Pular para o conteúdo principal

NANUQUE, MINAS GERAIS - No vale do Mucuri. Numa aventura pela terra, céu e água, Nanuque se destaca como um point turístico de aventura brasileiro, harmonizando os elementos da natureza, com locais desafiadores e uma vista de rara beleza, onde os turistas podem desafiar seus próprios limites. Dentre os pontos turísticos naturais estão a Serra dos Aimorés, onde pode ser visto os limites de três estados subindo na Pedra do Fritz, que fica a 25 km do centro de Nanuque e possui aproximadamente oitocentos metros de altitude, sendo um dos maiores pontos de montanhismo do nordeste de Minas Gerais, avistando de lá as belezas mineiras, capixabas e baianas num raio de 360º. O Fritz é um local perfeito para a prática de alguns esportes como o paraquedismo de montanha e escalada, por conta de seu enorme paredão de pedra, que requer um bom preparo físico e conhecimento do local.





CONHEÇA A CIDADE DE "NANUQUE", MINAS GERAIS , BRASIL - OLHANDO DA JANELA DO TREM

Foto - Evando Costa
REGIÃO CENTRAL DA CIDADE DE NANUQUE, MINAS GERAIS 
Foto - Evando Costa
Numa aventura pela terra, céu e água, Nanuque se destaca como um point turístico de aventura brasileiro, harmonizando os elementos da natureza, com locais desafiadores e uma vista de rara beleza, onde os turistas podem desafiar seus próprios limites.
Dentre os pontos turísticos naturais estão a Serra dos Aimorés, onde pode ser visto os limites de três estados subindo na Pedra do Fritz, que fica a 25 km do centro de Nanuque e possui aproximadamente oitocentos metros de altitude, sendo um dos maiores pontos de montanhismo do nordeste de Minas Gerais, avistando de lá as belezas mineiras, capixabas e baianas num raio de 360º. O Fritz é um local perfeito para a prática de alguns esportes como o paraquedismo de montanha e escalada, por conta de seu enorme paredão de pedra, que requer um bom preparo físico e conhecimento do local. (Wikipédia)
A cidade também possui a Pedra Presidente Bueno, com uma deslumbrante vista para a cidade e um belo por do sol, o Rio Mucuri, um bom local para a prática de canoagem, a Pedreira Santa Helena, que é um mirante natural ao norte da cidade, a popular Árvore das Garças na área Central, dentre outros.
Os pontos turísticos construídos estão a Represa de Santa Clara no Rio Mucuri, próximo a Usina Hidrelétrica de Santa Clara, a Lagoa dos Namorados no Bairro Israel Pinheiro, as praças da região central nanuquense, a Ponte Magalhães Pinto e o Calçadão da Caxambú. (Wikipédia)
AQUI UMA VISÃO GERAL DA CIDADE DE NANUQUE, MG COM O RIO MUCURI QUE A CORTA AO MEIO
imagem - Wagson
imagem - Wagson
AEROPORTO DA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - Jurandir Rios
ALBERGUE MUNICIPAL DE NANUQUE, MG
imagem - Jurandir Rios
EXTINTA FÁBRICA DE TECIDOS EM NANUQUE, MG
imagem - Wagson
CACHOEIRA NA REGIÃO DA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - Stelio Bueno
FACULDADE DA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - PMN
FIAT AUTOMÓVEIS EM NANUQUE, MG
imagem - Jurandir Rios
LAGOA DOS NAMORADOS EM NANUQUE, MG
imagem - Evando Costa
MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - Vicente A. Queiroz
imagem - Jurandir Rios
FAMOSA PEDRA DO BUENO NA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - Stelio Almeida
imagem - Evando Costa
Foto - Evando Costa
SUPER MERCADO DA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - Jurandir Rios
ESTAÇÃO RODOVIÁRIA DA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - Jurandir Rios
SEDE DO PODER EXECUTIVO - PREFEITURA MUNICIPAL DA CIDADE DE NANUQUE, MG
imagem - PMN
CONHEÇA UM POUCO MAIS A CIDADE DE NANUQUE, MG
Foto - Evando Costa
NANUQUE, MG
Foto - Evando Costa
NANUQUE, MG
Foto - Evando Costa
NANUQUE, MG
Foto - Evando Costa
NANUQUE, MG
Foto - Evando Costa
NANUQUE, MG AO ENTARDECER
Foto - Evando Costa
imagem - Jurandir Rios
NANUQUE, MG
imagem - Stelio Bueno
imagem - Jurandir Rios
imagem - Jurandir Rios
imagem - Jurandir Rios
imagem - Evando Costa
imagem - Jurandir Rios
imagem - Jurandir Rios
NANUQUE, MG
imagem - Jurandir Rios
imagem - Jurandir Rios
NANUQUE, MG
imagem - Jurandir Rios
imagem - Jurandir Rios
imagem - Jurandir Rios
RIO MUCURI NA CIDADE DE NANUQUE, MG
Foto - Evando Costa
NANUQUE, MG
Foto - Evando Costa
imagem - Hersino
imagem - Gegeu
População estimada 2016 (1) - 41.808
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 1.517,941
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 26,90
Código do Município 3144300
Gentílico - nanuquense
Prefeito 2017 / ROBERTO DE JESUS
ORIGEM DO NOME
Nanuque significa Bugre de cabelos negro

Gentílico: nanuquense
Histórico
Nanuque
Minas Gerais
HISTÓRICO 
A região que compreendia o município de Nanuque, desde o descobrimento do Brasil, atraía, demasiadamente, as atenções portuguesas, embora a presença dos ferozes índios Botocudos (Nak-Nucks, Giporoc, Pataxós, Machacalis, Potés, etc), impedissem a exploração adequada do local. 
O Sr. Teófilo Benedito Otoni teve uma ideia em relação à região inóspita, habitada pelos ferozes Botocudos: submeteu o plano de sua Cia. de Comércio e Navegação do Rio Mucuri à consideração do Governo Imperial, que assinou parecer favorável a 31 de março de 1874. Ele larga do rio, a 4 de setembro do mesmo ano a bordo do Princesa Imperial, chega à Vila de São José do Porto Alegre (atualmente Mucuri-BA) e depois prossegue até as proximidades de Santa Clara. A inavegabilidade do Mucuri a partir de Santa Clara não o desanimaria , e sua Cia. de Navegação efetivada pelo Decreto n° 802 de 12/07/1851, passaria a construir estradas. Depois da Cia. de Comércio e Navegação do Mucuri, sob responsabilidade de Teófilo Otoni, outro empreendimento, tendo a frente o engenheiro Miguel de Teive e Argolo, seria propulso-civilizador do Mucuri. Em 25/10/1878, a Lei mineira de n° 2.775 e a baiana de n° 1.946, de 28/08/1879, davam origem a Estrada de Ferro Bahia-Minas, que só se iniciou a 25 de janeiro de 1881, tendo a 9 de novembro do mesmo ano quase 143 km em tráfego.
A região ficou conhecida como Sete de Setembro, devido a um córrego com este nome, que desembocava no rio Mucuri, na fazenda Cachoeira, de propriedade de Antônio Barroso, no km 170 da Estrada de Ferro Bahia-Minas, onde as locomotivas passavam, quando em trânsito, para se abastecerem de água e lenha , exatamente no pontilhão. O serviço era feito por intermédio de baldes, não havia bombas nem caixa d'água. Depois, por construírem uma Caixa D'água, entre a atual e a estação da EFBM, a localidade adotou esta denominação, assim permanecendo durante algum tempo.
Em 1911 o armador João Américo Machado, depois arrendatário da EFBM, fez uma visita a Caixa D'água e entendeu-se com a família Schieber adquirindo terrenos por quinhentos mil réis para instalar uma grande serraria. Ao retornar, João Américo veio de uma só vez com vasto material e ferramentas, famílias de nacionalidades diversas, operários de várias especialidades e um carro da Estrada de Ferro que foi transformado em estação e nele instalado um aparelho Morse. Com a inauguração da Serraria Industrial do Mucuri, a 7 de Setembro de 1912, consagrou-se esta data como de fundação do povoado Caixa D'água. O carro-estação telégrafo assim funcionou até 30 de julho de 1918 quando inaugurava-se a Estação Presidente Bueno, homenageando a Bueno Brandão ao assumir o governo do Estado . O nome seria extensivo à localidade por alguns anos.
Em 1920 introduziu-se uma grande serraria automática, sob a administração de Trajano de Medeiros e Cia. quando se construiu um ramal rodoviário que saía de Chapadinha , atravessava por uma ponte, que prosseguia margeando o rio. Seis anos depois uma enchente levaria a ponte da Estrada de Ferro de Trajano, passando a travessia a ser feita por um cabo de aço ligado a duas torres nas margens do rio. 
Gentílico: Nanuquense
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE NANUQUE, MINAS GERAIS 
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE NANUQUE, MINAS GERAIS 





VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE


Fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / Governo de Nanuque, MG / Wikipédia / 

Comentários

  1. Essa cidade é linda demais
    As fotos da natureza são maravilhosas
    Obrigado

    ResponderExcluir

Postar um comentário

VALEU POR VIAJAR COM A GENTE

Páginas que receberam mais visitas

BAEPENDI, MINAS GERAIS - A terra de "Nhá Chica". Na natureza preservada no município estão cerca de 40% do parque ecológico do papagaio, é local ideal para fazer trilhas e acampar em paradisíacos lugares. Baependi é uma das poucas cidades que podem ser visitadas durante qualquer época do ano, sem se preocupar com a programação que irá encontrar pois, o verão é bem definido, sendo um convite para se deslumbrar com as mais de cinqüenta cachoeiras que cercam a cidade e o inverno pouco chuvoso propicia inúmeras opções para enfrentar trilhas e acampar em paradisíacos lugares

COLORADO, RIO GRANDE DO SUL - Colorado é uma pequena cidade do Alto Jacuí. Fundada por imigrantes italianos e alemães. O espetáculo, belezas naturais, cores, aromas que seduzem à primeira vista. O município tem como base da economia a produção agrícola. A região possui uma relação muito próxima com as águas e com a geração de energia elétrica, a partir da formação do maior lago artificial do Estado – os Alagados do Passo Real e da Barragem de Ernestina. Bonitas e agradáveis, as cidades proporcionam atrações diversificadas, eventos, muitas festas, gastronomia, artesanato.

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras, inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas que abrange também parte do Parque Nacional da Serra da Canastra. O Lago de Furnas, também conhecido como "O MAR DE MINAS", é quatro vezes maior que a Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro

BRASÍLIA, DF, BRASIL - Brasília é formada por gente de todos os lugares, todas as idades e de muitas gerações. É uma mistura de sotaques do Nordeste, Sudeste, Norte e Sul do país e até de estrangeiros. Por conta de seu rápido crescimento, já é a quarta cidade mais populosa do país. A maioria dos moradores, 52%, é mulher e tem em média 30 anos. Os primeiros habitantes que chegaram a Brasília vieram, principalmente, atraídos pelos empregos na construção civil e ajudaram na construção da capital. Eles eram chamados de candangos e aqui construíram e criaram famílias

TOMBOS, MINAS GERAIS - Na cachoeira três tombos, verdadeira obra da natureza de imensurável beleza que constitui um cartão postal da cidade com 62 metros de altura. A Gruta Pedra Santa localizada no distrito de Catuné, uma obra construída pela própria natureza. Ao longo do tempo a grande pedra foi desintegrando-se e formou-se um grande salão, onde ergueu-se a capela em Honra a Nossa Senhora de Lourdes. Praças diversas, museu municipal que funciona na antiga estação ferroviária, usina hidrelétrica de Tombos e os dois distritos “Catuné” e “Água Santa” valem uma visita à cidade de Tombos

IGATU, ANDARAÍ, BAHIA - Eh uma verdadeira cidade de pedra. "Sagrada" pra quem viveu lá durante o auge do ciclo do diamante. O trajeto até a vila já é uma atração: a estrada de acesso pela BA-142 é cheia de mirantes naturais. Ao chegar, a impressão é de ter voltado no tempo, quando igatu era chamada de Xique Xique e famosa pela extração de diamantes. Hoje não há farmácias, o hospital mais próximo fica em Andaraí, a 12 km. Em outros tempos quem diria? Cabarés, cassinos, lojas, cadeia, cartório, cinema...

RIO DE JANEIRO, BRASIL - Do primeiro ao último minuto do ano, não falta o que fazer, o que visitar e o que rever no Estado do Rio de Janeiro, que não por acaso ostenta o rótulo de Maravilhoso. Além das praias e de seus outros dois ícones geográficos – o Corcovado e o Pão de Açúcar – o Rio vem ganhando uma série de atrativos culturais e gastronômicos. Quem deixa a capital e percorre o litoral fluminense encontra praias de beleza raríssima. Ao norte, na Região dos Lagos, estão as dunas de Cabo Frio, as águas translúcidas e frias de Arraial do Cabo, boas para mergulho, a badalação de Búzios e as trilhas rurais de Rio das Ostras

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

GRAMADO, RIO GRANDE DO SUL - Faltava neve à Gramado para que ela assumisse de vez o título de “Suíça brasileira”. Não falta mais: o Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor das Américas, trouxe esportes de inverno à cidade, que já era famosa pelas construções enxaimel (aquelas de paredes esquadrinhadas com tirantes de madeira), pelas fondues nos bons restaurantes suíços e pelo climinha gostoso da Serra Gaúcha.

CAMPO BELO, MINAS GERAIS - A primeira cidade do Brasil a ter um time de Rugby (Campo Belo Rugby - CBR) A cidade tem paisagens deslumbrantes com campos a perder de vista. Ideal para a prática de esportes de aventura, ecoturismo, esportes náuticos com várias cachoeiras, praias de água doce além da tradicional e boa comida mineira. Uma cidade tranquila, acolhedora com boas opções para hospedagem