Pular para o conteúdo principal

LÉPTIS MAGNA, LÍBIA - Com edifícios, porto, mercado, bairros e lojas, era a mais bela cidade o império romano em 146 a.c.




CONHEÇA A ANTIGA CIDADE DO IMPÉRIO ROMANO, "LÉPTIS MAGNA", LÍBIA DA JANELA DO TREM
Léptis Magna era uma cidade na Líbia fundada por fenícios de Tiro no final do século 7 aC, onde o Wadi Lebda encontra o Mar Mediterrâneo. Eles escolheram este local porque o barranco era uma via navegável para o país e na costa formou um porto natural.
Durante a Terceira Guerra Púnica, Léptis Magna tornou-se um aliado dos romanos, o que tornou uma cidade favorecida e importante dentro do Império Romano. Durante a guerra civil entre Pompeu e César, a cidade ficou do lado de Pompeu e no final da guerra e da vitória de César, a cidade perdeu seu status favorável.
Seu desenvolvimento sofreu de forma significativa pela sua escolha errada e foi punida em ter que fornecer a Roma, uma entrega especial de azeite a título de imposto anual. Durante este século, novos bairros foram adicionados à cidade velha; eles foram concebidos de acordo com layouts romanos tradicionais.
Augustus concordou em devolver este estado para Léptis Magna e um culto imperial para ele foi criado na cidade.
Tornou-se um município durante o reinado de Vespasiano e durante este período, a romanização das elites torna-se evidente, embora as instituições Púnicas permaneceu em uso. Finalmente, a cidade tornou-se uma colônia romana durante o reinado de Trajano e aprovou as instituições romanas.
O Fórum foi criado na época do imperador Augusto no antigo centro da cidade de Cartago; ele foi localizado muito perto da beira-mar e foi embelezado por vários pequenos templos e decorado com estátuas gigantescas dos imperadores (agora no Museu de Tripoli); ele é conhecido como o fórum velho, porque no início do IIIrd século dC, o imperador Septímio Severo, que nasceu em Leptis, construído um novo fórum.
Os edifícios do fórum foram, em parte, modificados ou restaurado durante o reinado dos sucessores de Augusto; a presença de colunas de granito cinza do Egito e da cipollino da Grécia são uma indicação de riqueza Leptis '; as melhorias foram feitas por governadores romanos da cidade ou por ricos comerciantes locais.
A riqueza de Leptis foi baseado em extensas plantações de oliveiras que cercavam a cidade; o imposto anual a cidade teve que pagar a Roma foi cobrado em libras de azeite; em troca seus habitantes gozava de um certo grau de liberdade na administração local e nomeou seus suffetes, magistrados fenícias tradicionais (Hannibal era um suffete de Cartago); muitas vezes os nomes dos habitantes eram uma mistura de elementos romanos e púnicas: Annobal Tapapius Rufus era um comerciante muito rico que financiou a construção do mercado em 8 aC.
Segundo alguns historiadores o Macellum palavra latina, que significa que o mercado onde o peixe e carne são vendidos, derivado de uma palavra púnica que significa o lugar onde você come; bancas foram dispostos ao longo de um círculo ou um octógono, no centro do qual havia uma bacia onde o peixe / carne e as facas de corte usadas eram lavadas. Materiais caros estavam envolvidos na construção do mercado e seus edifícios foram desenhados com precisão.
Um arco triunfal em miniatura mostra os navios que transportavam o azeite a Roma; que, para a esquerda tem grandes velas e é muito semelhante aos navios que são retratados em um mosaico de Ostia, o porto de Roma; que à direita mostra uma galera impulsionado por remos.
Edis eram magistrados romanos encarregados, entre outras funções, de assegurar a regularidade das operações em mercados; arqueólogos têm encontrado frequentemente conjuntos de medidas padrão colocadas pelos edis para cumprir esse objectivo; o conjunto de medidas apresentadas anteriormente, provavelmente foi utilizada para verificar o comprimento dos peixes (você pode ver um conjunto semelhante em Dion, na Grécia).
Annobal Tapapius Rufus, depois de ter financiado a construção do mercado pagou a construção de um grande teatro; é um dos primeiros exemplos de um teatro, que não foi totalmente escavada de um monte, como a parte superior das bancadas é suportado por alvenaria; que foi concluída poucos anos depois do Teatro di Marcello em Roma e é apenas ligeiramente menor do que o teatro de Sabratha (que foi construída muito tempo mais tarde).
Em sua longa inscrição dedicatória Annobal Tapapius Rufus chama a si mesmo amator de Concórdia (amante de concórdia) e outra inscrição similar é decorado por duas mãos trêmulas; claramente o rico comerciante era um grande apoiador das relações de amizade com Roma; novas estradas que ligavam Leptis para o interior foram construídas pelos romanos no século 05 AC, aumentando assim a área dos olivais, em detrimento dos nômades cuja terra foi confiscada.
Iddibal, outro membro da família Tapapius, completou o trabalho e a missão política de Annobal, através da construção de um grande templo atrás do teatro e dedicando-o para os primeiros imperadores romanos; as relações entre Roma e Leptis tornou-se tão forte que muitos habitantes importantes da cidade receberam a cidadania romana, o que lhes permitiu seguir uma carreira política e de ser atribuído a posições no exército.
Na época do imperador Nero uma pedreira perto da cidade foi transformado em um grande anfiteatro.
Corridas de bigas teve lugar entre o anfiteatro e praia do mar; o circo foi construído na época do imperador Marco Aurélio, mas o local provavelmente já era utilizado para corridas.
A cidade atingiu o seu apogeu durante o reinado de Septímio Severo e Caracalla. Tornou-se a segunda cidade da província da África depois da capital Cartago. Ele recebeu novos monumentos: um novo fórum e basílica, uma rua com colunatas para se juntar a parte antiga da cidade, com banho de Adriano, o porto foi restaurada, e mais um arco triunfal foi construído. Por causa do custo, Caracalla decidiu parar a construção do Fórum em 216 dC, e foi, portanto, nunca terminou. Quando Diocleciano decidiu alterar a organização das províncias, Léptis Magna tornou-se a capital da nova província de Tripolitania.
Os romanos deixaram Léptis Magna durante o século 6, depois de um ataque do Levathae, uma tribo berbere. Os bizantinos voltou a Lepcis, mas apenas em uma pequena parte da cidade.
Semelhante a Oea e Sabratha, Leptis (aka Lepcis) foi fundada pelos fenícios para apoiar as suas rotas de comércio ao longo da costa do norte da África. Após a queda de Cartago em 146 aC, no final da Terceira Guerra Púnica, a região de Leptis foi incluído no reino da Numídia até 105 aC, quando os romanos absorveram na província de África. A denominação Magna (Grande) foi adicionado para distinguir Leptis de outra cidade com o mesmo nome, Leptis Parva (pequeno) que foi localizado na Tunísia de hoje.
Em 146 aC, no final da Terceira Guerra Púnica, os romanos destruíram Cartago e estabeleceram sua primeira província na costa sul do Mar Mediterrâneo; ele foi chamado África, um nome a etimologia da qual é incerta, e é composto apenas da parte norte da Tunísia de hoje; os bens remanescentes dos cartagineses foram designados para o Reino de Numídia; em 105 aC, a parte oriental deste reino foi anexado pelos romanos e a província da África foi ampliado para incluir a faixa costeira da Tunísia para Syrtis Maior (Golfo de hoje da Sidra).
LÉPTIS MAGNA
LÉPTIS MAGNA, foi uma importante cidade do "Império Romano", e suas ruínas, estão situadas em Al-Khums, na Líbia, África, a 130 quilômetros de Trípoli, a capital. LÉPTIS MAGNA,era uma das mais belas cidade do "Império Romano", graças a SÉPTIMUS SEVERUS, que aumentou suas dimensões e a embelezou, erguendo imponentes edifícios públicos, e um grande porto marítimo.
LÉPTIS MAGNA (EM LATIM: LEPTIS MAGNA), TAMBÉM CONHECIDA COMO LÉPTIS ALTERA (LEPTIS ALTERA, "OUTRA LÉPTIS", EM REFERÊNCIA A LÉPTIS PARVA)
FOI UMA PRÓSPERA CIDADE DO IMPÉRIO ROMANO. SUAS RUÍNAS ESTÃO SITUADAS EM AL-KHUMS, LÍBIA, 130 QUILÔMETROS AO LESTE DE TRIPOLI.
ERA UMA DAS MAIS BELAS CIDADES DO IMPÉRIO ROMANO, DEVIDO À SEPTÍMIO SEVERO, QUE A AUMENTOU E EMBELEZOU, ERGUENDO IMPONENTES EDIFÍCIOS PÚBLICOS, UM PORTO, UM MERCADO, ARMAZÉNS, LOJAS E BAIRROS RESIDENCIAIS.
A CIDADE PROVAVELMENTE FOI FUNDADA POR COLONOS FENÍCIOS EM 1100 A.C., EMBORA NÃO TIVESSE A MESMA IMPORTÂNCIA QUE CARTAGO, QUE SE TRANSFORMOU NA POTÊNCIA PRINCIPAL DO MAR MEDITERRÂNEO NO SÉCULO IV A.C. FEZ PARTE DO ESTADO DE CARTAGO ATÉ A SEGUNDA GUERRA PÚNICA. EM 146 A.C. FOI ANEXADA À REPÚBLICA ROMANA.
LEPTIS MAGNA REMANESCEU ASSIM ATÉ O GOVERNO DO IMPERADOR ROMANO TIBÉRIO, QUANDO A CIDADE FOI INCORPORADA NO IMPÉRIO COMO PARTE DA PROVÍNCIA ROMANA DA ÁFRICA.
LOGO SE TRANSFORMOU NA TERCEIRA CIDADE MAIS IMPORTANTE DE ÁFRICA ROMANA. O AUGE É ATINGIDO DURANTE A DINASTIA DOS SEVEROS. O IMPERADOR SEPTÍMIO SEVERO, NASCIDO EM LEPTIS, VAI FAVORECER A SUA CIDADE NATAL E PATROCINAR O SEU ENGRANDECIMENTO EM GRANDE ESCALA E EM GRANDE ESTILO. O PALÁCIO DE LEPTIS MAGNA FOI CONSTRUÍDO NESTA ÉPOCA, PELO IMPERADOR.
DURANTE A CRISE DO SÉCULO III, COM O DECLÍNIO DO COMÉRCIO NO IMPÉRIO ROMANO, A IMPORTÂNCIA DE LEPTIS MAGNA TAMBÉM CAIU, NA METADE DO SÉCULO IV, AS PRINCIPAIS PARTES DA CIDADE TINHAM SIDO ABANDONADAS.
PROCÓPIO DE CESAREIA, HISTORIADOR BIZANTINO CONTEMPORÂNEO DE JUSTINIANO, COMENTOU QUE LEPTIS MAGNA PASSOU DE UMA CIDADE LARGA E POPULOSA PARA UMA CIDADE ABANDONADA EM SUA MAIOR PARTE, E QUASE TODA COBERTA DE AREIA.
EM 534 O GENERAL BIZANTINO BELISÁRIO RECONQUISTOU LEPTIS MAGNA E DESTRUIU O REINO DOS VÂNDALOS. A CIDADE FOI ANEXADA AO IMPÉRIO BIZANTINO, E LEPTIS MAGNA CONVERTIDA A CAPITAL DE PROVÍNCIA, PORÉM NUNCA SE RECUPEROU DA DESTRUIÇÃO CAUSADA PELOS BERBERES NA CIDADE.
JUSTINIANO RECONSTRUIU A MURALHA DA CIDADE, PORÉM MENOR DO QUE ELA ERA ANTES, DE FORMA QUE FOSSE MAIS FÁCIL PROTEGÊ-LA DOS ATAQUES E DA AREIA. O IMPERADOR DEDICOU UMA IGREJA A MARIA, MÃE DE JESUS (LITERALMENTE, NO TEXTO DE PROCÓPIO, MÃE DE DEUS), E CONSTRUIU MAIS QUATRO IGREJAS.
O PALÁCIO, CONSTRUÍDO POR SEPTÍMIO SEVERO, QUE ESTAVA EM RUÍNAS, FOI RECONSTRUÍDO. JUSTINIANO TAMBÉM CONSTRUIU BANHOS PÚBLICOS NA CIDADE.
EM 650 OS ÁRABES DOMINARAM A TRIPOLITANA.
A INVASÃO ÁRABE, QUE ATINGIU VELOZMENTE O NORTE DE ÁFRICA DEPOIS DA DERROTA DE BIZÂNCIO, VEM APENAS CONCLUIR UM PROCESSO DE DECLÍNIO E DE APAGAMENTO DE UMA GRANDE E IMPORTANTE REDE DE GRANDES CIDADES.
A DESOLAÇÃO É GERAL E A AREIA INVADIRÁ LEPTIS. O PRESTÍGIO E A SUMPTUOSIDADE DOS SEUS MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO VÃO TRANSFORMAR O SÍTIO DE LEPTIS NUMA FONTE DE LUCRO. PARTE DOS MÁRMORES DO PALÁCIO DE VERSALHES FOI RETIRADA DE LEPTIS.
A PARTIR DOS ANOS 1920 FOI ESCAVADA SISTEMATICAMENTE.

fonte / fotos  =  Wikipédia / Dr. Elmusrati / Thymonthy Becker / romeartlover.tripod.com /  Divulgação / 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SÃO PETERSBURGO, RÚSSIA - O elegante desenho urbano estabelecido sobre uma extensa rede de canais e ilhotas é repleto de edifícios barrocos, palácios extravagantes e igrejas luxuosas. Os óbvios destaques são o Museu Hermitage, um dos melhores do planeta em arte ocidental, o Palácio de Catarina e a Catedral de Pedro e Paulo, mas boa parte da diversão está em caminhar por suas agradáveis ruas e canais.

CONHEÇA A CIDADE DE "SÃO PETERSBURGO", RÚSSIA - CIDADE SEDE DA COPA DO MUNDO 2018 DE FUTEBOL DA LIGA FIFA Palácio Mariinsky, sede da Assembleia Legislativa e Petersburgo, Rússia Fortaleza de São Pedro e São Paulo em São Petersburgo, Rússia Estação Chornaya Rechka em São Petersburgo, Rússia Quando ainda não era conhecido como O Grande, o jovem príncipe Pedro passava boa parte de seu tempo entre homens do povo, absorvendo ideias que vinham de terras distantes e despendendo tempo construindo barcos e criando estratégias militares com seus exércitos de brinquedo. Quando ele se tornou o czar de todas as Rússias, hábil general e o homem que tirou o país da era medieval, resolveu construir uma nova capital, moderna e com refinados ares europeus, num grande pântano no Báltico. Nascia São Petersburgo. Renomeada Petrogrado e posteriormente Leningrado, quando a perestroika de Mikhail Gorbachev acelerou a queda do comunismo o nome original retornaria aos mapas.  O Palácio de Catarina, co…

CONHEÇA A MAIOR RODA GIGANTE DO MUNDO, EM DUBAI - Com 201 metros de altura, terá capacidade para 1.400 passageiros em 48 cápsulas. Toda terá 9 mil toneladas de aço, o que é mais do que a Torre Eiffel e pesará mais do que o equivalente a oito Airbus A380s.

CONHEÇA A "MAIOR RODA GIGANTE DO MUNDO", DUBAI, EMIRADOS ÁRABES UNIDOS A maior roda gigante do mundo está sendo construída em Dubai, a Ain Dubai ('Ayn' é a decima sexta letra do alfabeto árabe, e é traduzida como 'olho'). O olho de Dubai com 201 metros irá superar os 165 metros do Singapore Flyer, atualmente a mais alta roda-gigante do mundo.  Com vistas panorâmicas sobre a costa de Dubai, incluindo o Burj Al Arab, a Palm Jumeirah e o Burj Khalifa, o projeto incluirá áreas de entretenimento, com uma variedade de lojas e restaurantes, um hotel de luxo cinco estrelas e edifícios residenciais privados.  A roda gigante faz parte do projeto Bluewaters Island e os responsáveis pelo seu desenvolvimento esperam atrair mais de 3 milhões de visitantes por ano.  O complexo de 1 bilhão será construído perto Jumeirah Beach Residence, ligado à beira mar por uma ponte de pedestres e ao continente por uma ponte de Sheikh Zayed Road, com um sistema de teleférico para o transp…

BELO HORIZONTE, MINAS GERAIS - Inspirada nas cidades de Paris e Washington, com largas avenidas, ruas simétricas e arborizadas, Belo Horizonte foi planejada a partir de uma nova concepção estética urbana

CONHEÇA A CIDADE DE "BELO HORIZONTE", CAPITAL DAS MINAS GERAIS, BRASIL
MINEIRÃO E MINEIRINHO NA PAMPULHA EM BELO HORIZONTE, MG SEJA BEM VINDO A CAPITAL DA MINAS GERAIS. SEJA BEM VINDO A BELO HORIZONTE. A CIDADE JARDIM imagem - Paulo Yuji Takarada ROTEIRO IDEAL PARA UM FIM DE SEMANA EM BELO HORIZONTE, MG Belo Horizonte é uma cidade que mistura modernidade com ares de interior. Localizada entre montanhas, rodeada por cachoeiras e cidades históricas, a capital de Minas Gerais conta com um valioso patrimônio arquitetônico que mistura construções clássicas e as linhas curvilíneas de Oscar Niemeyer. Suas praças dividem o espaço com ótimos museus, como o Memorial Minas Gerais – Vale, que mal se instalou na Praça da Liberdade e já recebeu o prêmio de Novidade do Ano no GUIA QUATRO RODAS Brasil. Projetada por Niemeyer, a Casa do Baile faz parte do Complexo Arquitetônico da Pampulha, em Belo Horizonte, Minas Gerais (Acervo Setur-MG) A gastronomia não fica de fora. Tem pra todos os gostos…

CAMPO GRANDE, MATO GROSSO DO SUL - Com ruas largas e arborizadas, não perdeu o jeito de cidade do interior. Ela é porta de entrada para o Pantanal Sul, a Serra da Bodoquena e o Parque Nacional das Emas (em Goiás)

CONHEÇA A CIDADE DE "CAMPO GRANDE", MATO GROSSO DO SUL, BRASIL Vista parcial da cidade de Campo Grande, MS (Wikipédia) Com ruas largas e arborizadas, não perdeu o jeito de cidade do interior. Ela é porta de entrada para o Pantanal Sul, a Serra da Bodoquena e o Parque Nacional das Emas (em Goiás). A temática pantaneira está presente nas pinturas que decoram alguns prédios e na gastronomia. Imigrantes paraguaios, bolivianos e japoneses também deixaram sua marca. O fuso horário marca uma hora a menos em relação a Brasília.  Polo de turismo de negócios, campo Grande surpreende por ser planejada, com trânsito organizado, muitas áreas verdes e vida social agitada (Tiago Moser) TREM DO PANTANAL Apesar do nome, o passeio entre Campo Grande (saídas aos sábados às 8h) e Miranda (chegada às 18h) não chega a explorar as paisagens típicas do Pantanal. A parada em Aquidauana está reservada para o almoço e, em Taunay e Piraputanga, há venda de artesanato. O trecho de volta, entre Miranda e C…

CURITIBA, PARANÁ - Verde, limpa, organizada. Esta é a impressão geral de Curitiba se comparada à maioria das outras capitais do Brasil. É verdade que nos últimos tempos ela deixou de ser uma “cidade-modelo”, mas mesmo assim surpreende pela beleza e conservação de seus parques, museus, construções históricas e outros pontos turísticos

CONHEÇA A CIDADE DE "CURITIBA", PARANÁ, BRASIL Seu povo, um admirável cadinho que reuniu estrangeiros de todas as partes do mundo e brasileiros de todos os recantos, ensina no dia-a-dia a arte do encontro e da convivência. Curitiba renasce a cada dia com a esperança e o trabalho nas veias, como nas alvoradas de seus pioneiros.  Cadeia de Montanhas da Serra do Mar vista do centro de Curitiba (Wikipédia) ROTEIRO PARA 48 HORAS EM CURITIBA COM MUSEUS, PARQUES E RESTAURANTES Verde, limpa, organizada. Esta é a impressão geral de Curitiba (PR), se comparada à maioria das outras capitais do Brasil.  É verdade que nos últimos tempos ela deixou de ser uma “cidade-modelo”, mas mesmo assim surpreende pela beleza e conservação de seus parques, museus, construções históricas e outros pontos turísticos.  Iluminação cênica do Paço da Liberdade em Curitiba, PR (Orlando Kissner/SMCS) No charme das construções e na gastronomia, o visitante sente a forte influência cultural da imigração europeia –…

JAÍBA, MINAS GERAIS - Reconhecida por seu projeto de irrigação, Jaíba tem um grande e ainda pouco explorado potencial de energia solar. É a região do estado onde se encontram os mais altos níveis de radiação solar

CONHEÇA A CIDADE DE "JAÍBA", MINAS GERAIS, BRASIL Reconhecida por seu projeto de irrigação, Jaíba localiza-se no norte do Estado de Minas Gerais, a 629 km da capital Belo Horizonte e a 207 km de Montes Claros, maior cidade da região. Jaíba está numa região de clima quente, relevo predominantemente plano e um grande e ainda pouco explorado seu potencial energia solar.  A região de Jaíba possui destaque em termos de seu potencial de energia solar. É a região do estado onde se encontram os mais altos níveis de radiação solar, segundo o Atlas Solarimétrico de Minas Gerais (2012). É, ainda, uma das melhores regiões do país neste quesito. (Jaíba Solar)   Sada Bioenergética em Jaíba, MG (Igreja Assembléia de Deus) Rua central de Jaíba, MG (Prefeitura Municipal) Ribeirão em Jaíba, MG (Prefeitura Municipal) Estação de Bombeamento do projeto Jaíba em Jaíba, MG (prefeitura Municipal) Hospital 2 irmãos na cidade de Jaíba, MG (Eric Micael) Entorno da cidade de Jaíba, MG (Prefeitura Munici…

ALASKA, ESTADOS UNIDOS DE AMÉRICA - O Alasca é terra de superlativos. O maior estado americano abriga o maior pico, o maior parque nacional e a maior floresta dos Estados Unidos. Lá, há glaciares mais extensos do que países inteiros, baleias-jubarte de até 15 metros, ursos de quase 500 quilos. Geleiras, lagoas, vulcões, montanhas e florestas

CONHEÇA O "ALASKA", USA,  E SAIBA O QUE TEM DE BOM SE PARA FAZER LÁ Conheça nosso roteiro para conhecer umas das regiões mais quentes no roteiro turismo americano - mesmo com as baixas temperaturas O Alasca é terra de superlativos. O maior estado americano abriga o maior pico, o maior parque nacional e a maior floresta dos Estados Unidos. Lá, há glaciares mais extensos do que países inteiros, baleias-jubarte de até 15 metros, ursos de quase 500 quilos. Geleiras, lagoas, vulcões, montanhas, florestas: ao mesmo tempo que sua paisagem natural é uma das mais remotas e selvagens do planeta, ela é facilmente alcançada por voos abundantes, cruzeiros confortáveis com múltiplos roteiros que transitam pela costa (maior do que a do resto dos EUA inteiro somada) e a Alaska Highway, uma rodovia ampla e moderna que percorre mais de 2 mil quilômetros. E não, não é tão gelado quando a gente imagina: no verão, o termômetro pode bater até 30 graus.  COMO CHEGAR NO ALASKA Com a American Airline…

FAROL DE ALEXANDRIA, ALEXANDRIA, EGITO - Uma das 7 maravilhas do mundo eh uma obra colossal

CONHEÇA O "FAROL DE ALEXANDRIA", ALEXANDRIA, EGITO A cidade de Alexandria foi fundada por Alexandre, o Grande, e tem muito mais a oferecer além de sua história e curiosidades. Localizada na costa mediterrânica do Egito, é conhecida mundialmente pelos seus pontos turísticos, como a Biblioteca de Alexandria, o Farol de Alexandria (uma das sete maravilhas do mundo antigo) e as Catacumbas de Kom el Shoqafaw (uma das sete maravilhas do mundo medieval). Outras atrações envolvem visitas à museus, jardins, mesquitas e ruínas antigas que contam a história de seu passado. O Farol de Alexandria é uma das sete maravilhas do mundo antigo. Foi construído para servir de referencial para os navegantes, na Ilha de Faros. Para servir de entrada no porto e informar os navegantes da proximidade de terras, Ptolomeu mandou construir o Farol de Alexandria. Este tinha lugar na Ilha de Faros e, por causa do nome da ilha, todas as construções até hoje, com o mesmo objetivo, são chamadas de farol. O e…

SILVEIRÂNIA, MINAS GERAIS - Vista do alto da Serra dos Caramonas, Silveirânia oferece um aspecto deveras pitoresco e deslumbrante, impressionando-nos como se fosse um bando branco de pombas, pousado sobre tapete verdejante da relva, tal a disposição simétrica do casario que margina o lado esquerdo do ribeirão S. Manuel.

CONHEÇA A CIDADE DE "SILVEIRÂNIA", MINAS GERAIS, BRASIL Conheça a história do pico mais alto da região, que faz parte da derivação da Serra da Mantiqueira e se destaca como acidente natural, contribuindo para composição de embelezamento de uma região que já é linda por natureza...  Vista do alto da Serra dos Caramonas, Silveirânia oferece um aspecto deveras pitoresco e deslumbrante, impressionando-nos como se fosse um bando branco de pombas, pousado sobre tapete verdejante da relva, tal a disposição simétrica do casario que margina o lado esquerdo do ribeirão S. Manuel.  Rodovia de acesso à cidade de Silveirânia, MG (Antrbns) Pico do João Felix em Silveirânia, MG (Roberto Mosqueiro) Silveirânia, MG  encravada nas Montanhas de Minas (Prefeitura Municipal) Entorno da cidade de Silveirânia, MG (Prefeitura Municipal) Campo de Futebol e Silveirânia, MG (Antrbns) Casa paroquial da cidade de Silveirânia, MG (Jeani Goulart) Escola Estadual da cidade de Silveirânia, MG (Antrbns) Entor…

TOCANTINS, MINAS GERAIS - Entre as montanhas de Minas uma cidade hospitaleira, tranquila e que comemora anualmente a festa do Tocantinense ausente

CONHEÇA A CIDADE DE "TOCANTINS", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - PMT BEM VINDO A CIDADE DE TOCANTINS. A MELHOR CIDADE DO MUNDO ( LEMA MUNICIPAL ) foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 16.703 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 173,866 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 91,01 Código do Município 3169000 Gentílico - tocantinense Prefeito 2017 / IEDER WASHINGTON DE OLIVEIRA ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE TOCANTINS, MG A origem do topônimo deve-se a presença dos índios chamados “Tocantins”, primitivos habitantes da região. O gentílico é “Tocantinense”.
Gentílico: tocantinense HISTÓRICO DA CIDADE DE TOCANTINS, MG Consta que, na margem do rio que corta a região, habitava uma tribo de índios chamados Tocantins. E a história de tocantins relaciona-se com a de São Manoel do Pomba atual Rio Pomba, a que pertenceu em tempos idos. O primeiro núcleo originou-se mais ou menos em 1812, quando da doação do patrimônio da cidade, feita pelo capitão José Antônio Machado…