Pular para o conteúdo principal

DIVINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Cidade ideal para se comprar confecções. São mais de 400 fábricas produzindo o melhor da moda e mais de 1.800 estabelecimentos vendendo roupas produzidas na cidade. A cidade está a 130km da capital Belo Horizonte. Apelidada carinhosamente de “Princesinha do Oeste”, não é uma cidade turística, mas possui alguns locais interessantes que podem ser visitados, caso você esteja na cidade.




CONHEÇA A CIDADE DE "DIVINÓPOLIS" / MINAS GERAIS / BRASIL COMO SE ESTIVESSE NA JANELA DO TREM
Rua Goiás, a principal rua da cidade, (do início no bairro Porto Velho, passando pelo Centro, Ipiranga, Vila belo Horizonte, Planalto, São Roque, até o anel rodoviário totalmente em linha reta. (Prefeitura Municipal)
Divinópolis está situada no centro-oeste do estado. A 20°8'21" de latitude sul e 44°53'17" de longitude oeste.
A praça Benedito Valadares (conhecida como praça do santuário) fica no centro da cidade e ocupa meio quarteirão, totalmente arborizada com fonte luminosa, concha acústica e sala de exposições em Divinópolis, Minas Gerais (Prefeitura Municipal)
O Santuário de Santo Antônio que fica no centro da cidade e ao lado da praça Benedito Valadares (praça do santuário) eh o cartão postal mais visto da cidade em Divinópolis, Minas Gerais (G1.com)
O corpo de bombeiros fica na Avenida JK no bairro Bom Pastor em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Cidade pólo de confecções do estado de Minas Gerais, Divinópolis tem o 5º melhor IDH do estado e foi considerada pela Fundação João Pinheiro como umas das 10 melhores cidades para se viver e trabalhar, conforme publicado na revista exame, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
O IDH de Divinópolis é de: 0,831 (Prefeitura Municipal)
A revista "veja" considerou Divinópolis, MG como uma das 20 metrópoles do futuro e que isso ocorreria em vinte anos, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Vista aérea da cidade de Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
A ponte de ferro sobre o rio Itapecerica se tornou um dos cartões postais da cidade, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Por não ter campos para plantação de cana de açúcar ou eucaliptos, devido seu pequeno território, Divinópolis planta cultura. Com alta taxa de alfabetização (94,7%) várias escolas públicas, faculdades e universidades incluindo uma federal, a cidade foi considerada uma das cinco mais cultas do estado, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Acima a faculdade Pitágoras campos bairro "Do Carmo" e abaixo a faculdade campos centro em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Universidade de Alfenas, Campos de Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
UNIVERSIDADE FEDERAL DE DIVINÓPOLIS, CAMPOS DONA LINDU EM DIVINÓPOLIS, MINAS GERAIS (UFSJDR)
Iniciou as atividades em 2008 e possui os seguintes cursos presenciais:
Graduação: Bioquímica, Enfermagem, Farmácia e Medicina
Pós-Graduação Lato Sensu
- Especialização em cosmetologia e manipulação farmacêutica - Farmácia magistral
Pós-Graduação Lato Sensu - Especialização modalidade em residência
- Residência em enfermagem e em saúde da família
- Residência multiprofissional em saúde do adolescente
Pós-Graduação Stricto Sensu
- Biotecnologia - PPGBIOTEC (mestrado e doutorado)
- Ciências da Saúde - PPGCS (mestrado e doutorado)
- Ciências Farmacêuticas - PPGCF (mestrado)
- Enfermagem - PPGENF (mestrado)
- Multicêntrico de Bioquímica e Biologia Molecular - PMBqBM (mestrado e doutorado)
Atualmente (2016) o campus possui cerca de 1368 alunos de graduação, 191 alunos em cursos de pós-graduação, 152 professores efetivos e 9 substitutos. O campus ocupa uma área de 15.000 m2, com 6 prédios onde estão 51 laboratórios, 27 amplas salas de aula, 17 setores administrativos com 45 técnicos (administrativos e de laboratório), 53 gabinetes para professores, sala de videoconferência, biblioteca, anfiteatro, área de convivência, cantina, restaurante universitário e estacionamentos. (Prefeitura Municipal)
Universidade Federal em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Escola Municipal de Música, Que forma talentos a vários anos, fica próxima ao Teatro Municipal em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
A Usina Gravatá foi a primeira usina de álcool a partir de mandioca do Brasil, mas teve vida curta devido os custos para se produzir álcool a partir de mandioca. (Prefeitura Municipal)
Depois que a Usina Gravatá fechou, foi tombada pelo patrimônio municipal e transformada em Teatro Municipal mantendo toda sua arquitetura em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Teatro Municipal Usina Gravatá na noite em que foi inaugurado, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Vista parcial de Divinópolis, MG onde se pode ver a Rua Goiás, (principal rua da cidade) cortando toda a cidade em linha reta, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Vista parcial da cidade de Divinópolis, MG (Christyan de Lima)
Parcial da cidade de Divinópolis, MG (Christyan de Lima)
Vista parcial da centro de Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Vista do centro de Divinópolis, MG a partir do Bairro Jardim das Oliveiras (Prefeitura Municipal)
Vista da região central de Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Região central de Divinópolis, MG vista do Bairro Porto Velho (Prefeitura Municipal)
Rio Itapecerica, um dos dois rios que passam pela cidade, e divide a cidade em duas em quase toda seu perímetro urbano, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Tempestade se aproximando da cidade de Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Depois da tempestade ficou assim a entrada do Bairro Niterói (Prefeitura Municipal)
Catedral do Divino Espírito Santo, a primeira igreja da cidade. A original pegou fogo e esta foi construída em seu lugar, na praça que leva seu nome, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Catedral do Divino Espírito Santo em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
A Praça do Divino Espírito Santo (praça da catedral como eh conhecida) onde também se encontra o museu da cidade, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Santuário de Santo Antônio em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Os afrescos do Santuário de Santo Antônio foram pintados por um frei franciscano holandês, quando servia no santuário. Depois de pintar estes afrescos, o frei voltou para Holanda, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Praça do Santuário em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
O Aeroporto de Divinópolis, MG tem uma das maiores pista de decolagem do interior do estado e está apto a receber vôos noturnos, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
FILHOS ILUSTRES DE DIVINÓPOLIS, MINAS GERAIS
• Adélia Prado (1935— ), escritora
• Túlio Mourão Pontes (1952— ), compositor, pianista e arranjador
• Petrônio Bax
• Ubaldo Miranda (1931- ), ex-jogador do Clube Atlético Mineiro
• Helvécio Ratton (1949 - ), cineasta
. GTO (Geraldo Teles de Oliveira) Artista plástico e escultor
Adélia Prado quando de uma das suas apresentações no Theatron, antigo teatro de Divinópolis que encerrou suas atividades pouco tempo depois, em Divinópolis, MG

As Estações Ferroviárias da antiga "Estrada de Ferro Oeste de Minas" e "Rede Mineira de Viação" eram construídas nas cidades em que passava a linha férrea e quase sempre iguais. Exceto a Estação Ferroviária de Divinópolis, mas esta não foi a primeira estação ferroviária da cidade, em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR EM DIVINÓPOLIS, MG
• Cefet-MG, Centro Federal Tecnológico
• Pitágoras, Faculdade Pitágoras
• Universidade Federal - Campus Dona Lindu
• Faced - Faculdade de Ciências Econômicas, Administrativas e Contábeis
• Funedi - Fundação Educacional de Divinópolis/ UEMG
* Universidade de Alfenas (Campos Divinópolis)
CULTURA EM DIVINÓPOLIS, MG
* O antigo Casarão, hoje Museu Histórico de Divinópolis, que marca e resguarda a história local.
* Na Praça do Santuário de Santo Antônio, o centro de artes apresenta nomes novos e consagrados.
* O Teatro Municipal ao lado da escola de Música Municipal, oriundos da restauração de antigas instalações da Usina do Gravatá, pioneira na produção de álcool de mandioca.
* Também existem várias festas como a Festa da Cerveja, Festa a Fantasia, DivinaExpô e Divina Folia.
Museu Municipal de Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
ESTÁDIO VALDEMAR TEIXEIRA DE FARIA EM DIVINÓPOLIS, MG
Divinópolis conta com um clube de futebol que até a última campanha em 2015 encontrava-se na primeira divisão do futebol mineiro, o Guarani Esporte Clube, conhecido como Bugre.
A sede do clube fica no bairro Porto Velho. Tanto o Clube como a Sede pertencem a Prefeitura Municipal de Divinópolis, MG 
Estádio do Farião (como eh chamado pela impressa) e campo do guarani (como eh conhecido pela população) em Divinópolis, MG (Prefeitura Municipal)
Entrada da Igreja de São Vicente no Bairro Niterói em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Igreja de São Vicente no Bairro Niterói em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Carro do Batente na Avenida Bom Sucesso no Bairro Ponte Funda em Divinópolis, MG  (Thymonthy Becker)
HOSPITAL DO CÂNCER DIVINÓPOLIS, MG
O Hospital do Câncer de Divinópolis, MG atende gratuitamente os portadores de Câncer de toda a região Centro Oeste das Minas Gerais, em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
HOSPITAL SÃO JOÃO DE DEUS EM DIVINÓPOLIS, MG
O Hospital São João de Deus em Divinópolis, MG eh uma entidade filantrópica e pertence a Ordem de São João de Deus e atende os pacientes do Sus de toda a região Centro Oeste das Minas Gerais e particulares. O Hospital São João de Deus eh o administrador do Hospital do Câncer de Divinópolis, MG em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
CASA DE APOIO AOS PORTADORES DE CÂNCER DE DIVINÓPOLIS, MG
A Casa de Apoio aos Portadores de Câncer de Divinópolis, MG eh mantida pela ACCCOM (Associação de Combate ao Câncer do Centro Oeste de Minas). Ela oferece gratuitamente hospedagem, remédios e alimentação para os portadores de câncer e seus acompanhantes. Eh mantida com contribuições da Sociedade, Empresas socialmente responsáveis e repasses públicos, em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Rua do Bairro Niterói em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Centro de Divinópolis, MG visto do bairro Jardim das Oliveiras em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Centro de Divinópolis visto do bairro Nações Unidas em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Igreja de São Vicente de Paulo no Bairro Interlagos em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
Ipê Amarelo na Rua Bom Sucesso na altura do bairro Ponte Funda em Divinópolis, MG (Thymonthy Becker)
HINO À DIVINÓPOLIS
Hino municipal (cantado em algumas escolas desde 1935) é de autoria do advogado, professor, escritor e poeta José Pereira Brasil, primeiro juiz da Comarca de Divinópolis. Foi oficializado pelo prefeito Walchir Jésus de Resende Costa, através da Lei Municipal 761, de 1o de agosto de 1967.
Além do Hino Municipal, são símbolos do município de Divinópolis o Brasão e a Bandeira
Hino Oficial de Divinópolis
Letra e Música / Dr. José Pereira Brasil


"Das terras do Oeste, princesa altaneira
Cidade-Oficina, de filhos leais,
És tu Divinópolis, bem brasileira
Parcela fecunda de Minas Gerais.
Cidade-Esperança, tu sonhas e anseias
Por lindo futuro de veraz grandeza,
Em que colhas tudo o que hoje semeias
Com os olhos em alvo na tua realeza.
Sadio é o civismo que anima tua gente
Afeita ao trabalho, à conquista do pão.
E o Itapecerica, em sua gleba virente,
Deriva em murmúrio que é quase oração.
Fazendo da fé e da fraternidade
Um hino sonoro que só paz ensina,
Do céu foi que veio teu nome, cidade.
Crismando-te ao berço: “Cidade-Divina”.
ESTA EH A BANDEIRA DO MUNICÍPIO DE DIVINÓPOLIS, MINAS GERAIS
Gentílico: divinopolitano
HISTÓRICO DA CIDADE DE DIVINÓPOLIS, MG
A povoação que deu origem ao município surgiu há cerca de duzentos anos. Os primeiros colonizadores, fugindo a perseguição política, esconderam-se no sertão de Itapecerica, liderados por Manoel Fernandes de Miranda, apelidado Candidés, porque a região era habitada pelos índios desta etnia.
Beneficiados, em 1710, por uma anistia real, imediatamente se organizaram pare viver no local. A primeira capela, consagrada ao Divino Espirito Santo e São Francisco de Paula, foi erigida em 1767 e o arraial tomou grande impulso quando foi construída a linha férrea até a cidade de Oliveira. Cerca de um ano depois realizou-se o ato de inauguração da estação ferroviária, que recebeu o nome de Henrique Galvão, um dos construtores da estrada.
A ferrovia construiu uma segunda ponte para passagem do trem e cedeu a primeira ponte para passagem de pedestres no que se tornou um cartão postal em Divinópolis, Minas Gerais (Prefeitura Municipal)
Seja bem vindo à Divinópolis, MG a melhor cidade para viver e trabalhar.
foto - ?
Código do Município - 3122306
Gentílico - divinopolitano
Prefeito 2017 / GALILEU TEIXEIRA MACHADO
População estimada [2017] - 234.937 pessoas
População no último censo [2010] - 213.016 pessoas
Densidade demográfica [2010] - 300,82
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2015] - 2,1 salários mínimos
Pessoal ocupado [2015] - 68.462 pessoas
População ocupada [2015] - 29,7 %
Área da unidade territorial [2016] - 708,115 km²
Esgotamento sanitário adequado [2010] - 90,1 %
Arborização de vias públicas [2010] - 89,4 %
Urbanização de vias públicas [2010] - 16,4 %
ESTE EH O BRASÃO DA CIDADE DE DIVINÓPOLIS, MINAS GERAIS
OBRIGADO POR SUA VISITA. SEMPRE VOLTE À DIVINÓPOLIS


fonte dos textos e fotos: Wikipédia / IBGE / Thymonthy Becker / Portal da Prefeitura Municipal de Divinópolis, MG / Divulgação / 

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem