Pular para o conteúdo principal

LUMIAR, NOVA FRIBURGO, RJ - Lumiar, distrito de Nova Friburgo, na Serra Fluminense, é procurado por casais que buscam sossego nas montanhas. As hospedagens, em sua maioria chalés aconchegantes com lareira, concentram-se nos arredores da vila e em São Pedro da Serra, a 5 km de distância. Lumiar abriga cachoeiras e atrações naturais, como o encontro dos rios Macaé e Bonito. Mas a gastronomia está melhor representada em São Pedro, ao redor da estreita Rua Rodrigues Alves.




CONHEÇA O DISTRITO DE "LUMIAR", NOVA FRIBURGO, RIO DE JANEIRO, BRASIL - COMO SE ESTIVESSE NA JANELA DO TREM
ENCONTRO DOS RIOS MACAÉ E BONITO
Lumiar, distrito de Nova Friburgo, na Serra Fluminense, é procurado por casais que buscam sossego nas montanhas. As hospedagens, em sua maioria chalés aconchegantes com lareira, concentram-se nos arredores da vila e em São Pedro da Serra, a 5 km de distância.

Lumiar abriga cachoeiras e atrações naturais, como o encontro dos rios Macaé e Bonito. Mas a gastronomia está melhor representada em São Pedro, ao redor da estreita Rua Rodrigues Alves.
QUANDO SE ESTA NO NORTE DO PAÍS FICA FÁCIL PARA OS AMAZONENSES CONHECER AS BELEZAS NATURAIS QUE HÁ POR LÁ. JÁ O CARIOCA, TERÁ QUE VIAJAR BASTANTE PARA VER AQUELA BELEZA TODA. EM CONTRA PARTIDA, OS AMAZONENSES TERÃO QUE VIAJAR UM “BOCADO” PARA CONHECER UMA MARAVILHA QUE EXISTE NO RIO DE JANEIRO, BEM PERTO DA CAPITAL. MAS VALERÁ A PENA.
ESTOU FALANDO DA REGIÃO DE LUMIAR, NO RIO DE JANEIRO. ALÉM DE MUITAS CACHOEIRAS, TRILHAS, VOCÊ TERÁ AOS SEUS PÉS A EXUBERANTE MATA ATLÂNTICA, TOTALMENTE PRESERVADA.
Uma viagem Repleta de Belezas Naturais e Muita Luz. Lumiar fica localizada na região serrana do Rio de Janeiro.
Lumiar significa “Toda a Luz do Universo”
O mais interessante e motivador para visitar Lumiar é que no local é possível encontrar pessoas que vivem o lema que define o estado de espírito em busca de uma vida simples, repleta de natureza e luz. Lá você sente que os moradores trabalham e tem seus negócios voltados a arte, a espiritualidade e vida saudável e que querem compartilhar com os visitantes essa ideia.
foto - Osmar Castro
A natureza em Lumiar é exuberante! Você pode desfrutar dela através de passeios à pé, caminhadas ecológicas, esportes radicais, passeios de jipe e passeios à cavalo.


De carro ou de ônibus, de terminal rodoviário de Nova Friburgo, pela RJ 142, chega-se às bucólicas e tranquilas vilas de Lumiar e São Pedro da Serra, distantes cerca de 35 km do centro do município de Nova Friburgo, RJ. Lumiar e São Pedro da Serra estão localizados na Serra Fluminense a aproximadamente 700 metros de altitude, os 5º e 7º distritos respectivamente.
A altitude explica a temperatura mais agradável no verão e o frio mais intenso no inverno. Situam-se em área de Mata Atlântica na Reserva Florestal de Macaé de Cima, onde nasce o rio Macaé, que gerou nome ao município de Macaé. Área florestal contínua de 7 mil hectares da Serra do Mar, a 100 km da cidade do Rio de Janeiro, tem altitude entre 880 a 1.720 m. Grande parte desta reserva florestal se localiza na bacia hidrográfica do rio Macaé e seu afluente rio das Flores, cujos vales apresentam uma altitude média de 1.100 m. Este rio nos propicia o surgimento de grande parte das cachoeiras da região através dos vários declives nele localizados. Assim, a tranquilidade das vilas da região de colonização suíça, o clima agradável, as matas e as cachoeiras são os maiores atrativos destes dois lugarejos.
A reserva de Macaé de Cima conserva intocada beleza selvagem de mata atlântica. Entre rios, árvores gigantescas, palmeiras, cipós e delicados arbustos, florescem orquídeas e bromélias, e é onde se encontra uma variada Fauna, de macacos, tamanduás, cotias e esquilos. A Reserva tem cerca de 4.699 espécies animais e vegetais, sendo 19 exclusivas da própria reserva. O clima regional é do tipo superúmido, e a temperatura média anual é de 17,9°C, sendo janeiro, fevereiro e março os meses mais quentes, e junho, julho e agosto os meses mais frios.
A região surgiu da ocupação pelos imigrantes das margens do rio Macaé e seus afluentes. Lumiar era uma fazenda do nobre francês Felipe de Roure, que deu este nome por causa da vila em que nasceu sua esposa Michaella d'Abreu, em Portugal.
Lumiar e São Pedro da Serra são duas vilas que se completam oferecendo ao visitante inúmeras opções de lazer. De beleza natural impressionante, com ambiente florestal intocado, são dotadas de inúmeras belezas naturais, como as corredeiras do Rio Macaé, o Encontro dos Rios, a Pedra Riscada e extensas regiões de Mata Atlântica preservada. Piscinas naturais, mais de 30 trilhas para serem percorridas de jipe, moto, bicicleta ou a pé, oferecendo ao visitante esportes de canoagem, Mountain baik, trekking e escalada.
De dia, caminhadas por vales e montanhas e passeios ecológicos, banhos de rio, passeios de jipe ou o rafting no rio Macaé. À noite, Lumiar e São Pedro da Serra, oferecem animada vida noturna, especialmente nos fins de semanas. Restaurantes simples e charmosos, boa música, ruas de uma típica vila do interior, com lojinhas de artesanato. O Bar do Vovô é onde se tem as melhores informações sobre a região. No centro de Lumiar, na praça Carlos Maria Marchon, há o antigo chalé da família De Roure, adquirido posteriormente por Carlos Maria Marchon seguido de Eugênio Guilherme Spitz, hoje um espaço comercial, de artesanato, bares e restaurantes.
Próxima à praça encontra-se o a Igreja de São Sebastião, padroeiro de Lumiar, construída em 1901. O artesanato feito nos ateliês e os restaurantes e bares, com música ao vivo, tem famosos fondues e chocolates, além da truta, peixe dos rios da região. São também imperdíveis as tradicionais festas da região, como as Festas de São Sebastião, em janeiro, a tradicional Festa de São Pedro em junho e em julho a Festa da Vila Mozer. O Campeonato de Canoagem em setembro ou as Festas do Aniversário de Lumiar, em 10 de outubro.
As cachoeiras e trilhas são imperdíveis: o Encontro dos Rios Macaé e Bonito; o Poço do Alemão; a Pedra Riscada, melhor caminhada da região, a 1.348m de altitude; o Poço Verde, de águas transparentes, numa clareira circundada por densa vegetação; a Toca da Onça, uma enorme piscina natural de aproximadamente 6 metros de profundidade; a Cachoeira Branca, cercada pela mata atlântica, com muitos poços para mergulhos; a Cachoeira da Boa Vista (Indiana Jones), canyon estreito com pedras formando um escorrega natural; outras cachoeiras, como o Poço Belo e São José.
As trilhas de nível médio têm aproximadamente percurso de 9Km em estradas de terra passando por lugarejos, riachos e nascentes, como São Pedro-Bocaina-Benfica; São Pedro-Boa Esperança-Lumiar;São Pedro-Lumiar-Amargoso. São Pedro da Serra dista 5 km de Lumiar, tem seu nome em homenagem ao Imperador D. Pedro I, feita por colonos alemães que chegaram durante seu reinado. Ali foi construído o primeiro templo católico do município. De linhas simples, edificada em uma elevação da vila, em junho ocorre a tradicional festa para o padroeiro, movimentando toda a região.
A praça João Heringer e a Rua Rodrigues Alves são o ponto central de São Pedro da Serra, onde tudo acontece. A tranquilidade das vilas da região de colonização suíça e alemã, o clima agradável, as matas e as cachoeiras são os ingredientes mais que atrativos para nos levar a estes dois lugarejos. Lumiar é vizinha ao Distrito de São Pedro da Serra, e também a outros povoados e localidades, tais como Boa Esperança, Toca da Onça, Galdinópolis, Rio Bonito, Cascata, São Romão e Santa Luzia que fazem parte do seu circuito eco-turístico, além da belíssima Área de Proteção Ambiental de Macaé de Cima.
Após a pavimentação da rodovia RJ-142, no final de 2006, Lumiar tornou-se um dos principais pontos de passagem entre Nova Friburgo e a Região dos Lagos. A estrada Serramar ou RJ-142, permite chegar rapidamente à região Litorânea, reduzindo em 108 km o percurso por Niterói, Manilha e Cachoeiras de Macacu. Esse percurso ecológico começa em Teresópolis, passa por Nova Friburgo, Mury, Lumiar, São Pedro da Serra e segue até Casimiro de Abreu, Rio das Ostras, Macaé, Barra de São João, Búzios, Arraial do Cabo e Cabo Frio. No alto da serra começa a estrada, que passa por montanhas de clima europeu e rios cristalinos, chegando ao mar azul da Região dos Lagos, conectando dois extremos de beleza natural –a montanha e o mar – numa das mais belas regiões do estado do Rio de Janeiro. O asfaltamento da estrada não seguiu o documento Carta de Lumiar redigido pelas lideranças comunitárias em 2002, o qual defendia a construção de uma Estrada-Parque.
POUSADA PARADOR LUMIAR, RJ
Quando o céu está limpo, as estrelas podem ser vistas aos montes da varanda dos quartos - na verdade, 13 casinhas junto ao lago. Na construção principal, o restaurante da pousada também esbanja vista panorâmica para a serra. Voltada para medidas sustentáveis, a pousada faz compostagem do lixo, aproveita energia solar e trata a 80% da água utilizada.
Localizado a 160 Km do Rio de Janeiro, na região serrana de Nova Friburgo e a apenas 400 km de SP, o Parador Lumiar possui 13 chalés espalhados por um terreno onde correm rios de águas cristalinas




AQUI VOCÊ PODERÁ PRATICAR O ECOTURISMO, COM TODA INFRAESTRUTURA OFERECIDA AOS VISITANTES.
RAPEL, TRILHAS E MUITAS OUTRAS AVENTURAS, QUE COM CERTEZA FARÁ VOCÊ VOLTAR A ESTE PARAÍSO.
SE O RIO DE JANEIRO É LINDO, LUMIAR É IGUALMENTE BELA.



VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE

fonte dos textos e fotos: Wikipédia / Thymonthy Becker / viajeaqui.abril.com.br / Divulgação /

Comentários

  1. Mundo pequeno, de Volta Grande para Lumiar, onde minha filha mora. Lindo lugar!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

VALEU POR VIAJAR COM A GENTE

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem