segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

BARÃO DE COCAIS, MINAS GERAIS - No Parque Estadual da Serra do Caraça, uma cidade cheia de História e belezas naturais




CONHEÇA A CIDADE DE "BARÃO DE COCAIS", MINAS GERAIS, BRASIL
 Foto - PMBC
BEM VINDO A  BARÃO DE COCAIS. A CIDADE PORTAL DA SERRA DO CARAÇA
AQUI, O BELÍSSIMO COLÉGIO DO CARAÇA
copyright "PMBC"
População estimada 2016 (1) - 31.628
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 340,585
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 83,51
Código do Município 3105400
Gentílico - cocaiense
Prefeito 2017 / DÉCIO GERALDO DOS SANTOS
ORIGEM DO NOME
O topônimo foi escolhido numa justa homenagem ao filho da terra, Barão de Cocais, que proporcionava meios de vida a centenas de trabalhadores da localidade.
Gentílico: cocaiense
Histórico
Barão de Cocais
Minas Gerais - MG
HISTÓRICO
Em 1713, bandeirantes portugueses e brasileiros, deslocando-se do povoado do "Socorro", desceram o rio percorrendo aproximadamente dez quilômetros acampando no lugar a deram o nome de Macacos.
Construíram suas cabanas e uma pobre capela de madeira, sob a invocação de São João Batista. Com os correr dos tempos surgiram outros nomes, todos dados pelos Bandeirantes. Eis a pequena relação de nomes ainda em seus primeiros anos de existência:
1 - MACACOS
2- SÃO JOÃO BATISTA DO MORRO GRANDE
3- ITAMBÉ
4- SÃO JOÃO BATISTA DO PRESÍDIO
5- SÃO JOÃO DA PEDRA
Apenas com relação a "São joão do Morro Grande" se conhece o motivo da denominação.
Sendo bem sucedidos em suas explorações em busca de minério para lá se dirigiram novos forasteiros, iniciando daí a construção de novas casas. Em 08 de janeiro de 1764, devido a iniciativa de Domingos da Silva Maia e do Cel. do 2º regimento, Sr. Manoel da Câmara Bittencourt, português de nascimento, foi iniciada a construção da Matriz, localizada na Praça principal do então Distrito. Para levarem a efeito esse empreendimento, os seus promotores mandaram vir de Lisboa a Planta do Templo. (Vide Alejadinho).
" OS ÍNDIOS"
Não foi necessário o desbravamento deste município porque os índios que aqui residiam abandonaram a região antes da chegada da civilização. Habitavam nas imediações de um grande morro denominado Pedra Pintada, onde deixaram pintados na pedra com tinta vermelha diversos animais ferozes, peixes etc. Seguia a marcha progressiva dos pequenos Distritos quando, em 1925, a Cia Brasileira de Usinas Metalúrgicas montou no local uma usina filial de ferro-gusa, alcançando a partir daí grande desenvolvimento.
O topônimo foi escolhido numa justa homenagem ao filho da terra, Barão de Cocais, que proporcionava meios de vida a centenas de trabalhadores da localidade.
Gentílico: cocaiense
AQUI, NA ENTRADA DO COLÉGIO DO CARAÇA, CUJO INCÊNDIO DESTRUIU
Copyright "Ikmaciel"
ESTIVE NO COLÉGIO DO CARAÇA, FAZENDO TURISMO, POR UMA SEMANA. TEMPOS ATRÁS. REALMENTE A PAISAGEM EH BELÍSSIMA. PODE-SE FAZER TRILHAS, NADAR NAS CACHOEIRAS. 
TEM UM RIO DE COR VERMELHA, DEVIDO SUA PASSAGEM PELAS MONTANHAS FERROSAS QUE EXISTEM ALI. 
O COLÉGIO DO CARAÇA, QUE FORMAVA PADRES, DEIXOU DE FUNCIONAR DEPOIS DO GRANDE INCÊNDIO. AGORA EH SÓ MESMO PARA O TURISMO. 
DOM PEDRO I E SUA COMITIVA, JÁ SE HOSPEDARAM ALI. TEM ATÉ O LOCAL MARCADO NA LADEIRA DE PEDRA ONDE ELE ESCORREGOU. 
O QUARTO ONDE ELE E OUTROS DORMIRAM, TAMBÉM ESTÃO IDENTIFICADOS. 
DORMI EM UM QUARTO ONDE UM DELES DORMIRAM. (NÃO FOI O DE DOM PEDRO)
A COMIDA EH MUITA BOA. SÓ NÃO GOSTEI DO ARROZ, PORQUE ELE VEM COM UMAS BOLINHAS VERDES MISTURADAS (acho que se chama Peti pua) E DEU UM TRABALHO DANADO SEPARAR UMA A UMA.
NO MAIS, VALEU E MUITO A PENA PASSAR UMA SEMANA NO COLÉGIO DO CARAÇA.
A FOTO ABAIXO REGISTRA MINHA PASSAGEM LÁ. ( a resolução está ruim, porque perdi minha bagagem nesta viajem e tive que tirar fotos de um celular.)
Foto - Thymonthy Becker
COCAIS ESTA DISTANTE DESTES PRINCIPAIS CENTROS ECONÔMICOS
Brasília..........................840 km
Rio de Janeiro............... 528 km
São Paulo..................... 679 km
Vitória......................... 470 km
Divinópolis...................210 km
Belo Horizonte............. 101 km
Foto - PMBC
CONHEÇA AGORA A TRANQUILA CIDADE DE BARÃO DE COCAIS.
Copyright "SG Trangel"
RUÍNAS DO GONGO SOCO E CEMITÉRIO DOS INGLESES 
A Mina de Gongo Soco presenciou o auge e a decadência da exploração do ouro de aluvião e da mecanização rudimentar da atividade mineradora. No século XIX, viveu seu apogeu, com a mineração aurífera subterrânea, mecanizada e industrializada. As ruínas do Gongo Soco fazem memória a uma autêntica vila inglesa encravada nas montanhas de Minas e conserva ainda o emblemático Cemitério dos Ingleses, onde eram enterrados apenas os trabalhadores britânicos. Ali são encontradas ainda hoje lápides com inscrições em inglês e ornamentadas por desenhos apurados. O conjunto das ruínas foi tombado como patrimônio histórico pelo IEPHA, em 1995.
Foto - PMBC
Foto - PMBC
SÍTIO ARQUEOLÓGICO DA PEDRA PINTADA - DISTRITO DE COCAIS
Situado na Vila Colonial de Cocais, a 3,5 km de Barão de Cocais está localizado no complexo montanhoso da Serra do Espinhaço, declarada como reserva da biosfera, pela UNESCO. O primeiro a identificar o valor cultural das pinturas rupestres da Pedra Pintada foi o dinamarquês Peter Lund, responsável por muitas das pesquisas arqueológicas em Minas Gerais. Num cenário deslumbrante, com pinturas bem conservadas e datadas de 6.000 anos a.C., o Sítio Arqueológico da Pedra Pintada encanta ao visitante e remete a uma autêntica viagem no tempo.
Foto - PMBC
SOBRADO DO CARTÓRIO DE COCAIS - DISTRITO DE COCAIS 
Responsável por conservar quase 200 anos de história do Brasil Império, o Sobrado do Cartório, na vila colonial de Cocais, foi reformado para se tornar um Centro Cultural e abrigar o memorial de Barão de Cocais, exposições fixas e temporárias, e oficinas. As características perdidas ao longo dos anos foram totalmente recuperadas.
Em julho de 2008 a Prefeitura comprou o imóvel e deu início às intervenções. A primeira etapa consistiu na proteção do que estava de pé, com escoramento de paredes, e colocação de um telhado provisório.
Em 2009 com recursos do Fundo Estadual de Cultura , e, com a participação da Prefeitura, foram investidos R$780 mil na segunda parte da reforma ; assoalho, paredes e fiação elétrica foram recuperados. As tábuas do sobrado são de garapa. Algumas estruturas foram recuperadas e outras foram substituídas.
As paredes foram reconstruídas com pau a pique, presente nas construções do século 19.
Foto - PMBC
CACHOEIRA DO CAMBOTA
Localizada no córrego São Miguel, a cachoeira da Cambota forma vários saltos ao longo do seu curso bem como duchas e piscinas naturais. Chama a atenção, a presença de orquídeas, canelas-de-ema e samambaias em seu entorno.
Foto - PMBC
CALÇAMENTO COLONIAL
Foto - PMBC
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO APARECIDA
Foto - PMBC
PEDRA OCTOGONAL
Foto - PMBC
ESTA EH A SERRA DO CARAÇA
Copyright "JK Moraes"
O TREM, NO CONTEXTO DA PAISAGEM DE COCAIS
Copyright "Leonardo Moraes"
ESTA EH UMA DAS PRAÇAS DA CIDADE
Copyright "Jairo Nunes"
OUTRA PRAÇA
Copyright "Jacqueline San Juan"
ESTA EH A PRAÇA NOSSA SENHORA APARECIDA
Copyright "Leandro Durâes"
ESTA EH A IGREJA DE SÃO JOSÉ
Copyright "SG Trangel"
A MATRIZ DE SÃO JOÃO BATISTA
O Santuário possui altares folheados a ouro e a pintura do teto é atribuída ao Mestre Ataíde. A construção, iniciada em 1764, é um exemplo da ousadia artística de Aleijadinho, que fez alterações no projeto arquitetônico original, esculpiu a imagem de São João Batista em pedra-sabão presente no nicho da fachada principal do Santuário e ainda a tarja do arco cruzeiro no interior da Igreja. Foi tombado pelo IPHAN
Copyright "JK Moraes"
AQUI A FONTE DE TRÊS BICAS
Copyright "PMBC"
COCAIS NAS MONTANHAS DAS MINAS GERAIS
Copyright "Antonio Cesar Vieira"
ESTE EH O DISTRITO DE CONCEIÇÃO DO RIO ACIMA
Copyright "BT Felício"
AQUI O CENTRO DA CIDADE, NUM DIA DE CARNAVAL
Copyright "PMBC"
ESTA EH A CAPELA DE SÃO MIGUEL. TEM A COR DO AMANHECER.
Copyright "SG Trangel"
CAPELINHA DE SÃO BENEDITO. FICA NO BAIRRO DE MESMO NOME.
Segundo a tradição oral, a Capela de São Benedito, construída em 1914, fica no mesmo local onde foi fincada a cruz de malta portuguesa pelos bandeirantes, quando da fundação de Barão de Cocais, então São João do Presídio de Morro Grande, no início do século XVIII. A sua construção foi idealizada e paga pelo Sr. Nico Caldeira, ao receber um prêmio de loteria. Ele mandou pintar na fachada os seguintes dizeres : “ Ao Glorioso São Benedito e em honra a São João Batista ofereço esta Capela –Antônio Raimundo Caldeira – 1914”. A Capela de São Benedito é tombada como patrimônio municipal.
Copyright "Luiz C. Storni"
VISITANDO COCAIS, VOCÊ PODERÁ BANHAR-SE EM INÚMERAS CACHOEIRAS QUE EXISTEM NA REGIÃO. ESTA EH A CACHOEIRA DA CAMBOTA
Copyright "PMBC"
Foto - PMBC
Foto - PMBC
Foto - PMBC
Foto - PMBC
ESTE EH UM NOVO BAIRRO EM CONSTRUÇÃO NA CIDADE
Copyright "PMBC"
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE BARÃO DE COCAIS, MINAS GERAIS
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE BARÃO DE COCAIS, MG
A GENTE SE ENCONTRA QUALQUER DIA DESTES
copyright by Thymonthy Becker

ATÉ LÁ

Fonte / Fotos = IBGE / Portal do Governo de Barão de Cocais / Wikipédia / Thymonthy Becker / 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana