Pular para o conteúdo principal

BOI CAPRICHOSO - PARINTINS, AMAZONAS - Foi campeão em 2015 - ganhando, assim, o título definitivo de campeão do cinquentenário do Festival de Parintins.




CONHEÇA O "BOI CAPRICHOSO", PARINTINS, AMAZONAS, BRASIL
BOI CAPRICHOSO, REPRESENTADO PRINCIPALMENTE PELA COR AZUL, É UMA DAS DUAS AGREMIAÇÕES QUE COMPETEM ANUALMENTE NO FESTIVAL FOLCLÓRICO DE PARINTINS, NO AMAZONAS.
O BOI DE PARINTINS 
O boi de Parintins é o auto popular, espetacular e criativo, a reinvenção o mito, a lenda do boi encantado que morre e ressuscita redescobrindo a cultura amazônica. Ele percorre a floresta e seus recantos, incorpora o universo lendário mítico e regional, além de valorizar rituais, celebrações tribais, costumes e a tradição popular. Ao seu repertório se unem a defesa da floresta, a força do povo simples e solidário, a essência da vida na Amazônia sustentável. 
A vida soa com a Marujada resumindo o amor que pulsa no coração do povo de alma azulada. Em junho há festa e Parintins se revela em versos, poesias, cantorias. O boi de brinquedo seduz multidões e emoldura com um farto sorriso o rosto de cada caboclo que veste azul e branco, as cores que embalam a festa popular do Boi Caprichoso. Ele mexe a cabeça, dança, brinca, é amado, desperta paixões, traduz a mais pura e simples emoção que nasce no peito, invade toda a alma, traz uma alegria infinita que não passa e faz sentir um fogo intenso que se espalha sobre o coração. O boi de veludo enfeitiça, arrebata. Recria nosso amor, nossa vida, nossa história, contagiando o mundo com o ritmo dos tambores, com a dança, com a magia, com a tradição e a poesia. Sedução, fascínio, encantamento. Uma tempestade de ideias, um celeiro de criatividade, explosão de sentimentos, adrenalina que dispara ao toque do tambor, estremecendo o peito, a terra, a vida. Pura magia, pura energia, alegria, cantos, melodia. É Caprichoso, para sentir, traduzir, emocionar, brincar e se apaixonar. 
UMA PAIXÃO CENTENÁRIA 
Fundado em 1913, pelas mãos de famílias nordestinas que aqui fincaram raízes e, até hoje brincam e participam do legado de seus ancestrais. A brincadeira nasceu nos quintais das casas de madeira, sob as sombras de frondosas mangueiras, castanholeiras, logo ganhou as ruas da cidade, incorporou as tradições locais, se misturou, se miscigenou, se renovou. Cercado pelos mistérios e pelos povos da floresta, não demorou para que um pajé fosse o responsável pela ressurreição do boi mais querido da fazenda. 
Os versos de saudação e enaltecimento, que soavam fortes nas vozes dos Cid e dos Gonzaga, com o surgimento do contrário, logo se transformaram em desafios fortes. Estava aceso o estopim da rivalidade entre azuis os do lado de lá! As pessoas passaram como sempre passam, mas o nosso boizinho não, ele apenas era recebido por seu novo dono, uma nova família que, tradicionalmente, se tornava a guardiã do boi, responsáveis por organizar as saídas do boi nas ruas de Parintins. Eram marceneiros, pescadores, caçadores, caboclos, residentes do bairro ribeirinho chamado Francesa, de outro chamado Palmares, do Aninga, do Centro, de todos os cantos de Parintins, por isso é Boi de Parintins, de toda Parintins! 
Em 1965, o primeiro festival folclórico da cidade. Criado pela Juventude Atlética Católica, para ajudar na reforma da catedral. Em 1966 os bois foram convidados, e ano após anos, participamos da festa, ajudamos a erguer o mais belo templo da cidade, por isso é um símbolo tão forte, tão presente em nossas apresentações. Pode-se afirmar então, que é um festival nascido pela fé do caboclo, aonde se faz presente, um boi nascido e sustentado pela crença, pela força e pela criatividade dos caboclos caprichosos. Há vida nesse brinquedo de pano, há vida sim, pois há amor e paixão. É uma paixão que ultrapassou os limites do tempo, da saudade dos tablados à pujança da arena, o Boi Caprichoso é vivo e eterno em nossos sentimentos, uma paixão centenária. 
O LEGADO DE UM POVO AZUL 
O projeto social Fundação Boi-Bumbá Caprichoso, denominado 'Escola de Artes Irmão Miguel de Pascalle', se define como marca de inclusão social e de cidadania, envolvendo crianças, adolescentes e jovens de 8 a 20 anos que exercitam e desenvolvem o potencial intelectual e artístico nas oficinas de arte, dando um retorno a comunidade e a própria festa. 
A escola, fundada em 1998, possui o privilégio de ter revelado mais de 5.500 novos artistas que podem ser vistos nos galpões, no Conselho de Arte, na dança, na música e em todos os segmentos onde a marca do pioneirismo foi plantada. 
O Boi Caprichoso renova o futuro de nosso festival em cada uma das centenas de crianças de nosso projeto.
A HISTÓRIA
O BOI-BUMBÁ CAPRICHOSO TEM SUA HISTÓRIA ATRELADA A UMA FAMÍLIA. A PROFESSORA E FOLCLORISTA PARINTINENSE ODINÉIA ANDRADE AFIRMA QUE O BUMBÁ FOI FUNDADO EM 1913 PELOS IRMÃOS RAIMUNDO CID, PEDRO CID E FÉLIX CID. OS TRÊS TERIAM MIGRADO DO MUNICÍPIO DE CRATO, NO CEARÁ, PASSANDO PELOS ESTADOS DO MARANHÃO E PARÁ, ATÉ CHEGAREM À ILHA, ONDE FIZERAM UMA PROMESSA A SÃO JOÃO BATISTA PARA OBTEREM PROSPERIDADE NA NOVO MUNICÍPIO. 
ISSO FOI MOTI­VADO PELAS INFLUÊNCIAS RECEBIDAS PELOS CID DURANTE A TRAJETÓRIA ATÉ A ILHA, QUANDO PUDERAM CONHECER VÁRIOS FOLGUEDOS JUNINOS POR ONDE PASSARAM. DUAS MANIFESTAÇÕES FOLCLÓRICAS CHAMARAM A ATENÇÃO: O BUMBA-MEU-BOI, MARANHENSE, E A MA­RUJADA PARAENSE. ANDRADE (2006) 
AFIRMA QUE O BOI CAPRICHOSO ASSIMILOU ELEMENTOS DESSES DOIS FOLGUEDOS, UMA VEZ QUE O BUMBÁ ADOTOU COMO CORES OFICIAIS O AZUL E O BRANCO, USADAS NOS TRAJES DOS MARUJOS, E DENOMINOU SEU GRUPO DE BATUQUEIROS, RESPONSÁVEIS PELO RITMO NA APRESENTAÇÃO DO BOI DE MARUJADA DE GUERRA. 
HÁ OUTRA VERSÃO, SUPOSTAMENTE VERDADEIRA, DE QUE O CAPRICHOSO SURGIU DE UMA DISSENSÃO DO BOI GALANTE, POR VOLTA DE 1925 OU 1928, TENDO ASSIM 80 ANOS DE EXISTÊNCIA E NÃO 95 COMO LHE É ATRIBUÍDO.
SIMBOLO
CAPRICHOSO É O BOI-BUMBÁ QUE DEFENDE AS CORES AZUL E BRANCO. SEU SÍMBOLO É A ESTRELA AZUL, A QUAL OSTENTA EM SUA TESTA. É O GUARDIÃO DA FLORESTA, DO FOLCLORE PARINTINENSE, DO IMAGINÁRIO CABOCLO E DO LENDÁRIO DOS POVOS INDÍGENAS. O NOME, CAPRICHOSO, TERIA UM SIGNIFICADO INTRÍNSECO A ELE, ISTO É, PESSOAS CHEIAS DE CAPRICHO, TRABALHO E HONESTIDADE. O SUFIXO “OSO”, SIGNIFICANDO PROVIDO OU CHEIO DE GLÓRIA. QUANDO SOMADOS, “CAPRICHO” MAIS “OSO”, PODER-SE-IA DIZER QUE É EXTRAVAGANTE E PRIMOROSO EM SUA ARTE. 
PARA COMPREENDER O SURGIMENTO DO CAPRICHOSO E DO FOLCLORE DE PARINTINS, LER A OBRA "A VERDADEIRA HISTÓRIA DO FESTIVAL DE PARINTINS" DE RAIMUNDINHO DUTRA, VERSADOR TRADICIONAL DESTE BUMBÁ, ORIUNDO DE UMA FAMÍLIA TRADICIONAL DO BOI AZUL. O LOCAL DE REALIZAÇÃO DOS FESTEJOS PARTICULARES, CHAMADO DE CURRAL, É CHAMADO DE CURRAL ZECA XIBELÃO, UMA HOMENAGEM AO PRIMEIRO TUXAUA DO BOI - BUMBÁ CAPRICHOSO, FALECIDO EM 1988, QUE SE LOCALIZA NA PARTE CONSIDERADA COMO AZUL DA CIDADE. QUEM SEPARA OS LADOS DE CADA BUMBÁ É A CATEDRAL DE NOSSA SENHORA DO CARMO.
OS RITUAIS
EM 1994 O BOI BUMBÁ CAPRICHOSO, DEU UM ESPETÁCULO INESQUECÍVEL COM BELÍSSIMAS ALEGORIAS, TUDO CULMINANDO NUM MOMENTO MÁGICO: O RITUAL INDÍGENA. NAQUELE ANO FORAM ENCENADOS OS RITUAIS UNANKIÊ, FIBRAS DE ARUMÃ E UREQUEÍ.
EM 1995 FORAM OUTROS TRÊS GRANDES RITUAIS: LAGARTA DE FOGO, TEMPLO DE MONAN E O INESQUECÍVEL RITUAL KANANCIUÊ, QUE MOSTRAVA UM URUBÚ-REI LUTANDO COM O PAJÉ, VALDIR SANTANA. DURANTE ESSE RITUAL, A MARUJADA PAROU E PELA PRIMEIRA VEZ HOUVE TEXTO EM UMA APRESENTAÇÃO DE RITUAL: O PAJÉ PERGUNTAVA "ONDE ESTÁ A LUZ" E O URUBU-REI RESPONDIA "EU NÃO SEI". NO MOMENTO EM QUE O URUBU FOI DERROTADO, UM ESPETÁCULO PIROTÉCNICO SAIU DE DENTRO DA ALEGORIA REPRESENTANDO A LIBERTAÇÃO DA LUZ, PARA DELÍRIO E ÊXTASE DA GALERA.
OS CAMPEONATOS
A DÉCADA DE 90 REPRESENTOU UM DOS MELHORES MOMENTOS DA HISTÓRIA DO BOI CAPRICHOSO. DE 1990 A 1999, GANHOU SEIS DOS DEZ FESTIVAIS DISPUTADOS - PERDEU EM 1991, 1993, 1997 E 1999. EM 1991, FOI MUITO PREJUDICADO PELA CHUVA. EM 1993, SEGUNDO OS SEUS SEGUIDORES, FOI INJUSTIÇADO. E EM 1997, CONSIDERANDO A SOMA DOS PONTOS DADOS PELOS JURADOS À APRESENTAÇÃO NA ARENA, O CAPRICHOSO TERIA SAGRADO-SE NOVAMENTE CAMPEÃO. 
A DERROTA PORÉM, ADVEIO DE UMA PENALIDADE IMPOSTA PELOS JURADOS AO APRESENTADOR GIL GONÇALVES, O QUE, SE NÃO TIVESSE ACONTECIDO, TERIA DADO AO BOI O PENTACAMPEONATO EM 1998.
Anualmente o Boi Caprichoso realiza um espetáculo fantástico no meio da floresta amazônica. Sempre inspirado na poesia que nasce da alma do caboclo caprichoso, na batida da palminha, no ritmo dos chocalhos, no compasso simples do bater de pés das nossas tribos e na melodia mística que emana do canto dos pajés.
A arena do Bumbódromo é o palco de toda essa apresentação, aonde belas alegorias materializam os mistérios do imaginário caboclo e indígena. O som das flautas tribais regem as danças dos nosso guerreiros e cunhãs. As batidas dos tambores da Marujada entram em sincronia com o coração de cada torcedor. Um perfeito sincretismo religioso e cultural.

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



Fonte / Fotos = boicaprichoso.com / Thymonthy Becker / Wikipédia /


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MERCÊS, MINAS GERAIS - Famosa por seu turismo de eventos, como o Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, que acontece na segunda quinzena de setembro; as festividades do Carnaval; Torneio Leiteiro; e Festa da Virada, que movimentam a economia da cidade e da região.

CONHEÇA A CIDADE DE "MERCÊS", MINAS GERAIS, BRASIL SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE MERCÊS, MG. UMA CIDADE ABENÇOADA foto - Thymonthy Becker AQUI O TEMPLO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESCOLA MUNICIPAL EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker IGREJA EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker MATRIZ DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS E SEU INTERIOR EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker HOMENS TRABALHANDO NO TELHADO DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker foto - Thymonthy Becker NA HORA CERTA foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG

CASTELOS ABANDONADOS PELO MUNDO - Conheça fortalezas esquecidas, belíssimos castelos, outrora habitados por reis e príncipes, hoje estão abandonados ao redor do mundo

CONHEÇA OS CASTELOS QUE JÁ FORAM HABITADOS POR REIS E HOJE ESTÃO ABANDONADOS PELO MUNDO CASTELO DE DUNNOTTAR, PERTO DE STONEHAVEN, ABERDEEMSHIRE, ESCÓCIA  Em cima de uma rocha no Mar do Norte, o Castelo de Dunnottar é mais conhecido como o lugar em que eram escondidas as joias da coroa escocesa – A honras de Escócia -, quando Oliver Cromwell invadiu o país em 1650. O lugar foi construído no século XIV  CASTELO DUNLUCE, CONDADO DE ANTRIM, IRLANDA DO NORTE  O castelo foi construído sobre uma rocha de basalto no distante norte da Irlanda, ainda no século VXIII. Mas hoje só restam as ruínas do que foi erguido no século XVI. Dunluce foi o lar de Earl de Antrim até ele ser derrotado por apoiar o rei Católico Jaimes II contra o Protestante William III, na batalha de Boyne, em 1690. Depois disso, o castelo foi se transformando em ruínas. O lugar é cercado por pedras íngremes por todos os lados e só pode ser alcançado por uma ponte. No século XVIII, uma das paredes da ala norte caiu no mar, mas …

CONHEÇA "MACUCO SAFARI" O PASSEIO DE BARCO DENTRO DAS CATARATAS DO IGUAÇU, PARANÁ - Imagine pegar um barco inflável, mas com um motor potentíssimo, e encarar uma das quedas d’água? Foi o que eu fiz! É possível pagar e agendar o passeio na hora e, dependendo da quantidade de turistas, você pode embarcar no mesmo momento

CONHEÇA O "MACUCO SAFARI", UM PASSEIO DE BARCO DENTRO DAS CATARATAS DE IGUAÇU, NO PARANÁ

Estive em Foz do Iguaçu, no Paraná, a convite da Itaipu Binacional. Entre os passeios mais especiais no local sem dúvidas foi o Macuco Safari, que acontece do lado brasileiro do Parque Nacional do Iguaçu. Do lado argentino, um passeio similar conhecido como Aventura Náutica é famoso por ser mais radical.  Imagine pegar um barco inflável, mas com um motor potentíssimo, e encarar uma das quedas d’água? Foi o que eu fiz! É possível pagar e agendar o passeio na hora e, dependendo da quantidade de turistas, você pode embarcar no mesmo momento. Para proteger suas coisas, é possível guardá-los em armários disponíveis no front desk ou então no último estágio do passeio, antes de entrar de fato no barco que te leva até as cataratas. Os armários são grandes e, se não estiverem carregando muita coisa, ele acomoda pertences de 3 pessoas.  COMEÇA A AVENTURA PELAS CATARATAS DO IGUAÇU  O Macuco Safari a…

CÂNION DO FUNIL - O extremo oeste de Minas Gerais aos poucos vem se revelando. Como é possível uma porção tão pequena de um estado tão grande apresentar tantas possibilidades de exploração? Lentamente nosso foco vai se movendo para o lado mineiro da força.

CONHEÇA O "CÂNION DO FUNIL", PRESIDENTE KUBITSCHEK, MINAS GERAIS, BRASIL A natureza favoreceu um dos mais belos cartões postais das Minas Gerais, o Cânion do Funil. Sendo um dos principais atrativos da região de cerrado, o local é marcado pela fauna e flora. Sua paisagem única é composta de serras, cachoeiras, riachos e cascatas que encantam a todos os turistas, formando uma belíssima paisagem misturada à sua vasta vegetação nativa.  Tamanha a beleza do lugar, que foi um dos lugares escolhidos recentemente para a gravação de 1 Minissérie e 2 Filmes Longa Metragens. O local, que é herança de família a mais de 100 anos, atualmente é gerenciado pelo proprietário Fabiano que também é guia no local. Por ser uma área particular, o local vem sendo cuidado e preservado a aproximadamente 6 anos. Sendo proibida a pesca, e a caça de animais nativos da região, e possível encontrar várias espécies ameaçadas de extinção no local, um exemplo é a águia-chilena (Geranoaetus melanoleucus). (c…

ESTRELA DALVA, MINAS GERAIS - Cidade encantadora e acolhedora, Simples, mas humanizada graças ao seu povo gentil. Tem um restaurante do Paulo Roberto e uma pousada do Paraná que é um verdadeiro calor em atendimento

CONHEÇA A CIDADE DE "ESTRELA DALVA", MINAS GERAIS, BRASIL Cidade encantadora e acolhedora, Simples, mas humanizada graças ao seu povo gentil. Simplesmente quem conhece não esquece e quer sempre voltar. Tem um restaurante do Paulo Roberto e uma pousada do Paraná que é um verdadeiro calor em atendimento.  Estrela Dalva, MG (Prefeitura Municipal) HINO DE UM FILHO PARA A CIDADE Estrela Dalva Oh, terra de minha vida, minha Estrela querida; brilhante, linda, altaneira, em nossa terra Mineira! Natureza exuberante, que encanta quem te conhece... Estrela Dalva: um recanto de paz! Um canto de amor em prece! Autor: Paulo Marcelo Ribeiro de Araujo, cantor, compositor e poeta, natural de Estrela Dalva, MG  Por: Paulo Marcelo  Prefeitura Municipal de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Câmara de Vereadores de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Pórtico de entrada da cidade de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Igreja do Divino Espírito Santo da Comunidade de Água Viva em Estrela Dalva, MG…

FAROL DE ALEXANDRIA, ALEXANDRIA, EGITO - Uma das 7 maravilhas do mundo eh uma obra colossal

CONHEÇA O "FAROL DE ALEXANDRIA", ALEXANDRIA, EGITO A cidade de Alexandria foi fundada por Alexandre, o Grande, e tem muito mais a oferecer além de sua história e curiosidades. Localizada na costa mediterrânica do Egito, é conhecida mundialmente pelos seus pontos turísticos, como a Biblioteca de Alexandria, o Farol de Alexandria (uma das sete maravilhas do mundo antigo) e as Catacumbas de Kom el Shoqafaw (uma das sete maravilhas do mundo medieval). Outras atrações envolvem visitas à museus, jardins, mesquitas e ruínas antigas que contam a história de seu passado. O Farol de Alexandria é uma das sete maravilhas do mundo antigo. Foi construído para servir de referencial para os navegantes, na Ilha de Faros. Para servir de entrada no porto e informar os navegantes da proximidade de terras, Ptolomeu mandou construir o Farol de Alexandria. Este tinha lugar na Ilha de Faros e, por causa do nome da ilha, todas as construções até hoje, com o mesmo objetivo, são chamadas de farol. O e…

PORTO COVO, LISBOA, PORTUGAL - Uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, tem um ar vintage, uma combinação de sonho de casas brancas + enseadas de águas transparentes + bons restaurantes

AO SUL DE LISBOA, PORTO COVO É O MELHOR DO VERÃO EM PORTUGAL A rua principal da vila: (acima) pouco mais de mil habitantes (Bruno Barata/Reprodução) A pracinha da cidade, (abaicxo) com barracas de tererê: passeio à moda antiga (Bruno Barata/Reprodução) A Costa Vicentina é um dos segredos mais bem guardados de Portugal: um trecho de cerca de 100 quilômetros de parque natural que margeia o Atlântico de norte a sul unindo os mais bonitos trechos de litoral entre o Alentejo e o Algarve.  Uma região onde os campos de oliveiras chegam quase ao mar, as dunas desenham lindas paisagens e o mar molda baías ora pequeninas, ora extensas, sempre de areias fininhas e águas transparentes.  Casinha típica de Porto Covo: fachada branca e portas e janelas coloridas (Bruno Barata/Reprodução) A Ilha do Pessegueiro, ao sul da vila: inspiração de música (Bruno Barata/Reprodução) Porto Covo, uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, é a primeira parada na região para quem vem de Lisboa (são cerca…

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das áreas produtivas diversificaram suas ati…

GIETHOORN, HOLANDA - Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. E as melhores - e únicas - formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.

CONHEÇA "GIETHOORN" A CIDADE HOLANDESA QUE NÃO TEM RUAS Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. É dessa forma que se define Giethoorn, um vilarejo na Holanda. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. A melhor parte é que ao se aproximar de Giethoorn, é preciso procurar um lugar para estacionar o seu carro. Você não precisará dele para explorar essa deliciosa cidade. É que lá os automóveis são proibidos de circular e as melhores – e únicas – formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.  Localizada no leste da Holanda, Giethoorn (pronuncia-se “Rit-rôrn”, com ênfase nos “r”) foi fundada por refugiados no século XIII. Seus poucos habitantes viveram dias tranquilos até 1958, quando o cineasta Bert Haanstra utilizou o vilarejo como cenário para o filme Fanfare. Com o sucesso da produção cinematográfica, a cidade entrou na mira de turistas do mundo inteiro.  A CIDADE S…

BRELA, CROÁCIA - Uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.

CONHEÇA "BRELA", CROÁCIA, O VERDADEIRO PARAÍSO A melhor parte de praticar Parasailing é ver as praias de cima Quem estiver cansado de ficar apenas tomando sol ou dentro da água, existem diversas opções de entretenimento O verão europeu está no auge e com ele as suas praias são invadidas pelos turistas. Ultimamente, a Croácia tem entrado com mais frequência na lista das pessoas que vão ao velho continente. Por que será? A beleza exótica do país é de deixar qualquer um de boca aberta. Porém, muitos esquecem que existem lugares até mais bonitos que as tradicionais praias da Ilha de Hvar.  O RoadTrio escolheu desfrutar de Brela, uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.  As praias de Brela são rodeadas de rochas, montanhas e muita vegetação (Foto: …