terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

JABOTICATUBAS, MINAS GERAIS - Nos recantos turísticos de Jaboticatubas, a beleza e harmonia são um presente da natureza aos seus visitantes




CONHEÇA A CIDADE DE "JABOTICATUBAS", MINAS GERAIS, BRASIL
Foto - ?
SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE QUE ESTÁ CAPRICHOSAMENTE INSTALADA ENTRE SERRAS E CACHOEIRAS, NO MELHOR LUGAR DE MINAS. SEJA BEM VINDO A JABOTICATUBAS. O PARAÍSO
imagem - ?
População estimada 2016 (1) - 19.305
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.114,972
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 15,37
Código do Município 3134608
Gentílico - jaboticatubense
Prefeito 2017 / ENEIMAR ADRIANO MARQUES
ORIGEM DO NOME
Jaboticatubas é uma palavra formada do tupi: yabuti-guaba-tyba, “o jaboticabal”. Jabuti-guaba pode também exprimir “comida de cágado, fruto de que se alimenta o jaboti” (Interpretação de Alfredo de Carvalho, em o Anuário, II Vol., à pág. 343).
A denominação Jaboticatubas provém do nome do ribeirão que banha a localidade, o qual, por sua vez, foi assim designado em virtude da abundância de pés de jabuticatubas, planta da família das mirtácias, gênero eugênia, típica de solos úmidos de cerrado ocorrentes na área central de minas gerais. Por tradição adquirida, os moradores locais preferem a grafia antiga jabuticatubas, que todavia não encontra respaldo nas prescrições ortográficas vigentes.

Gentílico: jaboticatubense
Histórico
HISTÓRICO E EVOLUÇÃO ADMINISTRATIVA
A Cidade de Jaboticatubas teve origem nas sesmarias. No século XVIII, Félix da Costa, Ermitão da Caridade, iniciou as obras de construção do mosteiro de Macaúbas e na busca ansiosa de recursos, deparou com terras de aparência fértil e agradável “na barra do Jaboticatubas, Rio das Velhas abaixo”. Surgiu-lhe a idéia de conseguir posse daquela região, a qual seria colonizada para o sustento das recolhidas. Assim, de 1.716 a 1.750, a glebas foram sendo adquiridas através de Cartas de Sesmarias e incorporadas ao Mosteiro, que conseguiu a posse legalizada da região em 1.791, pela Rainha D. Maria, de Portugal.
Para dar continuidade às obras e manter as recolhidas, o Mosteiro negociou partes das terras, surgindo, então, as primeiras fazendas de gado.
Em 1.753, o Capitão Manuel Gomes da Mota, proprietário da Fazenda do Ribeirão, mandou erigir uma Capela dedicada à Imaculada Conceição, onde aos poucos, foi se formando um povoado, núcleo da atual Cidade.
Com a morte do Capitão Manuel Gomes da Mota, a Fazenda do Ribeirão passou às mãos de Antônio Raposo de Oliveira, quando foi criado o Curato do Ribeirão do Raposo em 1.841.
O Curato foi elevado à condição de freguesia pela Lei nº 912 de 04 de junho de 1.858, sob a jurisdição da Paróquia de Taquaraçu de Cima, pertencendo a Caeté. No ano seguinte, foi instalada a paróquia pelo Cônego Domingos Borges de Araújo.
Em 1.860, chegou à freguesia um filho da terra, recém-ordenado, o Revmo Padre Messias Marques Afonso, que providenciou, além da reforma da antiga Capela de Nossa Senhora da Conceição, a construção da Capela de Nossa Senhora do Rosário e de Nossa Senhora das Dores. Por sua incansável atividade com vistas ao desenvolvimento da Cidade, costuma-se, com justa razão, considerar o Padre Messias como sendo o verdadeiro fundador de Jaboticatubas.
A freguesia foi desmembrada de Caeté em 1.878 e passou a Distrito do Ribeirão de Jaboticatubas, jurisdicionado a Santa Luzia, pela Lei nº 2.485, de 8 de novembro.
Enfim, no ano de 1.938, já com o território desmembrado de Santa Luzia, o Município de Jaboticatubas foi criado pela Lei nº 148, de 17 de dezembro, compreendendo os Distritos da Sede, Baldim e Riacho Fundo, os dois últimos emancipados em 1.948 e 1.962, respectivamente.
MUDANÇA DE NOMES
- 1.753: Fazenda do Ribeirão
- 1.841: Ribeirão do Raposo
- 1.858: Arraial de Nossa Senhora da Conceição de Jaboticatubas
- 1.878: Distrito do Ribeirão de Jaboticatubas
- 1.938: Jaboticatubas
imagem - Joelcio Saturnino
A CIDADE
Jaboticatubas está inserida na Serra do Espinhaço e abriga 65% da área total do parque nacional da Serra do Cipó, um santuário ecológico que contém uma profusão de flores, pássaros, mamíferos, anfíbios, peixes, cachoeiras e outras maravilhas que encanta quem as visita.
Além da já famosa Serra do Cipó, Jaboticatubas possui outras belezas naturais para serem admiradas: as cachoeiras deslumbrantes da Serra da Contagem e da Serra do Bené, as piscinas naturais do Rio Bom Jardim, o impressionante Canyon e as quedas d'águas do Rio Jaboticatubas em São José da Serra.
Todas essas belezas naturais vêm despertando o interesse de turistas em busca de um espaço propício ao relaxamento e descanso. Também as pessoas que gostam de ação e aventura encontram ambientes que propiciam a prática de esportes ligados à natureza.
Nos recantos turísticos de Jaboticatubas, a beleza e harmonia são um presente da natureza aos seus visitantes.
Foto - ?
CACHOEIRA RALA BUNDA
Foto - ?
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - ?
imagem - Luis Macedo
ESTE EH O CANYON DAS BANDEIRINHAS
imagem - Vinícius Antônio de Oliveira Dittrich
CAPELA DO SENHOR BOM JESUS
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
CAPELA DE NOSSA SENHORA DAS DORES
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Joelcio saturnino
imagem - Luis Macedo
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Luis Macedo
imagem - Gabriel Turani
ESTA EH A SENZALA DA FAZENDO CIPÓ VELHO QUE FOI TAMBADA PELO PATRIMÔNIO HISTÓRICO MUNICIPAL
imagem - PMJ
AQUI TEMOS A BANDEIRA DA CIDADE DE JABOTICATUBAS, MG
 ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE JABOTICATUBAS, MG

 AGRADECENDO SUA VISITA ESPERANDO QUE SEMPRE VOLTE A NAVEGAR EM NOSSO SITE.

Fonte / Fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Portal do Governo de Jaboticatubas / Wikipédia / 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana