Pular para o conteúdo principal

GUARULHOS, SÃO PAULO - Guarulhos é conhecida no Brasil por abrigar o Aeroporto Internacional de São Paulo, um dos mais importantes do país. Caracterizada por receber visitantes em trânsito, Guarulhos possui uma infraestrutura planejada para recepcionar bem esses visitantes, que encontram ali serviços diferenciados, como os diversos hotéis com tarifas “day use”, que possibilita aos hóspedes diárias com menos tempo, apenas o suficiente para tomar banho e descansar enquanto aguardam o horário de seu voo.




CONHEÇA A CIDADE DE "GUARULHOS", SÃO PAULO, BRASIL - DA JANELA DO TREM
Foto - r7.com
Guarulhos é conhecida no Brasil por abrigar o Aeroporto Internacional de São Paulo, um dos mais importantes do país. Caracterizada por receber visitantes em trânsito, Guarulhos possui uma infraestrutura planejada para recepcionar bem esses visitantes, que encontram ali serviços diferenciados, como os diversos hotéis com tarifas “day use”, que possibilita aos hóspedes diárias com menos tempo, apenas o suficiente para tomar banho e descansar enquanto aguardam o horário de seu voo.
Além disso, a cidade possui muitas fábricas e diversos parques e praças, opções de lazer para quem vai a Guarulhos passar alguns dias. 
Se você é um desses turistas que querem explorar as atrações da cidade, conheça os pontos turísticos Guarulhos mais visitados:
MUSEU HISTÓRICO MUNICIPAL DE GUARULHOS, SP
Criado em 1960, o Museu Histórico Municipal está localizado na Praça Cícero Miranda, no Centro Cultural “Professor João Cavalheiro Salem”.
Com o objetivo de incentivar e colaborar com os estudos históricos e geográficos de Guarulhos, o museu reúne em seu acervo aproximadamente mil peças que se relacionam à fundação e toda a história da cidade. Entre as peças do acervo estão objetos de tecelagem, arte sacra, utensílios domésticos, instrumentos de precisão, folclore e instrumentos musicais. 
Para quem se interessa na história dos locais que visita, sem dúvida este é um ótimo passeio.
BOSQUE MAIA NA CIDADE DE GUARULHOS, SP
O Recanto Municipal da Árvore, mais conhecido como Bosque Maia, possui em torno de 170 mil m², caracterizando-se como o maior parque urbano da cidade. Sua grande área verde faz também com que seja classificado como o pulmão de Guarulhos. 
Fundado em 1972, o parque fica na Avenida Paulo Faccini e seu horário de funcionamento é das 6h às 22h, diariamente.
O Bosque Maia com sua beleza natural aumenta a qualidade de vida das pessoas, proporciona beleza natural e ainda é repleto de outros atrativos. O que não faltam são motivos para ir até lá: gente bonita de variadas idades, quadras de esporte, inclusive de areia, pista de bicicross e skate, trilha na mata, playgrounds, aparelhos de ginástica e para quem quer beber ou comer algo, do lado de fora tem lugares que vendem água de coco, hot dog , as opções são variadas e ainda tem os bares, cafés e restaurantes que tem na avenida Paulo Facini, o que não faltam são opções. A vida moderna realmente é cheia de afazeres e compromissos para muitas pessoas, onde o estilo de vida acaba sendo bem acelerado, mas isso não é desculpa para deixar de ter momento de lazer, esquecendo os problemas do dia a dia e os dilemas que aflingem o pais. O Bosque Maia está bem pertinho e é ótimo para passear, fazer caminhada e outros esportes. Vá até o Bosque Maia e relaxe, sem ter nenhuma obrigatoriedade que não seja você mesmo
No local, há uma pista de 3 km para Cooper e caminhada, além de trilhas na mata superior, pista de skate, quadra de capoeira, academia ao ar livre e quadras poliesportivas. Ali também estão um lago artificial com ponte paisagística, nascentes e uma praça de eventos esportivos e de lazer. 
Sem deixar de lado a cultura e a educação, o parque possui um Centro de Educação Ambiental, onde ocorrem exposições de arte, tardes musicais e encontros de meio ambiente, um espaço cultural e a sede da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

PRAÇA GETÚLIO VARGAS EM GUARULHOS, SP
Construída no local em que seria o Paço Municipal, a Praça Getúlio Vargas demorou a ficar com a aparência que ostenta hoje. A princípio, a praça era apenas um largo, construído em 1951. Mais tarde, a prefeitura instalou um jardim, que deu início à área verde que existe ali atualmente. 
Com a colaboração de comerciantes, a praça ganhou bancos de concreto, além de instalações sanitárias e postes com luminárias. Em meio a isso tudo, o local conta com caminhos arborizados e sinuosos, uma beleza que encanta.
A praça Getúlio Vargas é uma das praças mais antigas do município. Lá já foi campo de futebol, já funcionou a sede da Prefeitura e a Câmara Municipal. Localizada no centro da cidade, nela é possível andar em meio a caminhos arborizados ou simplesmente sentar em um dos bancos, inclusive nos antigos bancos que foram doados por famílias tradicionais e comerciantes e aliviar por alguns instantes o estresse do cotidiano moderno que é tão agitado. Na praça tem o coreto onde tocava a Lira Musical Guarulhense, o monumento símbolo do IV Centenário da cidade, um bonito paisagismo e chafariz onde a noite se vê as luzes colorindo suas águas. A praça Getúlio Vargas faz parte da história da cidade e certamente é um lugar para ser contemplado.
Devido a diversas remodelações feitas pelas gestões políticas, a praça ganhou ainda um coreto e uma fonte luminosa e colorida, com águas dançantes. 
Hoje em dia, essa bela praça é o ponto central da cidade, onde está o monumento do marco geográfico de Guarulhos e um busto em homenagem à “Mãe Negra”, além de servir como ponto de encontro dos moradores e ser o símbolo da cidade, resumindo os mais de 400 anos do município.
CAPELA CABUÇU NA CIDADE DE GUARULHOS, SP
Se você for a Guarulhos com mais tempo, não pode deixar de conhecer a Capela Cabuçu. O nome real é Capela do Senhor Bom Jesus da Cabeça, mas é conhecida por estar em um morro perto da represa do Cabuçu. A capela foi construída em 1850, a mando da Dona Joaquina Fortes Rendon de Toledo, que foi executada pelo negro escravo e pajem, Raymundo Fortes, e é cercada de mistérios sobre uma cabeça aparecida no local e conservada no altar até hoje. 
HORTO FLORESTAL DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
E realmente não faltará o que fazer em Guarulhos. Se você gosta de natureza e meio ambiente, deve ir também ao Horto Florestal, na Estrada do Morro Grande, no bairro Água Azul. No local são extraídas centenas de mudas de árvores e flores. Lá também funciona uma pequena usina de fabricação de adubo, além de um Centro de Educação Ambiental. Monitores acompanham visitas, que devem ser pré-agendadas. E pra completar a contemplação da natureza, você deve fazer um passeio de pedalinho, na Lagoa dos Patos, que fica na rua Francisco Vasconcelos. Trata-se de um dos mais tradicionais pontos de lazer da cidade, e conta ainda com parque infantil, mesas e bancos; além de um centro de exposição de arte, aparelhos de ginástica, pista para corrida e feiras de artesanato.
foto - Carlos Poly/ACS

E claro que os pacotes em Guarulhos não poderiam deixar de incluir uma passada em São Paulo, uma das maiores cidades do mundo e que está apenas a 25 km de lá. Com uma vida cultural intensa, as noites são um convite a amanhecer dançando em clubes de alto padrão ou saborear delícias nos renomados restaurantes espalhados por toda a cidade. Depois de alguns dias visitando os principais pontos turísticos de Guarulhos, você deve também dar um pulinho na capital do Estado, conhecer o Ibirapuera, o Masp, a Avenida Paulista e a boemia da Vila Madalena. Sem dúvidas, uma viagem e tanto!
BIBLIOTECA PÚBLICA "MONTEIRO LOBATO" DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
SERRA CANTAREIRA NA CIDADE DE GUARULHOS, SP
AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS, SP

SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE NÃO CAPITAL MAIS POPULOSA DO BRASIL.
foto - Marcio Lino
AQUI PARTE DA REGIÃO CENTRAL DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
imagem - ?
AO FUNDO A SERRA DA CANTAREIRA EM GUARULHOS, SP
imagem - ?
imagem - ?
CACHOEIRAS NA REGIÃO DE GUARULHOS, SÃO PAULO
imagem - ?
VISTA AÉREA DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
imagem - André
AVENIDA PRESTE MAIA EM GUARULHOS, SP
imagem - ?
AVENIDA TIRADENTES EM GUARULHOS, SP
imagem - ?
O MERCADO MUNICIPAL DE GUARULHOS, SÃO PAULO
imagem - ?
LAGO DAS CARPAS NA SERRA DA CANTAREIRA EM GUARULHOS, SP
imagem - ?
foto - Marcio Lino
imagem - ?
PRAÇA GETÚLIO VARGAS NO CENTRO DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
FONTE DA PRAÇA GETÚLIO VARGAS
imagem - Richard Alberto
REGIÃO CENTRAL
imagem - ?
AEROPORTO INTERNACIONAL DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
SAGUÃO DO AEROPORTO
imagem - ?
LAGO DAS CARPAS EM GUARULHOS, SP
imagem - ?
BOSQUE MAIA EM GUARULHOS, SP
imagem - Mario Konno
LINHA FÉRREA DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
PARQUE ECOLÓGICO DO TIETÊ EM GUARULHOS, SP
imagem - André Bornach
CATEDRAL DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
imagem - Vicente A. Queiroz
SHOPPING CENTER INTERNACIONAL DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
O SHOPPING INTERNACIONAL POSSUI O MAIOR PARQUE INDOOR DO BRASIL, CONTANDO COM MAIS DE 10.000M², MAIS DE 300 LOJAS E 15 SALAS DE CINEMA, SENDO O 36° MAIOR SHOPPING DO BRASIL. ESTÁ SITUADO ÀS MARGENS DA RODOVIA PRESIDENTE DUTRA.
imagem - Fábio Barros
ANJO GABRIEL NA PRAÇA IV CENTENÁRIO EM GUARULHOS, SP
imagem - Joaquim Neto
ENTARDECER NA CIDADE DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
CIDADE MIRI "AYRTON SENNA" EM GUARULHOS, SP
imagem - Sidney Barros
BOSQUE MAIA E CIDADE
imagem - Richard Alberto
DO BAIRRO AO CENTRO DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
TAMBÉM NO BOSQUE MAIA EM GUARULHOS, SP
imagem - Sílvio Siqueira
VISTA PARCIAL DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
imagem - ?
População estimada 2016 (1) - 1.337.087
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 318,675
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 3.834,51
Código do Município 3518800
Gentílico - guarulhense
ORIGEM DO NOME DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
A TRIBO GUAIANASES ERA DE BAIXA ESTATURA E BARRIGUDOS, DAÍ TEREM RECEBIDO O NOME DE GUARUS - POR SE ASSEMELHAREM AOS PEIXINHOS DE ÁGUA DOCE, CHAMADOS GUARU-GUARUS, MAIS CONHECIDOS POR BARRIGUDINHOS, DERIVANDO A TRANSFORMAÇÃO PELO COLONIZADOR, PARA GUARULHOS.
Gentílico: guarulhense 
HISTÓRICO DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
Guarulhos foi fundada em 8 de dezembro de 1560 pelo Padre Jesuíta Manuel de Paiva, com o nome de Nossa Senhora da Conceição, em um local até então habitado pelos índios Guarus, da tribo dos Guaianases. 
Em 1590 foram descobertas minas de ouro, na região onde atualmente é o bairro de Lavras. As chamadas "Lavras Velhas do Geraldo" podem ser vistas, hoje, na margem direita da estrada que se dirige de Cumbica para Nazaré. 
D. Pedro II visitou a região em 1880, a qual foi elevada à Província de Nossa Senhora da Conceição de Guarulhos. Apenas em 1906 uma Lei Estadual determinou que Guarulhos recebesse a denominação de cidade. 
No Brasil Colônia, durante os séculos XVII e XVIII, foram delimitadas sesmarias organizando a ocupação da região. Os sesmeiros se dedicaram à agricultura e à mineração e, como atividade de apoio, criavam gado vacum e cavalar. Entre os anos seiscentos e o início do século XX, houve produção de álcool e aguardente, embora o clima úmido e frio fosse propício a causar ferrugem ao trigo, mosaico a cana e curuquerê ao algodão. 
O trabalho escravo foi realizado principalmente por negros de origem sudanesa, denominados Gegês, e foi utilizado em larga escala. Segundo o tombamento das propriedades rurais da Capitania de São Paulo de 1817, registraram-se 183 escravos na Freguesia da Conceição dos Guarulhos, pertencentes a 28 lavradores das seguintes áreas: Bom Jesus, Bom Sucesso, Guavirotuba, Itaverava, Lavras, Pirucaia, São Gonçalo, São Miguel (Pimentas) e Varados. 
Em 1915 Guarulhos recebe o Ramal Guapyra - Guarulhos, da estrada de ferro da Cantareira, possibilitando o escoamento de madeira, pedra e tijolos, fabricados em diversas olarias da região e amplamente utilizados na construção civil na capital. A cidade ganhou cinco estações: Vila Galvão, Torres Tibagy, Gopoúva, Vila Augusta e Guarulhos, além do prolongamento até a Base Aérea. 
O início do século XX marcou também a chegada da energia elétrica (Light & Power), dos pedidos para instalação da rede telefônica, licenças para implantação de indústrias de atividades comerciais e dos serviços de transporte de passageiros. 
Na década de 40 foi inaugurada a Biblioteca Pública Municipal, o primeiro Centro de Saúde da cidade e a Santa Casa de Misericórdia, além de indústrias do setor elétrico, metalúrgico, plástico, alimentício, de borracha, calçados, peças para automóveis, relógios e couros. Em 1945 a Base Aérea de São Paulo (BASP) foi transferida do Campo de Marte, em São Paulo, para o bairro de Cumbica, em Guarulhos. 
Nos anos 50 a inauguração das rodovias Presidente Dutra e Fernão Dias aproxima pessoas e mercadorias da cidade. Guarulhos se viu unida a São Paulo, no momento histórico de aceleração industrial, e ao Rio de Janeiro, ainda então Capital Federal e centro de decisões políticas e econômicas, gerando, portanto, um impulso para instalação de indústrias nos trechos das rodovias que passam pelo município. 
A fase dos anos 1960/1970, é marcada pela estruturação de atividades industriais que em grande medida pautaram os caminhos da migração para o Estado de São Paulo. Em 1963 foi fundada a Associação Comercial e Industrial de Guarulhos, hoje, Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos (ACE). 
Em 1985 foi inaugurado o aeroporto de Cumbica, hoje denominado "Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos Governador André Franco Montoro", o maior da América do Sul. 
Devido à industrialização ocorrida no município, o afluxo do contingente humano incentivou a formação de loteamentos efetuados sem grandes preocupações com a urbanização, a infra-estrutura e os serviços de utilidades públicas. O crescimento populacional da cidade de Guarulhos é um reflexo do processo de urbanização que afetou o Brasil, especialmente nos últimos 50 anos. 
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE GUARULHOS, SP
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE GUARULHOS, SÃO PAULO

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



fonte dos textos e fotos: Wikipédia / IBGE / Thymonthy Becker / viajando.expedia.com.br / falaturista.com.br / cidadedeguarulhos.com.br / 

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem