Pular para o conteúdo principal

TRÊS MARIAS, MINAS GERAIS - Rica em belezas naturais, tem em suas águas um grande potencial turístico e econômico. Belas praias e ilhas paradisíacas apropriada para os esportes náuticos, caminhadas ecológicas e para a degustação de pratos típicos




CONHEÇA A CIDADE DE "TRÊS MARIAS", MINAS GERAIS, BRASIL
Foto - Thymonthy Becker
Três Marias é uma jovem cidade localizada há 272 km da capital mineira, Belo Horizonte. De fácil acesso, está às margens da BR 040, um dos principais corredores do país que liga o Rio de Janeiro à Brasília – DF e que acolhe moradores oriundos de diversas localidades. 
Nascida com a construção da Barragem da Usina Hidrelétrica da Cemig, em 1963, empresa que continua presente na cidade nos dias atuais, o município cresceu juntamente com o desenvolvimento trazido pela Cemig, na época de sua construção. Três Marias se destaca no cenário turístico por sua cultura e belezas naturais. Como exemplo citamos as veredas, verdadeiros oásis do sertão, que inspiraram o consagrado e saudoso escritor João Guimarães Rosa, em sua maior referência literária: Grande Sertão Veredas.
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
O grande e encantador Lago de Três Marias é um ponto que merece atenção ímpar! Com potencial para a prática de esportes náuticos e pesca, seja esportiva, profissional ou amadora, o lago oferece ainda belas praias e ilhas paradisíacas que atraem centenas de visitantes a Três Marias todos os anos.
Três Marias é rica em belezas naturais e tem em suas águas um grande potencial turístico e econômico. É apropriada para os esportes náuticos, caminhadas ecológicas e para a degustação de pratos típicos, com cardápio abundante em peixes devido à promissora atividade pesqueira da região.
É reconhecida também por possuir uma rica cultura, que se manifesta através do Memorial Manuelzão, acervo da Igreja São Pio X, o grupo Contadores de Estórias Manuelzão e Miguilim entre outros.
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
Foto - PMTM
Com tantos atrativos fica difícil deixar de visitar este lugar tão especial e abençoado por Deus com muita água e sol o ano inteiro. Afinal a cidade de Três Marias se destaca por abrigar um dos maiores espelhos de água doce do mundo, que é a Represa do Lago de Três Marias. É revitalizada pela presença do fabuloso e importante Rio São Francisco – o Velho Chico - e emoldurada por diversas cachoeiras, que naturalmente formam um espetáculo deslumbrante aos olhos de quem as observam e delas desfrutam da energia gerada pela força de suas águas torrenciais.
Foto - PMTM
DESLOCAMENTOS
O município conta atualmente com uma rede viária bem estruturada, onde cerca de 90% das vias públicas são asfaltadas e apenas 10% são compostas por estradas rurais, que ajudam a compor o cenário bucólico, que cerca a vasta natureza trimariense.
Da Rodoviária de Três Marias, localizada no Parque Diadorim bairro próximo ao centro da cidade, partem diariamente ônibus para Belo Horizonte, Brasília, Patos de Minas, Curvelo, Felixlândia, Morada Nova de Minas, Paineiras, Biquinhas e Sete Lagoas. 
O sistema de táxi também é privilegiado, pois atualmente a cidade possui 11 pontos fixos de parada, sendo 05 no centro da cidade e os demais distribuídos nos bairros, que atendem 24 horas ao cidadão trimariense e turistas que visitam o município. Atualmente possui uma frota composta por 65 taxistas.
Três Marias é uma das poucas cidades do País que já possui o sistema denominado Mototáxi devidamente legalizado, onde o cidadão e o turista podem utilizar-se do deslocamento, via moto. Atualmente são ao todo 20 pontos distribuídos pela cidade, com o atendimento de 190 motoqueiros credenciados.
Para aqueles que preferem traçar seu próprio destino, a fim de curtir a natureza, por conta própria, o município oferece 03 locadoras de veículos devidamente credenciadas.
Lago da Represa de Três Marias em Três Marias, MG
Foto - PMTM
Foto - PMTM
Pontos de informação:
Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Esporte e Turismo: (38) 3754-5224 ou 3754-5167
Terminal Turístico Praia Mar de Minas - Avenida da Praia S/N, orla da Praia Mar de Minas.
Foto - PMTM
SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DOS ESPORTES NÁUTICOS. SEJA BEM VINDO A CIDADE DE TRÊS MARIAS
foto - ?
População estimada 2016 (1) - 31.366
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.678,253
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 10,57
Código do Município 3169356
Gentílico - trimariense
Prefeito 2017 / ADAIR DIVINO DA SILVA
ORIGEM DO NOME
A origem do nome Três Marias gera dúvidas até hoje. Algumas versões apontam para a menção astronômica das três estrelas pertencentes à constelação de Orion, perfeitamente vistas nessa região. No ponto de vista geográfico, há referências que o nome seria originário do número de cachoeiras existentes no local onde foi construída a represa. Na crendice popular, contam os nativos da região, que a denominação é atribuída às três irmãs que oravam à margem direita do Rio São Francisco. 
Outra história aponta para as irmãs trigêmeas de nome Maria que moravam no sopé de uma das cachoeiras existentes. A cachoeira passou a se chamar Três Marias, mas foi extinta com a conclusão da barragem. A última versão, aceita pela Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) e Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), conta que Três Marias teriam morrido no rio.

Gentílico: trimariense
Histórico
Três Marias 
Minas Gerais - MG
HISTÓRICO 
A cidade de Três Marias não foi planejada. As primeiras residências foram construídas em lugares impróprios, sem alinhamento, com a finalidade de abrigar os operários da construção da Barragem/Usina Hidrelétrica, pessoas do comércio e os fazendeiros que já residiam na região.
Mas antes da emancipação, em maio de 1957, o então presidente, Juscelino Kubitschek, iniciou o trabalho de construção da Barragem de Três Marias, objetivando a regularização do curso das águas do Rio São Francisco nas cheias periódicas e melhorar a navegabilidade, a utilização do potencial hidrelétrico e o fomento da indústria e irrigação. O projeto era empreendedor e significou a construção de uma das maiores barragens de terra do mundo. A conclusão da obra se deu em janeiro de 1961. Para as obras da barragem, povos de vários estados brasileiros, principalmente do norte e nordeste, aportaram em Três Marias e muitos fizeram morada. Acampamentos antigos de engenheiros e peões de obras hoje são bairros que trazem ainda resquícios da época.
Foto - PMTM
O TURISMO
Seu feriado mais famoso é o de 7 de Setembro, onde acontece o tão famoso "Carnamarias".
Na represa de Três Marias, há prática de esportes náuticos e pesca.
Um dos maiores pontos turísticos da cidade é a Praia Mar de Minas, uma praia artificial construída pela prefeitura municipal nos anos noventa utilizando um trecho da represa. E sua gastronomia que eh diferenciada.
Foto - PMTM
Foto - PMTM
Foto - PMTM
Foto - PMTM
MUSEU MANUELZÃO EM TRÊS MARIAS, MG
Foto - PMTM
Foto - PMTM
Foto - PMTM
CACHOEIRA DO GUARÁ EM TRÊS MARIAS, MG
Formada pelas águas do Rio Guará, a cachoeira possui quatro quedas tendo a principal aproximadamente 08 metros de altura por 30 metros de largura. Após a queda, o rio segue seu curso por entre pedras, formando extensa corredeira. A vegetação circundante é formada por mata de galeria e formações rochosas.
Foto - PMTM
CASCATA DAS VIRGENS EM TRÊS MARIAS, MG
A cascata encontra-se em um largo corredor, ladeado por paredões de pedra com aproximadamente 15 metros de altura. A pequena queda de um salto corre por entre pedras escorregadias em forma de pequenos degraus. Suas águas possuem cor esverdeada, límpida, com temperatura em torno de 22°C. 
Foto - PMTM
RIO SÃO FRANCISCO PASSANDO POR TRÊS MARIAS, MG
0 Rio São Francisco nasce na Serra da Canastra, Minas Gerais, no município de São Roque de Minas, e uma altitude de aproximadamente 1.200 metros. Percorre 2.700 km, recebendo vários afluente e tornando-se cada vez mais caudaloso ate desaguar no Oceano Atlântico, entre os Estados de Alagoas e Sergipe. Sua largura varia entre 500 e 1000m e apresenta uma profundidade média de 6 m. O Rio São Francisco é conhecido como o Rio da Unidade Nacional porque suas águas atravessam cinco estados da Federação de duas regiões diferentes.
Foto - PMTM
Foto - PMTM
AQUI A IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA MÃE DA IGREJA EM TRÊS MARIAS, MG
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
A LIXEIRA DA PRAÇA
Foto - Thymonthy Becker
A LIXEIRA E EU
Foto - Thymonthy Becker
A RAZÃO E O POR QUE
Há muitos e muitos anos, residia às margens do Rio São Francisco uma família: mãe, pai e três filhas. Eram fazendeiros, trabalhadores e tementes a Deus. A família montou uma pequena hospedaria na fazenda, para o descanso dos tropeiros viajantes, pescadores cansados de viajar a pé, carro de boi ou no lombo dos animais. Com o passar dos anos, os dois velhos morreram e as filhas Maria Francisca, Maria das Dores e Maria Geralda continuaram com a hospedaria, ponto de parada obrigatória, porque na região era o único lugar de descanso. Aquela pequena hospedagem tornou-se popular como as Três Marias: Hoje vou pernoitar, lá, nas Três Marias... Quando atravessar o Rio São Francisco vou almoçar nas Três Marias... As irmãs Maria Geralda, Maria das Dores a Maria Francisca gostavam muito de nadar e mergulhar nas águas do Rio São Francisco. Certo dia, como de costume, as Três Marias foram nadar, sem saber que vinha vindo uma cabeça de enchente. As águas vinham revoltas, arrastando animais, árvores, plantações, carregando e destruindo tudo a sua passagem. E as águas foram chegando, chegando, cada vez mais se aproximavam com seu barulho ensurdecedor. As aves a animais se calaram ante a fúria da natureza. As Três Marias, ao sentirem a chegada das águas, tentaram, desesperadamente, sair do rio, mas Maria Geralda rodou nas águas, Maria Francisca tentou salvá-la e rodou também. Quando Maria das Dores viu as suas irmãs debatendo-se nas águas, numa luta mortal, tentou levá-las para as margens do Rio. Tudo em vão: as águas rodopiavam, levantavam mares a redemoinhos e carregaram as Três Marias para o fundo do Rio. Após o acidente trágico, o nome de Três Marias tornou-se mais popular ainda, ficando aquela região assim conhecida. Na década de 1950, o então presidente da república Juscelino Kubitschek autorizou a construção de uma Usina Hidrelétrica na região do Alto São Francisco. Que, mais tarde daria o nome à cidade que surgia.
CONHEÇA UM POUCO MAIS DESTA BELA CIDADE DAS TRÊS MARIAS
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
REGIÃO CENTRAL, TRÊS MARIAS, MG
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
A TERRA E O MAR (DOCE)
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Estive na cidade de Três Marias, de passagem, em agosto / 2013. Na chegada, ainda na rodovia, pode-se ver o belíssimo lago formado pela Usina Hidroelétrica de Três Marias, que fica aos pés da cidade. A visão eh magnífica. Um convite a ficar e sentir o tempo quase que parando, tamanha a tranquilidade, calma e exuberância do lugar.
O CARRO DO BATENTE - A ENGEQUISA SEMPRE PRESENTE - TRÊS MARIAS, MG
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
O ENTORNO DA CIDADE DE TRÊS MARIAS, MG
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
Foto - Thymonthy Becker
A REPRESA DE TRÊS MARIAS EM TRÊS MARIAS, MG
foto - ?
foto - ?
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE TRÊS MARIAS, MINAS GERAIS 



VALEU PELA VISITA. ATÉ A PRÓXIMA

Fonte / Fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Portal do Governo de Três Marias / Wikipédia / 

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Baependi é um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade. Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares. A religiosidade ocupa lugar de destaque como um dos fatores que mais atraem os visitantes, uma vez que Baependi foi o lugar onde a serva de Deus, Nhá Chica, concedeu suas graças, hoje em dia inúmeras romarias de diversas partes do país têm como destino o Santuário de Nhá Chica, onde também se encontram seus restos mortais.

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Será que tem gremista em Colorado? Claro que tem. Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O município tem como base da economia a produção agrícola. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. Destes, Capitólio se destaca por oferecer as melhores opções de serviços e infraestrutura turística. Os passeios náuticos, os esportes aquáticos, a pesca esportiva e a exuberância natural são pontos fortes da região, que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, onde nasce o Rio São Francisco, o "Velho Chico". O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias. Desses, surgiram os “brasilienses”, o gentílico usado para quem nasceu aqui e adotado por quem veio de fora e assumiu a cidade como sua.

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras. De frente para a Baía da Guanabara, Niterói mostra que a vista para a cidade do Rio não é o único atrativo. Além de oferecer, na sua face voltada para o alto mar, trechos de areia ideais para quem quiser fugir do agito de Ipanema e Copacabana, o município começa a explorar o legado das construções assinadas por Oscar Niemeyer, entre elas o famoso Museu de Arte Contemporânea.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.