Pular para o conteúdo principal

06 PASSEIOS IMPERDÍVEIS PARA VOCÊ FAZER DE TREM NAS CIDADES PRÓXIMAS A CAPITAL PAULISTA - E você nem precisa ficar só na janela, pode descer do trem. Conhecer a cidade de São Paulo sempre é uma ótima ideia. Por mais que a gente saiba dos principais pontos turísticos, ainda há muito que explorar (e se surpreender)! Uma prova disso são os passeios de trem pelas cidades próximas à capital, que mostram um pouco da história e cultura de cada local. O passeio é uma boa dica para quem quer sair da rotina e conhecer lugares novos. Dá para viajar de trem partindo da capital para Paranapiacaba, Jundiaí e Mogi das Cruzes. Outras cidades próximas, como Campos do Jordão, também oferecem o passeio. Que tal conhecer um pouco mais sobre os roteiros e escolher o que mais combina com você?




CONHEÇA "06 PASSEIOS IMPERDÍVEIS PARA VOCÊ FAZER DE TREM" NAS CIDADES PRÓXIMAS DA CAPITAL PAULISTA - OLHANDO DA JANELA DO TREM
Conhecer a cidade de São Paulo sempre é uma ótima ideia. Por mais que a gente saiba dos principais pontos turísticos, ainda há muito que explorar (e se surpreender)! Uma prova disso são os passeios de trem pelas cidades próximas à capital, que mostram um pouco da história e cultura de cada local. 
O passeio é uma boa dica para quem quer sair da rotina e conhecer lugares novos. Dá para viajar de trem partindo da capital para Paranapiacaba, Jundiaí e Mogi das Cruzes. Outras cidades próximas, como Campos do Jordão, também oferecem o passeio. Que tal conhecer um pouco mais sobre os roteiros e escolher o que mais combina com você? 
EXPRESSO TURÍSTICO - CPTM 
O Expresso Turístico é uma locomotiva dos anos 1950 que leva os passageiros a cidades turísticas próximas a São Paulo. Existem 3 opções de roteiros que alternam entre os finais de semana do mês e partem da Estação da Luz, em São Paulo. Os ingressos são adquiridos com antecedência na bilheteria da estação e os valores são os mesmos para os três roteiros: R$ 45 (1 pessoa) e R$ 75 (2 pessoas) ida e volta. Não é possível comprar pela internet. Para mais informações, acesse o site da CPTM. 
Foto - Ricardo Guimarães

Foto - Denis Castro

PARA PARANAPIACABA, SP
A cidade turística de Paranapiacaba fica no distrito de Santo André e visitá-la é como voltar no tempo dos barões de café, onde as cidades eram rústicas e pequenas. A região abrigou, em 1867, imigrantes ingleses que vieram ao País para construir a ferrovia paulista. Por conta disso, Paranapiacaba possui uma arquitetura diferenciada, com edificações construídas pelos britânicos e mantidas até hoje. Além disso, trilhas, cachoeiras e bastante contato com a natureza completam as atrações do lugar. 
Partida: Estação da Luz, às 8h30. Volta marcada para 16h30. 
Quando: Todos os domingos do mês. 
Preço: R$ 40 (1 pessoa); R$ 70 (2 pessoas) ida e volta. Ingressos à venda com antecedência na bilheteria local, das 9h às 18h. 
PARA MOGI DAS CRUZES, SP 
A cidade de Mogi das Cruzes fica a 50 km de São Paulo e possui algumas boas opções de passeios para quem quer sair da rotina. Uma das atividades mais legais para quem gosta de trilhas e paisagens bonitas é a visita ao Pico do Urubu. Bem próximo à estação de trem, o local apresenta uma trilha curta e fácil que leva ao topo de uma montanha. O local é praticamente um centro de esportes radicais, tendo atividades para corredores, ciclistas, trekkers ou apenas admiradores de paisagens. 
Partida: Estação da Luz, às 8h30. Volta marcada para 16h30. 
Quando: Segundo sábado do mês 
Preço: R$ 45 (1 pessoa); R$ 75 (2 pessoas) ida e volta. Ingressos à venda com antecedência na bilheteria local, das 9h às 18h. 
PARA JUNDIAÍ, SP
Apenas 60 km de distância de São Paulo, Jundiaí é uma opção de passeio para quem quer ver de tudo um pouco: lugares históricos e ter contato com a natureza. O Jardim Botânico é um passeio que agrada a crianças e adultos. Já o museu da Companhia Paulista conta um pouco a história de São Paulo na época da criação da linha ferroviária, bem como modelos antigos de locomotivas e histórias de funcionários. 
Partida: Estação da Luz, às 8h30. Volta marcada para 16h30. 
Quando: Todos os sábados do mês (exceto o segundo). 
Preço: R$ 45 (1 pessoa); R$ 75 (2 pessoas) ida e volta. Ingressos à venda com antecedência na bilheteria local, das 9h às 18h. 
MARIA FUMAÇA DA CIDADE DE CAMPINAS, SP
O passeio da Maria Fumaça parte da cidade de Campinas com destino a Jaguariúna e é um dos melhores passeios de trem para fazer, principalmente com crianças. A viagem de 3 horas e meia tem duas paradas: na Estação Tanquinhos, onde o público aprende o funcionamento do trem a vapor, conhecido como Maria Fumaça. Em seguida, o passeio prossegue até Jaguariúna, onde é realizada uma visita a um museu com roupas de época. Além disso, em cada vagão um monitor explica os locais importantes por onde a locomotiva passa. Para mais informações, acesse o site da Maria Fumaça. 
Partida: Rua Dr. Antônio Duarte Conceição - Campinas (estacionamento no local gratuito) 
Quando: Sábados, domingos e feriados. São feitas 2 saídas por dia - percurso completo e meio percurso. 
Preço: R$ 95 (inteira); R$ 48 (meia), ida e volta no percurso completo. Ingressos vendidos com antecedência online ou na bilheteria local. 

ESTRADA DE FERRO - CAMPOS DO JORDÃO, SP - TREM DO MIRANTE -
A viagem começa em Campos do Jordão, na Estação Emílio Ribas, com destino a Santo Antônio do Pinhal. São cerca de 2h30 (ida e volta) de trajeto, que passa pelo centro de Campos do Jordão, trechos da Serra da Mantiqueira e um dos pontos ferroviários mais altos: Alto do Lajeado (tem 1.743 metros de altura!). Ao chegar ao destino, é feita uma parada de 30 minutos onde os visitantes podem conhecer uma confortável cafeteria e, se desejarem, comprar doces caseiros. 
Partida: Estação Emílio Ribas (Av. Emílio Ribas, 2 - Campos do Jordão) 
Quando: Sábado a quarta-feira, às 10h e às 14h. 
Preço: R$ 58 (1 pessoa) ida e volta. Ingressos apenas na bilheteria do local (Campos do Jordão). Indica-se compra antecipada. Para saber datas e disponibilidade, é possível acessar o site e selecionar a opção "Trem do Mirante". 
BONDE TURÍSTICO DE CAMPOS DO JORDÃO, SP
Passeio de trem mais leve indicado para quem quer uma experiência nova, mas sem ser muito radical. O Bonde Turístico passa pelas principais atrações de Campos do Jordão e é feito pelos simpáticos bondes vermelhos e amarelos. Eles atravessam a cidade chegando ao Portal de Campos em, aproximadamente, 25 minutos. 
Partida: Estação Emílio Ribas (Av. Emílio Ribas, 2 - Campos do Jordão) 
Quando: Todos os dias, das 10h às 17h (Segunda a Sexta-Feira) e das 10h às 16h (Sábados, Domingos e Feriados). 
Preço: R$ 12 (ida e volta). Ingressos na bilheteria do local (Campos do Jordão). Indica-se a compra antecipada. Para saber datas e disponibilidade, é possível acessar o site e selecionar a opção "Bonde Turístico".


VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte dos textos e fotos: msn.com / Thymonthy Becker / Divulgação /

Primeira publicação em msn.com

Comentários

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem