Pular para o conteúdo principal

VALE DO ITAJAÍ, SANTA CATARINA - A região em que imigrantes alemães e italianos escolheram para fincar suas raízes tem boas compras e belezas que vão além do Rio Itajaí-Açu




CONHEÇA O "ROTEIRO DE CINCO DIAS" PLEO VALE DO ITAJAÍ, SANTA CATARINA, BRASIL 
A região em que imigrantes alemães e italianos escolheram para fincar suas raízes tem boas compras e belezas que vão além do Rio Itajaí-Açu 
O verão é a época do ano em que Santa Catarina ferve de turistas. Todos buscando um lugar ao sol – de Passo de Torres até Itapoá. Se você está viajando pelo estado e quer dar um tempo de costa, sem fugir muito dela, que tal um roteiro pelo Vale do Itajaí? Para não ter que trocar de hotel diariamente, Blumenau pode ser usada como base. 
(Por Fernando leite)
DIA 1 – BLUMENAU, SC
Não tem segredo, a melhor forma de adaptação é calçar um pisante confortável e sair caminhando pelas ruas XV de Novembro e Avenida Presidente Castelo Branco. Enquanto passa pelas construções enxaimel e pela Catedral São Paulo Apóstolo com sua portentosa torre de tijolinhos, o sotaque carregadamente germânico entranha em nossas mentes. O Rio Itajaí-Açu serpenteando o centrinho, forçando muuiittoo a barra, até nos faz lembrar o Rio Reno. A caminhada matinal pode terminar no simples, mas bem organizado Museu da Cerveja (falaremos muito sobre esse tema durante o roteiro). 
A fome bateu e para matar dois coelhos com uma só cajadada, siga rumo ao Parque Vila Germânica, palco da Oktoberfest e que nos outros 11 meses do ano é uma réplica de uma vila alemã com lojinhas e restaurantes típicos a servir o marreco recheado. 
Força motriz da economia blumenauense, a indústria têxtil não pode ficar de fora. A responsável principal atende pelo nome Hering. Em sua loja de fábrica, encontra-se bons descontos nas roupas, especialmente nas peças com pequenos defeitos. Ao lado, o interativo Museu Hering mostra a evolução da fábrica desde 1880. 
Para fechar o dia, uma cervejaria. Gostaria de falar artesanal, mas a Eisenbahn já superou esse rótulo ao ser adquirida por uma grande cervejaria nacional. Ainda assim seu bar de fábrica produz um ótimo canapé de linguiça Blumenau e, por um vidro, podemos ver a fábrica. Afastada da cidade, no bairro de Itoupava Central, a Bierland, essa sim, bem artesanal, produz 12 cervejas e quatro chopes. 
DIA 2 – NOVA TRENTO E BRUSQUE, SC
Programe seu despertador para as primeiras horas da manhã, o dia será bem intenso. A começar pelo deslocamento de 72 km até Nova Trento, passando por estradas movimentadas. Duas horas é o suficiente para conhecer o Santuário Santa Paulina, construído em homenagem a Amabile Lucia Vistainer, ou Madre Paulina, nossa única santa. Na chegada, já impressiona o templo em formado de chapéu de freira, com capacidade para 3000 pessoas. Para observá-lo de frente, pegue o teleférico que vai até o mirante do Parque Colina, bem em frente. Uma forma bacana de conhecer a vida da santa é visitar o Cenário Vivo da Vida de Santa Paulina, com passagens em miniaturas. 
Na estrada de acesso ao Santuário, você passará por várias lojas com degustação de vinhos coloniais. Muito tentador, mas é preciso uma dose de coragem e muita fé na santa. 
Após comer um marreco recheado no Schumacher, na pequenina Guabiruba, não há lugar melhor para fazer a digestão, senão nas lojas e shoppings de roupas de Brusque. Na Rodovia Antônio Heil, que segue para Itajaí, estão a icônica Havan, a FIP e a Stop Shop. Voltando para Blumenau, na Rodovia Ivo Silveira, quem manda são os grandes shoppings atacadistas: Catarina e Master. 
O formato do chapéu de freira é a marca registrada do Santuário Madre Paulina (foto: Jessé Rocha Tavares/Wikimedia Commons)
DIA 3 – POMERODE, SC
Já acostumado com o sotaque e com alguns termos germânicos, você está preparado para Pomerode, o menor deslocamento da viagem, com 32 km. Trafegando pela SC-421 e se deparando com aquele monte de fábricas, o cenário não é dos mais animadores, tanto que hoje Pomerode tem um público executivo que supera o turístico. 
As coisas melhoram – e bem – no centrinho da cidade, agora sim parecendo um pedaço do interior da Alemanha. A grande concentração de construções enxaimel está no bairro de Testo Alto, a 8 km sentido Jaraguá do Sul: em uma estradinha de chão com 16 km espalham-se 50 casas que preservam a memória da colonização alemã. 
De volta ao Centro, o terceiro zoológico mais antigo do país é um programa bem família. Quase ao lado, uma chaminé de 30 m simboliza a Cervejaria Schornstein, que pode ser visitada com agendamento. 
A fome bateu? Se mande para a Torten Paradies: até 14h, bufê tradicional. Depois disso, café colonial. Antes de voltar para Blumenau, que tal fazer umas comprinhas. Tem o artesanato típico da Wundervelt, os chocolates com 80% de cacau da Nugali ou as boas ofertas da Porcelanas Schmidt. 
Bem-vindo a Pomerode, a cidade com maior concentração de construções enxaimel no Brasil (foto: JLes/Wikimedia Commons)
DIA 4 – BENEDITO NOVO E DOUTOR PEDRINHO, SC
Chegou o dia de curtir cachoeiras e, assim como no segundo dia, acordar cedo é fundamental. Vamos deixar a cidade mais longe como primeiro destino. 
A partir de Timbó, sobe-se 36 km por uma estrada estreita e íngreme para chegar no chamado Médio Vale do Itajaí. 
Lá em cima, os arrozais significam que você se aproxima de Doutor Pedrinho. Uma vez no centrinho, pegue uma estrada de terra e, em 10 minutos, você estará na Cachoeira Véu de Noiva. Quer dizer, quase lá, ainda faltam 20 minutos de caminhada até alcançar a forte queda. 
Na ida, você passou por Benedito Novo. Hora de explorar sua principal atração: o Salto do Zinco. Leve o termo “explorar” ao pé da letra, são 21 km em estrada de terra, mais 40 minutos de caminhada até a cachoeira de 76 metros. Não dá para tomar banho nela, mas a vista compensa e há uma queda menor próxima dali para esse intuito. 
Em meio aos arrozais, a Cachoeira Véu de Noiva, em Doutor Pedrinho (foto: Dpedrinho/Wikimedia Commons)
DIA 5 – RODEIO, ASCURRA, APIÚNA E RIO DO SUL, SC
Finalizando o roteiro, dia reservado para o Alto Vale do Itajaí. Que gosta de esportes de aventura, não pode perder o rafting no Rio Itajaí-Açu, em Apiúna, um dos melhores locais para a prática do esporte no Brasil, em uma descida que reserva um sem número de corredeiras e que pode ser feita até por iniciantes – basta ter 1,20 m de altura. 
Não quer saber de fortes emoções? Sem problemas, passeie pelas pequenas Rodeio e Ascurra, no momento colonização italiana da viagem. O Circulo Trentini di Rodeio tem um museu sobre a história da região. Na área rural, o Vale das Trutas serve o peixe fresquíssimo. 
BR-470 avante e acima, Rio do Sul é famosa pela produção de jeans. Nem é preciso sair da estrada para visitar lojas e shoppings a vender peças a preços bem camaradas.
Muita emoção no rafting do Rio Itajaí-Açu (foto: divulgação/Ativa Rafting e Aventuras)

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte / Fotos = viagemeturismo.abril.com.br / Thymonthy Becker / 
Esta postagem saiu primeiro no site "Viagem"

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

BARCELONA, ESPANHA - Barcelona é um dos principais destinos de quem vai para a Espanha. O destino, capital da Catalunha, é jovem, acolhedor, respira cultura e boa gastronomia e, diferente de outras cidades espanholas, os moradores locais recebem os turistas de braços abertos

CONHEÇA 10 LUGARESIMPERDÍVEIS EM BARCELONA, ESPANHA
Barcelona é um dos principais destinos de quem vai para a Espanha. O destino, capital da Catalunha, é jovem, acolhedor, respira cultura e boa gastronomia e, diferente de outras cidades espanholas, os moradores locais recebem os turistas de braços abertos.  Se você está de passagem pela primeira vez, o RoadTrio reuniu 10 destaques que não podem faltar no seu roteiro. 
01 - PARC DE LA CIUTADELLA  O Parc de la Ciutadella foi o primeiro parque público de Barcelona e está muito bem conservado. Nos dias de sol, os catalães aproveitam a área verde para passear com cachorros, pegar um bronze, correr, levar a criançada para brincar e fazer pique-nique.  Com cerca de 280.000 m2, o parque e abriga o zoológico da cidade, o Parlamento da Catalunha, museus e a famosa fonte desenhada por Josep Fontserè em colaboração com Antoni Gaudí – com certeza você já viu várias fotos delas pelas redes sociais. Outra atração é o Castell dels Tres Dragons, muito …

UMBURATIBA, MINAS GERAIS - Se existisse uma lista de cidades serenas e calmas, com certeza o nome de Umburatiba estaria nela e com destaque. Pequeno e afastado das grandes cidades, o município tem o privilégio de ser um dos poucos lugares onde os costumes do interior ainda prevalecem. Com 168 km de distância, Umburatiba é a cidade mineira mais próxima do mar

CONHEÇA A CIDADE DE "UMBURATIBA, MINAS GERAIS , BRASIL  Se existisse uma lista de cidades serenas e calmas, com certeza o nome de Umburatiba estaria nela e com destaque. Pequeno e afastado das grandes cidades, o município tem o privilégio de ser um dos poucos lugares onde os costumes do interior ainda prevalecem. Mas apesar de seu jeito pacato, a cidade carrega um acervo de curiosidades, no mínimo, interessantes.  Praça da Igreja Matriz da cidade de Umburatiba, MG(Portal Bertópolis em Foco / Facebook)  CURIOSIDADES SOBRE UMBURATIBA, MINAS GERAIS 01 - O território onde hoje se situa Umburatiba começou a ser ocupado depois que o político provincial Teófilo Otoni liderou uma colonização que buscava em Minas uma saída para o mar.  02 - Quando ainda era um povoado o local era chamado de Comercinho dos Gangás. Esse nome foi inspirado no apelido do comerciante José Rodrigues de Oliveira que era conhecido como Gangás, um dos primeiros habitantes da região.  03 - Com 168 km de distância, Um…

OS 30 LUGARES MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO QUE FORAM ABANDONADOS - E se você, ao invés de visitar destinos badalados e altamente procurado pelos turistas, desse uma chance pra lugares abandonados e marcados pelo tempo? Castelos, aeroportos e até paisagens naturais perigosas, que não podem ser ocupadas pelo homem, podem mudar a sua visão de mundo, além de apresentar uma série de histórias impactantes e outras que podem ser imaginadas livremente. E inclua aqui muito terror, suspense e, por quê não, romance!

CONHEÇA OS 30 LUGARES MAIS INCRÍVEIS DO MUNDO QUE FORAM ABANDONADOS E se você, ao invés de visitar destinos badalados e altamente procurado pelos turistas, desse uma chance pra lugares abandonados e marcados pelo tempo?  Castelos, aeroportos e até paisagens naturais perigosas, que não podem ser ocupadas pelo homem, podem mudar a sua visão de mundo, além de apresentar uma série de histórias impactantes e outras que podem ser imaginadas livremente. E inclua aqui muito terror, suspense e, por quê não, romance!  Na nossa galeria abaixo, há uma seleção especial com vários lugares abandonados e (quase) esquecidos pelo ser humano e pela natureza. Entre estações ferroviárias ocupadas pelos nazistas na Europa, cidades futurísticas que não deram certo na China e até uma vila engolida por um vulcão na Itália, há experiências que, com certeza, irão marcá-lo pela vida inteira. Divirta-se!  01 - CHERNOBYL, PRIPYAT, UCRÂNIA  Os cenários da cidade ucraniana de Pripyat tornaram-se melancólicos depois d…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Um pequeno paraíso conhecido como Terra das Cachoeiras pois possui mais de 120 quedas d'água na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. Tem o grande poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina, ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho.

CONHEÇA A CIDADE DE "CARRANCAS", MINAS GERAIS, BRASIL

MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS. imagem "?" Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais. Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a …

BARÃO DE COCAIS, MINAS GERAIS - No século XIX, viveu seu apogeu, com a mineração aurífera subterrânea, mecanizada e industrializada. As ruínas do Gongo Soco fazem memória a uma autêntica vila inglesa encravada nas montanhas de Minas e conserva ainda o emblemático Cemitério dos Ingleses, onde eram enterrados apenas os trabalhadores britânicos. Ali são encontradas ainda hoje lápides com inscrições em inglês e ornamentadas por desenhos apurados. O conjunto das ruínas foi tombado como patrimônio histórico pelo IEPHA, em 1995.

CONHEÇA A CIDADE DE "BARÃO DE COCAIS", MINAS GERAIS, BRASIL
As ruínas e pinturas rupestres encontradas na cidade são de surpreender qualquer visitante. Seis mil anos antes do povoamento da região, Barão de Cocais, situada nas proximidades da Serra do Caraça, a aproximadamente 90 km da capital mineira, já era habitado por indígenas.  Os vestígios estão no sítio arqueológico Pedra Pintada, que possui pinturas rupestres com desenhos semelhantes aos das grutas de Altamira, no norte da Espanha, e Lascaux, no sul da França. O sítio arqueológico está localizado no distrito de Cocais, que oferece aos visitantes boas oportunidades para a prática do ecoturismo, além de belas construções históricas dos séculos 18 e 19, apresentando aspectos de um vilarejo colonial. (Instituto Estrada Real) BEM VINDO A  BARÃO DE COCAIS. A CIDADE PORTAL DA SERRA DO CARAÇA AQUI, O BELÍSSIMO COLÉGIO DO CARAÇA copyright "PMBC" AQUI, NA ENTRADA DO COLÉGIO DO CARAÇA, CUJO INCÊNDIO DESTRUIU Copyright &quo…

BICAS, MINAS GERAIS - Com trilhas, cachoeiras e cantar dos pássaros num Horto Florestal com vistas deslumbrantes

CONHEÇA A CIDADE DE "BICAS", MINAS GERAIS, BRASIL
Como um de seus pontos turísticos, existe o Santuário Ecológico da Água Santa, onde, segundo tradição, pessoas que no local entravam em contato com suas águas eram curadas de suas moléstias. Foto - Thymonthy Becker BEM VINDO A CIDADE DE BICAS / A CIDADE DOS BARÕES Copyright "?" AQUI, A IGREJA NA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" A BELÍSSIMA MATRIZ DE SÃO JOSÉ foto "By Thymonthy Becker" AQUI O LAGO ARTIFICIAL NA FRENTE DA MATRIZ foto "By Thymonthy Becker" ESTA EH A TORRE. MUITO BONITA MESMO. foto "By Thymonthy Becker" AQUI A MATRIZ VISTA DE LADO foto "By Thymonthy Becker" A PRAÇA DA MATRIZ foto "By Thymonthy Becker" O TRADICIONAL CORETO DA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" RUA DO CENTRO DA CIDADE foto "By Thymonthy Becker" OUTRA PRAÇA foto "By Thymonthy Becker" CACHORRO SACIANDO A SEDE foto "By Thymonthy Becker" ESTE EH BAR DO POMBA. foto "…

FORMIGA, MINAS GERAIS - No circuito "Grutas e Mar de Minas" e com a singularidade paisagística e ainda por sua variedade de opções de esporte e lazer, com o Lago de Furnas destaca-se dentro das principais regiões turísticas no Estado de Minas Gerais. O lugar é composto por cachoeiras, praias, opções para a pesca, esportes aquáticos e ecoturismo. No cenário exposto, Formiga é conhecida e promovida como o “Portal do Mar de Minas”, por ser o primeiro município de acesso à represa para aqueles que chegam da capital Belo Horizonte.

CONHEÇA A CIDADE DE "FORMIGA", MINAS GERAIS, BRASIL DA JANELA DO TREM

Com a singularidade paisagística e ainda por sua variedade de opções de esporte e lazer, o Lago de Furnas destaca-se dentro das principais regiões turísticas no Estado de Minas Gerais. O lugar é composto por cachoeiras, praias, opções para a pesca, esportes aquáticos e ecoturismo. A represa é a maior extensão de água do Estado. No cenário exposto, Formiga é conhecida e promovida como o “Portal do Mar de Minas”, por ser o primeiro município de acesso à represa para aqueles que chegam da capital Belo Horizonte. No Circuito Grutas e Mar de Minas, Formiga é considerada a cidade que oferece melhor infra-estrutura turística para seus visitantes entre os demais destinos da região, devido a fácil acessibilidade e aos equipamentos de hospedagem que nem todos os municípios do circuito dispõem. FORMIGA TE RECEBE DE BRAÇOS ABERTOS
foto - ? VISÃO GERAL DE FORMIGA
foto - ? foto - ? foto - ? foto - ? MUSEU HISTÓRICO MUNICIPAL
O …