domingo, 15 de janeiro de 2017

TEMPLO DE SALOMÃO, JERUSALÉM, ISRAEL - Hoje, o que resta do templo, eh o Muro de Lamentações




CONHEÇA O "TEMPLO DE SALOMÃO", JERUSALÉM, ISRAEL
O TEMPLO DE SALOMÃO (NO HEBRAICO בית המקדש, BEIT HAMIQDASH), FOI O PRIMEIRO TEMPLO EM JERUSALÉM, CONSTRUÍDO NO SÉCULO XI A.C.. E FUNCIONOU COMO UM LOCAL DE CULTO RELIGIOSO JUDAICO CENTRAL PARA A ADORAÇÃO A JAVÉ, DEUS DE ISRAEL.
O REI DAVI, DA TRIBO DE JUDÁ, DESEJAVA CONSTRUIR UMA CASA PARA JEOVÁ (YHWH), ONDE A ARCA DA ALIANÇA FICASSE DEFINITIVAMENTE GUARDADA, AO INVÉS DE PERMANECER NA TENDA PROVISÓRIA OU TABERNÁCULO, EXISTENTE DESDE OS DIAS DE MOISÉS.
O SEU FILHO SALOMÃO, CUJO NOME SIGNIFICA "PAZ", ENFATIZAVA A VONTADE DIVINA DE QUE A CASA DE DEUS FOSSE EDIFICADA EM PAZ, POR UM HOMEM PACÍFICO.
O REI SALOMÃO COMEÇOU A CONSTRUIR O TEMPLO NO QUARTO ANO DE SEU REINADO SEGUINDO O PLANO ARQUITETÔNICO TRANSMITIDO POR DAVI, SEU PAI. O TRABALHO PROSSEGUIU POR SETE ANOS.
Aqui, o Muro de Lamentações, o que restou do templo.
O TEMPLO TINHA UMA PLANTA MUITO SIMILAR À TENDA OU TABERNÁCULO QUE ANTERIORMENTE SERVIA DE CENTRO DA ADORAÇÃO AO DEUS DE ISRAEL. A DIFERENÇA RESIDIA NAS DIMENSÕES INTERNAS DO SANTO E DO SANTO DOS SANTOS OU SANTÍSSIMO, SENDO MAIORES DO QUE AS DO TABERNÁCULO. O SANTO TINHA 40 CÔVADOS (17,8 M) DE COMPRIMENTO, 20 CÔVADOS (8,9 M) DE LARGURA E, EVIDENTEMENTE, 30 CÔVADOS (13,4 M) DE ALTURA. O SANTO DOS SANTOS, OU SANTÍSSIMO, ERA UM CUBO DE 20 CÔVADOS (8,9 M)DE LADO.
O muro de Lamentações
OS MATERIAIS APLICADOS FORAM ESSENCIALMENTE A PEDRA E A MADEIRA. OS PISOS FORAM REVESTIDOS A MADEIRA DE JUNÍPERO (OU DE CIPRESTE SEGUNDO ALGUMAS TRADUÇÕES DA BÍBLIA) E AS PAREDES INTERIORES ERAM DE CEDRO ENTALHADO COM GRAVURAS DE QUERUBINS, PALMEIRAS E FLORES. AS PAREDES E O TETO ERAM INTEIRAMENTE REVESTIDOS DE OURO.
APÓS A CONSTRUÇÃO DO MAGNÍFICO TEMPLO, A ARCA DA ALIANÇA FOI DEPOSITADA NO SANTO DOS SANTOS, A SALA MAIS RESERVADA DO EDIFÍCIO.
FOI PILHADO VÁRIAS VEZES. SERIA TOTALMENTE DESTRUÍDO POR NABUCODONOSOR II DA BABILÔNIA, EM 586 AC, APÓS DOIS ANOS DE CERCO A JERUSALÉM. OS SEUS TESOUROS FORAM LEVADOS PARA BABILÔNIA E TINHA ASSIM INÍCIO O PERÍODO QUE SE CONVENCIONOU CHAMAR DE EXÍLIO BABILÔNICO OU CATIVEIRO EM BABILÔNIA NA HISTÓRIA JUDAICA.
AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ QUESTIONAM ESTA DATA, FIXANDO-A EM 607 AC, SEGUNDO O SEU ENTENDIMENTO DA CRONOLOGIA BÍBLICA. DÉCADAS MAIS TARDE, EM 516 AC, APÓS O REGRESSO DE MAIS DE 40.000 JUDEUS DA CATIVEIRO BABILÔNICO FOI INICIADA A CONSTRUÇÃO NO MESMO LOCAL DO SEGUNDO TEMPLO, O QUAL FOI DESTRUÍDO POR ANTÍOCO EPIFANES, IMPERADOR ASSÍRIO.
EM 4 D.C. O REI HERODES, O GRANDE, QUERENDO AGRADAR OS JUDEUS RECONSTRUIU O TEMPLO QUE FOI MAIS PORTENTOSO QUE OS DOIS PRIMEIROS, ESTE TAMBÉM FOI DESTRUÍDO PELO GENERAL TITO EM 70 DC, PELOS ROMANOS, NO SEGUIMENTO DA GRANDE REVOLTA JUDAICA.
HOJE O QUE RESTA, ERGUIDO, DO TEMPLO DE HERODES É O MURO DAS LAMENTAÇÕES, USADO POR JUDEUS ORTODOXOS COMO LUGAR DE ORAÇÃO.

Fonte / Fotos / Wikipédia / Thymonthy Becker / 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana