Pular para o conteúdo principal

29 CIDADES HISTÓRICAS DO BRASIL QUE VOCÊ PRECISA CONHECER - Veja uma seleção de cidades brasileiras construídas durante o período colonial que ainda mantêm grande parte do seu casario conservado




CONHEÇA 29 CIDADES HISTÓRICAS DO BRASIL QUE AINDA SE MANTÉM HISTÓRICAS.
A história do Brasil é rica, abrangente e repleta de contradições. Desenvolver uma narrativa que aborde os detalhes sobre a conquista e a colonização do território brasileiro não é tarefa fácil. 
O que é difícil para os historiadores pode ser fácil para os viajantes: ao passear pelas ruazinhas de pedra e casinhas bem conservadas de algumas cidades históricas, é natural sentirmos transportados para o período colonial. 
É normal perceber que o tempo ali simplesmente parou, e fica mais fácil de entender todas as implicações históricas que fizeram estas cidadezinhas erguerem-se (normalmente, isso acontecia por causa dos interesses de exploração de minérios, como ouro e diamante) e estancarem no tempo (com o término da exploração desses recursos naturais). 
Abaixo, uma seleção de cidades históricas brasileiras que ainda guardam o único tesouro que sobrou: a história. Perfeitas para quem não dispensa roteiros culturais, sem abrir mão de muito charme. 
REGIÃO SUDESTE 
01 - OURO PRETO / MINAS GERAIS 
O conjunto arquitetônico da cidade é tão impressionante que não deu outra escolha: foi tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco. Suas ruas bem conservadas encantam universitários, que se acumulam entre repúblicas estudantis e agitam as ruas durante o Carnaval. As boas atrações incluem um passeio de trem até a cidade de Mariana, festivais completos e, é claro, igrejas que impressionam por sua riqueza arquitetônica – como a Igreja N. S. Do Carmo e a Igreja Matriz de N. S. Do Pilar. 
02 - SÃO JOÃO DEL REI / MINAS GERAIS 
A colonização portuguesa fica bem nítida nessa cidade, sobretudo no Centro Histórico – marcado por casas coloniais e a Ponte da Cadeia. Por aqui, o comércio é bem movimentado e valorizado. Igrejas também estão entre os roteiros favoritos dos visitantes, como a de Nossa Senhora das Mercês (foto) e São Francisco de Assis. Sua ferrovia, que nunca parou de funcionar desde a inauguração, está entre as mais antigas e bem conservadas do país, conduzindo a passeios charmosos até cidades vizinhas. 
03 - DIAMANTINA / MINAS GERAIS 
Com muitas construções barrocas bem preservadas, Diamantina consagrou-se como uma das cidades históricas mais conhecidas e visitadas pelos turistas de todo o país. Terra natal de Juscelino Kubitschek e repleta de vielas e becos que guardam casarios coloniais, a cidade foi declarada Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 1999 – e também abriga belezas naturais que valem a viagem. 
04 - TIRADENTES / MINAS GERAIS 
Antiga Vila de São José do Rio das Mortes, pertencente ao Ciclo do Ouro no Estado, Tiradentes é uma das cidades históricas mais bem conservadas do país. O destino valoriza muito o turismo religioso, com igrejas bem conservadas e o Museu da Liturgia. Mas não é só isso que chama a atenção: o passeio de charrete por suas ruas de pedras encanta famílias com crianças. Seu forte, no entanto, é na gastronomia, com restaurantes estrelados e repletos de pratos bem elaborados que valorizam a culinária mineira – como o Pau de Angu. 
05 - MARIANA / MINAS GERAIS 
Vizinha de Ouro Preto, Mariana foi a primeira vila do estado, a primeira capital e, de quebra, a cidade mais rica do Ciclo do Ouro. Suas belas igrejas atraem os turistas, como as de São Francisco de Assis (à esquerda) e a de Nossa Senhora do Carmo. Vale esticar a viagem até a Catedral Basílica da Sé, que abriga um órgão alemão com mais de mil tubos ainda em funcionamento, e a mina da Passagem, cercada por bons restaurantes. O desastre ambiental causado pela mineradora Samarco, em novembro de 2015, não danificou o centro histórico da cidade – mas atingiu igrejas, trechos da Estrada Real e alguns monumentos de vilas e distritos próximos. 
06 - CONGONHAS / MINAS GERAIS 
Obras do barroco marcam presença no lugar. Uma das mais emblemáticas é, sem dúvida, a Basílica Bom Jesus de Matosinho, que surgiu a partir de uma promessa do imigrante português Feliciano Mendes. À frente, esculturas dos doze profetas esculpidas em pedra-sabão por Aleijadinho, como a de Ezequiel, dão as boas vindas. Durante a Semana Santa, fiéis ocupam suas ruas íngremes em procissões e outras homenagens à Paixão de Cristo. 
07 - SABARÁ / MINAS GERAIS 
Localizada a 25 quilômetros da capital Belo Horizonte, essa pequena cidade abriga construções históricas e barrocas que preservam seu clima interiorano. Por aqui, procissões ganham inúmeros adeptos durante a Semana Santa, que percorrem seu Centro até atrações como a Igreja Nossa Senhora do Ó. O Museu do Ouro é outra boa pedida, com sua arquitetura datada de quase trezentos anos e artigos bem preservados. 
08 - SANTA BÁRBARA / MINAS GERAIS 
Paisagens bucólicas se formam à beira da Serra do Caraça, tornando a cidade repleta de ambientes tranquilos e acolhedores. Suas origens também estão calcadas no Ciclo do Ouro mineiro, visto que minas da região foram exploradas em larga escala pelos bandeirantes no século 18. Vale esticar até o Parque Natural da cidade, com belas trilhas, cachoeiras e prédios históricos bem conservados. 
09 - PETRÓPOLIS / RIO DE JANEIRO 
O clima ameno da região serrana do Rio de Janeiro encantou Dom Pedro II, que instalou um belo refúgio de verão na cidade. Hoje, ele atende pelo nome de Museu Imperial e guarda relíquias do Segundo Reinado. As belas montanhas que cercam o lugar, bem como seu clima sossegado e as inúmeras pousadas de charme, atraem turistas em busca de requinte e boa gastronomia – uma de suas marcas registradas. 
10 - PARATY / RIO DE JANEIRO 
Fundada em 1667 no entorno da Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, a cidade foi um dos importantes pólos econômicos do país graças ao engenho de cana-de-açúcar. Suas ruas de pedras irregulares não intimidam os turistas, que se acumulam para fazer passeios de barco e ver casarios coloniais bem conservados, sobretudo no belíssimo Centro Histórico. É aqui que acontece a FLIP, o evento literário mais importante do Brasil. 
11 - SÃO LUIZ DO PARAITINGA / SÃO PAULO 
Com um patrimônio arquitetônico formado por casas dos séculos 18 e 19, essa pequena cidade soube dar a volta por cima depois das enchentes que devastaram a região em 2010. Festivais temáticos, como a Festa do Divino, seguem cativando a atenção dos turistas. Além de suas charmosas construções históricas, há muitas atrações naturais nos arredores que valem uma esticadinha na viagem. 
REGIÃO NORDESTE 
12 - OLINDA PERNAMBUCO 
Fundada em 1535, essa bela cidade já foi considerada a capital do Estado. Seu Centro Histórico, repleto de casinhas bem conservadas do período colonial, é tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade desde 1982. Ao caminhar por suas ruas, os visitantes se deparam com belos edifícios antigos – restaurados depois da invasão dos holandeses durante o século 18 e abertos à visitação. Uma de suas grandes atrações é a Igreja do Carmo – a mais antiga igreja carmelita do Brasil. No Carnaval, as ruas ficam tomadas por foliões. 
13 - PENEDO / ALAGOAS 
Considerada o primeiro povoado do Estado, essa cidade foi erguida às marges do Rio São Francisco e encantava os exploradores, tornando-se um polo importante para o comércio e que cultuava a moda europeia. Hoje, suas raízes estão preservadas em seu belo Centro Histórico, marcado por um conjunto arquitetônico significativo, repleto de museus e igrejas. O passeio de barco até a foz do rio mais emblemático do país também encanta os turistas. 
14 - SALVADOR / BAHIA 
É claro que a primeira capital do Brasil não poderia estar de fora dessa lista. Salvador foi o grande centro político e financeiro do país entre 1549 e 1763 – foi ali que se deu início essa mistura de povos, de culturas, de religiões e de raças que é a sociedade brasileira. Em 1558, foi fundado na cidade o primeiro mercado de escravos da América, com o objetivo de vender negros recém-chegados da África para os senhores dos engenhos de canas-de-açúcar. Hoje, o Centro Histórico da cidade preserva seus edifícios renascentistas e casarões com mais de dois andares – típicos de cidades abastadas. 
15 - CACHOEIRA / BAHIA 
Localizada a cerca de 110 km da capital Salvador, essa pequena e charmosa cidade do Recôncavo Baiano luta para colocar seus patrimônios históricos entre os mais bem conservados do país. É aqui que fica o maior conjunto arquitetônico barroco do Estado, com fachadas, edifícios e casarios que provocam a sensação de estar voltando no tempo. A história conta que a cidade abrigou os primeiros eventos que resultariam na independência do Brasil. No entanto, é na religiosidade que se encontra o ponto forte do destino, com eventos de religiões de matriz africana tomando suas ruas. 
16 - MUCUGÊ / BAHIA 
Fundada no final do século 18, a cidade é considerada uma das mais antigas da região da Chapada Diamantina, tendo sido um dos polos mais importantes da exploração do ouro e do diamante no país. Sua herança histórica está bem preservada nas casas e edifícios datados do período colonial, que são cercados por ruas de paralelepípedo. Um dos pontos fortes do turismo local são as famosas festas juninas, repletas de boas atrações. 
17 - RIO DE CONTAS / BAHIA 
O conjunto arquitetônico da cidade é considerado um dos mais importantes da Bahia, com belos casarões coloniais e ruas com calçamento pé de moleque. Antigo Pouso dos Creoulos, o destino serviu como rota de fuga de escravos no final do século 17. Esse período está bem preservado no Acervo Público local, que reúne diversas cartas de alforria, sentenças eclesiásticas e certidões originais de escravos. Outra boa atração é o caminho de pedras da Estrada Rural, lugar onde o ouro da região era escoado. 
18 - PORTO SEGURO / BAHIA 
A história conta que foi aqui que a colonização do país se iniciou. Até hoje, suas ruas preservam referências ao descobrimento, que incluem até mesmo as ruínas da primeira igreja e da primeira escola construídas em terras tupiniquins. Muitas de suas antigas construções seguem preservadas, sobretudo na Costa do Descobrimento, que inclui a região de Santa Cruz Cabrália – onde a primeira missa do país teria se realizado. O turismo local é muito movimentado graças às viagens de formatura de adolescentes do Ensino Médio. 
19 - VALENÇA / BAHIA 
Considerada o ponto de partida para conhecer o Morro de São Paulo, essa pequena cidade baiana tem lá seus encantos. No Centro Histórico, casas coloridas e construções do período colonial se encontram em um bom estado de conservação. Suas ruas de pedras irregulares aumentam a sensação de nostalgia, reforçada por pequenas igrejas em seu entorno. 
20 - SÃO CRISTOVÃO / SERGIPE 
Fundada em 1590, a cidade está entre as mais antigas do país, além de ter sido marcada como a capital do Estado até o ano de 1855. Localizada nos arredores de Aracaju, ela possui um rico e bem preservado conjunto arquitetônico colonial, de influência espanhola, que marca o charmoso Centro Histórico. Suas atrações encantam os turistas, sobretudo a Praça de São Francisco – tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2010. 
21 - LARANJEIRAS / SERGIPE 
O conjunto arquitetônico da cidade inclui muitas construções barrocas, sobretudo em igrejas como a de Nossa Senhora da Conceição da Comandaroba. Durante o período colonial, a região foi considerada um dos mais importantes centros de comercialização de escravos do país – uma história triste contada no Museu Afro-Brasileiro. Uma das grandes atrações do turismo local são as festas folclóricas, que ocupam suas ruas e divertem os visitantes. 
22 - SÃO LUÍS / MARANHÃO 
A capital do Estado se difere da maior parte das cidades brasileiras, visto que foi colonizada por franceses. Durante o século 17, navegadores de Cancale e Saint-Mailo se estabeleceram na região e a batizaram com uma singela homenagem ao Rei Luís 13. Na época, a economia era impulsionada pela plantação e exportação de cana-de-açúcar, cacau e tabaco. Hoje, a principal herança desse povo, juntamente com portugueses e holandeses, encontra-se preservada em seu Centro Histórico, com diversas construções que remetem ao passado. 
23 - ALCÂNTARA / MARANHÃO 
O apelido de “cidade que parou no tempo” faz jus à sua identidade. Aqui, muitas de suas construções do período colonial se encontram em ruínas, como a Igreja de São Matias. Por volta do século 18, a região viveu seus tempos de glória graças à plantação e ao comércio de cana-de-açúcar e algodão. Até hoje, construções desse período se encontram bem preservadas, revelando a riqueza de barões que aqui viveram. 
REGIÃO SUL 
24 - LAPA / PARANÁ 
A história dessa bela cidade data de 1769, ano em que tropeiros da região decidiram fundá-la. Seu Centro preserva um conjunto arquitetônico impressionante, repleto de atrações graciosas e interessantes, como o Museu das Armas. Um dos grandes episódios que marcaram o lugar foi a Revolução Federalista de 1894, marcado pela batalha do Cerco da Lapa – que impediu o avanço de tropas contrárias à República e tornou famoso o apelido de “Cidade dos Heróis”. 
25 - SÃO FRANCISCO DO SUL / SANTA CATARINA 
A cidade mais antiga do Estado foi fundada em 1504 pelos portugueses e preserva até hoje uma série de construções temáticas, muitas delas tombadas pelo IPHAN. Influências espanholas, africanas e francesas se misturam em elementos de suas edificações, concentradas em seu charmoso Centro Histórico. Atrações como o Museu Nacional reúne embarcações de todo o litoral da região. 
26 - SÃO MIGUEL DAS MISSÕES / RIO GRANDE DO SUL 
A história do sul do país se difere das demais regiões. Até o final do século 19, portugueses não demonstravam grande interesse pelos pampas do Rio Grande – por isso a dificuldade de encontrar registros históricos que antecedem o período. A missão dos jesuítas, que evangelizaram os indígenas, se encontra bem preservada na cidade: as ruínas do sítio arqueológico são tombadas como Patrimônio Histórico da Humanidade pela Unesco. 
27 - ANTÔNIO PRADO / RIO GRANDE DO SUL 
Fundada em maio de 1886, a cidade ficou marcada como a sexta e última colônia da imigração italiana no sul do país. As construções temáticas do lugar seguem bem preservadas e conferem um charme especial à região, que inclui uma boa gastronomia típica e vinícolas que tornam tudo ainda mais atrativo. Atrações como o Museu Municipal guardam peças e objetos que preservam a história dos imigrantes. 
REGIÃO CENTRO OESTE 
28 - PIRENÓPOLIS / GOIÁS 
Fundada por bandeirantes por volta do século 18, a cidade possui diversas casas coloniais bem preservadas. Muitas dessas construções conservam os detalhes originais, sendo rodeadas por ruas e ladeiras de pedra. Nos arredores da região, o turismo se intensifica ainda mais graças às suas belas cachoeiras e reservas ecológicas, ideais para quem busca roteiros de aventura 
29 - GOIÁS / GOIÁS 
Palco de uma das mais tradicionais festas do Centro-Oeste, a Procissão do Fogaréu, que ocorre na Semana Santa e atrai fiéis para uma espécie de corrida pelas ruas e becos propositalmente escuros da cidade, Goiás foi a primeira capital do estado. Hoje é Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco e seu centro histórico, encantador e ainda pouco conhecido pelas multidões de turistas, nos transporta diretamente para o século 18.

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



Fonte / Fotos - viagemeturismo.abril.com.br (Por Camila Honorato) / Thymonthy Becker

Comentários

  1. Eu acho lindo toda essa história presente no nosso país. É quase sempre uma história triste e de exploração, mas ficamos com algumas marcas lindas, como essas cidades que transportam qualquer um pra séculos atrás.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito show de bola mesmo. E pensar que com tão pouca tecnologia da época, se construía essa magníficas obras arquitetônicas. Valeu Menina. Abração

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

5 ESTRADAS BRASILEIRAS QUE VALE A PENA DIRIGIR POR ELAS - Viajar de carro pode ser muito bom, se for por uma dessas estradas. Confira cinco trechos que agradam tanto quanto o destino final de suas férias

CONHEÇA 05 ESTRADAS QUE VALE A PENA VOCÊ VIAJAR DE CARRO POR ELAS. Há quem diga que o importante não é o destino final, e sim o caminho até lá. Em uma viagem de carro, não costuma ser bem assim, considerando o péssimo estado do asfalto de nossas estradas, além do custos do pedágio, motoristas ruins e a falta de uma boa paisagem. Mesmo com todos esses problemas, é possível aproveitar um passeio automotivo pelo Brasil em uma das cinco estradas escolhidas pela Hertz, empresa especializada em aluguel de veículos: Confira ESTRADA REAL / MINAS GERAIS / RIO DE JANEIRO / SÃO PAULO  Também conhecida como Caminho Real, é uma das estradas mais famosas do Brasil, por ser um dos principais pontos turísticos do País. Tem 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Motivos não faltam para visita-la, com um circuito de 179 cidades históricas, passando por belas paisagens formadas pelos trechos de mata atlântica. Tem até atividades fora do carro, como caminhada…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

MONUMENTO HOLGER DANSKE, DINAMARCA - A tradição diz que a estátua ganhará vida quando a Dinamarca se encontrar em grande perigo e salvará a nação

CONHEÇA O "HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA - HOLGER DANSKE ", DINAMARCA 
Explorar as criptas e catacumbas do Castelo de Kronborg é uma grande experiência. Escondido no porão do castelo, você vai conhecer o dinamarquês Holger (Holger Dansk), uma imponente estátua de pedra. Holger o dinamarquês, é uma figura lendária na cultura dinamarquesa. Se a Dinamarca se encontrar em apuros, ele vai acordar e defendê-la! HOLGER DANSKE, OU HOLGER, O DINAMARQUÊS, É UM HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA. A PRIMEIRA REFERÊNCIA QUE TEMOS SOBRE A SUA EXISTÊNCIA APARECE EM ANTIGOS POEMAS FRANCESES, DE MEADOS DO SÉCULO XI. DE ACORDO COM A LENDA, ERA FILHO DE GODOFREDO, REI DA DINAMARCA. O SEU FILHO FOI MORTO POR CARLOS, O JOVEM, FILHO DE CARLOS MAGNO; EM BUSCA DE VINGANÇA, PROCUROU-O E MATOU-O. SÓ POR POUCO O IMPEDIRAM DE MATAR O PRÓPRIO CARLOS MAGNO. RESISTIU A CARLOS MAGNO DURANTE SETE ANOS, MAS FEZ A PAZ PARA LUTAR AO LADO DELE CONTRA OS SARRACENOS. DURANTE ESSA BATALHA MATOU O GIGANTE BREHUS. OS BARALHOS …

ITUIUTABA, MINAS GERAIS - Com vários atrativos turísticos como cachoeiras, trilhas, museu, parques. artesanato regional e a famosa cachaça artesanal

CONHEÇA A CIDADE DE "ITUIUTABA", MINAS GERAIS, BRASIL BEM VINDO A CIDADE DE ITUIUTABA, MG. PORTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO foto - ? População estimada 2016 (1) - 103.945 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.598,046 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 37,40 Código do Município 3134202 Gentílico - ituiutabano Prefeito 2017 / FUED JOSE DIB ORIGEM DO NOME O nome da cidade eh de origem indígena: I - rio, TUIU ­barrento; TABA - povoação, cidade. “Cidade do rio barrento”
Gentílico: ituiutabano HISTÓRICO Ituiutaba é uma fusão de vocábulos tupis que significa "povoação do rio Tijuco". Os primitivos habitantes do município eram ameríndios, pertencentes ao grupo Gê, também chamados caiapós. Uma das tribos que deixaram fama na região foi a dos panariás, muito bem estudada por Alexandre Barbosa, de Uberaba. Por fim ela foi aldeada na atual povoação de São Francisco de Sales, às margens do Rio Grande, no vizinho município de Campina Verde. Os panariás - assinala o his…

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

MONJOLOS, MINAS GERAIS - O município possui alto potencial de ecoturismo, pois conta com diversas cachoeiras, corredeiras, grutas e trilhas, todas cercadas por uma vasta e bela vegetação e que proporcionam deliciosos passeios de bike, motos, jipes ou até mesmo simples caminhadas.

CONHEÇA A CIDADE DE "MONJOLOS", MINAS GERAIS, BRASIL Situada na região central mineira, na Bacia do Rio das Velhas em um vale da Serra do Cabral, Monjolos integra, além da Estrada Real, o Circuito dos Diamantes.  A 265 km da capital mineira, o município possui alto potencial de ecoturismo, pois conta com diversas cachoeiras, corredeiras, grutas e trilhas, todas cercadas por uma vasta e bela vegetação e que proporcionam deliciosos passeios de bike, motos, jipes ou até mesmo simples caminhadas.
Rio Pardinho em Monjolos, MG(Instituto estrada Real)  A Área de Preservação Ambiental do Vale do Fundo apresenta uma densa mata virgem banhada por deleitáveis nascentes e cascatas. Ainda pouco explorada, a Gruta do Pau-Ferro possui grandes galerias com estalactites e estalagmites.  A cidade ainda possui um Centro de Artesanato, onde é exposto e vendido todo o artesanato da região. A Igreja Matriz Nossa Senhora do Livramento, a Ponte Férrea do Rio Pardo e o Monumento a Monjolos também aju…

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Um pequeno paraíso conhecido como Terra das Cachoeiras pois possui mais de 120 quedas d'água na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. Tem o grande poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina, ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho.

CONHEÇA A CIDADE DE "CARRANCAS", MINAS GERAIS, BRASIL

MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS. imagem "?" Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais. Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a …

BOM JARDIM DE MINAS, MINAS GERAIS - Típica cidade mineira, com povo hospitaleiro, de clima ameno e muito aconchegante, traz no bojo de sua historia uma origem bucólica e religiosa com inúmeras atrações turísticas

CONHEÇA A CIDADE DE "BOM JARDIM DE MINAS", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - Thymonthy Becker  BEM VINDO A CIDADE DE BOM JARDIM DE MINAS. PORTAL DA SERRA DA MANTIQUEIRA foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 6.648 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 412,021 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 15,78 Código do Município 3107505 Gentílico - bom-jardinense Prefeito 2017 / SERGIO MARTINS ORIGEM DO NOME O TOPÔNIMO ORIGINOU-SE DO NOME DA FAZENDA BOM JARDIM, PIONEIRA DA COMUNIDADE, E DO BELO "JARDIM" NELA CONSTRUÍDO PELOS SEUS PROPRIETÁRIOS. Bom Jardim de Minas Minas Gerais - MG HISTÓRICO O território onde se acha localizado o município, foi habitado por silvícolas de diversas tribos não identificados devidamente. Em 1770, Manoel Arriaga de Oliveira, sua mulher e seis filhos, chegaram à região, fundaram uma colônia que chamaram Campo Vermelho, tornando-se os primeiros moradores do lugar. O núcleo sofreu vários ataques dos índiso, sendo morto o filho do fundad…

MARILÂNDIA, ITAPECERICA, MINAS GERAIS - Com altitude acima de 1.000 metros, cercada de paisagens que são verdadeiros cartões postais e muita história para você viver neste paraíso

CONHEÇA O DISTRITO DE "MARILÂNDIA", ITAPECERICA, MINAS GERAIS, BRASIL
Estação Rodoviária de Marilândia, MG MARILÂNDIA / MINAS GERAIS
foto - Thymonthy Becker  BEM VINDO AO DISTRITO DE MARILÂNDIA, MG. NO CENTRO OESTE DO ESTADO DAS MINAS GERAIS. AQUI, CHEGANDO NO DISTRITO. foto - Thymonthy Becker MARILÂNDIA EH UM ANTIGO DISTRITO QUE EMBORA ESTEJA PRÓXIMO A DIVINÓPOLIS, PERTENCE A CIDADE DE ITAPECERICA O DISTRITO TEM APROXIMADAMENTE 4.000 HABITANTES (FONTE - PEDRO GUIMARÃES) O DISTRITO ESTÁ A 780 QUILÔMETROS DE BRASÍLIA. ESTA À 170 QUILÔMETROS DA CAPITAL DAS MINAS GERAIS ESTÁ À 25 QUILÔMETROS DE DIVINÓPOLIS A HISTÓRIA DO DISTRITO DE MARILÂNDIA, MINAS GERAIS  A história de Marilândia começa como a maioria das cidades das Minas Gerias, com a construção de uma igreja. Um fazendeiro, dono das terras onde hoje encontra-se o distrito, determinou que seus escravos construíssem um santuário e que este fosse dedicado a nossa senhora do desterro da volta. O santuário foi construído no alto da …