sábado, 18 de março de 2017

ALÉM PARAÍBA, MINAS GERAIS - Cercada pela belíssima Mata Atlântica e um museu a céu aberto com muitas histórias pra contar




CONHEÇA A CIDADE DE "ALÉM PARAÍBA", MINAS GERAIS, BRASIL
Foto - Viajante FLA
Foto - PMAP
Locomotiva a vapor n° 51 em Além Paraíba, MG
A Locomotiva 51 foi incorporada pela Estrada de Ferro Leopoldina vinda do ramal da Estrada de Ferro Pirapetinga, após a encampação desta. Em Além Paraíba a locomotiva era utilizada no transporte fúnebre entre a Estação de Porto Novo e São José. Há vários anos a Locomotiva 51 encontra-se em processo de reforma dentro das oficinas de Porto Povo através da iniciativa da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária – Regional Porto Novo, que pretende implantar um trem turístico na região, após o término dos trabalhos na locomotiva.
Foto - PMAP
Foto - PMAP
Foto - PMAP
BEM VINDO A CIDADE DE ALÉM PARAÍBA. O PORTO NOVO
foto - Eduardo M. Rocha
População estimada 2016 (1) - 35.795
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 510,250
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 67,30
Código do Município 3101508
Gentílico - além-paraíbano
Prefeito 2017 / MIGUEL BELMIRO DE SOUZA JUNIOR
ORIGEM DO NOME
O primeiro nome quando se tornou cidade foi "São José de Além Paraíba", porém devido ao fato de haver no interior de São Paulo urna cidade com o mesmo nome (hoje São José dos Campos). Passou para Além Paraíba.
O nome eh uma referência ao rio Paraíba do Sul e o fato da cidade estar na margem oposta da margem do estado do Rio de Janeiro.

Gentílico: além-paraíbano
Histórico
Além Paraíba
Minas Gerais - MG
HISTÓRICO
O TERRITÓRIO em que hoje se ergue o Município de Além Paraíba foi, primitivamente, habitado pelos índios Puris, Cropós e Croatos. A colonização foi dificultada pela extensa mata e por ter sido o terreno interdito à exploração - Áreas Proibidas - meio de coibir o contrabando de ouro das "minas gerais". Estas rotas eram usadas por contrabandistas para desviarem da fiscalização dos Registros “Postos de arrecadação” existentes na via oficial, o Caminho Novo (integrantes da Estrada Real), que passava a poucas léguas da região.
Algumas trilhas cruzavam os territórios atualmente ocupados pelos municípios de Além Paraíba, Santo Antônio do Aventureiro , Estrela Dalva, Pirapetinga e Volta Grande. Entre os usuários destas variantes ilegais merece destaque Manoel Henriques - cognominado o “Mão de Luva” - chefe de um grupo que garimpava ouro, sem a permissão da Coroa, nos vizinhos Sertões de Macacu das Áreas Proibidas, localizados na Serra Fluminense, à qual tinha acesso atravessando o então caudaloso Rio Paraíba.
Em 1784, o Governador de Minas, Dom Luiz da Cunha Menezes, mandou um Regimento para fazer um minucioso inventário geográfico da região, avaliando o potencial de minerais preciosos; os rios; as montanhas e caminhos existentes; o número de povoações e de habitantes; além de abrir novas estradas e criar Novos Registros, Rondas e Patrulhas, etc. O comandante da missão era o Sargento-mor Pedro Afonso Galvão de São Martinho, tendo como responsável técnico o perito Alferes Joaquim José da Silva Xavier - o Tiradentes. O Regimento construiu os Registros de Porto do Cunha, Louriçal e Ericeia, ao longo da estrada que construíram às margens do Rio Paraíba do Sul em direção ao Registro de Paraíbuna e ao Porto de Menezes - localizados nas proximidades das atuais Matias Barbosa e Juiz de Fora. O nome Porto do Cunha foi uma homenagem do Sargento-mor ao Governador mineiro. Este porto deu origem a um dos núcleos que formaria a cidade de São José d!Além Parahyba.
As correntes migratórias, provocadas pelo fim do Ciclo do Ouro, em meados do século XIX, visavam a exploração da lavoura e ao estabelecimento de relações comerciais entre o interior e os núcleos urbanos mais próximos ao litoral. 
Porto do Cunha, hoje centro comercial da cidade, constituía ponto básico para o transporte de pessoas e mercadorias entre as margens mineira e fluminense do rio Paraíba do Sul. 
Por volta de 1818, instalou-se em Porto Novo do Cunha o padre Miguel Antônio de Paiva, construindo a primeira capela, onde se formou o núcleo de habitações que viria a constituir a Cidade de Além Paraíba. 
A chegada da Estrada de Ferro Central do Brasil e a da Estrada de Ferro Leopoldina deram novo impulso ao núcleo, criando empregos e intensificando as relações comerciais. 
Em 1890, a linha de bondes, unindo Porto Novo a São José e servindo, também, a Vila Laroca (ex-Limoeiro), colocou Além Paraíba entre as primeiras cidades brasileiras a utilizar esse meio de transporte. 
A partir do início do século XX, a economia municipal apoiou-se, cada vez mais, no desenvolvimento da indústria, o que contribuiu para ampliar o comércio local. 
Gentílico: além-paraibano
AQUI A SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA em Além Paraíba, MG
foto - Raymundo P. Netto
IGREJA DE SÃO JOSÉ em Além Paraíba, MG
Uma das mais belas construções arquitetônicas do município, tem como padroeiro São José.
foto - Raymundo P. Netto
IGREJA DE SANTA RITA DE CÁSSIA em Além Paraíba, MG
foto - Raymundo P. Netto
IGREJA DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO em Além Paraíba, MG
foto - Raymundo P. Netto
foto - ?
NA DIVISA COM O ESTADO DO RIO DE JANEIRO em Além Paraíba, MG
foto - Raymundo P. Netto
ESTAÇÃO FERROVIÁRIA em Além Paraíba, MG
foto - Raymundo P. Netto
Prédio do Escritório da EFL em Além Paraíba, MG
O prédio construído para ser escritório da Estrada de Ferro Leopoldina foi tombado pela Lei Municipal nº 1.829 de 14 de abril de 1998. Localizado no complexo das oficinas de Porto Novo tinha como objetivo abrigar as funções administrativas da estrada de ferro.
foto - Montanha
ESTAÇÃO DE PORTO NOVO em Além Paraíba, MG
A Estação de Porto Novo do Cunha - mas tarde simplificado para Porto Novo - foi inaugurada em 1871 pela Estrada de ferro Dom Pedro II como Estação Terminal do ramal de Porto Novo. 
O prédio, um dos mais bonitos do Brasil em termos de estações ferroviárias, e á um projeto em andamento para que os Torreões sejam reformados.
foto - Raymundo P. Netto
foto - Eduardo M. Rocha
ESTAÇÃO DE PORTO VELHO em Além Paraíba, MG (Estação de Simplício)
A Estação de Simplício, denominada anteriormente Estação da Conceição foi inaugurada em 1871, pela Estrada de Ferro Dom Pedro II no ramal de Porto Novo.Seu nome foi alterado para Simplício em homenagem a um fazendeiro do local, Simplício José Ferreira da Fonseca.A estação, hoje isolada, já teve um enorme armazém de café com cerca de 60 metros de comprimento. No passado existiu a sua volta um povoado que se esvaziou com o crescimento das cidades próximas.
foto - Luciano Ferreira
CONHEÇA UM POUCO MAIS DA CIDADE DE ALÉM PARAÍBA, MG
foto - francisco Filippi
foto - Luciano Ferreira
foto - Francisco Filippi
foto - Raymundo P. Netto
Coreto de São José em Além Paraíba, MG
Localizado na Praça Coronel Breves, no bairro de São José junto ao Paço Municipal, o coreto foi utilizado durante anos para as apresentações artísticas e culturais das inúmeras bandas do município de Além Paraíba, sendo utilizado também como palanque eleitoral por muitos políticos, testemunhando momentos importantes da vida política da cidade. Resistindo bravamente ao tempo é atualmente o único coreto existente no município.
foto - Francisco Filippi
foto - Eduardo M. Rocha
foto - Jorge A. Ferreira JR
foto - Montanha
foto - Eduardo M. Rocha
foto - Francisco Filippi
foto - Francisco Filippi
foto - Francisco Filippi
foto - Francisco Filippi
foto - Francisco Filippi
foto - Francisco Filippi
foto - Francisco Filipe
ENTORNO DA CIDADE de Além Paraíba, MG
foto - Eduardo M. Rocha
PONTE SOBRE O RIO PARAÍBA DO SUL em Além Paraíba, MG
foto - Eduardo M. Rocha
Ponte Preta em Além Paraíba, MG
Construída para atender ao ramal de Sumidouro que surgiu da compra da Companhia Estrada de Ferro do Sumidouro pela Estrada de Ferro Leopoldina, em 1885, logo depois da abertura ao tráfego entre Melo Barreto e a fazenda Bella Joana.
foto - Francisco Filippi
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE ALÉM PARAÍBA, MINAS GERAIS
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE ALÉM PARAÍBA, MINAS GERAIS 


VALEU PELA VISITA. SEMPRE


Fonte / Fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Portal do Governo de Além Paraíba / Wikipédia / alemparaibatube.com / 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana