domingo, 15 de janeiro de 2017

IGREJA DA ORDEM TERCEIRA DE NOSSA SENHORA DO CARMO, PORTO, PORTUGAL - Instituída por São Francisco de Assis, a Ordem terceira visa uma profunda assimilação do Espírito Franciscano




CONHEÇA A "IGREJA VULNERÁVEL DA ORDEM TERCEIRA DE NOSSA SENHORA DO CARMO", PORTO, PORTUGAL
A ORDEM TERCEIRA 
Foi S. Francisco, de Assis, o primeiro a instituir uma Ordem Terceira, com o fim de reunir os fiéis de ambos os sexos para seguirem no mundo o espírito e o modo de viver dos Religiosos nos seus claustros. 
Deu-lhes uma regra de vida que lhes permitisse, embora vivendo no mundo, levar vida mais intensa e que os norteasse para uma mais profunda assimilação do espírito franciscano. 
Não tardaram as outras Ordens Religiosas a seguirem esse exemplo. 
Os Carmelitas também começaram a admitir fiéis de ambos os sexos para participarem da sua vida e do seu espírito, embora vivendo na família e na sociedade. 
Nessa altura já era bastante grande o número de fiéis que se sentiam atraídos para a Ordem Carmelita, pois o Santo Escapulário, rapidamente divulgado, havia conquistado, pelas ricas promessas que encerrava, incalculável número de pessoas ávidas de participarem da vida carmelita e dos seus benefícios espirituais. 
Não eram Terceiros no sentido canônico, como hoje conhecemos; estavam apenas ligados ao Carmo duma maneira espiritual, por laços de amizade e veneração aos Carmelitas. 
A IGREJA 
Igreja construída na segunda metade do século XVIII. Devido à sua arquitetura e esculturas interiores, é considerado um dos edifícios mais notáveis ​​do Porto rococó. Em 1912, sua fachada lateral foi coberta com telhas. Os desenhos nessas peças foram desenhados por Silvestre Silvestri. São composições figurativas alusivas ao culto de Nossa Senhora. Edifício designado monumento nacional.
A IGREJA DO CARMO OU IGREJA DA VENERÁVEL ORDEM TERCEIRA DE N.ª SR.ª DO CARMO, LOCALIZA-SE NO CRUZAMENTO ENTRE A PRAÇA CARLOS ALBERTO E A RUA DO CARMO, NAS PROXIMIDADES DA IGREJA E TORRE DOS CLÉRIGOS, NA FREGUESIA PORTUGUESA DE VITÓRIA, CIDADE DO PORTO.
DE ESTILO BARROCO/ROCOCÓ, FOI CONSTRUÍDA NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XVIII, ENTRE 1756 E 1768, PELA ORDEM TERCEIRA DO CARMO, SENDO O PROJETO DO ARQUITETO JOSÉ FIGUEIREDO SEIXAS.
ESTA IGREJA ESTÁ GEMINADA COM A IGREJA DOS CARMELITAS, DO LADO OESTE, CONSTITUINDO UM VOLUME ÚNICO, EMBORA SE DIFERENCIEM AS DUAS IGREJAS.
A FACHADA DE CANTARIA, RICAMENTE TRABALHADA, POSSUI UM PORTAL RETANGULAR, LADEADO DE DUAS ESCULTURAS RELIGIOSAS DOS PROFETAS ELIAS E ELISEU EXECUTADAS EM ITÁLIA, REMATADO POR UM AMPLO FRONTÃO E NO CORPO SUPERIOR DA FRONTARIA, CORUCHÉUS E ESCULTURAS DAS FIGURAS DOS QUATRO EVANGELISTAS, REVELANDO INFLUÊNCIAS DO ESTILO “BARROCO ITALIANO” CRIADO POR NICOLAU NASONI.
NO INTERIOR DA IGREJA DO CARMO, DESTACA-SE A EXCELENTE TALHA DOURADA NAS CAPELAS LATERAIS E NO ALTAR-MOR, A ESTATUÁRIA E DIVERSAS PINTURAS A ÓLEO.

Fonte / Fotos = Wikipédia / Thymonthy Becker / ruralea.com /


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana