Pular para o conteúdo principal

UBERABA, MINAS GERAIS - A cidade é um dos maiores centros promotores de leilões de bovinos do país. Durante as exposições de zebu acontecem inúmeros eventos, que atraem criadores brasileiros de todas as partes da América Latina, da África e da América do Norte. A mais famosa é a Expozebu (maior exposição de gado zebu do mundo), que se realiza anualmente no mês de maio. Peirópolis eh uma pequena vila situada a 21 km do centro de Uberaba, possui entre os seus principais atrativos um sítio paleontológico com fósseis de 80 milhões de anos, um museu e o centro de pesquisas paleontológicas “Llewellyn Ivor Price”, parque com réplicas de dinossauro em tamanho natural, área para esportes, e uma paisagem caracterizada pela beleza e tranqüilidade. Seus doces e licores caseiros são famosos e muito procurados. A atmosfera original é completada pela existência de uma fundação voltada para a ciência e valorização do ser humano.




CONHEÇA A CIDADE DE "UBERABA", MINAS GERAIS, BRASIL - OLHANDO DA JANELA DO TREM
CONHEÇA ANTES DE VISITAR. RELEMBRE DEPOIS DE CONHECER.
BEM VINDO A CIDADE DE UBERABA. TERRA DO MAIOR LEILÃO DE GADO ZEBU DO MUNDO.
imagem - ?
imagem - Wikipédia
imagem - Bazaga
imagem - Bazaga
imagem - Bazaga
imagem - Bazaga
imagem - Bazaga
EXPOZEBU
A cidade é um dos maiores centros promotores de leilões de bovinos do país. Durante as exposições de zebu acontecem inúmeros eventos, que atraem criadores brasileiros de todas as partes da América Latina, da África e da América do Norte.
A mais famosa é a Expozebu (maior exposição de gado zebu do mundo), que se realiza anualmente no mês de maio.
AQUI O CENTRO DE CULTURA
imagem - PMU
imagem - Bazaga
SEDE DO PODER LEGISLATIVO - CÂMARA DE VEREADORES
imagem - Jean Ribeiro
SEDE DO PODER EXECUTIVO - GOVERNO MUNICIPAL
imagem - Rúbio Marra
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA
imagem - Bazaga
imagem - Jungleman
IGREJA MEDALHA MILAGROSA
Está localizada no Mosteiro da Imaculada Conceição. No interior da igreja encontra-se o túmulo da fundadora do mosteiro, Madre Virgínia, canonizada devido a um milagre ocorrido em março de 1988 na cidade. Atrai, anualmente, milhares de romeiros de todos os lugares do Brasil, principalmente no dia 27 de novembro, data da comemoração da festa dedicada à santa padroeira.
imagem - Jean Ribeiro
IGREJA DE SANTA RITA
imagem - Jean Ribeiro
MUSEU CHICO XAVIER
imagem - Bazaga
MUSEU DE HISTÓRIA NATURAL
imagem - Bazaga
IGREJA DE NOSSA SENHORA DAS DORES
imagem - Altemiro Olinto Cristo
imagem - Bazaga
imagem - Jungleman
imagem - Bazaga
imagem - Jungleman
PARQUE DAS ACÁCIAS
imagem - Jean Ribeiro
imagem - Jungleman
SEMINÁRIO DIOCESANO
imagem - Bazaga
ESTÁDIO DO UBERABÃO
imagem - Bazaga
PARQUE DAS ACÁCIAS
imagem - ?
ENTRADA DO PARQUE FERNANDO COSTA
imagem - PMU
NOSSA SENHORA D' ABADIA - PADROEIRA DE UBERABA 
A devoção à Nossa Senhora da Abadia tem início em Uberaba, em 1881, quando o capitão Eduardo José de Alvarenga Formiga solicita à câmara municipal a doação de um terreno no alto da misericórdia para construção de uma capela em homenagem a Nossa Senhora d' Abadia, conhecida, em Portugal, como santa Maria do Bouro.
imagem - Jean Ribeiro
PEIRÓPOLIS
Pequena vila situada a 21 km do centro de Uberaba, possui entre os seus principais atrativos um sítio paleontológico com fósseis de 80 milhões de anos, um museu e o centro de pesquisas paleontológicas “Llewellyn Ivor Price”, parque com réplicas de dinossauro em tamanho natural, área para esportes, e uma paisagem caracterizada pela beleza e tranqüilidade. Seus doces e licores caseiros são famosos e muito procurados
A atmosfera original é completada pela existência de uma fundação voltada para a ciência e valorização do ser humano.
imagem - PMU
CASA DOS DOCES EM PEIRÓPOLIS
imagem - PMU
POUSADA EM PEIRÓPOLIS
imagem - PMU
RESTAURANTE EM PEIRÓPOLIS
imagem - PMU
MUSEU DA ARTE SACRA
Está instalado na igreja Santa Rita. Esta igreja foi construída no ano de 1854 e foi tombada pelo patrimônio histórico e artístico nacional em 1939. O acervo é rico em peças barrocas dos dois últimos séculos e possui diversificado número de peças doadas pela cúria metropolitana, sobressaindo as seções de vestes sacras, estandartes de procissões, tais como paramentos, alfaias, imagens e mobiliário
imagem - PMU
População estimada 2016 (1) - 325.279
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 4.523,957
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 65,43
Código do Município 3170107
Gentílico - uberabense
Prefeito 2017 / PAULO PIAU NOGUEIRA
ORIGEM DO NOME
O topônimo "Uberaba", nome de um rio do município, origina-se do termo tupi 'yberaba , que significa "água brilhante", pela junção de 'y ("água, rio") e berab ("brilhante").
Segundo alguns autores quer dizer "água clara".

Gentílico: uberabense
HISTÓRICO
Uberaba tem sua origem na ocupação do Triângulo Mineiro, que ficou sob a jurisdição de Goiás até 1816.
A região começou a ter importância preciosa, que consistia em uma das metas administrativas da Coroa Portuguesa, o governador da Capitania de São Paulo e Minas Gerais articulou a abertura de uma estrada. Esta missão ficou a cargo de Bartolomeu Bueno da Silva Filho (filho de Anhanguera). A expedição era composta por 152 homens, entre os quais 20 índios carregadores, 3 religiosos e 39 cavalos. Ela partiu de São Paulo pelos rios Atibaia, Camanducaia, Moji-Guaçu, Rio Grande, Rio das Velhas e penetrando em Goiás pelo Corumbá. Segundo alguns relatos da época, a expedição passou por terras de Uberaba. Esta rota ficou conhecida como Estrada Real ou Anhanguera que consistia em um importante caminho para que as autoridades portuguesas implementassem a colonização, a produção e escoamento dos minerais preciosos. Na verdade, a maioria das riquezas minerais do Brasil foram levadas para Portugal e utilizadas para o pagamento de suas dívidas em relação à Inglaterra.
Posteriormente, a expedição do filho de Anhanguera fundou em 1725 o povoado de Vila Boa em Goiás.
Outra estrada mais a Oeste foi aberta em 1736, passando por terras de Araxá em direção à Vila Boa denominada Picada de Goiás.
A exploração e o povoamento de todo o Triângulo Mineiro, de modo geral, se fez como em todo o Brasil - Colônia, pelo domínio e extermínio das populações indígenas e dos negros nos quilombos.
As estradas para Goiás tornaram-se palco de batalhas, entre os exploradores dos sertões e os nativos.
Diante disso, o governo de Goiás viabilizou a segurança das estradas e por isso nomeou em 1742, o Coronel Antônio Pires de Campos dominar e até mesmo exterminar os índios, fato constatado com a matança dos Caiapós.
Em 1766 foi criado o Julgado de Nossa Senhora do Desterro do Desemboque, sob a administração de Goiás, local rico em minas auríferas e de intensa exploração. A posse desse Arraial por Goiás era vantajosa aos moradores, pois estavam livres do pagamento de imposto sobre minerais, denominado "derrama", cobrado em Minas Gerais.
Desemboque teve o seu esplendor até 1781, quando as minas auríferas se esgotaram.
Prosseguindo a exploração das terras, o governo de Goiás para dinamizar a administração dos Sertões, nomeou pela Portaria de 1809 Antônio Eustáquio da Silva Oliveira (natural de Ouro Preto) para a função de Comandante Regente dos Sertões da Farinha Podre (Triângulo Mineiro), e em 1811 foi nomeado pelo Ato Governamental, Curador de índios.
Em 1810, Major Eustáquio liderou uma Bandeira até o Rio da Prata, passando por terras de Uberaba.
Outra expedição chefiada por José Francisco Azevedo, atingiu a cabeceira do Ribeirão Lajeado, fundando o Arraial da Capelinha, aproximadamente a 15 km do Rio Uberaba. Entretanto este local não se desenvolveu por falta de água e terras férteis, conforme constatou Major Eustáquio em visita ao Arraial.
Conseqüentemente, o Regente dos Sertões comanda outra Bandeira com 30 homens e procura novas terras para se estabelecerem. Atingem o Rio Uberaba e fixam-se na margem esquerda do Córrego das Lages, onde foi edificada a Chácara da Boa Vista (hoje Fazenda Experimental da Epamig).
Junto com Major Eustáquio vieram fazendeiros e aventureiros que passaram a produzir e comercializar com as caravanas que ligavam Goiás a São Paulo.
Algum tempo depois, Major Eustáquio construiu sua residência na Praça Rui Barbosa (atual Hotel Chaves).
Grande número de pessoas sabendo das condições propícias de Uberaba e do prestígio e segurança que o comandante Major Eustáquio oferecia, imigraram para o novo Arraial. Eram boiadeiros, mascates, comerciantes, criadores de gado, ferreiros, etc...
Os moradores logo ergueram uma Capela tendo como oragos Santo Antônio e São Sebastião, benzida em 1818 pelo padre Hermógenes Cassimiro de Araújo Brunswick, do Desemboque. Assim foi estabelecido o reconhecimento do povoado pela Igreja. Esta instituição representava prestígios decisórios junto aos governos. Visto que em 2 de março de 1820, o rei D. João VI decreta a elevação de Uberaba à condição de Freguesia.
O Decreto Real constituiu um grande avanço para a comunidade. Significou a emancipação e gerência própria em assuntos de ordem civil, militar e religioso. Foi o reconhecimento oficial tanto pela Igreja como pelo Governo Real.
Uberaba foi crescendo e as terras foram ocupadas formando-se extensas propriedades devidas o baixo valor da terra e isenção de impostos sobre elas. Em pouco tempo reuniu-se seleta população de agricultores, pecuaristas e comerciantes e outras profissões, fato que viabilizou o Governo Provincial de Minas Gerais a criar o Município de Santo Antônio de Uberaba em 1836.
Uberaba, em 1840 passou a sediar uma Comarca para distribuir a justiça na região.
A importância regional da Vila de Santo Antônio de Uberaba era próspera que ela mereceu o título de Cidade em 1856, tornando-se um importante centro comercial que se acentuou com a inauguração da Estrada de Ferro em 1889, que foi um acontecimento facilitador da imigração européia para a cidade e do desenvolvimento da pecuária zebuína.
A riqueza econômica refletiu na estrutura urbana onde surgiram requintadas construções no estilo eclético.
No século XX, a cidade demonstra um crescimento da agricultura, da pecuária, da indústria e do comércio, atendendo as demandas nos aspectos econômicos, culturais e de serviços essenciais à população.
Hoje Uberaba representa um centro comercial dinâmico, uma agricultura produtiva, um parque industrial diversificado e uma planejada estrutura urbana.
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE UBERABA, MINAS GERAIS

 AQUI O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE UBERABA, MINAS GERAIS 



ACESSE: THYMONTHY BECKER COMUNICAÇÃO

Fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / Portal do Governo de Uberaba / Wikipédia /

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem