Pular para o conteúdo principal

TORRE EIFFEL, CHAMP de MARS, 5 AVENUE ANATOLE FRANCE, 75007 PARIS, FRANÇA - Possivelmente o ícone turístico mais reconhecível do mundo, a Torre Eiffel, de 324 metros de altura (contando sua antena de TV) chegou a ser demonizada à época de sua construção, para a Exposição Universal de 1889. Os críticos, entre eles muitos artistas, não concebiam a moderníssima estrutura de quase 10 mil toneladas de ferro fazendo parte do skyline da capital. A obra de Gustave Eiffel nunca deixou de ser debatida, mas hoje seria impossível imaginar a beleza e a variedade arquitetônica parisiense sem o monumento, seu principal cartão-postal e até hoje já visitado por aproximadamente 250 milhões de pessoas (75% delas não francesas).




CONHEÇA O MONUMENTO "TORRE EIFFEL", PARIS, FRANÇA - DA JANELA DO TREM
Paris, França (1900/ 1924)
mesmo dividindo atenções com a Exposição Universal Internacional, que acontecia simultaneamente com os jogos na capital parisiense, a primeira edição das Olimpíadas na cidade ficou marcada por dois fatos importantes: a entrada das mulheres em jogos coletivos e a primeira medalha de ouro dada a um latino-americano. Com apenas 16 anos, o esgrimista cubano Ramón Fonst subiu no lugar mais alto do pódio na categoria Espada.
Já em sua segunda edição, os uruguaios criaram a volta olímpica no futebol, os britânicos tiveram o seu primeiro ouro com Harold Abrahams e o jovem estudante Johnny Weissmuller conquistou duas medalhas na natação. Anos depois ele brilharia no cinema como Tarzan, o Rei das Selvas.
Torre Eiffel, vista do Palais Challiot, com as fontes do Trocadero em primeiro plano
Paris 
Auguste Rodin eternizou em mármore um terno beijo que em outras paragens causariam perplexidade. Robert Doisneau gravou em preto e branco, em frente ao Hotel de Ville, o mais belo toque de lábios dos anos 1950. Para estas duas obras de arte, o mesmo destino: Paris. Aqui casais se enroscam nas mesas dos cafés estendidos sobre os bulevares Saint Germain e Saint Michel. Heloísa e Abelardo entregaram-se um ao outro em Notre-Dame. Rapazes românticos fazem propostas de casamento a garotas roxas de vergonha no Palais de Chaillot (foto). 
Difícil achar um lugar que inspire mais beijos do que aqui. É a campeão de nossa lista
Possivelmente o ícone turístico mais reconhecível do mundo, a Torre Eiffel, de 324 metros de altura (contando sua antena de TV) chegou a ser demonizada à época de sua construção, para a Exposição Universal de 1889. Os críticos, entre eles muitos artistas, não concebiam a moderníssima estrutura de quase 10 mil toneladas de ferro fazendo parte do skyline da capital. A obra de Gustave Eiffel nunca deixou de ser debatida, mas hoje seria impossível imaginar a beleza e a variedade arquitetônica parisiense sem o monumento, seu principal cartão-postal e até hoje já visitado por aproximadamente 250 milhões de pessoas (75% delas não francesas).
A torre possui duas plataformas de observação, uma no segundo andar (115 metros de altura) e outra no topo (324 metros). Para chegar à plataforma superior paga-se um valor adicional, mas de lá é possível ter uma vista de 360 graus da capital parisiense e de seus arredores. Nos dias de céu limpo, o panorama pode chegar a mais de 60 quilômetros de distância. Para se chegar aos dois primeiros andares (o primeiro está a 57 metros do solo), é possível subir as escadas, totalizando 704 degraus. Aos seus pés estarão, prontamente reconhecíveis, os jardins do Campo de Marte e da Escola de Militar (no lado sudeste) -- onde estudou o jovem cadete Napoleão Bonaparte -- e o edifício em forma de abraço do Palais Chaillot (noroeste). Um pouco mais distante será possível reconhecer as Tulherias, o Arco do Triunfo, a cúpula do Hotel des Invalides e o Sacre Coeur. 
Torre Eiffel, vista a partir das fontes do Palais Chaillot
A vista da Torre Eiffel a partir do Palais Chaillot é uma das mais populares entre os turistas.
No topo da Torre Eiffel há um bar que serve champanhe, enquanto que no segundo andar fica o estrelado (e caríssimo) restaurante Jules Verne. No primeiro andar, além do restaurante 58 Tour Eiffel, está uma pequena exposição sobre a história de Gustave Eiffel e da própria torre.
Vista de uma das pernas da torre Eiffel, em Paris
Vista da Paris com a Torre Eiffel à esquerda
TORRE EIFFEL
foto - Wikipédia
A TORRE EIFFEL (EM FRANCÊS: TOUR EIFFEL, /TUʀ ƐFƐL/)
foto - Wikipédia
É UMA TORRE TRELIÇA DE FERRO DO SÉCULO XIX LOCALIZADA NO CHAMP DE MARS, EM PARIS, QUE SE TORNOU UM ÍCONE MUNDIAL DA FRANÇA E UMA DAS ESTRUTURAS MAIS RECONHECIDAS NO MUNDO.
A TORRE EIFFEL, QUE É O EDIFÍCIO MAIS ALTO DE PARIS, É O MONUMENTO PAGO MAIS VISITADO DO MUNDO, MILHÕES DE PESSOAS SOBEM À TORRE CADA ANO. NOMEADA APÓS O SEU PROJETISTA, O ENGENHEIRO GUSTAVE EIFFEL, A TORRE FOI CONSTRUÍDA COMO O ARCO DE ENTRADA DA EXPOSIÇÃO UNIVERSAL DE 1889.
foto - Wikipédia
A TORRE POSSUI 324 METROS DE ALTURA. FOI A ESTRUTURA MAIS ALTA DO MUNDO DESDE A SUA CONCLUSÃO ATÉ 1930, QUANDO PERDEU O POSTO PARA O CHRYSLER BUILDING, EM NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS. NÃO INCLUINDO AS ANTENAS DE TRANSMISSÃO, A TORRE É A SEGUNDA ESTRUTURA MAIS ALTA DA FRANÇA, ATRÁS APENAS DO VIADUTO DE MILLAU, CONCLUÍDO EM 2004. A TORRE TEM TRÊS NÍVEIS PARA OS VISITANTES. OS INGRESSOS PODEM SER ADQUIRIDOS NAS ESCADAS OU ELEVADORES DO PRIMEIRO E DO SEGUNDO NÍVEL. A CAMINHADA PARA O PRIMEIRO NÍVEL É SUPERIOR A 300 DEGRAUS. O TERCEIRO E MAIS ALTO NÍVEL SÓ É ACESSÍVEL POR ELEVADOR.
foto - Wikipédia
DO PRIMEIRO ANDAR VÊ-SE A CIDADE INTEIRA, TEM SANITÁRIOS E VÁRIAS LOJAS E O SEGUNDO NÍVEL TEM UM RESTAURANTE. APESAR DE TER TRÊS NÍVEIS SÓ SE PODE IR ATÉ AO SEGUNDO NÍVEL.
A TORRE TORNOU-SE O SÍMBOLO MAIS PROEMINENTE DE PARIS E DA FRANÇA. A TORRE É UMA PARTE DO CENÁRIO CARACTERIZADO EM DEZENAS DE FILMES QUE SE PASSAM EM PARIS. SEU ESTATUTO DE ÍCONE É TÃO DETERMINADO QUE AINDA SERVE COMO UM SÍMBOLO PARA TODO O PAÍS, COMO QUANDO ELA FOI USADA COMO O LOGOTIPO DA CANDIDATURA FRANCESA PARA SEDIAR OS JOGOS OLÍMPICOS DE VERÃO DE 1992.
foto - Baixaki
INAUGURADA EM 31 DE MARÇO DE 1889, A TORRE EIFFEL FOI CONSTRUÍDA PARA HONRAR O CENTENÁRIO DA REVOLUÇÃO FRANCESA. ERA PARA SER UMA ESTRUTURA TEMPORÁRIA, MAS TOMOU-SE A DECISÃO DE NÃO DESMONTÁ-LA. O GOVERNO DA FRANÇA PLANEJOU UMA EXPOSIÇÃO MUNDIAL E ANUNCIOU UMA COMPETIÇÃO DE DESIGN ARQUITETÔNICO PARA UM MONUMENTO QUE SERIA CONSTRUÍDO NO CAMPO DE MARTE, NO CENTRO DE PARIS. MAIS DE CEM DESIGNS FORAM SUBMETIDOS AO CONCURSO. O COMITÊ DO CENTENÁRIO ESCOLHEU O PROJETO DO ENGENHEIRO GUSTAVE EIFFEL (1832-1923), DE QUEM HERDARIA O NOME.
foto - Wikipédia
PEDESTAL DA TORRE
foto - Wikipédia
O RESTAURANTE DA TORRE
foto - Wikipédia
foto - Wikipédia
foto - Wikipédia
EIFFEL, UM NOTÁVEL CONSTRUTOR DE PONTES, ERA MESTRE NAS CONSTRUÇÕES METÁLICAS E HAVIA DESENHADO A ARMAÇÃO DA ESTÁTUA DA LIBERDADE, ERGUIDA POUCO ANTES NO PORTO DE NOVA IORQUE. QUANDO O CONTRATO DE VINTE ANOS DO TERRENO DA EXPOSIÇÃO MUNDIAL (DE 1889) EXPIROU, EM 1909, A TORRE EIFFEL QUASE FOI DEMOLIDA, MAS O SEU VALOR COMO UMA ANTENA DE TRANSMISSÃO DE RÁDIO A SALVOU. OS ÚLTIMOS VINTE METROS DA TORRE CORRESPONDEM À ANTENA DE RÁDIO QUE FOI ADICIONADA POSTERIORMENTE.
AO TODO, DESDE A ABERTURA, JÁ RECEBEU UM TOTAL DE 244 000 000 DE VISITANTES.
ATUALMENTE, A TORRE É VISITADA ANUALMENTE POR 6 900 000 DE PESSOAS.
A Torre Eiffel já está aberta ao público há 126 anos
INFORMAÇÕES
Horário de funcionamento:
Jan/16jun: 9h30/23h; 17jun/28ago: 9h/0h; 29ago/31dez: 9h30/23h
Formas de pagamento:
Segundo andar (€ 8, 50 - de elevador, € 5 - de escada; adultos); Topo (€ 14; adultos). Jovens de 12 a 24 anos e crianças de 4 a 11 anos possuem descontos progressivos. Menores de 4 anos não pagam.
Sua iluminação muda de acordo com a época do ano e datas especiais
Avenue Anatole, 5, Champ de Mars
+33 (1) 4411-2323
www.tour-eiffel.fr

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



fonte dos textos e fotos: viajeaqui.abril.com.br / Wikipédia / Thymonthy Becker / Divulgação /

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem