Pular para o conteúdo principal

GUARAMIRANGA, CEARÁ - A cidade serrana do Maciço do Baturité é conhecida, com certo exagero charmoso, como “a Suíça do Ceará”. Está próxima a Fortaleza e, por isso, lota de turistas o ano todo – a maioria chega em busca do clima mais ameno. No Carnaval, as ruas de Guaramiranga ficam recheadas de músicos do mundo todo que vêm para o Festival de Jazz e Blues.




CONHEÇA A CIDADE DE "GUARAMIRANGA", CEARÁ, BRASIL - COMO SE ESTIVESSE NA JANELA DO TREM
A cidade serrana do Maciço do Baturité é conhecida, com certo exagero charmoso, como “a Suíça do Ceará”. Está próxima a Fortaleza e, por isso, lota de turistas o ano todo – a maioria chega em busca do clima mais ameno. No Carnaval, as ruas de Guaramiranga ficam recheadas de músicos do mundo todo que vêm para o Festival de Jazz e Blues. 
Lagoa em Guaramiranga, cidade na serra de Baturité, Ceará; no Carnaval, enquanto o Nordeste inteiro sai para as ruas para festejar com ritmos regionais, a cidade celebra com festivais de jazz e blues (Secretaria de Turismo do Ceará/Divulgação)
Vista de Guaramiranga, cidade localizada na Serra de Baturité, com a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição à esquerda (Secretaria de Turismo do Ceará/Divulgação)
COMO CHEGAR EM GUARAMIRANGA, CE 
Há duas rotas possíveis entre a Fortaleza e a cidade. A mais curta atravessa tantas montanhas que merece ser desconsiderada. Deixe a capital pela BR-060 e siga até Baturité por uma estrada plana em quase todo o trecho e duplicada nos primeiros 30 km. Somente após Baturité aparece a serra – mas são apenas 18 km até Guaramiranga. 
Paisagem da cidade de Guramiranga, na Serra de Baturité, também conhecida como "Suíça do Ceará" (Secretaria de Turismo do Ceará/Divulgação)
Turista pratica arvorismo no Parque das Trilhas, atração da cidade de Guaramiranga, Ceará (Divulgação)
TURISMO EM GUARAMIRANGA, CE 
O turismo representa um forte componente da economia do município, graças a atrativos como o clima serrano, belas paisagens e eventos acolhidos durante todo o ano, como o Festival de Jazz e Blues. 
Guaramiranga é um dos mais disputados destinos de carnaval dos cearenses, pois oferece opção para aqueles que preferem ficar longe do forró e do axé, que normalmente são dominantes no litoral do estado. Nesse período, a cidade abriga o Festival de Jazz e Blues de Guaramiranga – evento que conta com a participação de grandes nomes da música nacional e internacional. Nas noites frias da pequena cidade, a música entretém uma multidão de apreciadores, que lotam as ruas e hospedagens, muitas vezes improvisando barracas de acampamento e casas alugadas por moradores. 
Lagoa na serra de Baturité - a região tem clima ameno em relação ao restante do Ceará, e atrai turistas que estão em busca de um clima mais ameno, o ano todo (Secretaria de Turismo do Ceará/Divulgação)
Uma das atrações da cidade é o Mosteiro dos Jesuítas, erguido pelos padres portugueses (Otávio Nogueira/Flickr/creative commons)
Além das atrações culturais, Guaramiranga é conhecida pelos atrativos naturais. Por estar localizada no Maciço de Baturité, região serrana a 865 metros acima do nível do mar, as temperaturas são amenas, geralmente entre 16 e 25º, embora, no mês de julho, a temperatura possa atingir 12°C. Por essas condições climáticas, é popularmente conhecida como “suíça cearense”. A vegetação é composta de mata atlântica. 
É subindo o Pico Alto que o visitante pode vislumbrar cenários dignos da Serra Gaúcha, como este (Wikipédia)
O Mosteiro dos Jesuítas também funciona como hospedaria. A 1,5 km dali há um mirante, no alto de uma colina (o caminho só é percorrido a pé)
Guaramiranga é conhecida também por “cidade das flores”. A origem desse título reside na tradição do cultivo de rosas no Maciço de Baturité. 
Os prédios históricos e seu valor histórico são outra característica do município. A Pousada dos Capuchinhos, antes um mosteiro, é um dos principais pontos turísticos da cidade, mesmo para aqueles que não estejam lá hospedados; Os cantos gregorianos são tradição, entoados nas manhãs do antigo prédio religioso. A beleza do antigo mosteiro se estende, ainda, por seus jardins e fontes. 
O prédio do Mosteiro dos Jesuítas guarda objetos dos antigos moradores e tem um belo jardim central
A cidade serrana do Maciço do Baturité é conhecida, com certo exagero charmoso, como "a Suíça do Ceará" (Paulo Mouta/Wikimedia commons)
As trilhas ecológicas são uma forte atração da região. Há, ainda, a Cachoeira do Perigo, localizada em Baturité. 
Nas rotas turísticas de Guaramiranga há também o Pico Alto, local de maior altitude no Maciço de Baturité, com 1115 metros, e, consequentemente, de menores temperaturas, que podem chegar a 10°C em julho. Lá existe, ainda, um mirante onde os visitantes podem ver o pôr do sol. 
Juntamente com as cidades de Palmácia, Pacoti, Mulungu e Aratuba, faz parte da Rota Turística Serra de Guaramiranga. 
É subindo o Pico Alto que o visitante pode vislumbrar cenários dignos da Serra Gaúcha, como este (José Maria Silveira Neto)
Ruazinha charmosa da cidade de Guaramiranga, localizada a 99 quilômetros de Fortaleza (Otávio Nogueira)
MACIÇO DE BATURITÉ EM GUARAMIRANGA, CE 
Há menos de 100 km de Fortaleza, o maciço de Baturité estende-se por treze municípios: Acarape, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Capistrano, Guaramiranga, Itapiúna, Mulungu, Ocara, Pacoti, Palmácia e Redenção. O maciço concentra a última reserva de mata atlântica do Ceará. Uma vegetação exuberante, onde samambaias, orquídeas e flores silvestres convivem com uma fauna nativa que inclui as mais diversas espécies de pássaros. Como se não bastasse, todo esse santuário ecológico é regado por córregos de águas cristalinas que, de passagem pelas encostas, formam um sem número de cachoeiras. 

Vista do alto da serra em Guaramiranga, no Ceará (Daniel9dMartins)

As temperaturas médias, no vale, variam entre 9 a 23 graus. Um clima temperado em pleno Ceará. A busca de uma atividade turística uma área de proteção ambiental consiste em harmonizar ações do homem com a natureza, oferecendo ao usuário com contato íntimo com os recursos naturais e culturais existentes. O maciço de Baturité é um local apropriado para fazer ecoturismo. Em suas terras, a vegetação distribui-se sobre um relevo bastante acidentado com altitudes máximas de 1.114 metros. Essas diferenças associadas às mudanças de temperatura e umidade condicionam uma variedade bastante diversificada da fauna e flora. 
Trilha na Mata Atlântica em Guaramiranga, CE (Wikipédia)
Visite a área de proteção ambiental de Baturité. Nela, há todo um artesanato rico em trançados toboca, cipó-imbé e arranjos florais. A vida é pacata e as festas religiosas se destacam. Além disso uma culinária própria, que inclui a produção de doces e compotas caseiros, esperam por você. Especialmente dotada por uma rede hotelaria que via de bucólicas pousadas, chácaras e chalés de aluguel no hotel-escola e uma estância modelo. O maciço de Baturité é o espaço ideal para o se serve-se. Chegue a Palmácia, Pacoti, Guaramiranga, Mulungu, Baturité, Aratuba e respire venha cultivar suas flores, seus discos e livros. E conheça, no detalhe, cada recanto desta reserva da vida. 
Vista da região serrana de Guaramiranga, do cume do Pico Alto (Paulo Mouta/Wikimedia commons)
INFORMAÇÕES GERAIS
DDD: 85 
Estado: Ceará 
Distância de outras cidades: Baturité, 23 km, Fortaleza, 99 km, Mossoró, 277 km, Sobral, 323 km 
No interior do Ceará, a menos de 100 quilômetros da capital Fortaleza, a cidade de Guaramiranga é um refúgio para quem sofre com o calor e quer curtir um clima serrano (Divulgação)
HOTEL VALE DAS NUVENS EM GUARAMIRANGA, CE
O Hotel Vale das Nuvens está localizado ao topo de uma montanha, a 2,5 km da cidade de Guaramiranga e a 110 km da capital cearense, Fortaleza. Localiza-se a 870 metros de altitude em relação ao nível do mar, garantindo aos visitantes um excelente clima, que muitas vezes atinge 12º C à noite. A bela vista panorâmica das cidades de Baturité, Aracoiaba e Redenção também é uma das muitas particularidades do hotel.  (Divulgação)

O empreendimento conta com piscina, uma jacuzzi para uma relaxante hidromassagem, deck com vista panorâmica, playground para crianças, salão de jogos, que pode ser utilizado como auditório em eventos e internet sem fio. Cada suíte possui controle de entrada por cartão magnético, propiciando mais conforto e melhor uso de recursos, pois controla o consumo de energia quando o hóspede está ausente. (Divulgação)


COMPRAS ARTESANATO DE CIPÓ EM GUARAMIRANGA, CE
Endereço: Vila Pernambuquinho, 9,5 km - distr. de Pernambuquinho
Horário de funcionamento
7h/12h e 13h/18h
Pedro Balaieiro ganhou fama internacional por seus trabalhos com o cipó da raiz do imbé. Fez o primeiro em 1952, logo após largar a enxada, e nunca mais parou. O chapéu é a marca registrada, mas há luminárias, boleiros, cortinas, cestas e delicados terços.
FESTIVAL DE JAZZ E BLUES EM GUARAMIRANGA, CE
Há dezoito anos, quando a Via de Comunicação ainda buscava um lugar ao sol no criativo cenário cultural do Ceará e brasileiro,sonhamos com um lugar, uma música, um propósito diferente da tradicional oferta cultural no período do Carnaval. Um lugar que mostrasse ao Brasil e ao mundo que no Ceará também temos montanhas verdejantes de clima agradável. Uma música que fugisse das fórmulas fáceis do mercado fonográfico e levasse ao conhecimento do público a riqueza e diversidade de nossos artistas, tantos e tão talentosos. Uma música para elevar a alma e nutrir o espírito.
O mais importante encontro de música internacional do Nordeste. Realizado durante o Carnaval, já trouxe nomes de peso como Toots Thielemans e Stanley Jordan. 

PARQUE DAS TRILHAS EM GUARAMIRANGA, CE
Horário de funcionamento
Sáb/dom 9h/17h; jan e jul 2ª/dom 9h/17h
Formas de pagamento
Cartões de Crédito: American Express,Diners,Elo,Hipercard,Mastercard,Visa; Cartões de Débito: Maestro,Rede Shop,Visa Electron
Colado no centro, tem seis trilhas guiadas pela Mata Atlântica, com distâncias de 1 km a 3 km. Aventureiros podem fazer rapel (R$ 15), passeio de caiaque (R$ 10) e descer na tirolesa (R$ 10). A entrada do parque (R$ 15) só inclui as trilhas, mas quem quiser um passe livre para todas as atividades pode comprar um pacote por R$ 50.
Arvorismo no Parque das Trilhas em Guaramiranga CE (Alex Uchoa)

MOSTEIRO DOS JESUÍTAS EM GUARAMIRANGA, CE
Endereço: Acesso pela CE-060 p/ Baturité (mun. de Baturité), 14 km - Traçar rota
Telefone: (85) 3347-0362(85) 3347-0461
A impressionante construção de pedras, erguida por jesuítas portugueses, guarda objetos dos antigos moradores. A 1,5 km dali há um mirante, no alto de uma colina (o caminho só é percorrido a pé). Agende a visita.
Uma das atrações da cidade de Guaramiranga é o Mosteiro dos Jesuítas, erguido pelos padres portugueses (Otávio Nogueira/Flickr/creative commons)
O Mosteiro dos Jesuítas também funciona como hospedaria. A 1,5 km dali há um mirante, no alto de uma colina (o caminho só é percorrido a pé)
O prédio do Mosteiro dos Jesuítas guarda objetos dos antigos moradores e tem um belo jardim central
População estimada 2016 (1) - 3.632 
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 59,436 
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 70,06 
Código do Município 2305100 
Gentílico - guaramiranguense 
Prefeito 2017 / ROBERLANDIA FERREIRA CASTELO BRANCO 
ORIGEM DO NOME DE GUARAMIRANGA, CE 
O topônimo Guaramiranga vem do Tupi guará (vermelho) e miranga ou piranga (garça), significando Pássaro Vermelho. Sua denominação original era Conceição, porém, desde 1890, possui o nome Guaramiranga. 

Gentílico: guaramiranguense 
Histórico 
Guaramiranga Ceará - CE 
HISTÓRICO DA CIDADE DE GUARAMIRANGA, CE 
As terras da atual Guaramiranga eram habitadas por várias etnias. A principal delas era a Kanyndé. Com a criação da Missão da Palma, durante o século XVIII, para a evangelização dos silvícolas, e a expansão da pecuária e as plantações de café no século XIX, consolidou-se o centro urbano que hoje se chama Guaramiranga. 
Gentílico: guaramiranguense
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE GUARAMIRANGA, CEARÁ
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE GUARAMIRANGA, CEARÁ


VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / Governo de Guaramiranga, CE / Wikipédia / viagemeturismo.abril.com.br / jazzeblues.com.br / 

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem