domingo, 8 de janeiro de 2017

CORUMBÁ, MATO GROSSO DO SUL - A maior e bem-estruturada cidade do pantanal e um dos melhores locais para avistar animais




CONHEÇA A CIDADE DE "CORUMBÁ", MATO GROSSO DO SUL, BRASIL
• Turismo - Atrativos 
• O Rio Paraguai - Margeado por árvores é navegável em quase toda a sua extensão. Ideal para a pesca e passeios fotográficos. 
• Casa das Artes Izulina Xavier - inúmeras peças artesanais confeccionados em pó de pedra e concreto, cerâmica e entalhes de madeira. 
• Igreja Nossa Senhora da Candelária - Inaugurada com solenidade em 1877 , a igreja localizada em frente a Praça da República tem em seu altar um brasão da Coroa portuguesa.
• Santuário Mª Auxiliadora - No Santuário está a escultura de madeira de lei construída na década de 50 pelo artista plástico Burgos, amigo pessoal de Pablo Picasso, que viveu em Corumbá e deixou inúmeras obras de madeira e gesso. 
• Casa do Massa-Barro - Foi criada para incentivar a arte em cerâmica. Seus artistas são crianças e adolescentes que modelam a flora e animais Pantaneiros com argila 
• Pesca No Pantanal - A Pesca no Pantanal de Corumbá atrai pescadores do Brasil e até do exterior. O rio Paraguai é conhecido mundialmente por sua beleza, preciosidade e sua rica diversidade de peixes. Somada a isso, o pescador pode apreciar e desfrutar de um dos ecossistemas mais fantásticos do planeta. 
Corumbá possui uma ótima estrutura com hotéis, restaurante, pousadas e barcos-hotéis. Pescar no Pantanal é um sonho para quem ama a pesca turística e esportiva, principalmente a do tucunaré. Mas para pescar em rios o Estado, o turista deve ficar atento à legislação de pesca.
• Moinho Cultural Sul-Americano - A escola é uma ação da ONG Instituto Homem Pantaneiro. O Moinho Cultural oferece a cidadania pelo aprendizado e prática das artes, dança e música. desenvolve oficinas de capacitação e renda destinando aos familiares oportunidades de melhoria na qualidade de vida.
• Museu de História do Pantanal - MUPHAN 
Inaugurado em agosto de 2008, no histórico prédio Wanderley & Baís, construído em 1876, no Porto Geral de Corumbá, o MUPHAN retrata a identidade do Pantanal de forma lúdica, didática e interativa, com recursos cenográficos. No espaço é possível conferir fósseis, fragmentos arqueológicos, bem como obras interativas que abordam temas como a guerra com o Paraguai, incursões jesuíticas, ocupação indígena e atividades econômicas desta região. 
• Ladário - A cidade que faz divisa com Corumbá tem cerca de 15 mil habitantes e abriga a maior base fluvial da América Latina. O portal de entrada do 6º Distrito Naval da Marinha foi instalado em 1872 e é chamado o Arco do Triunfo do Pantanal. Pórtico da Marinha em Ladário - Portal do 6 Distrito Naval de Ladário, com seu valor histórico na defesa de nossas fronteiras.
BEM VINDO A CORUMBÁ, MS. A CIDADE BRANCA
foto - Wikipédia
População estimada 2016 (1) - 109.294
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 64.962,854
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 1,60
Código do Município 5003207
Gentílico - corumbaense
ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
Nome de origem tupi-guarani Curupah – que significa “lugar distante”
Gentílico: corumbaense
HISTÓRICO DO NOME DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
Com o nome de origem tupi-guarani “Curupah, que significa “lugar distante” “ e depois de ter outras denominações ao longo de sua história, Corumbá é conhecida como cidade branca, devido à cor clara de seu solo, rico em calcário. A ocupação da região teve início no século XVI quando, com a expectativa de encontrar ouro, a área do atual município foi explorada pelos portugueses, que começaram a chegar em 1524.
Fundado em 1778 para impedir os avanços dos espanhóis pela fronteira brasileira em busca do mineral precioso, o Arraial de Nossa Senhora da Conceição de Albuquerque “primeira denominação do vilarejo” transformou-se no principal entreposto comercial da região. Quando a passagem de barcos brasileiros e paraguaios pelo Rio Paraguai foi liberada, e devido à importância comercial que passou a ter, a localidade foi elevada a distrito em 1838 e, em 1850, a município.
Durante a Guerra do Paraguai (1864 a 1870), a freguesia de Santa Cruz de Corumbá “nome que recebeu na emancipação” foi palco de uma das principais batalhas do conflito, sendo ocupada e destruída por tropas de Solano Lopez em 1865. A partir de 1870, ao ser retomada pelo tenente-coronel Antônio Maria Coelho, a cidade começou a ser reconstruída. Na mesma época, imigrantes europeus e de outros países sul-americanos chegaram, impulsionando o desenvolvimento local. Como resultado, Corumbá foi o terceiro maior porto da América Latina até 1930.
Até a década de 1950, os rios Paraguai, Paraná e Prata eram os únicos meios de integração da região. Por isso, a cidade vivia sob a influência dos países da Bacia do Prata, dos quais herdou grande parte dos seus costumes, hábitos e linguagem. Isso ocorreu naturalmente devido à sua localização fronteiriça e ao isolamento físico que sofria na época.
A chegada da Estrada de Ferro Noroeste do Brasil no início do século XX, porém, deslocou o eixo comercial do sul do Estado “então Mato Grosso” para Campo Grande. Os grandes comerciantes locais mudaram-se para outras cidades e Corumbá passou a priorizar comercialmente a exploração mineral e as atividades rurais, como a agropecuária.
A cidade iniciou atividades industriais na década de 1940, com a exploração das reservas de calcário “excelente para a indústria do cimento” e de outros minérios. No fim dos anos 1970, o turismo passou a ser explorado, revelando nova infraestrutura e viabilizando a restauração das construções históricas. Com o Pantanal ocupando 60% de seu território, Corumbá passou a ser chamada de capital do pantanal, constituindo-se o principal portal para o santuário ecológico.
AQUI A MARINHA DO BRASIL NA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - Paulo Yuji Takarada
ILA – INSTITUTO LUIZ DE ALBUQUERQUE / CASA DE CULTURA EM CORUMBÁ, MS
Fica em um prédio construído em 1871 para abrigar o Grupo Escolar Luiz Albuquerque, em homenagem ao fundador de Corumbá. Em 1978, passou a ser sede do Instituto Luiz de Albuquerque, Centro Regional de Pesquisa e Cultura, que visava contribuir para o desenvolvimento integrado da microrregião do Pantanal.
Em 1997, transformou-se em Casa da Cultura, sob responsabilidade da Fundação de Cultura do Estado de Mato Grosso do Sul. Atualmente, além das atividades culturais realizadas no local, é também a sede da Superintendência de Cultura do Município.
foto - PMC
UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO DO SUL
foto - ?
CRISTO REI DO PANTANAL EM CORUMBÁ, MS
O Cristo Rei do Pantanal, feito pela artista plástica Izulina Gomes Xavier, possui 12 metros de altura e situa-se no alto do morro São Felipe, em um mirante que proporciona vista privilegiada de Corumbá, Ladário, Bolívia e Pantanal. Disposta ao longo da subida do morro São Felipe, a Via Crucis mostra em 14 estações, com 72 estátuas.
foto - ?
MONUMENTO AOS HEROIS NA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - Wikipédia
PARQUE DA MARINA NA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - Wikipédia
SEDE DA POLÍCIA FEDERAL NA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - Paulo Yuji Takarada
BIBLIOTECA PÚBLICA DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - ?
CAPTAÇÃO DE ÁGUA DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - Marcelo SF
IGREJA DE NOSSA SENHORA AUXILIADORA DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - ?
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CANDELÁRIA DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
Datada de 1885, a Igreja Nossa Senhora da Candelária fica na região central de Corumbá, e é objeto de um episódio do folclore local envolvendo o religioso Frei Mariano. Contam os antigos que o frei quis que a catedral fosse construída em sua homenagem, o que não ocorreu.
Diante da negativa e da definição de que a igreja homenagearia Nossa Senhora da Candelária, Frei Mariano teria enterrado suas sandálias e declarado que, enquanto não fossem encontradas, a cidade sofreria um período de estagnação. O prédio foi tombado em 1992 como Patrimônio Histórico Nacional.
Foi a primeira igreja erguida em Corumbá
foto -  André Bonacin
VISTA AÉREA DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - ?
CASARIO DO PORTO EM CORUMBÁ, MS
O Porto Geral de Corumbá é um dos principais cartões postais da Capital do Pantanal. Abriga uma série de construções que traduzem em sua arquitetura muito do passado efervescente do comércio corumbaense, no período em que a cidade tinha o terceiro maior porto fluvial da América Latina.
Os casarões hoje abrigam estabelecimentos comerciais, de agências de publicidade a lojas de artesanato e bares. No passado foram empórios e agências bancárias, além de residências das famílias que enriqueceram com a navegação fluvial. Também fica nesta área a primeira fábrica de gelo do Brasil. Em 1992, o Casario do Porto foi tombado como Patrimônio Histórico Nacional.
foto - ?
foto - ?
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA BELA E HISTÓRICA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - Wikipédia
foto - Wikipédia
foto - Wikipédia
foto - Wikipédia
PRAÇA DA INDEPENDÊNCIA DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
A Praça, construída para ser inicialmente o zoológico da cidade foi inaugurada em 1917. Possui quatro estátuas em mármore esculpidas em Pisa na Itália, possui também um coreto em forma octogonal trazido da Alemanha juntamente com o calçamento da parte externa. Seu estilo arquitetônico é encontrado apenas em outras três praças, duas no Brasil e uma na Alemanha. Homenageiam-se na praça os heróis da guerra do Paraguai e da Segunda Guerra Mundial.
foto - Wikipédia
foto - ?
foto - Presfhe
foto - Marcelo SF
foto - Presfhe
foto - Paulo Yuji Takarada
foto - Paulo Yuji Takarada
foto - Paulo Yuji Takarada
foto - Paulo Yuji Takarada
foto - Paulo Yuji Takarada
foto - Presfhe
foto - Presfhe
foto - Marc Wensveen
foto - Celso M. Andrade
foto - Marc Wensveen
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
foto - ?
POSTO DA RECEITA FEDERAL DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - Wikipédia
HOTEL EM CORUMBÁ, MS
foto - Paulo Yuji Takarada
RIO PARAGUAI PASSANDO POR CORUMBÁ, MS
foto - Wikipédia
O ENTORNO DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - ?
foto - Presfhe
MACIÇO DO URUCUM NO ENTORNO DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
foto - ?
NA DIVISA COM A BILÍVIA
foto - Paulo Yuji Takarada
CAMINHO DO PANTANAL
foto - Marcelo SF
foto - Marcelo SF
CARNAVAL EM CORUMBÁ, MS
foto - Clovis Neto
POR DO SOL EM CORUMBÁ, MS
foto - Clovis Neto
foto - Clovis Neto
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE CORUMBÁ, MS
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE CORUMBÁ, MS

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



Fonte / Fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / Portal da Prefeitura de Corumbá / 



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana