Pular para o conteúdo principal

AS MELHORES VINÍCOLAS DA AMÉRICA DO SUL - Do Brasil até o Chile, conheça os melhores lugares para degustar de bons rótulos em meio a lindos cenários




CONHEÇA AS "MAIS BELAS VINÍCOLAS DA AMÉRICA DO SUL"
Caminhar por videiras conhecendo uvas, processos de fabricação de bebidas e, ainda por cima, provar bons rótulos com uma bela paisagem a se perder de vista. Tudo isso parece um sonho, mas é real! 
Pensar em vinhos e não lembrar da América do Sul é quase uma heresia. Afinal, o nosso continente reserva surpresas incríveis quando o assunto é ela – a verdadeira bebida dos deuses! 
Para aproveitar o melhor que nosso solo pode oferecer, selecionamos os vinhedos mais lindos, que passam por Chile, Argentina, Uruguai, Peru e chegam ao nosso já conhecido solo brasileiro. Deguste! 
01 - BODEGA NORTON (MENDOZA, ARGENTINA) 
Com cinco propriedades espalhadas pela região de Mendoza, a Bodega Norton possui uma produção expressiva, que abriga uvas de até 80 anos. Os rótulos principais são Merlot e Malbec, que podem ser degustados em um restaurante bem decorado. É uma das vinícolas mais antigas da região, com atendimento personalizado. (Flickr/CreativeCommons) 
2 - O’FOURNIER (MENDOZA, ARGENTINA) 
A produção dos vinhos da bodega inclui tanques de aço inoxidável, carvalho e cimento, com capacidade de 1,2 milhão de litros. O restaurante acoplado inclui um cardápio que impressiona o turista, incluindo rótulos da casa com uma das melhores relações custo-benefício da região. A beleza do projeto arquitetônico inclui obras de arte espalhadas por todos os cantos. (Flickr/CreativeCommons) 
03 - SALENTEIN (MENDOZA, ARGENTINA) 
Localizada da região do Vale do Uco, em uma altura de 1200 metros, a vinícola possui 800 hectares de plantações, com 80% de uva tinta e 20% de uva branca. O entorno dos Andes nevados proporciona uma bela visão, convidativa à degustação de rótulos como Chardonnay, Malbec, Merlot e Pinot Noir. A arquitetura moderna e a galeria de arte são os pontos fortes da bodega. (Flickr/CreativeCommons) 
04 - CATENA ZAPATA (MENDOZA, ARGENTINA) 
O foco do passeio é a história da família que detém a propriedade, com mais de cem anos de atividade na viticultura, que se estende por quatro gerações. Aqui, o trabalho é focado nas cinco mais famosas cepas: Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Petit Verdot e Malbec. É uma das vinícolas mais conhecidas da região e também do Brasil, concentrando uma quantidade enorme de turistas. (Flickr/CreativeCommons) 
05 - RUCA MALÉN (MENDOZA, ARGENTINA) 
A bodega leva o nome de uma jovem mapuche (tribo indígena de regiões do Chile e da Argentina), cuja lenda revela a paixão por um deus. Localizada na região de Lujan de Cuyo, a 20 km do Centro de Mendoza, a vinícola aposta no menu degustação para surpreender seus visitantes, com cinco etapas de harmonização e uma bela visão dos parreirais. É necessário reservar o almoço com antecedência, pois a procura é grande. (Flickr/CreativeCommons) 
06 - VIÑA MAIPÚ EL CERNO (MENDOZA, ARGENTINA) 
A vinícola é pequena e com capacidade de produção bem menor que as outras. No entanto, os vinhos artesanais são saborosos e o passeio curto, repleto de uma atmosfera familiar, é todo cercado pelo charme rústico do local. Vale a pena degustar do rótulo Malbec Filósofos, um dos mais famosos da propriedade. (Flickr/CreativeCommons) 
07 - TEMPUS ALBA (MENDOZA, ARGENTINA) 
Localizada na privilegiada região argentina de Maipú, a vinícola de Tempus Alba possui três belas propriedades que, juntas, somam mais de 110 hectares e estão em alturas que variam entre 800 e 1200 metros acima do nível do mar. A força dos rótulos se concentra, principalmente, em variedades de Malbec, Merlot e Cabernet Sauvignon. O passeio, conduzido por enólogos, inclui explicações detalhadas sobre os processos de produção. A degustação leva, em média, 50 a 100 minutos. (Flickr/CreativeCommons) 
08 - CONCHA Y TORO (SANTIAGO, CHILE) 
É um dos rótulos mais famosos da América do Sul, com comercialização expressiva no Brasil. É a maior produtora do Chile e a segunda maior do mundo, perdendo apenas para a californiana E. & J. Gallo Winery, que produz mais de um bilhão de litros por ano. O foco principal do passeio é a história da marca, com apelo mais comercial e degustações concorridas. (Carlos Varela 7/Flickr/CreativeCommons) 
09 - SANTA CAROLINA (SANTIAGO, CHILE) 
Idealizada pelo político Don Luis Pereyra Cotapos, em homenagem à esposa Carolina Iñiguez, a vinícola possui um projeto valoroso, erguido pelo arquiteto Emile Doyère entre 1877 e 1898, sendo declarado como Monumento Histórico do Chile. Localizada a apenas 6 km da Plaza de Armas, no Centro de Santiago, a propriedade oferece passeios a partir de seu jardim, com degustação inclusa e um guia revelando a história do local, que guarda documentos antigos e valiosos. (Flickr/CreativeCommons) 
10 - SANTA RITA (SANTIAGO, CHILE) 
Com sete vinhedos espalhados pelas regiões mais privilegiadas do país, a vinícola oferece vários tipos de passeio, desde os tradicionais até os mais privados, com visita ao Andeam Museum, que abriga obras de arte pré-colombianas do empresário Ricardo Claro. Durante a degustação dos rótulos, é possível levar uma taça de recordação. (Flickr/CreativeCommons) 
11 - VIÑA UNDURRAGA (SANTIAGO, CHILE) 
Com fundação em 1885, a vinícola possui uma média total de 1800 hectares e é cercada por jardins charmosos. As duas adegas acopladas têm capacidade total de 23 milhões de litros. O ponto forte é o atendimento, com guias simpáticos e solícitos. (Flickr/CreativeCommons) 
12 - SANTA HELENA (SANTIAGO, CHILE) 
Com densidade de 3.000 a 5.500 plantações por hectare, a vinícola, localizada na bela região dos Andes, é um dos passeios favoritos dos apaixonados por vinhos que visitam o país. Os rótulos estão entre os favoritos da América do Sul, o que torna as visitas extremamente concorridas. A degustação, conduzida por enólogos competentes, faz todo o passeio valer a pena. (Flickr/CreativeCommons) 
13 - VIÑA SANTA CRUZ (VALE DO LOLOL, CHILE) 
Com processos iniciados em 2011, essa vinícola se destaca pelo diferencial do passeio de teleférico, com vista panorâmica para os lindos parreirais. Depois, os visitantes percorrem a vinícola a pé com um guia para conhecer todo o processo do local e degustar dos bons rótulos de Cabernet Sauvignon, Syrah, Rosé e Sauvignon Blanc. (Flickr/CreativeCommons) 
14 - CASA SILVA (VALLE DE COLCHAGUA, CHILE) 
Inaugurada em 1997, a Casa Silva é uma vinícola com atividade totalmente familiar. A bodega detém o título de mais antiga da região, com túneis subterrâneos históricos e uma coleção impressionante de carros antigos. Vale almoçar no restaurante degustando dos bons vinhos da casa. É importante ressaltar, porém, que o belo hotel da propriedade está temporariamente fechado devido a um incêndio na casa do presidente da marca Mario Silva Cifuentes, recebendo somente convidados da família. (Flickr/CreativeCommons) 
15 - CASA LAPOSTOLLE (VALLE DE COLCHAGUA, CHILE) 
Com três belos vinhedos espalhados pela região, a Lapostolle é uma das vinícolas mais sofisticadas do país. Todo o processo de produção inclui práticas sustentáveis, com manejos orgânicos e reciclagem. O hotel possui apenas três casinhas no bosque, com vista para as plantações. A sala de degustações pode ser utilizada em reuniões e conferências. (Flickr/CreativeCommons) 
16 - VIU MANENT (VALLE DE COLCHAGUA, CHILE) 
Com 254 hectares de vinhedos próprios, a casa possui um dos tours mais detalhados e bem explicados da região, o que já lhe conferiu diversos prêmios. O trajeto é percorrido pelo viajante através de uma carroça. A especialidade da casa é o Malbec, com rótulos que podem ser degustados durante o almoço, cujo cardápio e preço são extremamente atraentes. (Flickr/CreativeCommons) 
17 - CALITERRA (VALLE DO COLCHAGUA, CHILE) 
Inaugurada em 1996 como fruto de uma parceria da família Mondavi com a Viña Errázuriz, a casa produz seus vinhos através do método de proteção integrada, que procura reduzir os impactos no meio ambiente. O Cenit é o rótulo mais emblemático da marca, com sabor encorpado e envolvente, feito para competir com vinhos chilenos de alta gama, só que com preços mais baixos. (Flickr/CreativeCommons) 
18 - EMILIANA (VALLE DE CASABLANCA, CHILE) 
Com vinhedos espalhados por regiões como Colchagua e Casablanca, a Emiliana é uma grande produtora de vinhos orgânicos, fabricados sem agrotóxicos. Fazer um piquenique pela região, cercada por belas paisagens, é uma das boas pedidas do viajante, que pode degustar as taças no balcão da propriedade, que inclui um mezanino com sacada. (Flickr/CreativeCommons) 
19 - BODEGA BOUZA (MONTEVIDÉU, URUGUAI) 
Localizada a apenas 25 km do Centro de Montevidéu, a Bouza é considerada uma das maiores vinícolas do país, com média de produção de 100 mil garrafas por ano. As plantações, espalhadas por cerca de 23 hectares, concentram uvas Merlot, Chardonnay, Albariño, Trempanillo e Tannat. A propriedade também concentra diversos modelos de carros antigos – um bônus para os viajantes. 
20 - NARBONA (CARMELO, URUGUAI) 
Localizada na privilegiada região de Carmelo, em Colônia, conhecida pela fabricação de vinhos de alta qualidade, a Narbona conta com uma propriedade rústica e aconchegante, que inclui quartos charmosos pra abrigar os viajantes durante a visita. A degustação harmonizada com queijos finos é uma boa pedida, além do almoço no restaurante charmoso do local. Vale aproveitar a passagem pela cidade para esticar a visita até a Familia Longo, cujo passeio promove degustação de azeites em meio ao aconchego do campo e ao clima divertido dos anfitriões. (Flickr/CreativeCommons) 
21 - ALTO DE LA BALLENA (MALDONADO, URUGUAI) 
Localizados nas proximidades da Laguna del Sauce em Maldonado, região próxima a Punta del Este, os vinhedos da marca chegam a oito hectares plantados em alta densidade. A bodega acoplada produz cerca de 60 mil garrafas por anos, com rótulos que variam entre Merlot, Cabernet Franc, Syrah, Viognier e a emblemática Tannat. O passeio é guiado por um simpático casal, que oferece degustação em um belo deck com vista para o vale. (Flickr/CreativeCommons) 
22 - ARTESANA (CANELONES, URUGUAI) 
É a única produtora de Zinfandel do Uruguai, uva conhecida pelos taninos acentuados e cultivada em larga escala nos Estados Unidos, sobretudo na Califórnia. Outra especialidade da marca são os bons rótulos de Tannat – uma variedade emblemática no país. O vinhedo de 8,5 hectares está localizado a 30 km de Montevidéu, região cujas condições de crescimento remetem à francesa Burdeos, conhecida pelos belos vinhedos. (Flickr/CreativeCommons) 
23 - ANTIGUA BODEGA STAGNARI (CANELONES, URUGUAI) 
Com uma extensão de 30 hectares de produção, os vinhedos da Stagnari estão localizados em duas zonas diferentes: em La Paz, acoplado à bodega e próximo ao rio Santa Lúcia, com produção de uvas Sangiovese e Merlot; e em Melila, a cinco minutos da bodega e quinze de Montevidéu, com produção de Chardonnay, Sauv, Blanc, Tannat, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Merlot e Shyra. Aqui, todas as cepas são importadas da França e da Itália. O atendimento é extremamente cordial, com visitas guiadas bem completas. (Flickr/CreativeCommons) 
24 - VIÑEDO DE LOS VIENTOS (ESTACIÓN ATLÁNTIDA, URUGUAI) 
Com raízes fincadas na década de 20, a vinícola é cercada pela brisa fresca que paira sobre o Rio de La Plata, em uma região a cerca de quarenta minutos da capital Montevidéu. São 17 hectares de plantações de uvas tintas e brancas, como Tannat, Cabernet Sauvignon e Chardonnay. O atendimento dos anfitriões é o grande destaque – e faz com que os turistas se sintam em casa. (Flickr/CreativeCommons) 
25 - VIÑA TACAMA (ICA, PERU) 
É uma das grandes atrações da cidade peruana, com 200 hectares de extensão e localizada a 400 m acima do nível do mar. A produção inclui rótulos tintos e espumantes. A propriedade é decorada com as cores do país, com visitas guiadas de aproximadamente trinta minutos e atendimento solícito. (Flickr/CreativeCommons) 
26 - ZANROSSO (CAXIAS DO SUL, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL) 
Localizada em uma das cidades mais italianas do sul do país, a visita guiada a essa vinícola simples oferece uma explicação detalhada sobre a história dos imigrantes. É uma boa pedida pra quem está começando a apreciar a bebida, com atendimento cordial e anfitriões atenciosos. O clima aconchegante é o ponte forte do lugar. (Flickr/CreativeCommons) 
27 - CASA VALDUGA (BENTO GONÇALVES, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL) 
Considerada uma das grandes atrações do Vale dos Vinhedos, essa vinícola tem propriedades de arquitetura clássica e elegante, com atendimento cordial e espaço bem organizado. Os produtos de qualidade se destacam na degustação, cuja alta procura traz a necessidade de agendamento prévio. Prove dos rótulos Villa Lobos, com uvas Cabernet Sauvignon bem selecionadas. (Flickr/CreativeCommons) 
28 - MIOLO (BENTO GONÇALVES, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL) 
O tour pelo espaço onde a vinícola se concentra inclui um mini-curso, com horários pré-estabelecidos e turmas fechadas. O ambiente pitoresco convida a um piquenique regado aos bons rótulos da casa, com uma paisagem verde extensa ao redor. Aos finais de semana, a procura é alta, fazendo com que a área fique lotada de turistas. (Vitor Hirota/Flickr/creative commons) 
29 - SALTON (BENTO GONÇALVES, RIO GRANDE DO SUL, BRASIL) 
O jardim ao redor da casa surpreende pela beleza. Constituída na década de 1910 pelo italiano Antonio Domenico Salton, a vinícola inclui três tipos de roteiro diferentes, que variam conforme o tempo e a degustação desejada pelo visitante. A elegância é uma das palavras-chave do local, com uma propriedade bem organizada e repleta de pinturas. (Flickr/CreativeCommons) 
30 - MONTE AGUDO (SÃO JOAQUIM, SANTA CATARINA, BRASIL) 
Criada a partir da paixão de dois amigos (Leônidas Ferraz e Alceu Muller) pelo vinho, a Monte Agudo oferece programação diferenciada, que varia conforme a época e o tempo. Aqui, dá pra provar rótulos no pôr do sol ou durante um piquenique. Prove do espumante Sinfonia Rosé Brut produzido com uvas Cabernet Sauvignon e Merlot. (Flickr/CreativeCommons) 
31 - VILLA FRANCIONI (SÃO JOAQUIM, SANTA CATARINA, BRASIL) 
A arquitetura da propriedade faz com que o visitante se sinta na Europa. As visitas guiadas mostram profissionais bem preparados, que explicam detalhadamente cada processo da casa, que inclui móveis adquiridos em diversos países. Os vinhos são extremamente saborosos: vale levar uma garrafa pra casa. (Flickr/CreativeCommons) 
32 - VILLAGGIO BASSETTI (SÃO JOAQUIM, SANTA CATARINA, BRASIL) 
A receptividade é o forte dessa vinícola, marcada por vinhos bem produzidos. São dois hectares para uvas Merlot e dois de Cabernet Sauvignon, com resultado final bem satisfatório. A degustação acompanha refeições, com boas harmonizações que incluem Rosé com quejo colonial ou Sauvignon Blanc com truta, por exemplo. A sensação que os anfitriões deixam no visitante é o de pertencer ao lugar e às belas paisagens no entorno. (Flickr/CreativeCommons)

Por Camila Honorato


VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



Fonte / Fotos = viagemeturismo.abril.com.br / Thymonthy Becker / Revista Viagem - Editora Abril - / 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MERCÊS, MINAS GERAIS - Famosa por seu turismo de eventos, como o Jubileu de Nossa Senhora das Mercês, que acontece na segunda quinzena de setembro; as festividades do Carnaval; Torneio Leiteiro; e Festa da Virada, que movimentam a economia da cidade e da região.

CONHEÇA A CIDADE DE "MERCÊS", MINAS GERAIS, BRASIL SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE MERCÊS, MG. UMA CIDADE ABENÇOADA foto - Thymonthy Becker AQUI O TEMPLO DA ASSEMBLEIA DE DEUS EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESCOLA MUNICIPAL EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker IGREJA EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker MATRIZ DE NOSSA SENHORA DAS MERCÊS E SEU INTERIOR EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker HOMENS TRABALHANDO NO TELHADO DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker foto - Thymonthy Becker NA HORA CERTA foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG foto - Thymonthy Becker INTERIOR DA MATRIZ EM MERCÊS, MG

CASTELOS ABANDONADOS PELO MUNDO - Conheça fortalezas esquecidas, belíssimos castelos, outrora habitados por reis e príncipes, hoje estão abandonados ao redor do mundo

CONHEÇA OS CASTELOS QUE JÁ FORAM HABITADOS POR REIS E HOJE ESTÃO ABANDONADOS PELO MUNDO CASTELO DE DUNNOTTAR, PERTO DE STONEHAVEN, ABERDEEMSHIRE, ESCÓCIA  Em cima de uma rocha no Mar do Norte, o Castelo de Dunnottar é mais conhecido como o lugar em que eram escondidas as joias da coroa escocesa – A honras de Escócia -, quando Oliver Cromwell invadiu o país em 1650. O lugar foi construído no século XIV  CASTELO DUNLUCE, CONDADO DE ANTRIM, IRLANDA DO NORTE  O castelo foi construído sobre uma rocha de basalto no distante norte da Irlanda, ainda no século VXIII. Mas hoje só restam as ruínas do que foi erguido no século XVI. Dunluce foi o lar de Earl de Antrim até ele ser derrotado por apoiar o rei Católico Jaimes II contra o Protestante William III, na batalha de Boyne, em 1690. Depois disso, o castelo foi se transformando em ruínas. O lugar é cercado por pedras íngremes por todos os lados e só pode ser alcançado por uma ponte. No século XVIII, uma das paredes da ala norte caiu no mar, mas …

CONHEÇA "MACUCO SAFARI" O PASSEIO DE BARCO DENTRO DAS CATARATAS DO IGUAÇU, PARANÁ - Imagine pegar um barco inflável, mas com um motor potentíssimo, e encarar uma das quedas d’água? Foi o que eu fiz! É possível pagar e agendar o passeio na hora e, dependendo da quantidade de turistas, você pode embarcar no mesmo momento

CONHEÇA O "MACUCO SAFARI", UM PASSEIO DE BARCO DENTRO DAS CATARATAS DE IGUAÇU, NO PARANÁ

Estive em Foz do Iguaçu, no Paraná, a convite da Itaipu Binacional. Entre os passeios mais especiais no local sem dúvidas foi o Macuco Safari, que acontece do lado brasileiro do Parque Nacional do Iguaçu. Do lado argentino, um passeio similar conhecido como Aventura Náutica é famoso por ser mais radical.  Imagine pegar um barco inflável, mas com um motor potentíssimo, e encarar uma das quedas d’água? Foi o que eu fiz! É possível pagar e agendar o passeio na hora e, dependendo da quantidade de turistas, você pode embarcar no mesmo momento. Para proteger suas coisas, é possível guardá-los em armários disponíveis no front desk ou então no último estágio do passeio, antes de entrar de fato no barco que te leva até as cataratas. Os armários são grandes e, se não estiverem carregando muita coisa, ele acomoda pertences de 3 pessoas.  COMEÇA A AVENTURA PELAS CATARATAS DO IGUAÇU  O Macuco Safari a…

CÂNION DO FUNIL - O extremo oeste de Minas Gerais aos poucos vem se revelando. Como é possível uma porção tão pequena de um estado tão grande apresentar tantas possibilidades de exploração? Lentamente nosso foco vai se movendo para o lado mineiro da força.

CONHEÇA O "CÂNION DO FUNIL", PRESIDENTE KUBITSCHEK, MINAS GERAIS, BRASIL A natureza favoreceu um dos mais belos cartões postais das Minas Gerais, o Cânion do Funil. Sendo um dos principais atrativos da região de cerrado, o local é marcado pela fauna e flora. Sua paisagem única é composta de serras, cachoeiras, riachos e cascatas que encantam a todos os turistas, formando uma belíssima paisagem misturada à sua vasta vegetação nativa.  Tamanha a beleza do lugar, que foi um dos lugares escolhidos recentemente para a gravação de 1 Minissérie e 2 Filmes Longa Metragens. O local, que é herança de família a mais de 100 anos, atualmente é gerenciado pelo proprietário Fabiano que também é guia no local. Por ser uma área particular, o local vem sendo cuidado e preservado a aproximadamente 6 anos. Sendo proibida a pesca, e a caça de animais nativos da região, e possível encontrar várias espécies ameaçadas de extinção no local, um exemplo é a águia-chilena (Geranoaetus melanoleucus). (c…

ESTRELA DALVA, MINAS GERAIS - Cidade encantadora e acolhedora, Simples, mas humanizada graças ao seu povo gentil. Tem um restaurante do Paulo Roberto e uma pousada do Paraná que é um verdadeiro calor em atendimento

CONHEÇA A CIDADE DE "ESTRELA DALVA", MINAS GERAIS, BRASIL Cidade encantadora e acolhedora, Simples, mas humanizada graças ao seu povo gentil. Simplesmente quem conhece não esquece e quer sempre voltar. Tem um restaurante do Paulo Roberto e uma pousada do Paraná que é um verdadeiro calor em atendimento.  Estrela Dalva, MG (Prefeitura Municipal) HINO DE UM FILHO PARA A CIDADE Estrela Dalva Oh, terra de minha vida, minha Estrela querida; brilhante, linda, altaneira, em nossa terra Mineira! Natureza exuberante, que encanta quem te conhece... Estrela Dalva: um recanto de paz! Um canto de amor em prece! Autor: Paulo Marcelo Ribeiro de Araujo, cantor, compositor e poeta, natural de Estrela Dalva, MG  Por: Paulo Marcelo  Prefeitura Municipal de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Câmara de Vereadores de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Pórtico de entrada da cidade de Estrela Dalva, MG (Raymundo P. Netto) Igreja do Divino Espírito Santo da Comunidade de Água Viva em Estrela Dalva, MG…

FAROL DE ALEXANDRIA, ALEXANDRIA, EGITO - Uma das 7 maravilhas do mundo eh uma obra colossal

CONHEÇA O "FAROL DE ALEXANDRIA", ALEXANDRIA, EGITO A cidade de Alexandria foi fundada por Alexandre, o Grande, e tem muito mais a oferecer além de sua história e curiosidades. Localizada na costa mediterrânica do Egito, é conhecida mundialmente pelos seus pontos turísticos, como a Biblioteca de Alexandria, o Farol de Alexandria (uma das sete maravilhas do mundo antigo) e as Catacumbas de Kom el Shoqafaw (uma das sete maravilhas do mundo medieval). Outras atrações envolvem visitas à museus, jardins, mesquitas e ruínas antigas que contam a história de seu passado. O Farol de Alexandria é uma das sete maravilhas do mundo antigo. Foi construído para servir de referencial para os navegantes, na Ilha de Faros. Para servir de entrada no porto e informar os navegantes da proximidade de terras, Ptolomeu mandou construir o Farol de Alexandria. Este tinha lugar na Ilha de Faros e, por causa do nome da ilha, todas as construções até hoje, com o mesmo objetivo, são chamadas de farol. O e…

PORTO COVO, LISBOA, PORTUGAL - Uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, tem um ar vintage, uma combinação de sonho de casas brancas + enseadas de águas transparentes + bons restaurantes

AO SUL DE LISBOA, PORTO COVO É O MELHOR DO VERÃO EM PORTUGAL A rua principal da vila: (acima) pouco mais de mil habitantes (Bruno Barata/Reprodução) A pracinha da cidade, (abaicxo) com barracas de tererê: passeio à moda antiga (Bruno Barata/Reprodução) A Costa Vicentina é um dos segredos mais bem guardados de Portugal: um trecho de cerca de 100 quilômetros de parque natural que margeia o Atlântico de norte a sul unindo os mais bonitos trechos de litoral entre o Alentejo e o Algarve.  Uma região onde os campos de oliveiras chegam quase ao mar, as dunas desenham lindas paisagens e o mar molda baías ora pequeninas, ora extensas, sempre de areias fininhas e águas transparentes.  Casinha típica de Porto Covo: fachada branca e portas e janelas coloridas (Bruno Barata/Reprodução) A Ilha do Pessegueiro, ao sul da vila: inspiração de música (Bruno Barata/Reprodução) Porto Covo, uma vilinha encantadora de pouco mais de mil habitantes, é a primeira parada na região para quem vem de Lisboa (são cerca…

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das áreas produtivas diversificaram suas ati…

GIETHOORN, HOLANDA - Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. E as melhores - e únicas - formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.

CONHEÇA "GIETHOORN" A CIDADE HOLANDESA QUE NÃO TEM RUAS Uma cidade que parece ter saído de um cenário de filme. É dessa forma que se define Giethoorn, um vilarejo na Holanda. O lugar é uma boa oportunidade para quem estiver pelo país e quiser conhecer algo diferente, romântico, bucólico e charmoso. A melhor parte é que ao se aproximar de Giethoorn, é preciso procurar um lugar para estacionar o seu carro. Você não precisará dele para explorar essa deliciosa cidade. É que lá os automóveis são proibidos de circular e as melhores – e únicas – formas de chegar ao centro são de barco, bicicleta ou a pé.  Localizada no leste da Holanda, Giethoorn (pronuncia-se “Rit-rôrn”, com ênfase nos “r”) foi fundada por refugiados no século XIII. Seus poucos habitantes viveram dias tranquilos até 1958, quando o cineasta Bert Haanstra utilizou o vilarejo como cenário para o filme Fanfare. Com o sucesso da produção cinematográfica, a cidade entrou na mira de turistas do mundo inteiro.  A CIDADE S…

BRELA, CROÁCIA - Uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.

CONHEÇA "BRELA", CROÁCIA, O VERDADEIRO PARAÍSO A melhor parte de praticar Parasailing é ver as praias de cima Quem estiver cansado de ficar apenas tomando sol ou dentro da água, existem diversas opções de entretenimento O verão europeu está no auge e com ele as suas praias são invadidas pelos turistas. Ultimamente, a Croácia tem entrado com mais frequência na lista das pessoas que vão ao velho continente. Por que será? A beleza exótica do país é de deixar qualquer um de boca aberta. Porém, muitos esquecem que existem lugares até mais bonitos que as tradicionais praias da Ilha de Hvar.  O RoadTrio escolheu desfrutar de Brela, uma pequena cidade de águas claras que entrou na lista da Forbes como uma das dez mais belas praias do mundo. Com certeza esse título não foi dado à toa. Localizada entre o mar Adriático e a montanha Biokovo, a água é tão azul que você tem a impressão que vai sair de lá tingido.  As praias de Brela são rodeadas de rochas, montanhas e muita vegetação (Foto: …