sabe cada detalhe dos monumentos da ilha do Ibo, situada no Arquipélago das Quirimbas, em Moçambique.
Aliás, à entrada da sua casa pode ler-se “João Batista conselheiro e historiador da ilha do Ibo”. Foi aqui que nasceu em 1927 e, por ele passaram 42 Governantes, entre eles os portugueses. Nessa época trabalhava na secretaria da Alfândega como datilografo, acabando por secretamente ter acesso aos documentos confidenciais.
Sabe todas as datas. Todos os nomes, da troca de especiarias, das lojas indianas de seda, das plantações de café e dos hindus que queimavam os corpos mandando as cinzas para o mar e, por isso deixaram de comer peixe com receio de estar a ingerir um antepassado. Lembra-se da história de cada Forte e de cada casa.
Leva-nos numa viagem pelo tempo. Gesticula com os braços, os seus olhos cintilam de prazer.
A ilha do Ibo é muito importante na formação da história de Moçambique. No século XVII foi capital e a sua localização estratégica permitia aos portugueses o controle das rotas comerciais. Holandeses, franceses, malgaxes todos a tentavam conquistar, mas a Fortaleza de São João Batista, Fortim de S. José e Fortim de S. António nunca o permitiram. Estes estão agora a ser recuperados.
Eu não li. Eu vi”, diz, alçando o dedo em riste, continuando: “Já estes canhões faziam bum, bum apenas para assinalar a passagem de ano.” Mas melhor do que ler é ver a sua entrevista ou as suas fotografias.
RELATO DE UM TURISTA 
Cabo Delgado, uma das onze províncias deste imenso Moçambique, tem no seu lado norte e ao longo de aproximadamente 200 quilômetros de costa, o Arquipélago das Quirimbas. Uma das suas 32 ilhas é a Ilha do Ibo, que se destaca pela sua importância histórica e estratégica. Merecia por isso uma visita por parte destes curiosos portugueses.
A estrada de terra vermelha conduziu-nos à Fortaleza de S. João Batista, edificada em forma de estrela, ocupada pela PIDE durante aquele período complicado da nossa história e transformada em prisão.
No largo central, uma amendoeira gigante faz rivalizar a sua sombra com as sombras das almas que sofreram. Nas palavras do nosso guia entoando a frase conhecida "entra vivo e saí morto", sentiu-se a amargura desses tempos.
Dentro, oficinas de artesanato Makonde, ateliers de costura e oficinas de prata, ocupam hoje as salas que outrora escutavam torturas e repressões.
Noutra dessas salas, um arquivo completamente abandalhado encerra documentos secretos portugueses que contam a nossa história e cuja importância mundial parece não interessar a ninguém. Vai-se degradando a cada chuvada, a cada intempérie até um dia ser fogueira. Dói muito ver a nossa história ser tratada assim.
Continuando o nosso périplo, passamos a "Casa das Conchas", antiga casa do advogado Eduardo Pereira datada de 1950, caminhamos pelos trilhos mal amanhados e passamos pelas casas com cunho português, que albergam hoje os pobres da ilha.
As crianças são muitas, as cabras também. O forte de Santo António outrora monumento emblemático, alberga agora gado ovino e caprino e pinta-se com os seus dejectos. A pocilga é tal, que quase não se pode aceder ao espaço. Foi o curral mais histórico que conheci!
Outro forte se nos apresenta. O forte de São José, construído em 1760, prisão daqueles cujas idéias eram diferentes das do regime. Este pelo menos está a ser alvo de recuperação.
A marginal é ampla e recortada. O mar é calmo como todas as águas que vivem em baias. A baía do Ibo não foge à regra fazendo daquelas águas apetecíveis, embora a praia não seja convidativa. Nela abundam os barcos dos pescadores e as cabras, que se passeiam pelas águas refrescando os seus cascos.
O jantar teve lugar no terraço com vista de mar e a ementa foi inovadora: entrada de creme de abóbora com molho tártaro, sopa fria de pepino, cubo de gelatina de limão e gengibre, lagostim com arroz de algas e tarte de maçã quente com molho de natas. "Haute Cuisine" com os cumprimentos do Chef.
O céu, carregado de estrelas cintilantes, numa pintura nunca outrora vista, foi o culminar de um dia de história e com história.
Por: vivenciascontadas.blogspot.com.br
EM SUAS FÉRIAS INTERNACIONAIS, FAÇA UMA VISITA A ESTE LOCAL PARADISÍACO, QUE O TEMPO ESTA PRESERVANDO, OU DESTRUINDO.
VINDO AQUI, VOCÊ TERÁ UMA SENSAÇÃO DE CALMA E TRANQUILIDADE, COMO NÃO SENTIRÁ EM OUTRO LOCAL.
VENHA VER ESTA BELEZA DE PERTO UM LUGAR QUE NOS INSPIRA REFLETIR. AQUI, VOCÊ TERÁ UMA VOLTA AS ORIGENS NUM LUGAR QUE PARECE TER PARADO NO TEMPO.

Fonte / Fotos / Texto = viajar.sapo.mz / Thymonthy Becker / Wikipédia / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

TOCANTINÓPOLIS, TOCANTINS - Com belíssimas praias, ilhas e trilhas, Tocantinópolis, “Terra do Padre João” sempre será Eterna Boa Vista

CONHEÇA A CIDADE DE "TOCANTINÓPOLIS, TOCANTINS, BRASIL foto - Thymonthy Becker A cidade de Tocantinópolis, Tocantins, vista da cidade de Porto Franco no Maranhão. O Rio Tocantins eh a divisa natural entre as duas cidades e os Estados. De balsa você vai de uma cidade a outra (de um estado a outro) em poucos minutos, por terra você deverá trafegar por 85 km
foto - Thymonthy Becker  Rua XV de Novembro em Tocantinópolis, Tocantins
foto - ?
Alunos do projeto Rondon em Tocantinópolis, Tocantins
foto - ?
foto - ?
praia de água doce em Tocantinópolis, Tocantins
foto - ?
foto - ?
praia da Santa em Tocantinópolis, Tocantins
foto - Dirceu Leno Orla do Porto em Tocantinópolis, Tocantins
Universidade Federal do Tocantins, Campos de Tocantinópolis, Tocantins
Praia do Nilson em Tocantinópolis, Tocantins
foto - ? Corredeiras do Rio Mumbuca em Tocantinópolis, Tocantins
foto - ?
foto - ?
O Rio Mumbuca passando por Tocantinópolis, Tocantins
foto - ?
A Ilha Santa, como eh conhecida, tem a imagem de de uma santa…

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Um pequeno paraíso conhecido como Terra das Cachoeiras pois possui mais de 120 quedas d'água na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. Tem o grande poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina, ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho.

CONHEÇA A CIDADE DE "CARRANCAS", MINAS GERAIS, BRASIL

MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS. imagem "?" Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais. Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a …

ÁGUAS DO TREME LAKE RESORT, INHAÚMA, MINAS GERAIS - Com vista espetacular de colinas e cerrados, o hotel tem trilhas, pista de cooper e trenzinhos além de balonismo pescarias e passeios a cavalo

CONHEÇA O "ÁGUAS DO TREME LAKE RESORT ", INHAÚMA, MINAS GERAIS, BRASIL imagem - ATR BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A ÁGUAS DO TREME LAKE RESORT EM INHAÚMA NO CORAÇÃO DAS MINAS GERAIS imagem - ATR Águas do Treme é um oásis no meio do cerrado mineiro, cercado por suaves colinas de mata nativa. Um lugar calmo, ideal para uma experiência única no hotel ou na orla, com o sistema Day Use.  O complexo foi projetado para que o hóspede possa desfrutar de um ambiente agradável e cordial, relaxando ou praticando diversas atividades. imagem - ATR A CONSTRUÇÃO uma construção em estilo espanhol com charmoso pátio interno, é decorado com obras de arte modernas e peças mineiras do séc. XVIII. São 12 suítes e 2 ranchos, restaurantes, sauna panorâmica integrada à piscina de 1200m² e uma estrutura de lazer na orla do lago de 60 hectares. imagem - ATR Membro da Associação Roteiros de Charme e do Circuito das Grutas, é localizado em Inhaúma, a 83 km de BH, MG e oferece uma rara combinação de atrati…

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal

CONHEÇA A CIDADE DE "TOMBOS", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - PMT BEM VINDO A CIDADE DE TOMBOS. ENTRE AS MONTANHAS DE MINAS / NAS QUEDAS DAS CACHOEIRAS foto - ? População estimada 2016 (1) - 8.899 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 285,125 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 33,45 Código do Município 3169208 Gentílico - tomboense Prefeito 2017 / LUCIENE TEIXEIRA DE MORAES ORIGEM DO NOME O primitivo nome do povoado foi Arraial Novo. A partir de 1852 passou a denominar-se Nossa Senhora da Conceição dos Tombos do Carangola, sendo este topônimo alusivo à padroeira local e à cachoeira formada pelo rio Carangola, composta de três quedas consecutivas ou três tombos, conforme linguagem popular. Documentos datados de 1864 citam o povoado com a denominação reduzida para Tombos do Carangola. Na Divisão Administrativa do Brasil, referente ao ano de 1911, permanece esta última denominação. O texto da Lei que elevou o Distrito a Município reduz o topônimo à denominação atual.
G…

NOVA YORK, NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS - A mais rica e influente cidade do planeta pulsa dinamismo e agito cultural. Você já viu essas ruas, praças e edifícios em dezenas de filmes, mas uma visita in loco é sempre um encontro com o inusitado e o fascinante.

CONHEÇA A CIDADE DE "NOVA YORK", NEW YORK, ESTADO UNIDOS DE AMÉRICA Nova York, a mais rica e influente cidade do planeta pulsa dinamismo e agito cultural. Você já viu essas ruas, praças e edifícios em dezenas de filmes, mas uma visita in loco é sempre um encontro com o inusitado e o fascinante. É impressionante perceber que a verticalidade de seus arranha-céus, como o Empire State Building, combina perfeitamente com as linhas horizontais da Brooklyn Bridge ou os gramados do Central Park. Os musicais nas casas ao longo da Broadway complementam a grandiosidade de super-museus como o MoMA, o Metropolitan e o New Museum ou os disputados eventos esportivos em templos sagrados como o Yankee Stadium e o Madison Square Garden.  As praias de Nova York não têm a beleza das praias brasileiras, mas podem ser uma boa opção para tomar sol e se refrescar durante o verão Pôr do sol no East River State Park, com a vista de Manhattan ao fundo Seus restaurantes estão entre os melhores do mundo,…

CORREIA DE ALMEIDA, BARBACENA, MINAS GERAIS - Correia de Almeida, a jóia da rodovia 040 eh muito aconchegante e acolhedora. Devido a sua proximidade com a cidade de Barbacena a que pertence, seus moradores dizem que Correia de Almeida eh um bairro de Barbacena

CONHEÇA O DISTRITO DE "CORREIA DE ALMEIDA", BARBACENA, MINAS GERAIS, BRASIL SEJA BEM VINDO A CORREIA DE ALMEIDA. ALI, NA BR 040. PERTINHO DE BARBACENA. Aqui podemos ver as casas e comércio, que ficam de frente para a 040 em Correia de Almeida, MG
foto - Thymonthy Becker CORREIA DE ALMEIDA TEM APROXIMADAMENTE 1.000 HABITANTES (INFORMAÇÃO DE MORADOR) CORREIA DE ALMEIDA ESTÁ A 910 Km DE BRASÍLIA ESTÁ A 185 Km DE BELO HORIZONTE SE ENCONTRA Á 240 Km DE DIVINÓPOLIS CORREIA DE ALMEIDA EH UMA CIDADE BEM ANTIGA. SURGIU COMO A MAIORIA DOS CANTINHOS DE MINAS, COMO LOCAL DE DESCANSO DOS QUE PENETRAVAM NO SERTÃO MINEIRO EM BUSCA DE OURO. DEVIDO A SUA PROXIMIDADE COM A CIDADE DE BARBACENA A QUE PERTENCE, SEUS MORADORES DIZEM QUE CORREIA DE ALMEIDA EH UM BAIRRO DE BARBACENA. Uma das muitas ruas de Correia de Almeida, Minas Gerais
foto - Thymonthy Becker Uma das ruas que ficam mais distantes da BR 040 em Correia de Almeida, Minas Gerais
foto - Thymonthy Becker Avenida principal da movimentada Co…

ÁGUAS VERMELHAS, MINAS GERAIS - Entre as mais belas montanhas de Minas, uma cidade tranquila e acolhedora que promove o Festival de Inverno mais famoso da região, com boa música e o melhor da gastronomia regional

CONHEÇA A CIDADE DE "ÁGUAS VERMELHAS", MINAS GERAIS, BRASIL DA JANELA DO TREM foto - Angelo Carlos Ronchi
BOM DIA. BEM VINDO A CIDADE DE ÁGUAS VERMELHAS. CIDADE ONDE EM JUNHO ACONTECE O FESTIVAL DE INVERNO. FAMOSO NA REGIÃO. copyrigth "Mustafa-K" População estimada 2016 (1) - 13.513
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.259,286
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 10,10
Código do Município 3101003
Gentílico águas-vermelhense ORIGEM DO NOME
A ORIGEM DO NOME SE PRENDE AO FATO DA COR FERRUGINOSA DAS ÁGUAS QUE BANHA O MUNICÍPIO. AQUI, UMA DAS CASAS DA CIDADE copyrigth "Eraldo Peres" Gentílico: águas-vermelhense Histórico Águas Vermelhas Minas Gerais - MG Histórico Supõe-se terem sido índios da tribo tupis os primitivos habitantes da região Alto Rio Pardo, onde hoje se localiza o município de Águas Vermelhas, segundo inscrições existente ainda hoje na região. Grande parte das terras eram pertencentes ao conde da Ponte que possuía uma sesmaria, da qual desmemb…

FAGUNDES, SANTO ANTÔNIO DO AMPARO, MINAS GERAIS - Bem no meio do mar de Montanhas de Minas, quase despercebido, se não fosse a placa na BR 381 indicando que por aquela estrada de terra de aproximadamente 10 km, que te permite contemplar a paisagem, observar as montanhas, passar próximo aos riachos e cachoeiras, passando por mata-burros e pontes de tábua, subindo e descendo os morros e montanhas das Gerais, se chega a Fagundes

CONHEÇA A COMUNIDADE DOS "FAGUNDES", SANTO ANTÔNIO DO AMPARO, MINAS GERAIS, BRASIL SEJA MUITO BEM VINDO AO POVOADO DOS FAGUNDES. CAPRICHOSAMENTE ENTRE AS VERDES MONTANHAS DAS MINAS GERAIS. foto - Thymonthy Becker  SÍNTESE  FAGUNDES TEM APROXIMADAMENTE 850 HABITANTES (INFORMAÇÃO DE MORADOR) O DISTRITO ESTÁ À 805 km DE BRASÍLIA (DISTRITO FEDERAL) FAGUNDES ESTÁ À 206 km DE BELO HORIZONTE ENCONTRA-SE À 131 km DE DIVINÓPOLIS. ORIGEM DO NOME Eh uma homenagem ao primeiro morador da localidade onde hoje encontra-se Fagundes. FAGUNDES PERTENCE A CIDADE DE SANTO ANTÔNIO DO AMPARO. IGREJA DE SANTO ANTÔNIO foto - Thymonthy Becker  foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker 
ESPAÇO CULTURAL
foto - Thymonthy Becker 
CONHEÇA UM POUCO MAIS DE FAGUNDES
foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker
foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker 
foto - Thymonthy Becker