Pular para o conteúdo principal

OURO PRETO, MINAS GERAIS - Conjunto arquitetônico inigualável como o Casario Colonial, Casa de Contos, Museu da Inconfidência, Matriz do Pilar e Igreja de São Francisco




CONHEÇA A CIDADE DE "OURO PRETO", MINAS GERAIS, BRASIL
Tombada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco, Ouro Preto guarda um conjunto arquitetônico inigualável entre as cidades históricas brasileiras. Os viajantes ficam fascinados ao caminhar pelas inúmeras ladeiras de pedra do Centro, para conhecer o expressivo casario colonial e construções como a Casa dos Contos, o Museu da Inconfidência, a Matriz de Nossa Senhora do Pilar e a Igreja de São Francisco de Assis.
Torres das igrejas de São Francisco de Assis (à direita), e de Nossa Senhora do Carmo na Praça Minas Gerais, Ouro Preto
Rua Bernardo de Vasconcelos, no Centro Histórico de Ouro Preto (MG); na região há dezenas de lojinhas que vendem pedras preciosas
Igreja São Francisco de Assis, em Ouro Preto (MG); a foto está no livro "Patrimônio Material - Centros Históricos, Conjunto Arquitetônico, Santuários e Ruínas"
Mas o lugar que tanto atrai pela história também mostra sua vocação artística nos diversos ateliês, nas lojas de pedras preciosas e nas feiras de artesanato. E a programação cultural, com eventos como a Mostra de Cinema, o Festival de Inverno, o Tudo é Jazz e o Fórum das Letras, revela que Ouro Preto não vive apenas do passado. Aliás, a animação é renovada todos os anos, durante o movimentado carnaval de rua.
Rua de Ouro Preto coberta com o tradicional tapete de serragem, confeccionado para a Procissão da Ressurreição que ocorre durante a Semana Santa na cidade
Fundada no fim do século 17, Ouro Preto é tombada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco e preserva um dos mais belos conjuntos arquitetônicos do país, com casarões, igrejas e palácios construídos durante o Ciclo do Ouro
Vista geral da cidade - para ver Ouro Preto do alto, é preciso ter fôlego para encarar suas históricas ladeiras (crédito da foto)
UM DIA PERFEITO
Visite o Museu da Inconfidência, a Igreja São Francisco de Assis e garimpe artesanato na Feira do Largo de Coimbra, em frente. Faça uma pausa na Cafeteria e Livraria Cultural e siga para a Rua Brigadeiro Musqueira, onde estão a Igreja Nossa Senhora do Carmo, o Museu do Oratório e o Teatro Municial. Conheça a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar e jante no Bené da Flauta, no lugar onde morou Mestre Athaíde, pintor do barroco mineiro.
Ouro Preto, que tanto atrai pela história, também mostra sua vocação artística nos diversos ateliês, nas lojas de pedras preciosas e nas feiras de artesanato espalhadas pelo Centro
Museu da Inconfidência, na Praça Tiradentes
A fachada arredondada da igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos tem origem arquitetônica misteriosa: não se sabe ao certo quem projetou a construção
O GUIA RECOMENDA
Com quase uma semana, visite uma das minas de ouro, como a de Santa Rita, a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos e o Museu de Ciência e Técnica. Passeie pelo Vale dos Contos e almoce em um dos restaurantes de comida mineira. Embarque no passeio de trem até Mariana, no qual uma locomotiva com vagões panorâmicos ladeia cachoeiras e montanhas até chegar ao destino, a 18 km.
A Igreja São Francisco de Paula foi a última construída durante o período colonial brasileiro, entre 1804 e 1898
Teto da Igreja de São Francisco de Assis, pintado por Ataíde Manoel da Costa
A Igreja de São Francisco de Assis em Ouro Preto, foi projetada por Aleijadinho
Vale pegar a estrada até Congonhas, a 63 km, para conhecer a Basílica do Senhor Bom Jesus de Matosinhos e seus 12 profetas, esculpidos por Aleijadinho. No mesmo dia, programe uma parada no Museu das Reduções, em Amarantina. E, de volta a Ouro Preto, faça um roteiro pelos ateliês e curta o clima da cidade no Chopp Real ou numa das mesinhas do bar e brechó Barroco & Barraco.
Igreja da Ordem Terceira de São Francisco, com teto pintado por mestre Ataíde
Casa e morros da cidade de Ouro Preto
Museu da Inconfidência
COMO CHEGAR
De carro, a partir de Belo Horizonte, siga pela BR-040 até o trevo da BR-356, via de acesso a Ouro Preto. Quem vem do Rio de Janeiro pega a BR-040 sentido Belo Horizonte até Conselheiro Lafaiete e, de lá, segue pela Mg-443 até a cidade. A partir de são Paulo, comece pela BR-381 (Fernão Dias) e entre na BR-265 no sentido Barbacena, até a BR-040. Dali, siga o mesmo trajeto de quem vem do Rio.

Igreja Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia

Casa em Ouro Preto
Locomotiva do Trem da Vale, que liga as cidades de Ouro Preto e Mariana
De ônibus, a viagem leva duas horas a partir de Belo Horizonte (Pássaro verde, 3073-7575; R$ 28; todos os dias, a cada hora). Do Rio, são oito horas de viagem (a partir de R$ 84,00; quatro saídas por dia; 21/3907-3900) e, de são Paulo, o trajeto leva 10h40 (a partir de R$ 103; duas saídas diárias; 11/2142-7100) – a viação Útil faz os trajetos a partir das duas cidades.
Em Ouro Preto, uma corrida de táxi da rodoviária até a Praça Tiradentes, no Centro, custa até R$ 15.

Fachada da Igreja Matriz Nossa Senhora do Pilar

Altar-mor da Igreja Matriz Nossa Senhora do Pilar
Rua do Centro Histórico da cidade; fundada no fim do século 17, Ouro Preto viveu um período de glória durante o Ciclo do Ouro em Minas Gerais
COMO CIRCULAR
Apesar das intermináveis ladeiras, é melhor explorar o Centro Histórico a pé – ruas estreitas, várias vias de mão única e estacionamento proibido na Praça Tiradentes desestimulam o uso de carro. Táxis (sem taxímetro) são boa alternativa para se deslocar até pousadas e atrações mais distantes.
O Museu da Inconfidência, na Praça Tiradentes, exibe as supostas traves de madeira da forca de Tiradentes e o livro original com a declaração de sua condenação
Fachada da Igreja de Santa Efigênia ou Igreja de Nossa Senhora do Rosário da Cruz, no bairro do Alto da Cruz do Padre Faria
ONDE FICAR
Para ficar perto das principais atrações, lojas e restaurantes da cidade, vale se hospedar nas imediações da Praça Tiradentes, no Centro Histórico. Ali você consegue visitar os melhores museus e algumas das principais igrejas sem subir muitas ladeiras. Para quem curte o clima de campo, há boas opções nos distritos de Cachoeira do Campo, Glaura e Santo Antônio do Leite, além do Sesc Estalagem, na beira da Rodovia dos Inconfidentes.
Altar da Igreja Nossa Senhora do Pilar; há mais de 400 quilos de ouro ornamentando o interior da Matriz
O altar da Igreja de São Francisco de Assis é totalmente coberto de ouro
As janelas de alguns hotéis enquadram belas igrejas. Os quartos 201, 202, 301 e 302 do Solar do Rosário têm vista para a Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. Quer ver a Igreja Nossa Senhora do Carmo? Suítes 4, 5, 7 e 8 do Hotel do Teatro.
Interior da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar, um dos maiores exemplos de arte barroca no Brasil
Estátua de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, no alto do monumento da Praça Tiradentes e, ao fundo, fachada do Museu da Inconfidência
TÍPICO
As repúblicas são moradias estudantis, mas também hospedam turistas. A maior procura ocorre durante o Carnaval, quando são organizados pacotes que incluem festas, abadá para brincar nos blocos e muita cerveja. Mais informações em carnavalouropreto.com.
Pico do Itacolomi, uma das visões que se tem da cidade de Ouro Preto (MG)
Casarão do Hotel Solar do Rosário, em Ouro Preto (MG)
LUGARZINHO
O casarão na esquina da Praça Tiradentes com a Rua Cláudio Manoel é ponto estratégico. Ali ficam um Centro de Informações Turísticas, um posto para contratação de guias, uma galeria de arte e a Cafeteria e Livraria Cultural, com títulos de história e arte.
A Igreja São Francisco de Paula não tem fachada ornamentada e nem o interior muito rebuscado, mas como ela fica em cima de um monte e tem uma bela visão panorâmica da cidade de Ouro Preto
Ouro Preto também é berço de obras barrocas, com destaque para a arte sacra de Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho
QUANDO IR
O clima é úmido no verão e seco no inverno. Mas o principal é levar em conta o calendário: Carnaval, Semana Santa, Mostra de Cinema (junho), Festival de Inverno (julho) e 12 de Outubro lotam a região e fazem subir o preço das diárias.
Veja também nossa sugestão para toda a região no Roteiro Rodoviário Cidade Históricas de Minas Gerais.
Por Luiz Giannoni
Ouro Preto (MG) tem um conjunto arquitetônico inigualável
Vista da cidade de Ouro Preto, MG
População estimada 2016 (1) - 74.356
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.245,865
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 56,41
Código do Município 3146107
Gentílico - ouro-pretano
Prefeito 2017 / JULIO ERNESTO DE GRAMMONT MACHADO DE ARA
Gentílico: ouro-pretano
HISTÓRICO
A origem de Ouro Preto está no arraial do Padre Faria, fundado pelo bandeirante Antônio Dias de Oliveira, pelo Padre João de Faria Fialho e pelo Coronel Tomás Lopes de Camargo e um irmão deste, por volta de 1698.
Pela junção desses vários arraiais, tornando-se sede de conselho, foi elevada à categoria de vila em 1711 com o nome de Vila Rica. Em 1720 foi escolhida para capital da nova capitania de Minas Gerais. Em 1823, após a Independência do Brasil, Vila Rica recebeu o título de Imperial Cidade, conferido por D. Pedro I do Brasil, tornando-se oficialmente capital da então província das Minas Gerais e passando a ser designada como Imperial Cidade de Ouro Preto. Em 1839 foi criada a Escola de Farmácia e em 1876 a Escola de Minas. Foi sede do movimento revolucionário conhecido como Inconfidência Mineira. Foi a capital da província e mais tarde do estado, até 1897. A antiga capital de Minas conservou grande parte de seus monumentos coloniais e em 1933 foi elevada a Patrimônio Nacional, sendo, cinco anos depois, tombada pela instituição que hoje é o IPHAN. Em 5 de setembro de 1980, na quarta sessão do Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO, realizada em Paris, Ouro Preto foi declarada Patrimônio Cultural da Humanidade.
Nenhum outro município brasileiro acumulou tantos fatos históricos relevantes à construção da memória nacional como este vasto município. Destacam-se, como marcos importantes da história brasileira:
- Última década do século XVII e princípio do XVIII - clímax das explorações paulistas, sendo descoberto o "ouro preto";
- 1708 - Guerra dos Emboabas; os atritos entre paulistas e 'forasteiros' atinge o ponto alto no distrito de Cachoeira do Campo;
- 1720 - Revolta liderada por Filipe dos Santos; motins contra o Quinto da Coroa Portuguesa;
- 1789 - Inconfidência Mineira; confabulação entre determinados segmentos da sociedade mineradora de então para tornar Minas livre do jugo português.
Em 1897 Ouro Preto perde o status de capital mineira, especialmente por não apresentar alternativas viáveis ao desenvolvimento físico urbano, sendo a sede transferida para o antigo Curral Del'Rey (onde uma nova cidade, Belo Horizonte, planejada e espaçosa, estava sendo preparada). A vetusta cidade continuou polarizando seus distritos, sendo, contudo, o município somente a sombra do que foi outrora o Termo de Vila Rica.
CASA DOS CONTOS
copyrigth "Jose Gustavo A. Murt..."
Deve-se ao espírito intrépido e aventureiro dos bandeirantes paulistas o início do povoamento de Minas Gerais em fins do século XVII. Os sertões das Gerais, que viriam integrar o território do país em formação, atraíam então inúmeras expedições, em busca de ouro e pedras preciosas.
CASARÕES
copyrigth "Gui Torres"
OURO PRETO ENCRAVADA NAS MONTANHAS DAS MINAS GERAIS
copyrigth "?"
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS E PERDÕES
copyrigth "Jose Gustavo A. Murt..."
IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE ASSIS
copyrigth "Tiago Soares"
IGREJA DE SÃO FRANCISCO DE PAULO
copyrigth "wolffystyle"
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DO PILAR
copyrigth "Luis Macedo"
MINA DO CHICO REI
copyrigth "Roberta Soriano e Ar..."
MUSEU DOS INCONFIDENTES
copyrigth "Geraldo Salomão"
VISTA PARCIAL
copyrigth "Roberta Soriano e Ar..."
PEDRA "CABEÇA DE DINOSSAURO REX"
copyrigth "Geraldo Salomão"
PICO DO ITACOLOMI
copyrigth "Cristiano M. da Cost"
RUA DO CONDE
copyrigth "Miraflores"
RUA DO PILAR
copyrigth "Altamiro Olinto Criss..."
TELHADOS
copyrigth "?"
VALE DO RIO FUNIL
copyrigth "Publio Athayde"
VIELAS
copyrigth "WolffYstile"
VISÃO DAS LADEIRAS
copyrigth "Edgard Thomaz"
VISTA PARCIAL
copyrigth "Marcelo e Salgado"
CACHOEIRA
copyrigth "Jose Gustavo A. Murt..."
BECOS
copyrigth "Fernando e Sabino"
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE OURO PRETO, MINAS GERAIS
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE OURO PRETO, MINAS GERAIS 
SEMPRE VOLTE. SUA VISITA AGRADEÇO

Fonte / Fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / Portal do Governo de Ouro Preto / viagemeturismo.abril.com.br / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MERCÊS, MINAS GERAIS - Famosa por seu turismo de eventos, como o Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, que acontece na segunda quinzena de setembro; as festividades do Carnaval; Torneio Leiteiro; e Festa da Virada, que movimentam a economia da cidade e da região.

CONHEÇA A CIDADE DE "MERCÊS", MINAS GERAIS, BRASIL SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE MERCÊS, MG. UMA CIDADE ABENÇOADA foto - Thymonthy Becker AQUI O TEMPLO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESCOLA MUNICIPAL EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker IGREJA EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker MATRIZ DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS E SEU INTERIOR EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker HOMENS TRABALHANDO NO TELHADO DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker foto - Thymonthy Becker NA HORA CERTA foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG

CASTELOS ABANDONADOS PELO MUNDO - Conheça fortalezas esquecidas, belíssimos castelos, outrora habitados por reis e príncipes, hoje estão abandonados ao redor do mundo

CONHEÇA OS CASTELOS QUE JÁ FORAM HABITADOS POR REIS E HOJE ESTÃO ABANDONADOS PELO MUNDO CASTELO DE DUNNOTTAR, PERTO DE STONEHAVEN, ABERDEEMSHIRE, ESCÓCIA  Em cima de uma rocha no Mar do Norte, o Castelo de Dunnottar é mais conhecido como o lugar em que eram escondidas as joias da coroa escocesa – A honras de Escócia -, quando Oliver Cromwell invadiu o país em 1650. O lugar foi construído no século XIV  CASTELO DUNLUCE, CONDADO DE ANTRIM, IRLANDA DO NORTE  O castelo foi construído sobre uma rocha de basalto no distante norte da Irlanda, ainda no século VXIII. Mas hoje só restam as ruínas do que foi erguido no século XVI. Dunluce foi o lar de Earl de Antrim até ele ser derrotado por apoiar o rei Católico Jaimes II contra o Protestante William III, na batalha de Boyne, em 1690. Depois disso, o castelo foi se transformando em ruínas. O lugar é cercado por pedras íngremes por todos os lados e só pode ser alcançado por uma ponte. No século XVIII, uma das paredes da ala norte caiu no mar, mas …

CONHEÇA "MACUCO SAFARI" O PASSEIO DE BARCO DENTRO DAS CATARATAS DO IGUAÇU, PARANÁ - Imagine pegar um barco inflável, mas com um motor potentíssimo, e encarar uma das quedas d’água? Foi o que eu fiz! É possível pagar e agendar o passeio na hora e, dependendo da quantidade de turistas, você pode embarcar no mesmo momento

CONHEÇA O "MACUCO SAFARI", UM PASSEIO DE BARCO DENTRO DAS CATARATAS DE IGUAÇU, NO PARANÁ

Estive em Foz do Iguaçu, no Paraná, a convite da Itaipu Binacional. Entre os passeios mais especiais no local sem dúvidas foi o Macuco Safari, que acontece do lado brasileiro do Parque Nacional do Iguaçu. Do lado argentino, um passeio similar conhecido como Aventura Náutica é famoso por ser mais radical.  Imagine pegar um barco inflável, mas com um motor potentíssimo, e encarar uma das quedas d’água? Foi o que eu fiz! É possível pagar e agendar o passeio na hora e, dependendo da quantidade de turistas, você pode embarcar no mesmo momento. Para proteger suas coisas, é possível guardá-los em armários disponíveis no front desk ou então no último estágio do passeio, antes de entrar de fato no barco que te leva até as cataratas. Os armários são grandes e, se não estiverem carregando muita coisa, ele acomoda pertences de 3 pessoas.  COMEÇA A AVENTURA PELAS CATARATAS DO IGUAÇU  O Macuco Safari a…

CÂNION DO FUNIL - O extremo oeste de Minas Gerais aos poucos vem se revelando. Como é possível uma porção tão pequena de um estado tão grande apresentar tantas possibilidades de exploração? Lentamente nosso foco vai se movendo para o lado mineiro da força.

CONHEÇA O "CÂNION DO FUNIL", PRESIDENTE KUBITSCHEK, MINAS GERAIS, BRASIL A natureza favoreceu um dos mais belos cartões postais das Minas Gerais, o Cânion do Funil. Sendo um dos principais atrativos da região de cerrado, o local é marcado pela fauna e flora. Sua paisagem única é composta de serras, cachoeiras, riachos e cascatas que encantam a todos os turistas, formando uma belíssima paisagem misturada à sua vasta vegetação nativa.  Tamanha a beleza do lugar, que foi um dos lugares escolhidos recentemente para a gravação de 1 Minissérie e 2 Filmes Longa Metragens. O local, que é herança de família a mais de 100 anos, atualmente é gerenciado pelo proprietário Fabiano que também é guia no local. Por ser uma área particular, o local vem sendo cuidado e preservado a aproximadamente 6 anos. Sendo proibida a pesca, e a caça de animais nativos da região, e possível encontrar várias espécies ameaçadas de extinção no local, um exemplo é a águia-chilena (Geranoaetus melanoleucus). (c…

ESTRELA DALVA, MINAS GERAIS - Cidade encantadora e acolhedora, Simples, mas humanizada graças ao seu povo gentil. Tem um restaurante do Paulo Roberto e uma pousada do Paraná que é um verdadeiro calor em atendimento

CONHEÇA A CIDADE DE "ESTRELA DALVA", MINAS GERAIS, BRASIL Cidade encantadora e acolhedora, Simples, mas humanizada graças ao seu povo gentil. Simplesmente quem conhece não esquece e quer sempre voltar. Tem um restaurante do Paulo Roberto e uma pousada do Paraná que é um verdadeiro calor em atendimento.  Estrela Dalva, MG (Prefeitura Municipal) HINO DE UM FILHO PARA A CIDADE Estrela Dalva Oh, terra de minha vida, minha Estrela querida; brilhante, linda, altaneira, em nossa terra Mineira! Natureza exuberante, que encanta quem te conhece... Estrela Dalva: um recanto de paz! Um canto de amor em prece! Autor: Paulo Marcelo Ribeiro de Araujo, cantor, compositor e poeta, natural de Estrela Dalva, MG  Por: Paulo Marcelo  Prefeitura Municipal de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Câmara de Vereadores de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Pórtico de entrada da cidade de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Igreja do Divino Espírito Santo da Comunidade de Água Viva em Estrela Dalva, MG…

FAROL DE ALEXANDRIA, ALEXANDRIA, EGITO - Uma das 7 maravilhas do mundo eh uma obra colossal

CONHEÇA O "FAROL DE ALEXANDRIA", ALEXANDRIA, EGITO A cidade de Alexandria foi fundada por Alexandre, o Grande, e tem muito mais a oferecer além de sua história e curiosidades. Localizada na costa mediterrânica do Egito, é conhecida mundialmente pelos seus pontos turísticos, como a Biblioteca de Alexandria, o Farol de Alexandria (uma das sete maravilhas do mundo antigo) e as Catacumbas de Kom el Shoqafaw (uma das sete maravilhas do mundo medieval). Outras atrações envolvem visitas à museus, jardins, mesquitas e ruínas antigas que contam a história de seu passado. O Farol de Alexandria é uma das sete maravilhas do mundo antigo. Foi construído para servir de referencial para os navegantes, na Ilha de Faros. Para servir de entrada no porto e informar os navegantes da proximidade de terras, Ptolomeu mandou construir o Farol de Alexandria. Este tinha lugar na Ilha de Faros e, por causa do nome da ilha, todas as construções até hoje, com o mesmo objetivo, são chamadas de farol. O e…

PORTO COVO, LISBOA, PORTUGAL - Uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, tem um ar vintage, uma combinação de sonho de casas brancas + enseadas de águas transparentes + bons restaurantes

AO SUL DE LISBOA, PORTO COVO É O MELHOR DO VERÃO EM PORTUGAL A rua principal da vila: (acima) pouco mais de mil habitantes (Bruno Barata/Reprodução) A pracinha da cidade, (abaicxo) com barracas de tererê: passeio à moda antiga (Bruno Barata/Reprodução) A Costa Vicentina é um dos segredos mais bem guardados de Portugal: um trecho de cerca de 100 quilômetros de parque natural que margeia o Atlântico de norte a sul unindo os mais bonitos trechos de litoral entre o Alentejo e o Algarve.  Uma região onde os campos de oliveiras chegam quase ao mar, as dunas desenham lindas paisagens e o mar molda baías ora pequeninas, ora extensas, sempre de areias fininhas e águas transparentes.  Casinha típica de Porto Covo: fachada branca e portas e janelas coloridas (Bruno Barata/Reprodução) A Ilha do Pessegueiro, ao sul da vila: inspiração de música (Bruno Barata/Reprodução) Porto Covo, uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, é a primeira parada na região para quem vem de Lisboa (são cerca…

GIETHOORN, HOLANDA - Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. E as melhores - e únicas - formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.

CONHEÇA "GIETHOORN" A CIDADE HOLANDESA QUE NÃO TEM RUAS Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. É dessa forma que se define Giethoorn, um vilarejo na Holanda. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. A melhor parte é que ao se aproximar de Giethoorn, é preciso procurar um lugar para estacionar o seu carro. Você não precisará dele para explorar essa deliciosa cidade. É que lá os automóveis são proibidos de circular e as melhores – e únicas – formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.  Localizada no leste da Holanda, Giethoorn (pronuncia-se “Rit-rôrn”, com ênfase nos “r”) foi fundada por refugiados no século XIII. Seus poucos habitantes viveram dias tranquilos até 1958, quando o cineasta Bert Haanstra utilizou o vilarejo como cenário para o filme Fanfare. Com o sucesso da produção cinematográfica, a cidade entrou na mira de turistas do mundo inteiro.  A CIDADE S…

BRELA, CROÁCIA - Uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.

CONHEÇA "BRELA", CROÁCIA, O VERDADEIRO PARAÍSO A melhor parte de praticar Parasailing é ver as praias de cima Quem estiver cansado de ficar apenas tomando sol ou dentro da água, existem diversas opções de entretenimento O verão europeu está no auge e com ele as suas praias são invadidas pelos turistas. Ultimamente, a Croácia tem entrado com mais frequência na lista das pessoas que vão ao velho continente. Por que será? A beleza exótica do país é de deixar qualquer um de boca aberta. Porém, muitos esquecem que existem lugares até mais bonitos que as tradicionais praias da Ilha de Hvar.  O RoadTrio escolheu desfrutar de Brela, uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.  As praias de Brela são rodeadas de rochas, montanhas e muita vegetação (Foto: …

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal

CONHEÇA A CIDADE DE "TOMBOS", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - PMT BEM VINDO A CIDADE DE TOMBOS. ENTRE AS MONTANHAS DE MINAS / NAS QUEDAS DAS CACHOEIRAS foto - ? População estimada 2016 (1) - 8.899 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 285,125 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 33,45 Código do Município 3169208 Gentílico - tomboense Prefeito 2017 / LUCIENE TEIXEIRA DE MORAES ORIGEM DO NOME O primitivo nome do povoado foi Arraial Novo. A partir de 1852 passou a denominar-se Nossa Senhora da Conceição dos Tombos do Carangola, sendo este topônimo alusivo à padroeira local e à cachoeira formada pelo rio Carangola, composta de três quedas consecutivas ou três tombos, conforme linguagem popular. Documentos datados de 1864 citam o povoado com a denominação reduzida para Tombos do Carangola. Na Divisão Administrativa do Brasil, referente ao ano de 1911, permanece esta última denominação. O texto da Lei que elevou o Distrito a Município reduz o topônimo à denominação atual.
G…