Pular para o conteúdo principal

PARQUE ESTADUAL DO JALAPÃO, TOCANTINS - No mais novo estado brasileiro, dunas alaranjadas, cachoeiras e chapadões, tudo num cenário exuberante. Encare a viagem como uma expedição. O Jalapão, no Tocantins, é um conjunto de cinco áreas de conservação, que inclui um parque estadual e tem 34 000 km² (maior que os estados de Sergipe e Alagoas). Mesmo assim, ainda é pouquíssimo visitado: foram cerca de 15 mil turistas desde 2001, ano de criação do parque. Boa parte da explicação está na dificuldade de acesso, já que a maioria das estradas não é asfaltada, o que dá a sensação de estar no meio de um rali (vir com veículo 4x4 é muito recomendável).




CONHEÇA O "PARQUE ESTADUAL DO JALAPÃO", TOCANTINS, BRASIL - DA JANELA DO TREM
foto - Lura Capanema
Encare a viagem como uma expedição. O Jalapão, no Tocantins, é um conjunto de cinco áreas de conservação, que inclui um parque estadual e tem 34 000 km² (maior que os estados de Sergipe e Alagoas).
foto - Lura Capanema
O cenário é um dos mais exuberantes do Brasil: cachoeiras cristalinas, piscinas naturais verde-esmeralda, chapadões e dunas alaranjadas de até 40 metros de altura.
foto - Lura Capanema
Mesmo assim, ainda é pouquíssimo visitado: foram cerca de 15 mil turistas desde 2001, ano de criação do parque.
foto - Lura Capanema
Boa parte da explicação está na dificuldade de acesso, já que a maioria das estradas não é asfaltada, o que dá a sensação de estar no meio de um rali (vir com veículo 4x4 é muito recomendável).
foto - Lura Capanema
Diante disso, muita gente opta pelo pacote de seis dias da Korubo Expedições (11/8222-5028; desde R$ 1 840), que sai de Palmas e inclui transporte, refeições, quatro pernoites num camping e passeios.
foto - Lura Capanema
Quem quer ir por conta própria deve se hospedar em Ponte Alta do Tocantins ou Mateiros e contratar passeios de um dia.
foto - Lura Capanema
COMO CHEGAR
Quem vem de Palmas, ao norte, ou Brasília, ao sul, deve seguir pela TO-050 até Porto Nacional. Lá, TO-255 até Ponte Alta do Tocantins, porta de entrada do Jalapão.
foto - Lura Capanema
COMO CIRCULAR
Entre Palmas e Ponte Alta do Tocantins são cerca de 200 km de rodovia asfaltada. Depois, há apenas estradas de terra, inclusive nos 162 km que separam Ponte Alta de Mateiros. Não é indicado circular pelo Jalapão sem guia: as estradas têm poucas placas e a maioria das atrações é de difícil acesso.
foto - Lubasi
Além disso, a densidade demográfica ali não chega a um habitante por quilômetro quadrado (você dirige por horas sem ver ninguém pelo caminho). Carros de passeio não servem para ir às atrações, mas há roteiros diários que incluem guia, transporte e almoço (desde R$ 550).
foto - Guilherme Jófili
Quem estiver num 4x4 pode apenas contratar um guia (entre R$ 80 e R$ 150 por dia). Em Ponte Alta, os passeios podem ser combinados na Pousada Planalto (3378-1141) ou no Centro de Atendimento ao Turista (3378-1185); em Palmas, na Jalapão Tour (9978-3695).
foto - Guilherme Jófili
HOSPEDAGENS NO JALAPÃO
Há duas maneiras de se hospedar no Jalapão. O camping da Korubo Expedições fica na beira do Rio Novo, bem próximo das atrações. Mas as confortáveis tendas só recebem quem compra o pacote de seis noites da agência.
foto - Ffpaniago
Em Ponte Alta ou Mateiros, as pousadas são muito simples – a maioria não costuma ir além de ducha quente, cama e café da manhã -, mas seus donos são os melhores contadores de história da região.
foto - Lura Capanema
SUGESTÕES DE ROTEIROS NO JALAPÃO, TO
2 dias – Com dois dias de viagem, aproveite para conhecer a Cachoeira da Velha, com duas quedas de mais de 20 metros de alturas. No outro dia, faça o passeio pelas dunas cachoeira da velha e dunas alaranjadas de até 40 metros – a sensação é de estar no meio do deserto.
FERVEDOURO, POÇO NO PARQUE ESTADUAL DO JALAPÃO
foto - Lura Capanema
4 dias – Com mais tempo, vá até a Cachoeira da Fumaça, de acesso fácil e com duas quedas. Aproveite para conhecer o Fervedouro e o Fervedouro de São Félix, poços cristalinos, ótimos para banhos. O trekking até o mirante da Serra do Espírito Santo leva ao alto dos paredões que formaram as dunas do Jalapão.
foto - Lura Capanema
QUANDO IR
Entre maio a setembro, época de estiagem.
foto - Gilvan Barreto
O PARQUE ESTADUAL DO JALAPÃO FOI CRIADO EM 12 DE JANEIRO DE 2001 E SE ENCONTRA LOCALIZADO NO MUNICÍPIO DE MATEIROS.
foto - ?
O PARQUE ABRANGE UMA ÁREA DE QUASE 150 MIL HECTARES E É CONSIDERADO COMO O MAIOR PARQUE ESTADUAL DO TOCANTINS.
A CIDADE CONHECIDA COMO PORTA DE ENTRADA DO JALAPÃO É PONTE ALTA DO TOCANTINS.
foto - Baixaki
O JALAPÃO É UMA REGIÃO ÁRIDA PONTILHADA DE OÁSIS, SITUADA A LESTE DO ESTADO DO TOCANTINS, COM TEMPERATURA MÉDIA DE 30°C, TEM ÁREA TOTAL DE 34 MIL KM², CORTADA POR IMENSA TEIA DE RIOS, RIACHOS E RIBEIRÕES, TODOS DE ÁGUA LÍMPIDA E TRANSPARENTE.
É POSSÍVEL PASSAR DIAS NO JALAPÃO ENTRE TUCANOS, PAPAGAIOS, ARARAS-AZUIS, SIRIEMAS, EMAS E URUBUS, SEM VER UMA ÚNICA PESSOA. A DENSIDADE POPULACIONAL É DE 0,8 HAB/KM².
CONHECIDO COMO DESERTO BRASILEIRO, JALAPÃO REÚNE DUNAS E PISCINAS NATURAIS NA MESMA PAISAGEM.
foto - ?
É NESSE CLIMA DE (AGRADÁVEIS) SURPRESAS QUE SE FAZ TURISMO EM UM DOS DESTINOS MAIS NOVOS E DESCONHECIDOS DO BRASIL: O JALAPÃO, CUJO NOME É UMA REFERÊNCIA A UM TUBÉRCULO TÍPICO DA REGIÃO, A JALAPA-DO-BRASIL
foto - ?
LOCALIZADO NA DIVISA ENTRE BAHIA, MARANHÃO E PIAUÍ, EM UMA ÁREA DE 34.113 KM², O JALAPÃO É CONHECIDO COMO O DESERTO BRASILEIRO. NÃO APENAS PELAS MONTANHAS DE AREIA QUE FORMAM AS DUNAS DE ATÉ 30 METROS QUE SE MOVIMENTAM AOS PÉS DA SERRA DO ESPÍRITO SANTO, MAS TAMBÉM PELA DENSIDADE DEMOGRÁFICA LOCAL QUE CONTA COM ÍNFIMO 0,8 HABITANTE ENCONTRADO A CADA KM².
foto - ?
NO ENTANTO, A MAIOR INSPIRAÇÃO DESSE DESTINO DE AVENTURA, GENUINAMENTE BRASILEIRO, VEM DE SUAS ÁGUAS. NÃO É À TOA QUE A REGIÃO TAMBÉM É CONHECIDA COMO "DESERTO DAS ÁGUAS".
foto - ?
RIOS DE RITMOS PARA TODOS OS GRAUS DE AVENTUREIROS, COMO AS CORREDEIRAS E OS TRECHOS MAIS CALMOS DO RIO NOVO; POÇOS BORBULHANTES QUE IMPEDEM QUE OS BANHISTAS AFUNDEM POR CONTA DA PRESSÃO DE ÁGUAS SUBTERRÂNEAS E DE PARTÍCULAS DE AREIA, UM FENÔMENO NATURAL CONHECIDO COMO RESSURGÊNCIA; E AS CLÁSSICAS VEREDAS LOCAIS, UMA ESPÉCIE DE ESPONJA NATURAL QUE ACUMULA ÁGUA DA CHUVA E ALIMENTA OS RIOS DA REGIÃO.
foto - ?
E PARA PROVAR QUE ESSA HISTÓRIA DE DESERTO MOLHADO VEM DE LONGE, ESTUDOS COMPROVAM QUE O RIO NOVO, UM DOS MAIS IMPORTANTES DA REGIÃO, É O QUE SOBROU DA ÉPOCA EM QUE O JALAPÃO ERA UM ENORME OCEANO, HÁ 350 MILHÕES DE ANOS.
foto - ?
FORMADO POR 7 MUNICÍPIOS (PONTE ALTA, MATEIROS, NOVO ACORDO, SÃO FÉLIX, LIZARDA, RIO DO SONO E DA CONCEIÇÃO, SANTA TEREZA E LAGOA), O JALAPÃO FOI, ATÉ POUCO TEMPO ATRÁS, UMA ÁREA DISCRIMINADA DO BRASIL, MESMO APÓS A EMANCIPAÇÃO DO NORTE DE GOIÁS QUE DERA ORIGEM AO MAIS NOVO ESTADO BRASILEIRO, O TOCANTINS.
foto - ?
ATÉ 1998, O BELO RIO NOVO ERA CRUZADO POR BALSAS RÚSTICAS FEITAS COM BURITI QUE LEVAVAM CARGA SECA DE UM LADO A OUTRO; AS CONDIÇÕES SOCIAIS ERAM MÍNIMAS E EM 2002, SEGUNDO LOCAIS, ALGUMAS CRIANÇAS SEQUER TINHAM IDEIA DO QUE ERA IR À ESCOLA.
foto - ?
A SITUAÇÃO PARECE TER MUDADO MUITO POUCO, EMBORA OS AVANÇOS JÁ SEJAM SENTIDOS PELA POPULAÇÃO LOCAL, SOBRETUDO COM AS OPORTUNIDADES DE TRABALHO QUE FORAM CHEGANDO JUNTO COM OS PRIMEIROS INVESTIMENTOS DO SETOR TURÍSTICO.
foto - ?
MAS NO LUGAR DAS CARAVANAS DE TROPEIROS QUE CRUZAVAM AQUELE TERRITÓRIO ÁRIDO EM DIREÇÃO AO VALE DO RIO TOCANTINS, A REGIÃO ASSISTE, ATUALMENTE, À INVASÃO (POR SORTE, AINDA BEM DISCRETA) DE VIAJANTES AVENTUREIROS EM BUSCA DE EXPERIÊNCIAS ÚNICAS NO CORAÇÃO DO BRASIL.
foto - ?
EXPEDIÇÕES EM CAMINHÕES ADAPTADOS, COMO AQUELES UTILIZADOS NOS FAMOSOS SAFÁRIS AFRICANOS, LEVAM GRUPOS DE VIAJANTES QUE JÁ NÃO SE CONTENTAM COM AS VIAGENS MAIS COMUNS; MOTORISTAS INDEPENDENTES QUE, A BORDO DE OBRIGATÓRIOS VEÍCULOS 4X4, EXPLORAM ÁREAS PRESERVADAS E ISOLADAS DO CENTRO DO BRASIL; E COMPETIDORES ALUCINADOS QUE, DE TEMPOS EM TEMPOS, DEIXAM MARCAS DE PNEUS NAS AREIAS DO JALAPÃO, EM DIREÇÃO A OUTROS SERTÕES DO PAÍS.
foto - ?
O JALAPÃO
É constituído pelos municípios Mateiros, São Felix, Lizarda, Novo Acordo, Ponte Alta, Lagoa, Rio da Conceição, Rio do Sono e Sta Tereza
foto - ?
Em meio a 34 mil km² de paisagem árida, essa região é cortada por uma imensa teia de rios, riachos e ribeirões, todos de uma água transparente e potável. O Jalapão é uma das poucas paisagens nacionais que se mantém quase imunes ao avanço da civilização, tanto, que é possível rodar quilômetros de estradas e não encontrar uma única pessoa. Localiza-se na região leste, ponto em que o Tocantins faz divisa com a Bahia, o Maranhão e o Piauí.
foto - ?
A porta de entrada e de saída da região é a cidade de Ponte Alta do Tocantins. O acesso se dá pelas TO-050 e TO-255 sem pavimentação e em sua maioria constituída por areia.
foto - ?
O Jalapão já foi mar. Com as mudanças climáticas e atmosféricas sofridas pelo planeta, o mar foi se afastando e deixando um rastro de riqueza biológica que a sedimentação marinha, eólica (ventos), lacustre (lagos) e fluvial (rios) foi moldando ao longo dos milênios. Como resultado, as montanhas de pedra tomaram a forma de ruínas de antigas - e gigantescas - edificações. Solo de areias quartzosas favorecem o processo de desertificação.
foto - ?
Entre os atrativos mais procurados estão a Cachoeira da Velha, uma enorme queda d’água em forma de ferradura de aproximadamente 100 metros de largura e 15 metros de altura; as Dunas, cartão postal do Jalapão, composto por areias finas e alaranjadas que chegam a 40 metros de altura.
foto - ?
A preocupação em manter preservada essa incrível riqueza natural é representada pela presença de vários instrumentos de conservação, como o Parque Estadual do Jalapão, o Parque Nacional das Nascentes do Rio Parnaíba; a Estação Ecológica da Serra Geral do Tocantins; a Área de Preservação Ambiental (APA) Serra da Tabatinga; e a Área de Proteção Ambiental (APA) Jalapão.
foto - ?
Localizada no leste de Tocantins, Jalapão é considerada uma das mais belas regiões do Centro-Oeste.
Jalapão conserva cerca de 34.000 km² de ecossistema composto de rios, serras, nascentes, água subterrânea, cachoeiras, fauna e flora do cerrado
foto - ?
O chão avermelhado, parece um talco de tão fofo que é.
Existe uma pousada onde os turistas ficam. Ela esta a uns 6 quilômetros do região de aventura.
foto - ?
Na região, podem-se aproveitar as dunas que vão até 40 metros, ou mergulhar nos rios e cachoeiras de água transparente, como no rio Formiga, ou fazer um rafting no rio Novo, um dos maiores da região.
foto - ?
Jalapão é um parque lindo que só é possível conhecer com um 4X4 que encare as milhões de surpresas que desafiam os motoristas mais experientes.
foto - ?
São pontes mínimas, rios para atravessar, inclinações absurdas. Enfim, uma viagem para não esquecer.
foto - ?
Toda esta maravilha da natureza, esta no mais novo e talvez o mais abandonado estado brasileiro. O belo Tocantins
foto - ?
Venha conhecer este parque estadual, criado em 2001. Venha conhecer esta beleza natural do nosso país.
Você verá que a vida só tem sentido, quando fazemos dela uma aventura ecológica.
foto - ?
foto - ?
foto - ?
ALGUNS HOTÉIS E POUSADAS
HOTEL CARDOSO
Almas
nivardofcardoso@yahoo.com.br
63 3373.1387
CANTINHO DE MINAS
Aparecida do Rio Negro
andradjs@aol.com.br
63 3538.1270
POUSADA E RESTAURANTE PORTAL DO JALAPÃO 
Aparecida do Rio Negro
63 3538.1109
POUSADA DAS ARARAS
Araguacema
walterbalestra132010@hotmail.com
63 8406.2356
POUSADA LONDRINA
Araguacema
63 3472.1156
HOTEL ARAGUATINS
Araguaína
hotelaraguatins@hotmail.com
63 3415.7500

VALEU POR VIAJAR COM A GENTE




fonte dos textos e fotos: IBGE / Wikipédia / viajeaqui.abril.com.br / Thymonthy Becker / turismo.to.gov.br / Portal do Governo do Tocantins / Divulgação /

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem