Pular para o conteúdo principal

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Conhecida como Terra das Cachoeiras, possui mais de 120 quedas d'água distribuídas em complexos como o da Zilda, da Ponte, da Fumaça e Vargem Grande, poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina. No complexo da Zilda ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho. Na área urbana o destaque é para a igreja Nossa Senhora da Conceição, principal patrimônio histórico-cultural do município. A noite na cidade oferece forró, luau e bares. Tantas atrações convidam o turista a desfrutar a natureza deixando de lado todo o stress da vida corrida, saindo de Carrancas com as energias renovadas. Suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas.




CONHEÇA A CIDADE DE CARRANCAS, MINAS GERAIS, BRASIL - OLHANDO DA JANELA DO TREM


MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS.
imagem "?"
Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais.
Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a piscina natural em formato de coração. O Poço da Piscina, logo acima, é menos famoso e melhor para banho.
Foto - ?
imagem de Alice
Carrancas é um pequeno paraíso de serras e cachoeiras na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. 
Conhecida como Terra das Cachoeiras, possui mais de 120 quedas d'água distribuídas em complexos como o da Zilda, da Ponte, da Fumaça e Vargem Grande, poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina. No complexo da Zilda ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho. Na área urbana o destaque é para a igreja Nossa Senhora da Conceição, principal patrimônio histórico-cultural do município. A noite na cidade oferece forró, luau e bares. Tantas atrações convidam o turista a desfrutar a natureza deixando de lado todo o stress da vida corrida, saindo de Carrancas com as energias renovadas.
Texto por: Fernanda Bueno (Equipe Visite Minas Gerais)
CHEGANDO EM CARRANCAS
imagem de "?"
Considerada como um dos mais recentes pólos de ecoturismo em Minas Gerais, Carrancas se destaca pelos inúmeros atrativos naturais que oferece e pelos tradicionais hábitos e costumes de seus habitantes...
Descubra, visite, preserve Carrancas, a natureza lhe retribuirá em dobro!
Recicle sua mente, pratique o ecoturismo!
Foto - ?
JEQUITIBÁ CENTENÁRIO
Uma árvore poderosa como a energia de Carrancas! Uma majestosa árvore centenária faz jus à beleza da região. Situada na área da Fazenda Traituba, já no município de Cruzília, tem a altura de um prédio de sete andares e é preciso sete adultos para abraçá-la. É um passeio interessante para quem quer conhecer o interior do município, sua história e belezas naturais. São cerca de 30 Km até chegar lá. Vá apenas acompanhado pelos guias das agências locais.
Foto - Carrancas.com.br
AQUI TEM ATRAÇÃO PARA TODOS OS GOSTOS 
Dos amantes da natureza aos aventureiros de plantão, Carrancas tem atração para todo mundo que quer estar bem perto da natureza. Além das águas, o maior atrativo da cidade, Carrancas tem outras atrações que complementam os passeios. Confira:
Foto - Carrancas.tur.br
UMA VOCAÇÃO DE CARRANCAS
O ecoturismo é uma vocação de Carrancas. Hoje também desponta como uma alternativa de renda para a população, com forte potencial de expansão para os próximos anos. Embora com belezas naturais riquíssimas, Carrancas não é conhecida pelo turismo de massa, mantendo suas características e encantos de uma cidade tranquila em equilíbrio com a natureza.
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.tur.br
Foto - Carrancas.com.br
CENÁRIO PERFEITO PARA OS AMANTES DE ESPORTES
Carrancas é o verdadeiro paraíso para os amantes de esportes de aventura - das mais tranquilas às mais radicais, há espaço para todos os tipos de atividades ligadas à natureza. Para quem gosta de apreciar a paisagem sem se arriscar muito, as trilhas de Carrancas são o melhor caminho para um trekking leve, para crianças e adultos, e todos levam a cachoeiras e poços transparentes, que valem qualquer esforço.
O gosto de se sentir livre na cidade é um prato cheio: dos passeios de bike ou das cavalgadas pelas montanhas ao hiking, há espaço para todas as práticas. 
Nas encostas, as técnicas verticais dividem espaço com o voo livre. No chão, algumas trilhas antigas que levam para fora da cidade são também ótimas para quem gosta de atividades 4x4 e o motocross. Lembre-se, a sua segurança vem em primeiro lugar, portanto sempre informe-se a respeito dos lugares a serem visitados e procure a ajuda dos guias especializados da cidade. 
Mantenha as trilhas limpas, estimule o turismo consciente. A natureza lhe retribuirá em dobro!
Foto - Carrancas.tur.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.tur.br
Foto - Carrancas.com.br
AS MARGENS DO ALTO RIO GRANDE 
Uma das atrações culturais da cidade, a Capela de Nossa Senhora da Conceição do Porto do Saco foi construída provavelmente no início do século XVIII, a mando de Júlia Maria da Caridade, uma das três irmãs ilhoas*. 
D.Júlia era proprietária da antiga Fazenda do Saco e devota de Nossa Senhora da Conceição, e há quem diga que a construção da capela tenha sido motivada pela aparição de uma imagem de Nossa Senhora da Conceição nas margens do rio Grande. A capela fica no distrito de Porto do Saco, que já foi importante canal comercial de São João Del Rei antes da ferrovia. Após 1879, as terras foram doadas à própria capela e às pessoas que desejassem formar um povoado em torno dela. 
Hoje em dia é possível visitar a pequena capela branca de janelas azuis e imaginar os costumes do passado ao conversar com os moradores mais antigos, uma verdadeira aula de história. Esta capela está tombada pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais, IEPHA/MG e é considerada o primeiro patrimônio municipal de Carrancas. . 
O distrito está a cerca de 30 km de distância da sede do município de Carrancas e é banhado pelo Rio Grande, um dos principais rios de Minas Gerais, hoje represado em um lago chamado Represa dos Camargos, que atrai muitos visitantes nos finais de semana para a prática de esportes ou para simplesmente relaxarem em suas águas. 
*As três Ilhoas: A história das "Três Ilhoas" fala sobre três irmãs naturais da Ilha do Faial, Açores, que vieram para Minas na primeira metade do século XVIII. Vem delas a origem de famílias tradicionais do sul de Minas, como os Rezende, Carvalho, Ribeiro, Andrade, Junqueira, Ferreira, Guimarães, entre outras.
Foto - Carrancas.com.br
UMA MANEIRA SIMPLES DE VIVER A VIDA
Existem ainda em atividade diversas fazendas históricas em Carrancas que são um patrimônio vivo e inestimável, testemunho do tempo passado e presente que persiste em manter o melhor das tradições antigas e a ensinar que nem tudo talvez deva ser feito tão depressa.
É possível hospedar-se em uma fazenda de verdade, acompanhar o dia a dia da vida rural, andar a cavalo e apreciar a comida caseira feita no fogão à lenha. Algumas delas já serviram como locações para a televisão e aos poucos começam a abrir as portas para os visitantes. Boa notícia para quem gosta de aproveitar a natureza e deseja voltar no tempo, reconectar com suas raízes, ou simplesmente conhecer uma maneira diferente e tradicional de viver a vida
Foto - Carrancas.tur.br
Foto - Carrancas.com.br
ESTRADA DA CRUZ DAS ALMAS 
O caminho da Estrada da Cruz das Almas é perfeito para biking, trekking e cavalgadas. Antigo caminho de acesso à cidade e ainda de terra, o famoso caminho antigo da Estrada Real é todo demarcado com os totens até chegar a cidade, passando antes pelas marcantes paisagens das serras. Use para chegar à Carrancas no clima off-road do local.
Foto - Carrancas.com.br
SERRA DAS BROAS / ABANADOR
Serra das Broas, Serra do Moleque e Abanador, entre outros, formam a Chapada das Perdizes. Esta é a serra com as maiores altitudes de Carrancas, com a cota máxima de 1590 mts no Abanador. É um local de longas, pesadas e recompensadoras pedaladas.
Na companhia de um guia também é possível percorrer parte desta região em um veículo 4x4. Desaconselhamos a visita a esta região em carro de passeio e em dias de chuva, devido a grande incidência de raios.
Foto - Carrancas.tur.br
MONTE TETA
Já no alto da Serra? Não deixe de ir ao topo do Monte Teta, de onde tem-se uma visão perfeita de toda a formação serrana e da cidade de Carrancas. Um pouco além está a Pedra do Por do Sol, batizada recentemente por visitantes que teimaram em esticar um pouco, de bike, o passeio tradicional ao Monte Teta para ver o sol cair devagar. Dá para imaginar tanta beleza assim? E a cada dia, novas são descobertas e apadrinhadas. E estão todas lá, para o encanto dos nativos e dos visitantes.
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.tur.br
Foto - Carrancas.tur.br
SERRA CARRANCAS
Do alto se vê mais longe À pé ou de bike, fazer os percursos no alto da Serra de Carrancas, que tem 25km de extensão, encanta qualquer um. São 360° de visão a 1.378m que deixa estupefatos mesmo aqueles que já estão acostumados à natureza selvagem. Avistam-se nascentes e cachoeiras, vegetações diversas, pássaros, borboletas, em caminhos onde os cristais de quartzo parecem brotar do chão. Começar a conhecer carrancas pela Serra provoca uma sensação de plenitude: é como se a natureza deixasse um exemplar de cada espécie, um pedacinho de cada paisagem, em um mesmo lugar. Carrancas tem ainda outras três serras: Chapada das Perdizes, do Moleque e das Bicas.
Foto - Carrancas.com.br
HISTÓRIA PINTADA NA ROCHA
Carrancas reserva algumas surpresas para os visitantes, especialmente para os que se interessam pela documentação natural do homem. As pinturas rupestres em Carrancas foram encontradas no complexo da Zilda e são autênticas representações pintadas em vermelho, na rocha, que datam cerca de 3.500 anos atrás. É curioso estar no local e tentar voltar no tempo, dos coletores-caçadores, e buscar o significado destas formas.
A exemplo do grande sítio existente em Andrelândia, as pinturas existentes em Carrancas foram classificadas pelos arqueólogos como pertencentes à chamada Tradição São Francisco, um estilo caracterizado pelo grande número de representações geométricas que, até então, só havia sido encontrado no Norte de Minas Gerais, fato que pode ser a prova definitiva de rotas migratórias pré-históricas ocorridas no interior do Brasil. Segundo o historiador Cristiano Lima Sales, da Universidade Federal de São João Del Rei, este tipo de grafismo ainda é pouco estudado na Academia e pode ser observado em algumas cidades do Sul de Minas, o que pode nos levar a repensar as atuais teorias sobre a movimentação de grupos de índios pelo estado.
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.tur.br
Foto - Carrancas.tur.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.com.br
Foto - Carrancas.com.br
ROTEIRO DA CACHOEIRA DA FUMAÇA 
Este circuito também é próximo da cidade ( 6 km ). Aqui você conhecerá a Cachoeira da Fumaça, a Segunda Queda da Fumaça, o Véu de Noiva, Cachoeira do Luciano e a Cachoeira da Serrinha.
Foto - Carrancas.com.br
POUSADA
 imagem de técnica 4x4
CORETO DA PRAÇA CENTRAL
imagem de Alessandro Carvalho
IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO VISTA DE LADO.
imagem de Guilherme Fiqueiredo
AQUI A FRENTE DA IGREJA
imagem de Vicente A. Queiroz
POUSADA LUZ DO SOL
imagem de "?"
POUSADA SETE QUEDAS
imagem de Carlos F Costa Pinto
CHAFARIZ DA PRAÇA PRINCIPAL
imagem de Alessandro Carvalho
UMA RUA DA CIDADE
imagem de "?"
VEJA AS MAIS BELAS CACHOEIRA E FORMAÇÕES ROCHOSAS DA REGIÃO.
CACHOEIRA ALMA GÉMEA
imagem de Fábio Cubas
VISTA AÉREA DA CACHOEIRA
imagem de Alice
CACHOEIRA DO GRÃO MOGAL
I Martins3
CACHOEIRA DO MOINHO
imagem de Alessandro Carvalho
CACHOEIRA DOS ANJOS
imagem de I Martins3
CACHOEIRA ESMERALDA
imagem de Alessandro Carvalho
CACHOEIRA DA FUMAÇA
imagem de Clebicar
CANYON DA CACHOEIRA GRÃO MOGAL
imagem de I Martins3
AQUI FOTOS DO COMPLEXO "ZILDA"
imagem de Tulhão
imagem de Tulhão
imagem de Tulhão
ENTORNO DA CIDADE
imagem de I Martins3
FLORA NO ENTORNO DA CIDADE
imagem de I Martins3
GRUTA DA PONTE
imagem de I Martins3
PAISAGEM RURAL
imagem de I Martins3
POÇO SONRISAL
imagem de I Martins3
ROCHA DA ZILDA
imagem de Samir Zabani
VERTEDOURO
imagem de I Martins3
NORTE DE CARRANCAS
imagem de I martins3
SAÍDA DA CIDADE
imagem de I martins3
População estimada 2016 (1) - 4.103
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 727,894
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 5,42
Código do Município 3114600
Gentílico - carranquense
Prefeito 2017 / JOSÉ RAIMUNDO DOS SANTOS
ORIGEM DO NOME
A denominação Carrancas deve-se às escavações que os garimpeiros fizeram em uma serra localizada no município, e que formaram para quem as vê de longe as fisionomias exatas de suas caras. 
Gentílico: carranquense
Histórico
CARRANCAS MINAS GERAIS 
HISTÓRICO: 
Por volta da metade do século XVIII, o Capitão-Mor João Toledo Piza, Castelhano, Pe. Lourenço Taques, e outros, com suas famílias e escravos, chegaram ao local onde hoje se ergue o município, iniciando o povoamento. 
Motivados pelas boas perspectivas de exploração auríferas, além da boa qualidade da terra para a agropecuária, aí se estabeleceram, construindo logo após uma capela, em torno da qual foi-se desenvolvendo o povoado. 
A denominação Carrancas deve-se às escavações que os garimpeiros fizeram em uma serra localizada no município, e que formaram para quem as vê de longe as fisionomias exatas de suas caras. 
GENTÍLICO: Carraquense
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE CARRANCAS, MINAS GERAIS
SUA VISITA AGRADEÇO. SEMPRE VOLTE 

Fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / Portal do Governo de Carrancas / carrancas.com.br / carracas.tur.br / viagemeturismo.abril.com.br / 

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Baependi é um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade. Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares. A religiosidade ocupa lugar de destaque como um dos fatores que mais atraem os visitantes, uma vez que Baependi foi o lugar onde a serva de Deus, Nhá Chica, concedeu suas graças, hoje em dia inúmeras romarias de diversas partes do país têm como destino o Santuário de Nhá Chica, onde também se encontram seus restos mortais.

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Será que tem gremista em Colorado? Claro que tem. Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O palco é o Rio Grande do Sul. O cenário, a Rota das Terras, um consórcio formado por municípios de diferentes regiões: Alto Jacuí, Planalto e Central. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. Destes, Capitólio se destaca por oferecer as melhores opções de serviços e infraestrutura turística. Os passeios náuticos, os esportes aquáticos, a pesca esportiva e a exuberância natural são pontos fortes da região, que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, onde nasce o Rio São Francisco, o "Velho Chico". O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias. Desses, surgiram os “brasilienses”, o gentílico usado para quem nasceu aqui e adotado por quem veio de fora e assumiu a cidade como sua.

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras. De frente para a Baía da Guanabara, Niterói mostra que a vista para a cidade do Rio não é o único atrativo. Além de oferecer, na sua face voltada para o alto mar, trechos de areia ideais para quem quiser fugir do agito de Ipanema e Copacabana, o município começa a explorar o legado das construções assinadas por Oscar Niemeyer, entre elas o famoso Museu de Arte Contemporânea.

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem