Pular para o conteúdo principal

PARQUE NACIONAL DO UBAJARA, CEARÁ - Um oásis em meio ao sertão cearense, características ímpares para pesquisas e rico em biodiversidade. A paisagem do Parque Nacional de Ubajara (CE) é cheia de contrastes: trata-se de uma serra úmida e verdejante numa região semiárida, também com trechos de caatinga. Sua principal atração é a Gruta de Ubajara, repleta de estalactites e estalagmites. É possível conhecê-la em meia hora - são oito salões iluminados artificialmente. O limite de visitação é de 300 pessoas por dia em grupos de 12 pessoas a cada 15 minutos, e todas as visitas são feitas com acompanhamento de guia




CONHEÇA O "PARQUE NACIONAL DO UBAJARA", CEARÁ, BRASIL -  DA JANELA DO TREM
Com um clima de serra, mas com jeito de caatinga, a temperatura média anual do parque fica entre 20 e 22º. O bondinho suspenso em cabos de aço transporta os visitantes pelo parque por 550 metros - o meio de transporte também é usado por moradores da região para subir ou descer a serra
HISTÓRIA DO PARQUE NACIONAL DO UBAJARA, CEARÁ
Consta que no final da década de cinqüenta, durante uma visita que fez ao Horto Florestal de Ubajara, o então Diretor do Serviço Florestal do Ministério da Agricultura, Dr. David Azabuja, juntamente com sua comitiva, foi convidado a fazer uma visita de reconhecimento à Gruta de Ubajara. Durante a sua estadia, encantado com a beleza e os atributos excepcionais da caverna, bem como da belíssima paisagem existente em seu entorno, teria prometido envidar todos os esforços junto aos seus superiores hierárquicos, visando tornar possível à criação de um Parque Nacional, com a finalidade de garantir a integridade e o processo de evolução do conjunto de formações geológicas existentes em Ubajara.
Tudo indica que o Dr. David Azambuja levou a bom termo a sua promessa, pois no dia 30 de abril de 1959 era assinado pelo Presidente da República, Juscelino Kubtschek de Oliveira, o Decreto Nº 45.954 criando no município de Ubajara o Parque Nacional, que como os demais parques existentes, ficaria subordinado à Seção de Parques e Florestas Nacionais, do Serviço Florestal do Ministério da Agricultura.
UM POUCO DO PARQUE NACIONAL DO UBAJARA, CEARÁ
A paisagem do Parque Nacional de Ubajara (CE) é cheia de contrastes: trata-se de uma serra úmida e verdejante numa região semiárida, também com trechos de caatinga. Sua principal atração é a Gruta de Ubajara, repleta de estalactites e estalagmites. É possível conhecê-la em meia hora - são oito salões iluminados artificialmente. 
O limite de visitação é de 300 pessoas por dia em grupos de 12 pessoas a cada 15 minutos, e todas as visitas são feitas com acompanhamento de guia (R$ 5). 
Cachoeira artificial no Parque Nacional de Ubajara, no Ceará
Detalhe da cachoeira artificial no Parque Nacional de Ubajara, no Ceará
Há duas maneiras de chegar à Gruta do Ubajara. A mais comum é pelo teleférico (funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 15h. A entrada custa R$ 8), cujo percurso tem visão panorâmica da floresta de babaçus. Outra forma é fazer a trilha de 7 km, que exige cerca de três horas de caminhada difícil. No caminho há um mirante com vista para o cânion do Rio Cafundó. 
Vista geral do Parque Nacional Ubajara, no Ceará
Acesso 
O parque fica a 4 km do Centro de Ubajara (CE). O acesso, todo asfaltado, é pela Estrada do Teleférico. 
Melhor época 
De julho a dezembro. O acesso à trilha longa é suspenso nos dias mais chuvosos, entre janeiro e maio. 
Visão do parque do Mirante Samambaia

PARQUE NACIONAL DE UBAJARA, CEARÁ
O Parque Nacional de Ubajara apresenta características ímpares para pesquisas, por conter em espaço tão próximo, dois ecossistemas tão diferenciados - mata úmida e mata seca - vale dizer, um ambiente de considerável ocorrência de chuvas e um ambiente semi-árido, a caatinga. Um terceiro ambiente constitui a passagem entre os dois primeiros, a transição entre as matas, úmida e seca, rico em biodiversidade por conter elementos dos outros dois. 
Entrada da Trilha Samambaia. Eh preciso vigor físico para percorrer toda a trilha
Tem como objetivo básico a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e interpretação ambiental, de recreação em contato com a natureza e de turismo ecológico. 
Com base nos Objetivos do Sistema Nacional de Unidades de Conservação e nos novos conhecimentos obtidos sobre a área, estão aqui relacionados os objetivos específicos de manejo do Parque Nacional de Ubajara, levando em consideração a sua categoria de manejo e as especificidades de sua natureza e características. 
Passarela da Trilha Samambaia que leva ao Mirante Samambaia
SOBRE O PARQUE 
O Parque Nacional de Ubajara, no Ceará, Unidade de Conservação de Proteção Integral, localizado no município de Ubajara, está aberto à visitação, onde dispõe de alguns atrativos tais como: trilhas, grutas e cachoeiras. Se encontra instalado no interior do Parque, um Teleférico (bondinho), o qual é administrado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Turismo - SETUR. 
O Mirante Gameleira de onde se tem uma vista geral do Parque Nacional de Ubajara, Ceará
Do Mirante Gameleira pode-se ver a pequena cidade de Ubajara, porta de entrada para o Parque Nacional de Ubajara, Ceará
A Cachoeira do Gavião é a paisagem mais conhecida do parque
A cachoeira vista do Mirante Gameleira no Parque Nacional de Ubajara, Ceará
A cidade de Ubajara e o Leito do Rio Ubajara no Parque Nacional de Ubajara, Ceará
O Teleférico (bondinho) fica suspenso em cabos de aço, onde faz um trajeto de 550 metros, entre a Estação Superior e Inferior. O bondinho é utilizado pelos visitantes que pretendem visitar a Gruta de Ubajara, única aberta à visitação, ou até mesmo, para aqueles visitantes que pretendem, somente fazer o passeio no bondinho, apreciando as belezas naturais que o Parque propicia. O teleférico é utilizado, também, pelos moradores da Distrito de Araticum, município de Ubajara, os quais utilizam como meio de transporte. 
Esta Cachoeira fica em Baixo do Mirante Gameleira no Parque Nacional de Ubajara, Ceará
QUANDO IR 
O Parque Nacional de Ubajara dispõe de atrativos naturais, que durante os períodos de férias escolares e feriados prolongados, o fluxo de visitação é bastante intenso. 
Para o visitante que gosta de um ambiente calmo, a melhor época para visitar o Parque é durante os meses de fevereiro a junho, com exceção dos feriados de Carnaval e Semana Santa, onde a visitação média é de 1.500 visitantes/dia. O outro período é de agosto a novembro. 
Vale ressaltar que durante o período de janeiro a junho, o clima oscila entre 16 e 18 graus, durante a noite, e, durante o dia, entre 20 e 24 graus. Já durante o período de julho a dezembro, a temperatura média é de 28ºC, durante o dia e de 19ºC, durante a noite. 
Portão de entrada do Parque Nacional de Ubajara, Ceará
Do Mirante se tem uma visão geral do Parque Nacional de Ubajara, Ceará
ATRATIVOS DO PARQUE NACIONAL DO UBAJARA, CEARÁ
A grande atração do Parque Nacional de Ubajara é a Gruta de Ubajara, a qual está situada em uma depressão de 535 metros, com relação à Plataforma Superior do Teleférico. O Acesso à Gruta, o visitante pode optar pela Trilha, com uma extensão de 7 km por trilha em pedra tosca, bastante ingrime. O percurso é feito em média, por 4 horas de caminhada. A outra opção, é pelo Teleférico, com um percurso de 550 metros, com duração de 3 minutos. 
Do Mirante Teleférico você vê todo o Parque Nacional Ubajara, Ceará incluindo as pequenas cidades de Ubajara e Viçosa
O passeio pela trilha, o visitante pode se deslumbrar com as belezas existentes no Parque, tais como fauna, flora, riachos e cachoeiras, assim como pode tomar um belíssimo banho na Cachoeira do Cafundó ou Rio das Minas. O visitante pode se deslumbrar, ainda, com a visão panorâmica do Parque, através do Mirante que está localizado às margens do Riacho Gameleira e na borda da Chapada, dentro da área do Parque. 
O Teleférico leva o visitante ao ponto mais alto do Parque Nacional Ubajara, Ceará. A pé seria uma subida de 7 km.
Para o visitante que não tem interesse ou tem problemas de saúde ou fobia a altura ou ambiente fechado, ele tem a opção de ter acesso a Cachoeiras e Mirantes. O passeio até o Mirante é em trilha por meio da floresta com uma extensão de aproximadamente de 1,5 km em trilha bastante suave. Até o Cafundó, a trilha tem uma extensão de aproximadamente 3,0 km.
O passeio à Gruta é realizado com o acompanhamento de Guias, os quais tem autorização do ICMBio, através do Parque Nacional de Ubajara, para realizarem tal atividade. A Gruta de Ubajara tem uma extensão de 1.200 metros com aproximadamente 75 metros de profundidade, em relação à entrada, mas o visitante só tem acessoa uma extensão de aproximadamente 450 metros, entre galerias, com um desnível de 35 metros de profundidade. 
A Gruta de Ubajara recebe iluminação artificial, gerando sombras peculiares nos paredões de pedra
O passeio de bondinho, que termina na Gruta de Ubajara, proporciona belas vistas do Parque Nacional
Todo o interior da Gruta é totalmente escuro e que o trajeto é iluminado por refletores e alimentados por energia elétrica. A iluminação foi implantada em 1992, com a reforma do Teleférico, o qual ocorreu, também, no mesmo período. Considerando que na época o sistema de iluminação implantado se tratava do mais moderno, encontrado no mercado, atualmente o sistema se encontra precário, tendo em vista que não existe mais peça de reposição no mercado. 
A Gruta do Parque Nacional Ubajara, Ceará eh protegida por lei. Nada pode ser retirado ou deixado no local
O visitante, além das trilhas, mirante, gruta e cachoeiras, pode fazer um passeio no teleférico, independente de fazer o percurso na caverna. O equipamento é operacionalizado pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Turismo - SETUR, onde é responsável, também, por sua manutenção.
Apesar de ser quilométrica, o visitante só tem acesso a uma extensão de aproximadamente 450 metros, entre galerias, com um desnível de 35 metros de profundidade
O QUE FAZER 
O Parque Nacional de Ubajara, dispõe das Trilhas: Ibiapaba, Samambaia e Ubajara/Araticum. A Trilha da Ibiapaba tem uma extensão de aproximadamente de 300 metros, a qual tem início na Portaria Principal do Parque (Portão Neblina) e segue paralela à Estrada de Asfalto que dar acesso ao Estacionamento Interno do Parque. 
A Gruta de Ubajara tem uma extensão de 1.200 metros com aproximadamente 75 metros de profundidade, em relação à entrada
Já a Trilha da Samambaia tem uma extensão de aproximadamente de 1,5 km, até ao Mirante, onde o visitante pode deslumbrar da vista Panorâmica, onde tem visão de uma grande parte da área do Parque. Retornando do Mirante, em direção à Trilha da Samambaia e dando continuidade ao trajeto, dar acesso à Trilha Ubajara/Araticum e aproximadamente 10 metros se tem acesso ao Circuito das Cachoeiras, onde o visitante pode ter acesso à Cachoeira do Cafundó e aí se deleitar com um excelente banho de água fria. 
Você pode nadar nas Cachoeiras do Parque Nacional de Ubajara, Ceará, lembrando que as águas são muito frias.
Para o visitante que gosta de caminhar, este ainda poderá fazer um percurso de 7 km por trilha em pedra tosca, bastante ingrime em grande parte do trajeto e se deleitar com as belas formações rochosas dentro da Gruta de Ubajara e finalizando com um excelente passeio pelo Teleférico (bondinho)
ORIENTAÇÕES 
O Parque é aberto à visitação das terças aos domingos de 8h00min às 17h00min. A visita à Gruta inicia às 9h00min e encerra às 15h00min. O Teleférico funciona das 9h00min às 15:00min, sendo que encerra as descidas às 14h30min. 
IMPORTANTE: 
O teleférico está parado por tempo indeterminado.
O visitante deverá usar calçado adequado para os passeios às trilhas, cachoeiras e gruta, ou seja, tênis ou bota. 
O visitante não deverá sair das trilhas, pois o Parque é responsável pela preservação do ambiente e o visitante ao adentrar a mata, poderá ser picado por cobras ou escorpiões. Logo, permanecendo na trilha, o risco é minimo de picadas de animais peçonhentos, pois até a presente data não temos nenhum registro de pessoas atingidas por animais.. 
Nos períodos de Feriados prolongados; meses de: julho, dezembro e janeiro, o visitante deverá entrar em contato com a COOPTUR para agendar sua visita à Gruta, tendo em vista a capacidade de visitação se limita a 300 pessoas/dia, com intervalo de 15 minutos entre grupos, com um limite máximo de 12 pessoas p/grupo.
Para agendar a visita, o visitante deverá entrar em Contato com o Sr. Alex através do fone (88) 99942-3051 ou Welio (88) 99937-5544 , Wesley (88) 99921-3266, os quais são da Cooperativa de Trabalho, Assistência ao Turismo e Prestação de Serviços Gerais - COOPTUR, que presta os serviços de guiagem dentro da área do Parque Nacional de Ubajara. 
A caminhada às trilhas se incia às 08h00min e encerra às 16h00min, com intervalos de 1 hora entre grupos. Cada grupo deverá ser composto de de até 15 pessoas.
ATRIBUTOS NATURAIS DO PARQUE NACIONAL DO UBAJARA, CEARÁ
Clima 
A temperatura média anual varia entre 20 e 22º na Serra da Ibiapaba (local onde está localizado o Parque Nacional de Ubajara) e em torno de 24 a 26º na depressão periférica. Junho e julho são geralmente os meses de temperatura mais amena. Os meses de outubro e novembro destacam-se como os mais quentes do ano. 
O Parque Nacional de Ubajara, no Ceará, contem dois ecossistemas diferentes - de mata úmida e mata seca
Espeleologia, Paleontologia e Arqueologia 
O Parque Nacional de Ubajara é responsável pela preservação e conservação de 11 (onze) Cavernas, onde se desta a Gruta de Ubajara, por ser aberta a visitação. É responsável, também, pela Gruta do Urso Fóssil, a qual conserva o Fóssil de Um Urso.
A grande atração do parque é a Gruta de Ubajara, que pode ser acessada por uma trilha íngreme de 7 km ou pelo teleférico (bondinho)
Fauna
O levantamento faunístico do Parque Nacional de Ubajara incluiu os grupos Insecta (Ordens Lepidoptera, Coleoptera, Diptera, Hymenoptera, Hemiptera e Homoptera) e vertebrados das Classes Amphibia, Reptilia, Aves e Mammalia. Quanto aos grupos Crustacea (Classe Malacostraca: Ordem Decapoda), Arachnida (Araneae, Opiliones, Amblypygi e Acari) e Mollusca (Ordem Gastropoda: Subclasse Pulmonata) foram realizados apenas levantamentos preliminares, devido ao pequeno número de coletas.
A comprida Cachoeira do Gavião é a paisagem mais conhecida do parque
Geologia 
O Parque Nacional de Ubajara, geologicamente é composto pelo Grupo Ubajara, Domínio Coreaú e Formação Serra Grande
Geomorfologia 
A área do Parque Nacional de Ubajara se enquadra nos domínios da Depressão Periférica Ocidental do Ceará e Planalto da Ibiapaba (Souza, 1988). Este conjunto engloba os anquimetamorfitos do Grupo Ubajara, os quais ocorrem na depressão periférica e continuam na encosta oriental do planalto, recobertos pelos arenitos da Formação Serra Grande.
Hidrografia/Hidrologia 
O Rio Ubajara tem suas nascentes que deságuam no Parque Nacional de Ubajara, o qual tem fundamental importância para o referido Rio, haja vista que as nascentes estão inseridas fora da área e este se responsabiliza em efetuar a filtração da água dos riachos: Gameleira, Cafundó, Gavião e Muribeca
Solos 
Na área do Parque Nacional de Ubajara não se pode identificar, facilmente, os limites entre as três classes de solo que compõe o planalto da Ibiapaba: Latossolo vermelho-amarelo distrófico; Podzólico vermelho-amarelo eutrófico; e Solos litólicos. Pode se localizar, em certas localidades, manchas ou misturas de mais de um tipo de solo
Vegetação 
Em se tratando de uma Unidade de Conservação, o Parque Nacional de Ubajara (PNU), se constitui em uma área ecologicamente importante para o Ceará, com uma área de 6.288 ha de exuberantes faixas vegetacionais, onde o primeiro estudo sobre a sua vegetação foi desenvolvido por Fernandes (1979). No referido levantamento florístico, os autores assinalaram, nas faixas vegetacionais do Parque Nacional de Ubajara, 283 espécies distribuídas em 83 táxones a nível de família, sendo que 74 foram identificadas por seus binômios e as demais até o táxon genérico. Os grupos taxonômicos mais representativos foram pertencentes às seguintes famílias botânicas: Fabaceae, Caesalpinaceae, Mimosaceae, Asteraceae, Euphorbiaceae e Apocynaceae
VIÇOSA NO PARQUE NACIONAL DE UBAJARA, CEARÁ
ONDE FICAR / SUGESTÕES
NEBLINA PARK HOTEL
O Neblina Park Hotel é um Hotel de serra localizado a 500 metros do Parque Nacional de Ubajara. Hotel de serra situado em Ubajara-CE, cidade sede do Parque Nacional de Ubajara!
Avenida César Cals (88) 3634 1270 
HOTEL GRUTA DE UBAJARA
A mais próxima da entrada do Parque Nacional (50m). 
17 aptos, sendo 11 deles com AR condicionado, Cama BOX e varanda. Todos os 17 tem Frigobar, TV LED, canais por satélite e chuveiro quente. Todas as diárias incluem café da manhã completo.
Nosso café da manhã oferece mais de 20 itens diferentes. 
Temos um restaurante aberto ao público, que é especializado em Galinha Caipira , Capote, Carneiro Guizado e churrascos servido com nossa salada orgânica e a deliciosa e macaxeira frita Temos uma bebida especial a 'MARACUCHAÇA " criada e patenteada pelo proprietário e só aqui você pode degustada 100% natural, a pousada e o restaurante estão equipados com acessibilidade para pessoas com deficiência.
Avenida César Cals (88) 3634 1375 
POUSADA SÍTIO DO ALEMÃO
A pousada consiste em cinco chalés, ligados entre si por pequenos caminhos de pedra, que ficam disseminados entre as bananeiras, os pés de café, e as grandes árvores do sítio. Existem vários tamanhos de chalé: o maior tem dois quartos, cada um com uma cama de casal e uma de solteiro, e um banheiro. Mais dois deles têm um quarto só com uma cama de casal e uma de solteiro e banheiro. Os dois menores dividem um banheiro que fica perto, e têm ou uma cama de casal ou duas de solteiro. Mesmo que ficam rodeados por verde, sem qualquer barulho da cidade, ficar na pousada não é fazer Camping não! Todos os quartos têm escrivaninha, cadeiras, tomadas, e bastante luz a noite.
A diária inclui um café da manhã completo com pão, geleias e queijo caseiros e é servido num pavilhão pertinho dos chalés, a partir do qual se tem uma vista maravilhosa do sertão. Também se pode comprar lasanha caseira (em vez de ir à cidade ou a um hotel a 1 km daqui para comer), cerveja e refrigerantes.
Avenida César Cals (88) 9961 4645 
POUSADA PREOCUPAÇÃO ZERO
Proporciona a você um ambiente agradável e acolhedor a sua casa fora de casa na Serra da Ibiapaba-Ce, dispõe de 14 apartamentos no qual um é adaptado para cadeirante e atualmente todos são equipados com TV, frigobar, ventilador, suíte com ducha quente, sistema de internet Wi-fi, café da amanhã incluso na diária e estacionamento próprio e uma cozinha para as mãe que tem bebê e precisam de um espaço pra o preparo da alimentação para seus bebês com uma infraestrutura preparada para lhe oferecer tranquilidade e comodidade. Preço promocional para grupos e representantes. 
Pousada Preocupação Zero - Você em contato direto com a natureza!
Avenida César Cals (88) 3634 1125 
INGRESSOS 
O Parque Nacional de Ubajara, até o presente momento, não efetua cobrança de Ingresso. O visitante irá pagar, somente pelos serviços que irá utilizar, ou seja, passeio pelas trilhas, cachoeiras e visita à Gruta de Ubajara, assim como o passeio no Teleférico (bondinho). 
Ressaltamos que os passeios pelas Trilhas e Visitas à Gruta, obrigatoriamente tem que ser com o acompanhamento por Guia, como medida de Segurança e por falta de Sinalização. O trabalho é efetuado pela Cooperativa de Trabalho, Assistência ao Turismo e Prestação de Serviços Gerais - COOPTUR. 
Quanto à Sinalização do Parque, a Administração já está articulando com a Coordenação de Uso Público e Negócios do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio, a aquisição de recurso financeiro para a execução/implantação da sinalização do Parque
Cachoeira artificial no Parque Nacional de Ubajara, no Ceará
SERVIÇOS DE GUIAGEM 
Rotas Valor (R$) por Pessoa 
Roteiro Histórico-Cultural 5,00 
Trilha da Samambaia (Mirante) 5,00 
Trilha da Samambaia (Cafundó) 10,00 
Trilha completa(Samambaia/Cafundó/Gruta de Ubajara) 15,00 
Gruta de Ubajara - Via Teleférico (bondinho) 5,00 
Teleférico 
Taxa do Teleférico - 8,00
Informações 
No Instituto Chico Mendes: (86) 3321-1615; na sede do parque, 3634-1388; e na Secretaria de Turismo de Ubajara, 3634-2365. O parque funciona de terça a domingo, das 8h às 17h. 
PARQUE NACIONAL DE UBAJARA 
Rod da Confiança, 187 - Zona Rural - 
Ubajara/CE - CEP: 62.350-000 
TELEFONE: (88) 3634-1388



fonte dos textos e fotos: Instituto Chico mendes de Biodiversidade / viajeaqui.abril.com.br / Thymonthy Becker / portalubajara.com.br / Divulgação / 

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Baependi é um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade. Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares. A religiosidade ocupa lugar de destaque como um dos fatores que mais atraem os visitantes, uma vez que Baependi foi o lugar onde a serva de Deus, Nhá Chica, concedeu suas graças, hoje em dia inúmeras romarias de diversas partes do país têm como destino o Santuário de Nhá Chica, onde também se encontram seus restos mortais.

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Será que tem gremista em Colorado? Claro que tem. Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O município tem como base da economia a produção agrícola. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas. Cenários de belezas, cores e aromas que seduzem os turistas

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. Destes, Capitólio se destaca por oferecer as melhores opções de serviços e infraestrutura turística. Os passeios náuticos, os esportes aquáticos, a pesca esportiva e a exuberância natural são pontos fortes da região, que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, onde nasce o Rio São Francisco, o "Velho Chico". O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro.

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias. Desses, surgiram os “brasilienses”, o gentílico usado para quem nasceu aqui e adotado por quem veio de fora e assumiu a cidade como sua.

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras. De frente para a Baía da Guanabara, Niterói mostra que a vista para a cidade do Rio não é o único atrativo. Além de oferecer, na sua face voltada para o alto mar, trechos de areia ideais para quem quiser fugir do agito de Ipanema e Copacabana, o município começa a explorar o legado das construções assinadas por Oscar Niemeyer, entre elas o famoso Museu de Arte Contemporânea.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.