Pular para o conteúdo principal

NOVA SERRANA, MINAS GERAIS - Para quem quer conhecer um pedacinho encantador do estado de Minas Gerais, deve programar uma viagem para a cidade de Nova Serrana. Toda a paz e tranqüilidade de uma cidade pequena, no melhor estilo interior do Brasil são encontradas por aqui. Nova Serrana eh Referência na produção de calçados esportivo, qualidade de vida e crescimento sustentável




CONHEÇA A CIDADE DE "NOVA SERRANA", MINAS GERAIS, BRASIL - DA JANELA DO TREM
foto (acima) Chriatyan de Lima
NO MELHOR ESTILO DO INTERIOR 
Para quem quer conhecer um pedacinho encantador do estado de Minas Gerais, deve programar uma viagem para a cidade de Nova Serrana. 
Toda a paz e tranqüilidade de uma cidade pequena, no melhor estilo interior do Brasil é encontrado por aqui.
foto - ?
ASSIM ERA (AGORA EH) NOVA SERRANA (por Thymonthy Becker)
Uma pequena cidade de ruas empoeiradas, casas coloridas, futebol jogado nas ruas tortuosas, o andar descalço da garotada, a igreja e escola que ficavam tão perto que ônibus não se fazia necessário. O voltar pra casa, de qualquer lugar que fosse, não levaria mais que 10 ou 20 minutos, a pé. A mercearia da esquina que vendia "a granel", a padaria que tinha hora certa de sair o pão de sal, a papelaria que também vendia roupas e o açougue que tinha hora certa para chegar a carne. A noite, as luzes iluminavam as ruas vazias, o silêncio que só era quebrado quando caminhões passavam na BR 262 e o ruído de seus motores podiam ser ouvido como se estivessem bem ao longe. A pacata e pequena Nova Serrana em que a diferença entre um dia e outro, era apenas na folhinha do calendário. Até o dia em que alguém teve a brilhante ideia de abrir uma fábrica de calçados esportivo.
foto - ?
foto - ?
Outras fábricas foram abrindo e Nova Serrana se desenvolveu rapidamente, chegando a se tornar a cidade que mais crescia no Brasil e o PIB de Baixo se tronou Elevado. A população de 20 mil habitantes saltou para mais de 70 mil. As fábricas de calçados se modernizaram e passaram a exportar os calçados esportivos para todo o Brasil e exterior.
Nova Serra se tornou referência na produção de calçados esportivos, na qualidade de vida e de crescimento sustentável. Uma cidade ideal para se trabalhar, onde o índice de desemprego eh um dos menores das Minas Gerais. Uma cidade que se modernizou e está a frente de seu tempo, mas continua com jeitinho de cidade do interior, sem perder a visão do futuro. (Por Thymonthy Becker)
INTERIOR DE UMA FÁBRICA DE CALÇADOS ESPORTIVO EM NOVA SERRANA, MG
foto - ?
ALGUNS LUGARES QUE VOCÊ DEVE VISITAR EM NOVA SERRANA
foto - ?
SERRA DA CAPELINHA 
Há referências da existência, em 1899, de uma capela de São Sebastião entre o que é hoje a matriz de São Sebastião e a praça Padre Libério (antigo cemitério). Em 1911, Francisco de Assis Freitas, doou 20 hectares de terra para construir a igreja que foi derrubada para a construção da atual matriz de São Sebastião. Em 1924 a igreja fica pronta. Uma cruz de madeira (aroeira) foi instalada próxima ao local entre 1911 e 1924. Em 1944 dá-se a conclusão da capelinha de Nossa Senhora do Carmo, construída pelo pároco da cidade na época, Padre Libério, que ficou em Nova Serrana entre 1936 e 1946.
foto - ?
Levada ou não pelo povo o que é fato é que a cruz instalada entre 1911 e 1924 próximo à igreja matriz foi transferida em 1944 e se tornou o cruzeiro da capelinha. 
O conjunto paisagístico da Serra da Capelinha e a Capela de Nossa Senhora do Carmo são tombados como patrimônio histórico municipal. Este espaço é mantido pela Paróquia de São Sebastião e pela Prefeitura de Nova Serrana, que todos os anos promovem limpeza e reformas no local para a tradicional Via-Sacra e caminhada penitencial durante a Semana Santa.
foto - ?
MATRIZ DE SÃO SEBASTIÃO
foto - Arquidiocese de Divinópolis
foto - ?
JARDIM DOS LAGOS
foto - ?
foto - ?
foto - ?
PRAÇA DA MATRIZ
foto - ?
foto - ?
BEM VINDO A TERRA DOS CALÇADOS ESPORTIVOS
foto - ?
foto - ?
COMO A HISTÓRIA DOS CALÇADOS COMEÇOU
Outro fator importante para a formação do povoado do “Cercado” foi o conserto de selas, através do trabalho com o couro iniciou-se o artesanato para o conserto e fabricação de calçado. Legítimos e pioneiros possuidores do solo “cercadense” foram, sem dúvida, os valentes construtores das vias que permitiram o acesso aos sertões bravios, e que a duras penas, levantaram seus primeiros ranchos, produziram e povoaram o lugar. Os primeiros artesãos do couro apareceram na região após a segunda geração dos primeiros povoadores. 
As sapatarias registradas começaram a existir por volta de 1941. Quando o Senhor “Geny José Ferreira teve como mestre, Venerando Viana, exímio sapateiro e proprietário da sapataria Vitória, em Bom Despacho”, onde fazia botinas para a polícia. “A produção inicial da Sapataria de Geny, registrada com o nome de Fábrica de Calçados Oeste, era pequena fabricava cerca de vinte pares de botinas por dia, de forma muito artesanal (...)” Antes fazia tudo à mão, depois comprou uma máquina, mas ainda usava pregos e grude para fabricar suas botinas. Este contato trazia a primeira indústria de calçados para o município e deixava outros sapateiros importantes para a cidade, com o José Pinto Firmino (‘Pintinho’), José Silva Almeida (‘Zezito’), Valdomiro Amaral (‘Miro’), Alvimar Coelho, Sebastião Fábio (‘Pedro Rosa’) e Romeu Coelho. Fazer sapato não era muito fácil, mesmo tendo curtumes na localidade era necessário comprar materiais em Belo Horizonte, faltava luz elétrica, tudo era artesanal, pregado à mão com tachinha, “ia pregando, aparando e dando acabamento, modelando a botina”, lixava a botina com cacos de vidros e queimava as pontas das linhas na lamparina.
Todo esse crescimento das primeiras manufaturas de calçados coincidiu com a emancipação política de Nova Serrana. As primeiras indústrias surgiram com características estritamente domésticas, onde a própria família assumia todo o serviço. O couro era produzido no município e mais tarde era necessário buscar insumos em Belo Horizonte. As fábricas, em sua simplicidade, produziam pequenas quantidades de calçados e que atendiam apenas ao mercado da região de Minas Gerais.
No ano de 1954, o Distrito foi elevado à categoria de cidade, tendo a instalação ocorrida em 01 de janeiro de 1954, nas dependências do Grupo Escolar Major Agenor.
foto - ?
ORIGEM DO NOME
Nova Serrana é uma homenagem à cidade de Pitangui, antes conhecida na região como Velha Serrana.
Publicado por: Luana em História 
(OBS: O texto foi resumido, mas nada foi acrescentado)
Aqui a Prefeitura Municipal
foto - ?
ALGUNS EVENTOS QUE ACONTECEM NA CIDADE
Cavalgada de São Sebastião
foto - ?
Festa Junina
foto - ?
Reinado
foto - ?
Rodeio
foto - ?
Sarau
foto - ?
FAÇA UM GIRO POR NOVA SERRANA
foto - ?
BAIRRO PLANALTO
foto - ?
foto - ?
REGIÃO DOS BANCOS
foto - ?
AVENIDA DOM CABRAL
foto - ?
CORPORAÇÃO DE BOMBEIROS
foto - ?
CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO
foto - ?
CENTRO DE CONVENÇÕES
foto - ?
CLÍNICA DE RECUPERAÇÃO
foto - ?
CLÍNICA MÉDICA
foto - ?
CONSTRUÇÕES EM UM NOVO BAIRRO
foto - ?
INTERIOR DE UMA LOJA DE CALÇADOS ESPORTIVO
foto - ?
NOVA SERRANA A NOITE
foto - ?
JUSTIÇA DE CONCILIAÇÃO E JULGAMENTO
foto - ?
VISÃO GERAL DA CIDADE
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
INTERIOR DE UMA FÁBRICA DE CALÇADOS ESPORTIVO
foto - ?
CINEMA DA PRAÇA
foto - ?
IGREJA DE NOSSA SENHORA APARECIDA EM GAMAS (DISTRITO DE NOVA SERRANA)
foto - Vicente A. Queiroz
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
foto - Bruno Freitas
SENAI - SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL
foto - José Eymard
SHOPPING
foto - ?
SALÃO DO REINO DAS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ
foto - ?
foto - ?
foto - Chrystian de Lima
foto - ?
foto - Chrystian de Lima
foto - ?
foto - ?
foto - ?
AQUI, ENCRAVADA NAS MONTANHAS DE MINAS
foto - ?
VENHA VISITAR NOVA SERRANA. FAZER UMAS COMPRAS. AQUI VOCÊ VIA SE SENTIR EM CASA. UM POVO HOSPITALEIRO, AMIGO E SEMPRE ALTO ASTRAL.
ALÉM DE DELICIOSAS COMIDAS TÍPICAS, HOTÉIS DE REFERÊNCIA E MUITO MAIS.
NOVA SERRANA ESPERA POR VOCÊS, DE BRAÇOS ABERTOS.
AQUI, O TREVO DE ACESSO A CIDADE
foto - ?
HÁ MUITOS EVENTOS COMERCIAIS EM NOVA SERRANA, DE ABRANGÊNCIA INTERNACIONAL. O DE CALÇADOS, É O MAIS IMPORTANTE DELES.
AQUI, O CENTRO DE EVENTOS
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
CONSTRUÇÃO DE UM NOVO BAIRRO
OPÇÕES DE HOSPEDAGEM
foto - ?
LÍBER HOTEL 
No quesito hospedagem, a cidade de Nova serrana está muito bem servida e uma das melhores opções é o Líber Hotel, que desde a sua inauguração em abril do ano de 2007 obteve um crescimento constante, símbolo de qualidade e sucesso.
foto - ?
foto - ?
foto - ?
GUTEMBERG PLAZA HOTEL 
O Gutemberg Plaza Hotel oferece para você representante comercial, vendedor ou empresário uma condição especial de hospedagem. Para aqueles que precisam estar sempre utilizando os nossos serviços, além de descontos, o hotel dispõe de boas acomodações, café da manhã, internet, elevador, estacionamento coberto com segurança 24h, localização privilegiada e muito mais.
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
AQUI A VELHA IGREJA
foto - ?
Código do Município - 3145208
Gentílico - nova-serranense
Prefeito 2017 / EUZÉBIO RODRIGUES LAGO
População estimada [2017] - 94.681 pessoas
População no último censo [2010] - 73.699 pessoas
Densidade demográfica [2010] - 261 hab/km²
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2015] - 1,6 salários mínimos
Pessoal ocupado [2015] - 28.239 pessoas
População ocupada [2015] - 31,4 %
Área da unidade territorial [2016] - 282,472 km²
Esgotamento sanitário adequado [2010] - 93,8 %
Arborização de vias públicas [2010] - 77,7 %
Urbanização de vias públicas [2010] - 3,8 %
Gentílico - Nova-Serranense
HISTÓRIA
O lugarejo que viria a ser Nova Serrana surgiu durante o século XVIII, nos primeiros tempos da colonização das Minas Gerais, época em que aventureiros de todas as regiões da América Portuguesa e reinóis buscavam novas minas de metais preciosos. Foi nesse contexto que nasceu o “Cercado”, inicialmente uma paragem que contava apenas com um curral e uma hospedaria para viajantes e, mais tarde, ao longo do século XIX, viria a se constituir um arraial. Apesar da proximidade de Pitangui, o Cercado nunca se destacou como centro produtor de ouro, mas a economia mineira dos séculos XVIII e XIX era muito mais complexa, sendo as atividades agropastoris muito importantes para a constituição de uma economia sólida. Os anos passaram, mas a vida, a dinâmica e as relações culturais pareciam paralisadas no tempo e no espaço. Mas isso mudaria drasticamente, pois a modernidade atingiu em cheio o pequenino Cercado. De tradicional pólo produtor de artefatos de couro, que garantia a subsistência de muitos de seus moradores desde o século XIX, a já então Nova Serrana tornar-se-ia um dos principais pólos produtores calçadista do Brasil. Na segunda metade do século XX, Nova Serrana (antigo arraial do Cercado) viria se constituir na capital nacional do calçado esportivo. Uma das conseqüências desse fato foi o rápido crescimento econômico, demográfico, o que ocasionou transformações urbanísticas, políticas, sociais e naturalmente, culturais.
Localizada na região do alto São Francisco, Centro Oeste de Minas Gerais, Nova Serrana localiza-se na região que outrora correspondia aos sertões da Capitania de Minas Gerais. A busca do ouro, intimamente ligada a importantes Vilas do período colonial como Ouro Preto, Diamantina, Sabará, São João Del Rei, Pitangui, dentre outras, se tornaram centros urbanos importantes. Nova Serrana (Cercado) pertencia ao Termo de Pitangui, e apesar de relativa proximidade a um dos mais importantes centros produtores de ouro da capitania, o Cercado pertencia aos “Sertões das Minas Gerais”, ou seja, terras cuja importância residia em abastecer os centros urbanos mais salientes com víveres e outros gêneros.
A região do Cercado era repleta de índios “bravos”, os Cataguases, como apontam os achados em cerâmica (igaçabas, panelas e/ou vasos) entre outros artefatos. A nação dos Cataguases ocupava desde a região sul e Oeste de Minas e estavam entre o que mais aterrorizavam os primeiros habitantes. É por isso que em várias localidades desta região se encontra uma relação muito grande com o termo “Conquista”, “Fazenda da Conquista”, “Ribeirão Conquista” e outras nomeações referentes a este fato.
Após a abertura de novos caminhos que ligassem o sul da capitania de Minas às minas de Pitangui e Paracatu, “que se deu a fundação da Fazenda Barra Grande do Cercado, embrião do Distrito do ‘Cercado’, criada em 1869.”
O progresso do arraial não foi incentivado pelas lavras de ouro e sim pela cultura do algodão e criação de gado, portanto, produtor e fornecedor de couro, incrementada em grande parte por três famílias de portugueses que aqui se radicaram: os “Pinto da Fonseca”, ”Rodrigues de Carvalho” e os “Soares Silva”.
Mais tarde a região foi denominada como Distrito de “Cercado de Pitangui”. Os ranchos desempenhavam um papel importante à beira das estradas e eram importantes na economia das regiões transitadas por tropeiros e viandantes
ESTA É A BONITA BANDEIRA DE NOVA SERRANA, MG
AQUI, O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE NOVA SERRANA, MG
SÍMBOLO DA CIDADE
NOVA SERRANA É A MAIOR PRODUTORA DE CALÇADOS ESPORTIVOS, DO BRASIL. EXPORTA PARA VÁRIOS PAÍSES. TALVEZ VOCÊ NÃO SAIBA, MAS VOCÊ PODE ESTAR USANDO UM CALÇADO ESPORTIVO, FABRICADO EM NOVA SERRANA. AQUI SE FABRICA PRODUTOS DE QUALIDADE INTERNACIONAL.
foto - ?
COMO TODA CIDADE TEM UM SÍMBOLO QUE A DESTACA. NOVA SERRANA NÃO FOGE A REGRA.


SEMPRE VOLTE. OBRIGADO POR VISITAR


SEMPRE VOLTE. OBRIGADO POR VISITAR

ATÉ BREVE


fonte dos textos e fotos: Governo de Nova Serrana, MG / Thymonthy Becker / Divulgação / IBGE / Internet / Wikipédia /

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Baependi é um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade. Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares. A religiosidade ocupa lugar de destaque como um dos fatores que mais atraem os visitantes, uma vez que Baependi foi o lugar onde a serva de Deus, Nhá Chica, concedeu suas graças, hoje em dia inúmeras romarias de diversas partes do país têm como destino o Santuário de Nhá Chica, onde também se encontram seus restos mortais.

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Será que tem gremista em Colorado? Claro que tem. Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O município tem como base da economia a produção agrícola. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. Destes, Capitólio se destaca por oferecer as melhores opções de serviços e infraestrutura turística. Os passeios náuticos, os esportes aquáticos, a pesca esportiva e a exuberância natural são pontos fortes da região, que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, onde nasce o Rio São Francisco, o "Velho Chico". O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias. Desses, surgiram os “brasilienses”, o gentílico usado para quem nasceu aqui e adotado por quem veio de fora e assumiu a cidade como sua.

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras. De frente para a Baía da Guanabara, Niterói mostra que a vista para a cidade do Rio não é o único atrativo. Além de oferecer, na sua face voltada para o alto mar, trechos de areia ideais para quem quiser fugir do agito de Ipanema e Copacabana, o município começa a explorar o legado das construções assinadas por Oscar Niemeyer, entre elas o famoso Museu de Arte Contemporânea.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.