OS MONUMENTOS MISTERIOSOS DE CIVILIZAÇÕES ANTIGAS - Até hoje, alguns monumentos deixados por civilizações antigas permanecem um mistério para pesquisadores e arqueólogos. Se história e aventura são um ponto alto de suas viagens, aqui estão 22 locais enigmáticos que vão animar o Indiana Jones dentro de você.




CONHEÇA OS MONUMENTOS MISTERIOSOS DE CIVILIZAÇÕES ANTIGAS - OLHANDO DA JANELA DO TREM
Até hoje, alguns monumentos deixados por civilizações antigas permanecem um mistério para pesquisadores e arqueólogos. Se história e aventura são um ponto alto de suas viagens, aqui estão 22 locais enigmáticos que vão animar o Indiana Jones dentro de você. 
01 - PIRÂMIDES 
Nós sabemos que os egípcios antigos construíam pirâmides, mas como essas estruturas acabaram sendo erguidas também no Japão e no México? Será que o segredo dessas maravilhas arquitetônicas já foi conhecido em todo o mundo? E considerando que seus construtores tinham recursos limitados, como eles conseguiram erguer esses monumentos imponentes 
Assim, quando discutimos pirâmides, teorias surgem, às vezes se opondo a fatos científicos. Seriam elas resultado de fenômenos paranormais, ou atividades alienígenas? 
02 - AS PIRÂMIDES DE GIZÉ 
As pirâmides de Gizé, no Cairo, são um complexo sepulcral de 4,5 mil anos. A maior das três, Khufu, é uma das sete maravilhas do mundo antigo. 
Como ela foi construída, continua sendo um mistério para os egiptologistas, que se impressionam com a precisão dos construtores, apesar das ferramentas rudimentares da época. 
Milhões de blocos de pedra de diferentes tamanhos, cada um pesando várias toneladas, tinham de ser transportados por muitos quilômetros antes de serem colocados em uma estrutura com mais de 140 m de altura – e isso tudo em tempo recorde. 
03 - TEPTIHUACAN, UM REFLEXO DO UNIVERSO 
Outrora uma das cidades mais desenvolvidas do mundo, Teotihuacan, a nordeste da Cidade do México, é um enigma para os historiadores. Quem construiu esse sítio de 25 km²? 
Descobertas cientificas mostram que os astecas não teriam construído esse sítio de 2 mil anos, mas o teriam herdado depois que seus construtores o abandonaram. 
O mais intrigante é que o engenheiro americano Hugh Harleston demonstrou que a cidade é um modelo perfeito do nosso sistema solar: os prédios correspondem proporcionalmente à posição e tamanho dos planetas. De fato, muito misterioso. 
04 - AS RUÍNAS DE TIWANAKU 
A cidade pré-colombiana de Tiwanaku, na Bolívia, é objeto de muita controvérsia: ela foi fundada há 4 mil anos? Ou 8 mil anos? Ou 12 mil anos? Seria ela uma das cidades mais antigas do mundo? Ela tem, no mínimo, mil anos de idade. 
Desde o meio do platô no qual esse sítio está localizado, é possível admirar a estrutura e os detalhes ornamentais desse impressionante trabalho em pedra. 
Tiwanaku aparentemente foi lar de uma civilização antiga que estava bem à frente de seu tempo. 
05 - TIERMES, A CIDADE DE PEDRA 
O sítio arqueológico de Tiermes, na região espanhola de Leão e Castela, é quase inteiramente incrustada na rocha. Há ruinas de um fórum, de portões da cidade, de moradias e até de um sistema sofisticado de aquedutos. 
Não se sabe quem construiu a cidade, ou quando, mas os celtas da Ibéria, os romanos (que contribuíram para seu desenvolvimento econômico), os visigodos e os mouros todos passaram por ali em diferentes épocas. Tiermes perdeu importância em algum ponto do século XII. 
06 - PETRA 
Construída por volta do século 8 a.C., a cidade de Petra, na Jordânia, foi esquecida por volta do século XVIII. 
Redescoberta em 1812, a cidade foi designada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. Outrora um importante centro de comércio, Petra é hoje um sítio arqueológico encantador que levanta uma série de questões. 
Como a cidade inteira foi literalmente escavada na pedra? Como ela conseguia água o suficiente, já que estava localizada em uma das regiões mais áridas do mundo? 
07 - GRANDE ZIMBÁBUE 
Essa cidade antiga no sudeste do Zimbábue foi construída pelo povo Shona, entre os séculos XII e XV, período no qual foi um importante centro de comércio, graças à abundância de ouro na região. 
Redescoberta por exploradores europeus em 1871, o sítio de 7 km² rapidamente despertou interesse. Alguns acreditavam que Grande Zimbábue tenha abrigado as Minas do Rei Salomão, como descrito na Bíblia. A pilhagem que se seguiu prejudicou enormemente a preservação das ruínas. 
08 - OS TEMPLOS MEGALÍTICOS DE MALTA 
O arquipélago maltês tem seu próprio tesouro misterioso: os templos megalíticos de Malta. As ilhas de Malta e Gozo são lar de algumas das estruturas arquitetônicas pré-históricas mais antigas, de entre 4.000 e 2.500 a.C. Esses templos têm um desenho muito elaborado, e representam avanços técnicos importantes para a época. Seu incrível estado de preservação garantiu a eles um lugar na lista de Patrimônios Históricos da UNESCO. 
09 - NEWGRANGE 
A tumba de Newgrange, a norte de Dublin (Irlanda), tem mais de 5 mil anos de idade. Essa estrutura imponente, com 85 metros de diâmetros, é uma paisagem verdadeiramente impressionante. 
Por alguns minutos pela manhã por volta do solstício de inverno, um raio de sol passa por uma abertura no monte, e sobe pela longa passagem e para dentro da câmara sepulcral – um alinhamento perfeito entre o monumento e o nascer do sol. 
10 - STONEHENGE 
As pedras de Stonehenge, na Inglaterra, são algumas das relíquias pré-históricas mais reconhecidas do mundo. 
Estima-se que o sítio tenha sido usado entre 3.700 e 1.600 a.C. Patrimônio da Humanidade da UNESCO desde 1986, esse sofisticado círculo de pedras é objeto de fascínio mundial. 
Embora o significado do sítio não seja totalmente compreendido, o monumento é evidência de cerimonias e práticas mortuárias do Neolíticos e da Era do Bronze. 
11 – OS CÍRCULOS DE PEDRA DE AVEBURY
Os círculos de pedra de Avebury, cerca de 30 km a norte de Stonehenge, em Wiltshire (Inglaterra), são os maiores círculos pré-históricos do mundo. De acordo com a UNESCO, essa formação gigantesca demonstra “as impressionantes habilidades de engenharia usadas para criar obras-primas da arquitetura de barro e megalítica.”
12 - SILBURY HILL 
Perto dos círculos de pedra de Avebury, Silbury Hill é o maior montículo pré-histórico da Europa, com 40 metros de altura. 
A proposta do montículo continua obscura, mas escavações arqueológicas desvelaram algumas pistas sobre as suas origens: ele foi construído ao longo de três gerações, entre 2.400 e 2.300 a.C., em 15 fases distintas usando diferentes materiais. Isso levou pesquisadores a acreditarem que os construtores estavam primariamente preocupados com o processo ritual de construção, em vez da forma final da estrutura. 
13 - GLASTONBURY TOR 
Com vista para a cidade de Glastonbury, na Inglaterra, esse morro cônico é coberto por uma torre sem teto, vestígio de uma igreja do século XIV construída nas ruínas de uma igreja anterior. 
Alguns sugerem que esse sítio encoberto de mistério tenha sido Avalon, onde a lendária espada do rei Arthur, Excalibur, foi forjada. A descoberta de ferramentas pré-históricas mostra que a área foi habitada bem antes da Idade Média. 
14 - AS PEDRAS DE CARNAC 
Encontradas na Britânia, as misteriosas pedras de Carnac têm cerca de 6 mil anos de idade. Por que 4 mil pedras teriam sido alinhadas em ordem decrescente de tamanho ao longo de cerca de 4 km? 
15 - O EXTERNSTEINE DA FLORESTA DE TEUTOBURGO 
A Floresta de Teutoburgo, na Alemanha, abriga uma peça preciosa da história germânica. A Externsteine é uma formação de pedra que alguns creem ter sido usada como um sítio pagão de culto e observação solar. Esses pilares naturais de arenito se formaram milhões de anos atrás. 
16 - OS GIGANTES DA ILHA DA PÁSCOA 
Um dos monumentos mais misteriosos de todos os tempos se encontra nessa ilha remota do Pacífico, pertencente ao Chile. Entre os séculos X e XVI, os habitantes da Ilha da Páscoa construíram plataformas cerimoniais e as figuras gigantescas de pedra conhecidas como moai (bustos). 
De acordo com a UNESCO, há aproximadamente 900 moai na ilha. Existem várias perguntas sem resposta sobre o seu significado, e sobre como eles foram construídos e transportados. 
17 - ULURU 
O monólito de arenito de 22 mil anos conhecido como Uluru tem vista para uma planície no coração da Austrália. Essa rocha de 350 metros de altura é especialmente bela no pôr do sol, quando ganha um brilho avermelhado. Uluru é sagrado para o povo originário local, os Anangu, que pedem aos visitantes que não subam na rocha. 
18 - MONTE TAI 
Uma das cinco montanhas sagradas da China, o monte tai “foi objeto de um culto imperial por quase 2 mil anos”, e “simboliza as civilizações e crenças da China antiga”, de acordo com a UNESCO. 
Ao longo dos séculos, templos foram construídos em perfeita harmonia com o ambiente natural; com isso, o ecossistema da montanha é hoje notavelmente equilibrado – o que é surpreendente, considerando que, a cada ano, milhões de pessoas escalam seus 1.500 metros até o cume. 
19 - NOTRE-DAME DE PARIS 
A catedral católica medieval de Notre-Dame, em Paris, que recentemente comemorou seu aniversário de 850 anos, tem uma aura misteriosa que inspirou contos de fadas, romances, canções e óperas ao longo da história. 
Os historiadores continuam a especular sobre o simbolismo de suas esculturas de pedra esculpidas na fachada. Há um significado secreto por trás de seus detalhes? 
20 - MAUSOLÉU DO PRIMEIRO IMPERADOR QIN 
Um exército milhares de guerreiros de terracota foi descoberto em 1974 perto da cidade de Xi’na, na China. As esculturas foram feitas por volta do ano 210 a.C. para proteger o imperador Qin Shi Huang Di, fundador do primeiro império unificado da China, após a sua morte. 
A tumba, que é Patrimônio Histórico da UNESCO, é especialmente misterioso devido à aparência única de cada guerreiro de terracota. Será que cada estátua representa um soldado real? 
21 - AS MORADIAS DO DESFILADEIRO DE ANASAZI 
Os Anasazi, uma antiga civilização nativa americana, construiu suas casas ao lado de desfiladeiros no sudoeste dos Estados Unidos entre os séculos 1 a.C. e XV. O fato de terem escolhido se assentar em um local tão precário é intrigante, e arqueólogos ainda tentam compreender por que os Anasazi subitamente abandonaram seu território. Explicações possíveis incluem degradação ambiental, perigos externos e uma seca. 
22 - MONUMENTO DE YONAGUNI, A PIRÂMIDE SUBMARINA DO JAPÃO 
Há uma vista mágica a menos de 30 metros sob o mar próximo à ilha japonesa de Yonaguni. Desde que a estrutura rochosa semelhante a uma pirâmide foi descoberta, em 1985, sua origem continua sendo um mistério. Alguns a descrevem como “a Atlântida japonesa”. 


Fonte dos textos e fotos: Espressocommunication.com / msn.com / Charlie Styforlamber / Thymonthy Becker / 


VALEU POR VIAJAR COM A GENTE - SEMPRE VOLTE 


Comentários