Pular para o conteúdo principal

VALE DO ITAJAÍ, SANTA CATARINA - A região em que imigrantes alemães e italianos escolheram para fincar suas raízes tem boas compras e belezas que vão além do Rio Itajaí-Açu




CONHEÇA O "ROTEIRO DE CINCO DIAS" PLEO VALE DO ITAJAÍ, SANTA CATARINA, BRASIL 
A região em que imigrantes alemães e italianos escolheram para fincar suas raízes tem boas compras e belezas que vão além do Rio Itajaí-Açu 
O verão é a época do ano em que Santa Catarina ferve de turistas. Todos buscando um lugar ao sol – de Passo de Torres até Itapoá. Se você está viajando pelo estado e quer dar um tempo de costa, sem fugir muito dela, que tal um roteiro pelo Vale do Itajaí? Para não ter que trocar de hotel diariamente, Blumenau pode ser usada como base. 
(Por Fernando leite)
DIA 1 – BLUMENAU, SC
Não tem segredo, a melhor forma de adaptação é calçar um pisante confortável e sair caminhando pelas ruas XV de Novembro e Avenida Presidente Castelo Branco. Enquanto passa pelas construções enxaimel e pela Catedral São Paulo Apóstolo com sua portentosa torre de tijolinhos, o sotaque carregadamente germânico entranha em nossas mentes. O Rio Itajaí-Açu serpenteando o centrinho, forçando muuiittoo a barra, até nos faz lembrar o Rio Reno. A caminhada matinal pode terminar no simples, mas bem organizado Museu da Cerveja (falaremos muito sobre esse tema durante o roteiro). 
A fome bateu e para matar dois coelhos com uma só cajadada, siga rumo ao Parque Vila Germânica, palco da Oktoberfest e que nos outros 11 meses do ano é uma réplica de uma vila alemã com lojinhas e restaurantes típicos a servir o marreco recheado. 
Força motriz da economia blumenauense, a indústria têxtil não pode ficar de fora. A responsável principal atende pelo nome Hering. Em sua loja de fábrica, encontra-se bons descontos nas roupas, especialmente nas peças com pequenos defeitos. Ao lado, o interativo Museu Hering mostra a evolução da fábrica desde 1880. 
Para fechar o dia, uma cervejaria. Gostaria de falar artesanal, mas a Eisenbahn já superou esse rótulo ao ser adquirida por uma grande cervejaria nacional. Ainda assim seu bar de fábrica produz um ótimo canapé de linguiça Blumenau e, por um vidro, podemos ver a fábrica. Afastada da cidade, no bairro de Itoupava Central, a Bierland, essa sim, bem artesanal, produz 12 cervejas e quatro chopes. 
DIA 2 – NOVA TRENTO E BRUSQUE, SC
Programe seu despertador para as primeiras horas da manhã, o dia será bem intenso. A começar pelo deslocamento de 72 km até Nova Trento, passando por estradas movimentadas. Duas horas é o suficiente para conhecer o Santuário Santa Paulina, construído em homenagem a Amabile Lucia Vistainer, ou Madre Paulina, nossa única santa. Na chegada, já impressiona o templo em formado de chapéu de freira, com capacidade para 3000 pessoas. Para observá-lo de frente, pegue o teleférico que vai até o mirante do Parque Colina, bem em frente. Uma forma bacana de conhecer a vida da santa é visitar o Cenário Vivo da Vida de Santa Paulina, com passagens em miniaturas. 
Na estrada de acesso ao Santuário, você passará por várias lojas com degustação de vinhos coloniais. Muito tentador, mas é preciso uma dose de coragem e muita fé na santa. 
Após comer um marreco recheado no Schumacher, na pequenina Guabiruba, não há lugar melhor para fazer a digestão, senão nas lojas e shoppings de roupas de Brusque. Na Rodovia Antônio Heil, que segue para Itajaí, estão a icônica Havan, a FIP e a Stop Shop. Voltando para Blumenau, na Rodovia Ivo Silveira, quem manda são os grandes shoppings atacadistas: Catarina e Master. 
O formato do chapéu de freira é a marca registrada do Santuário Madre Paulina (foto: Jessé Rocha Tavares/Wikimedia Commons)
DIA 3 – POMERODE, SC
Já acostumado com o sotaque e com alguns termos germânicos, você está preparado para Pomerode, o menor deslocamento da viagem, com 32 km. Trafegando pela SC-421 e se deparando com aquele monte de fábricas, o cenário não é dos mais animadores, tanto que hoje Pomerode tem um público executivo que supera o turístico. 
As coisas melhoram – e bem – no centrinho da cidade, agora sim parecendo um pedaço do interior da Alemanha. A grande concentração de construções enxaimel está no bairro de Testo Alto, a 8 km sentido Jaraguá do Sul: em uma estradinha de chão com 16 km espalham-se 50 casas que preservam a memória da colonização alemã. 
De volta ao Centro, o terceiro zoológico mais antigo do país é um programa bem família. Quase ao lado, uma chaminé de 30 m simboliza a Cervejaria Schornstein, que pode ser visitada com agendamento. 
A fome bateu? Se mande para a Torten Paradies: até 14h, bufê tradicional. Depois disso, café colonial. Antes de voltar para Blumenau, que tal fazer umas comprinhas. Tem o artesanato típico da Wundervelt, os chocolates com 80% de cacau da Nugali ou as boas ofertas da Porcelanas Schmidt. 
Bem-vindo a Pomerode, a cidade com maior concentração de construções enxaimel no Brasil (foto: JLes/Wikimedia Commons)
DIA 4 – BENEDITO NOVO E DOUTOR PEDRINHO, SC
Chegou o dia de curtir cachoeiras e, assim como no segundo dia, acordar cedo é fundamental. Vamos deixar a cidade mais longe como primeiro destino. 
A partir de Timbó, sobe-se 36 km por uma estrada estreita e íngreme para chegar no chamado Médio Vale do Itajaí. 
Lá em cima, os arrozais significam que você se aproxima de Doutor Pedrinho. Uma vez no centrinho, pegue uma estrada de terra e, em 10 minutos, você estará na Cachoeira Véu de Noiva. Quer dizer, quase lá, ainda faltam 20 minutos de caminhada até alcançar a forte queda. 
Na ida, você passou por Benedito Novo. Hora de explorar sua principal atração: o Salto do Zinco. Leve o termo “explorar” ao pé da letra, são 21 km em estrada de terra, mais 40 minutos de caminhada até a cachoeira de 76 metros. Não dá para tomar banho nela, mas a vista compensa e há uma queda menor próxima dali para esse intuito. 
Em meio aos arrozais, a Cachoeira Véu de Noiva, em Doutor Pedrinho (foto: Dpedrinho/Wikimedia Commons)
DIA 5 – RODEIO, ASCURRA, APIÚNA E RIO DO SUL, SC
Finalizando o roteiro, dia reservado para o Alto Vale do Itajaí. Que gosta de esportes de aventura, não pode perder o rafting no Rio Itajaí-Açu, em Apiúna, um dos melhores locais para a prática do esporte no Brasil, em uma descida que reserva um sem número de corredeiras e que pode ser feita até por iniciantes – basta ter 1,20 m de altura. 
Não quer saber de fortes emoções? Sem problemas, passeie pelas pequenas Rodeio e Ascurra, no momento colonização italiana da viagem. O Circulo Trentini di Rodeio tem um museu sobre a história da região. Na área rural, o Vale das Trutas serve o peixe fresquíssimo. 
BR-470 avante e acima, Rio do Sul é famosa pela produção de jeans. Nem é preciso sair da estrada para visitar lojas e shoppings a vender peças a preços bem camaradas.
Muita emoção no rafting do Rio Itajaí-Açu (foto: divulgação/Ativa Rafting e Aventuras)

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte / Fotos = viagemeturismo.abril.com.br / Thymonthy Becker / 
Esta postagem saiu primeiro no site "Viagem"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

29 CIDADES HISTÓRICAS DO BRASIL QUE VOCÊ PRECISA CONHECER - Veja uma seleção de cidades brasileiras construídas durante o período colonial que ainda mantêm grande parte do seu casario conservado

CONHEÇA 29 CIDADES HISTÓRICAS DO BRASIL QUE AINDA SE MANTÉM HISTÓRICAS. A história do Brasil é rica, abrangente e repleta de contradições. Desenvolver uma narrativa que aborde os detalhes sobre a conquista e a colonização do território brasileiro não é tarefa fácil.  O que é difícil para os historiadores pode ser fácil para os viajantes: ao passear pelas ruazinhas de pedra e casinhas bem conservadas de algumas cidades históricas, é natural sentirmos transportados para o período colonial.  É normal perceber que o tempo ali simplesmente parou, e fica mais fácil de entender todas as implicações históricas que fizeram estas cidadezinhas erguerem-se (normalmente, isso acontecia por causa dos interesses de exploração de minérios, como ouro e diamante) e estancarem no tempo (com o término da exploração desses recursos naturais).  Abaixo, uma seleção de cidades históricas brasileiras que ainda guardam o único tesouro que sobrou: a história. Perfeitas para quem não dispensa roteiros culturais,…

MANOEL URBANO, ACRE - Rodeada por cenas de cinema com paisagens deslumbrantes, a cidade de Manoel Urbano espera o turismo para se projetar nacionalmente

CONHEÇA A CIDADE DE "MANOEL URBANO", ACRE, BRASIL Pórtico na entrada da cidade de Manoel Urbano, AC (Prefeitura Municipal) Câmara de Vereadores da cidade de Manoel Urbano, AC(Prefeitura Municipal) Rua da cidade de Manoel Urbano, AC(Jezaflu Jesus) Rua da cidade de Manoel Urbano, AC em um dia de chuva(Prefeitura Municipal)
Igreja do Evangelho Quadrangular em Manoel Urbano, AC (Deixou de operar aqui) Rua da cidade de Manoel Urbano, AC(Jezaflu Jesus)
Rua da cidade de Manoel Urbano, AC(Jezaflu Jesus)
Manoel Urbano, AC(Jezaflu Jesus)
Rua da cidade de Manoel Urbano, AC(Jezaflu Jesus)
Rio Purus em Manoel Urbano, AC(Ludmila Maia)
Rua da cidade de Manoel Urbano, AC
Praça da cidade de Manoel Urbano, AC(Prefeitura Municipal)
Rio Purus em Manoel Urba

NEWARK, NEW JERSEY, USA - The best American city. What Newark has the best, we show (A melhor cidade Americana. O que Newark tem de melhor, mostramos)

CONHEÇA 05 RESTAURANTES NA RODOVIA FERNÃO DIAS QUE MERECEM UMA PARADINHA - Vai pegar a estrada? Conheça cinco endereços para você comer bem na rodovia Fernão Dias, que liga a cidade de São Paulo a Belo Horizonte

CONHEÇA 05 RESTAURANTES NA RODOVIA FERNÃO DIAS ENTRE BELO HORIZONTE E SÃO PAULO, QUE MERECE SUA VISITA Com 562 km de trânsito intenso e traçado por vezes bem sinuoso, dirigir pela Fernão Dias é sempre um desafio. Mesmo agora com a pista duplicada. Porém, quem viaja entre São Paulo e Belo Horizonte encontra boa mesa pelo caminho. Em alguns casos, são restaurantes que, mais do que uma simples parada, valem a viagem.  Veja a lista de 5 restaurantes na rodovia Fernão Dias, entre São Paulo e Belo Horizonte, para você dar uma paradinha:  01 - FAZENDA PARAÍSO - ATIBAIA / SP  Aqui cabe uma licença poética, na verdade, o local está a 2,5 km da Fernão Dias (parte do caminho em estrada de chão), mas é tão bacana, que vale a pequena desviada.  Com acesso pelo km 52 da estrada (entre Atibaia e Mairiporã) e imersa no meio da mata, a antiga fazenda cafeeira erguida no fim do século 19 abriga hoje um restaurante e alambique.  Mais do que apenas comer e cair fora, aqui o negócio é passar umas horinhas …

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das áreas produtivas diversificaram suas ati…

AS 10 MELHORES ILHAS DO MUNDO - Fernando de Noronha está entre elas, Providenciales, no Caribe, é a primeira da lista

CONHEÇA AS 10 ILHAS CONSIDERADAS AS MELHORES DO MUNDO O site colaborativo TripAdvisor divulgou a lista das ilhas que foram escolha dos viajantes pelo prêmio Traveler’s Choice Awards 2015. O ranking foi elaborado de acordo com as avaliações de viajantes usuários da página e do aplicativo.  Fernando de Noronha foi o único destino brasileiro que apareceu na lista. A ilha toma conta do décimo lugar na lista. Prepare-se para as nuances de azul e verde e veja na galeria abaixo as dez melhores ilhas do mundo, de acordo com os usuários do site. 01 - PROVIDENCIALES – TURKS E CAICOS (TURCAS E CAICOS)  As mais populosas ilhas do arquipélago britânico Turks e Caicos foram as mais votadas pelos viajantes. Apesar de pertencer ao Reino Unido, as ilhas ficam no Caribe e fazem a alegria de seus hóspedes com longas faixas de areia branca e um mar azul clarinho ideal para a prática de mergulho livre (Thinkstock) 02 - MAUI - HAVAÍ, EUA  A ilha no Havaí é um dos destinos preferidos dos amantes de ecoturismo…

A RE-IMAGEM DOS PRINCIPAIS MONUMENTOS DO MUNDO - De maneira criativa e totalmente nova usando recortes de papel

CONHEÇA A RE-IMAGEM DOS PRINCIPAIS MONUMENTOS DO MUNDO FEITAS POR UM FOTÓGRAFO BRITÂNICO
O fotógrafo britânico Rich McCor viaja com mais do que apenas uma câmera. Ele re-pensa monumentos populares de maneira criativa, usando recortes de papel de uma maneira totalmente nova. Te apresentamos uma seleção de imagens feitas por ele 01 - O Coliseu de Roma é tomado por um polvo gigante 02 - Torneiras nas fontes da Praça “de la Liberté” em Toulon, França 03 - A roda gigante “London Eye”, em Londres, compôs a roda dianteira de um recorte de bicicleta 04 - Infratores, cuidado! Nosso Spider-Man de papel está vigiando este bairro da cidade de Nova Iorque 05 - Quando a Torre de Pisa, na Itália, substituiu a enfermeira na icônica foto do beijo na Segunda Guerra Mundial 06 - O David de Michelangelo está usando cueca em Florença, Itália 07 - Edifício Torre Agbar em Barcelona, Espanha, transformado em pingüim 08 - Uma nave espacial alienígena voa pela Ponte Cirkelbroen em Copenhague, na Dinamarca 09 - …

15 CAFETERIAS EM SÃO PAULO QUE VOCÊ PRECISA CONHECER - Muitos são espaços pequenos, com os próprios donos-baristas tomando conta do balcão. Outros englobam a cadeia produtiva inteira, do plantio dos grãos em fazenda própria até a torra. O Paladar selecionou 15 endereços que o amante de café precisa conhecer em São Paulo

CONHEÇA 15 CAFETERIAS EM SÃO PAULO, SP, BRASIL, QUE PRIORIZAM CAFÉS ESPECIAIS Há mais de dez anos, a cidade acompanha o surgimento de cafeterias voltadas ao mercado dos cafés especiais. Durante muitos anos, o ritmo foi lento, com o predomínio de precursores como Coffee Lab, Suplicy Cafés e Octavio. Nos três últimos anos, no entanto, houve uma verdadeira explosão de endereços onde é possível cultuar o café, em vários cantos da cidade.  Muitos são espaços pequenos, com os próprios donos-baristas tomando conta do balcão. Outros englobam a cadeia produtiva inteira, do plantio dos grãos em fazenda própria até a torra. O Paladar selecionou 15 endereços que o amante de café precisa conhecer em São Paulo. Confira as cafeterias na galeria abaixo em ordem cronológica de abertura, a partir da mais recente novidade (mais abaixo, todas localizadas em mapa).  O 'Paladar' elenca 15 endereços paulistanos que priorizam cafés especiais e extrações que vão além do expresso, para evidenciar outra…

OS VIKING NA AMÉRICA MUITO ANTES DE COLOMBO - NEWFOUNDLAND, CANADÁ - É lá que um momento significativo na história da migração humana aconteceu. No ano 1000, quase meio milênio antes de Cristóvão Colombo iniciar sua famosa viagem, um barco viking, capitaneado por Leif Erikson, levou 90 homens e mulheres da Islândia em busca de um novo lar.

OS VIKING NO CANADÁ MUITO ANTES DE CRISTÓVÃO COLOMBO
Enquanto guiava pela autoestrada TransCanada Highway, fui parado por um alce. Estava na região norte de Newfoundland, no Canadá, em um trecho conhecido como Trilha Viking e que leva a L'Anse Aux Meadows, o único assentamento nórdico da América do Norte É lá que um momento significativo na história da migração humana aconteceu. No ano 1000, quase meio milênio antes de Cristóvão Colombo iniciar sua famosa viagem, um barco viking, capitaneado por Leif Erikson, levou 90 homens e mulheres da Islândia em busca de um novo lar. Foi o primeiro assentamento europeu no que chamamos de Novo Mundo. Erikson e seus acompanhantes chegaram na vazante da maré e ficaram presos nas águas rasas da baía de Epaves. Quando a maré subiu, seguiram viagem até L'Anse Aux Meadows. Em tempos modernos, pode parecer um local inóspito, alvo de fortes ventos vindos do mar. Mas, para quem tinha cruzado o Atlântico Norte em um barco aberto, era o paraíso: flor…

DOCES AMERICANOS - Se você é do time dos amantes das guloseimas americanas, você vai pirar neste roteiro com 8 lugares para experimentar os melhores doces americanos em São Paulo

CONHEÇA 08 LUGARES EM SÃO PAULO PARA VOCÊ SE DELICIAR COM GULOSEIMAS AMERICANAS  A gastronomia americana caiu no gosto dos brasileiros há muito tempo. E não são apenas os hambúrgueres e hot-dogs que fazem sucesso, os doces também são os queridinhos de muita gente. E bom, não podemos negar que eles mandam muito bem, né? O nosso brigadeirão é incrivelmente ótimo, mas é beeem difícil negar um cupcake, um brownie ou um milk-shake. Se você é do time dos amantes das guloseimas americanas, você vai pirar neste roteiro com 8 lugares para experimentar os melhores doces americanos em São Paulo. Confira:  01 - CHEESECAKERIA  A loja é especializada no clássico cheesecake americano. São mais de 10 sabores diferentes para experimentar, entre eles o tradicional, com Oreo e limão. Dá para fazer encomenda.  Endereço: Rua Canário, 499, Moema  Telefone: 4117-0400 (Reprodução/Facebook Cheesecakeria) 02 - THE BROWNIE SHOP  Na ativa desde 2009, a The Brownie Shop aposta em saborosos brownies para matar a von…