Pular para o conteúdo principal

ÁGUA BRANCA, ALAGOAS - Turismo de aventura com trilhas do cangaço, cachoeiras, esportes radicais e um centro histórico apaixonante




CONHEÇA A CIDADE DE "ÁGUA BRANCA", ALAGOAS, BRASIL
Foto - PMAB
ÁGUA BRANCA, ALAGOAS - DESCUBRA, CONHEÇA E APAIXONE
Do artesanato a culinária regional, comércio e turismo, diversos segmentos para receber bem o turista, para que os visitantes possam conhecer e desfrutar das maravilhas da região serrana. 
Apostando no circuito do frio, que atrai turistas de cidades vizinhas e outros destinos de Alagoas, o município se prepara para melhor recepcionar seus visitantes. Além das pousadas existentes, moradores e proprietários de imóveis interessados em hospedar turistas, contam com a assessoria do programa Casa e Café, do Sebrae, especializado em treinamentos para adequação da estrutura de receptivos.
Foto - PMAB
A Prefeitura também programa disponibilizar áreas para camping, além de divulgar orientações sobre roteiros alternativos de hospedagem, em cidades vizinhas. 
Para o turista que visitar Água Branca a Prefeitura programa oferecer uma série de atrativos, como trilhas ecológicas por roteiros do cangaço, caminhadas por serras e outros passeios inesquecíveis, tendo como cenário o casario histórico da região.
Foto - PMAB
População estimada 2016 (1) - 20.422
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 468,846
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 42,62
Código do Município 2700102
Gentílico - água-branquense
Prefeito 2017 / JOSÉ CARLOS DE CARVALHO
ORIGEM DO NOME
O topônimo Água Branca é proveniente do fato de haver, ali, uma fonte de água muito clara. 

Gentílico: água-branquense
Histórico
Água Branca 
Alagoas - AL
HISTÓRICO 
O território de Água Branca, em meados do século XVII, fazia parte das sesmarias que compreendiam também os atuais municípios de Mata Grande, Piranhas e Delmiro Gouveia. 
Para diferenciar de Mata Grande, do qual durante muito tempo foi povoado, chamou-se primitivamente Mata Pequena ou Matinha de Água Branca.
A penetração em terras do município deve-se a três irmãos de família Vieira Sandes, vindos de Itiúba, povoação do Rio São Francisco. 
Atraído pelas boas pastagens oferecidas pela zona da caatinga, e pela riqueza da região serrana, o capitão Faustino Vieira Sandes desbravou o município, instalando uma fazenda de gado. 
Gentílico: água-branquense
Foto - PMAB
CASA DO BARÃO DE ÁGUA BRANCA EM ÁGUA BRANCA, AL
Casa de nº 01, situada à Rua Barão de Água Branca onde residiu o Capitão-Mor Joaquim Antônio de Siqueira Torres (Barão de Água Branca). 
O Capitão-Mor Joaquim Antônio de Siqueira Torres, recebeu do Papa Leão XIII, a comenda de São Gregório por ter construído no ano de 1871, com recursos próprios, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, um dos mas belos templos do Estado de Alagoas e ter ordenado a padre dois filhos: Pe. Cícero de Siqueira Torres e Joaquim Antônio de Siqueira Torres. Recebeu também do imperador D. Pedro II o título honorifico de Barão de Água Branca. Preocupado com a educação dos filhos , formou em Direito o Bacharel Miguel Archanjo de Siqueira Torres, que exerceu o cargo de Juiz de Direito desta Comarca, o Engenheiro Agrônomo Antônio Vieira Torres, que foi Coletor Federal no município e o Engenheiro Luiz de Siqueira Torres, que exerceu mandatos de senador e vice-governador do Estado de Alagoas.
Foto - PMAB
CENTRO HISTÓRICO DE ÁGUA BRANCA, ALAGOAS
O Centro histórico da cidade é representado pelas Igrejas, Casarios, Casa do Barão de Água Branca, Praça de Nossa Senhora do Rosário, Praça da Matriz e Praça Fernandes Lima. Este conjunto arquitetônico é um dos maiores atrativos. Além da beleza é realmente uma grande obra de arte. Pois possui na sua arquitetura o estilo Barroco e Colonial 
Fonte: Por Edvaldo de Araújo Feitosa
Foto - PMAB
Foto - PMAB
Foto - PMAB
Foto - PMAB
IGREJA DE NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO DE ÁGUA BRANCA, AL
(1º construção feita em plena mata) equidistante de três núcleos de povoamento: Várzea do Pico, Olaria e Boqueirão, construída no ano de 1770 pelo Major Francisco Casado de Melo, apresentando características do Século XVII, isto é: fachada com frontão triangular, telhado a beira-seveira. Na parte interna destaca-se um arco cruzeiro com capitéis elegantes, chave em ogiva e altares laterais com detalhes em madeira ao seu redor. 
Possui para a devoção de seus fiéis as imagens de: 
Santo Antônio - Século XIX, com grande resplendor em prata 
Nossa Senhora das Dores - Século XIX 
Nossa Senhora da Apresentação - Século XIX 
São Sebastião Popular 
Nossa Senhora do Rosário, com menino vestido, princípios do Século XIX, formando assim um patrimônio religioso de grande valia.
Foto - PMAB
IGREJA MATRIZ DE NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DE ÁGUA BRANCA, AL
De estilo barroco, foi construída no ano de 1871 (Século XIX), pelo Capitão-mor, Joaquim Antônio de Siqueira Torres (Barão de Água Branca) com uma área de 1.100 m² .Sua beleza encantadora nos faz dizer principal cartão postal da cidade. 
No seu interior encontramos as imagens de: 
São José - com resplendor dourado. 
São João Menino. 
Senhor dos Passos. 
São Joaquim - Com rico resplendor dourado. 
Senhor Morto - em talha bastante simples com braços móveis. 
Santa Ana com Nossa Senhora Menina - Século XIX 
Nossa Senhora da Soledade - Século XIX 
Nossa Senhora da Conceição - com coroa de prata. (padroeira deste município) 
Estas imagens foram esculpidas pelo imaginário Antônio Pedro da cidade de Penedo estado de Alagoas. O maior evento cultural / religioso desta cidade acontece no dia 08 de dezembro de cada ano subseqüente (Festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição) e também aniversário do seu benfeitor (Barão de Água Branca)
Foto - PMAB
Foto - PMAB
ARTESANATO EM ÁGUA BRANCA, AL 
Madeira
Encontramos miniaturas de móveis, carros, jangadas, peão (brinquedos), colheres de pau, gamela, cachimbo, casas, pilão, cabides, (utensílios), quadros, estátuas (obra-de-arte) em diversos tamanhos. Os artesãos que com seu talento, transformam a madeira em obra de arte, pela técnica de esculpir, utilizando ferramentas simples como: serrote, formão, martelo e estilete são: Cristiano Guimarães, Daniel e Claudionor Guimarães da Silva (Nozinho)
Foto - PMAB
Tecido
A diversidade é grande. Pois no artesanato em tecido temos: pontos de cruz, singeleza, rendas, bordados, tricô e crochê, que são produzidos em toalhas, panos de prato e colchas. Nas comunidades (Tinguí, Lagoa do Feijão, Sítio Covões, Salgadinho, Papa Terra, Alto dos Coelhos, Várzea do Pico). Na cidade encontramos vários artesãos, que contribuem para o desenvolvimento artesanal deste município.
Foto - ?
Tela
Nas artes plásticas, pinturas de cartazes (tela) destacamos os artistas da terra que na maioria das vezes expõem os seus trabalhos nas feiras de ciências e culturas organizadas pelas escolas e município. Destacamos alguns nomes desta arte: Gilberto (Gil Artes) Reginaldo Enoque dos Santos, Reginaldo Medeiros, Egídio Sandes e Maria Cristiane Lima de Souza (Ana)
Foto - ?
Couro
Até hoje esse trabalho é feito nos moldes tradicionais da cultura popular desse povo. 
Na cidade existem cinco tendas. Duas situadas à rua São Bento s/n, uma pertencente ao artesão Sr. Severino Batista de Oliveira e outra ao Sr. Jean Araújo da Silva (toquinha). Duas situadas à rua Cônego Nicodemos s/n, uma pertencente ao Sr. José de Augusto e a outra ao Sr. Mauro Raimundo Gomes, e outra situada à rua Sto Antônio pertencente ao Sr. Manuel de Aia, que produzem os seguintes produtos: alpargatas, sandálias, chapéus cintos e sapatos.
Foto - ?
Na comunidade Tabuleiro que fica uma distância de aproximadamente 8Km da cidade, encontramos os artesãos: Hélio Eduardo da Silva, João Eduardo da Silva e as artesãs: Auxiliadora da Conceição Dias e Maria Creuza da Conceição que produzem: cintos, selas e arreios para animais.
Foto - ?
Porcelana Fria
Assim chamamos os produtos de um trabalho artesanal em que os artesãos utilizam como matéria prima: maisena, vaselina, água e tinta de tingir tecido, que são produtos de fácil aquisição no comercio local.
Na cidade existem as artesãs que são: Jane, Salete Zuza, Sandra, Sandra Regina, Cíntia Daniela, que são as pioneiras nessa arte.
Foto - ?
Bijuterias
Inovação artesanal que possui um futuro promissor pela inovação das peças produzidas e pelo preço acessível. 
Na cidade encontramos a artesã Srª Márcia Freire que procura em outros centros comerciais, pedras preciosas e utensílios que o suporte a confecção dos produtos.
Foto - ?
Palha de Ouricurizeiro e Bananeira 
O artesanato em palha é produzido em simples residências nas comunidades da Serra do Ouricuri, Serra das Viúvas, Sítio Baixa do Pico e Várzea, que ficam a uma distância de aproximadamente 4Km da cidade. Os produtos são: bolsas, chapéus, vassouras, tapetes, esteiras e abanos, que são colocados em feiras populares da região. A matéria prima utilizada na confecção desses produtos são: palhas de ouricurizeiro (planta da família das palmáceas) e palhas de bananeiras (planta da família das musáceas) que após cortadas sofrem um processo de secagem natural para extração da umidade.
As artesãs que com toda simplicidade fazem dessa arte o seu meio complementar de sobrevivência são: Maria José de Araújo, Maria do Carmo de Araújo e Maria de Lourdes da Conceição.
Foto - ?
Cipó
O artesanato em cipó está centralizado nas comunidades: Serra do Paraíso, Serra da Laranjeira e Sitio Baixa do Pico que ficam a uma distância de aproximadamente 4Km da cidade. Os produtos são: cestas, caçuá, caqueiras, cadeiras, balaios etc. A matéria prima utilizada na confecção destes produtos é o cipó (planta da família das sarmentosas ou trepadeiras) existentes nas serras da região hoje ameaçado de extinção por não haver interesse em planejar o seu cultivo. Sobrevivem desta obra de arte a artesã "Dona Jú" e os artesãos: Abel Rufino dos Santos, José Lima dos Santos e Valdomiro dos Santos.
Foto - ?
Barro
O artesanato em barro é uma arte milenar conhecida desde os tempos mais remotos. No município de Água Branca existem as comunidades: Sítio Olaria, Sítio Onça e Sítio Campo Verde, todas pioneiras na fabricação artesanal dos produtos em barro. Os processos de fabricação vai desde a extração do barro passando por destorroamento, peneiramento, adição do barro vermelho (para reduzir os efeitos da expansão que produz trincas nas peças queimadas), água, moldagem das peças, secagem a sobra, forno e queima. Merece destaque as artesãs: Maria Júlia da Conceição Irací Maria da Conceição, Maria São Pedro, Sebastiana dos Santos Cordeiro e Maria Vieira dos Santos.
Foto - ?
Fuchico
Atividade artesanal que consiste em aproveitar retalhos de tecidos para confeccionar o fuchico, uma linda flor de tecido com um arranjo central de miçanga.
Foto - ?
CONHEÇA MAIS DA CIDADE DE ÁGUA BRANCA, ALAGOAS
Foto - ?
TRILHA DO CANGAÇO EM ÁGUA BRANCA, AL
Foto - alagoas24horas.com.br
ESPORTES RADICAIS EM ÁGUA BRANCA, AL
Foto - alagoas24horas.com.br
TRILHA DA ILHA DA COBRA, ÁGUA BRANCA, AL
Foto - alagoas24horas.com.br
CENTRO HISTÓRICO DE ÁGUA BRANCA, AL
Foto - PMAB
ACESSO À CIDADE DE ÁGUA BRANCA, AL
Foto - ?
SERRA DO CAVALO, ÁGUA BRANCA, AL
Foto - ?
Foto - PMAB
MIRANTE EM ÁGUA BRANCA, AL
Foto - ?
VISTA PARCIAL DE ÁGUA BRANCA, AL
Foto - PMAB
Foto - PMAB
CACHOEIRA VAI E VEM EM ÁGUA BRANCA, AL
Foto - ?
ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE ÁGUA BRANCA, ALAGOAS
ESTE EH O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE ÁGUA BRANCA, ALAGOAS
VALEU PELA VISITA, SEMPRE VOLTE



Fonte / Fotos = IBGE / Thymonthy Becker / Governo de Água Branca, AL, / Wikipédia / alagoas24horas.com.br / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 ESTRADAS BRASILEIRAS QUE VALE A PENA DIRIGIR POR ELAS - Viajar de carro pode ser muito bom, se for por uma dessas estradas. Confira cinco trechos que agradam tanto quanto o destino final de suas férias

CONHEÇA 05 ESTRADAS QUE VALE A PENA VOCÊ VIAJAR DE CARRO POR ELAS. Há quem diga que o importante não é o destino final, e sim o caminho até lá. Em uma viagem de carro, não costuma ser bem assim, considerando o péssimo estado do asfalto de nossas estradas, além do custos do pedágio, motoristas ruins e a falta de uma boa paisagem. Mesmo com todos esses problemas, é possível aproveitar um passeio automotivo pelo Brasil em uma das cinco estradas escolhidas pela Hertz, empresa especializada em aluguel de veículos: Confira ESTRADA REAL / MINAS GERAIS / RIO DE JANEIRO / SÃO PAULO  Também conhecida como Caminho Real, é uma das estradas mais famosas do Brasil, por ser um dos principais pontos turísticos do País. Tem 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Motivos não faltam para visita-la, com um circuito de 179 cidades históricas, passando por belas paisagens formadas pelos trechos de mata atlântica. Tem até atividades fora do carro, como caminhada…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

ITUIUTABA, MINAS GERAIS - Com vários atrativos turísticos como cachoeiras, trilhas, museu, parques. artesanato regional e a famosa cachaça artesanal

CONHEÇA A CIDADE DE "ITUIUTABA", MINAS GERAIS, BRASIL BEM VINDO A CIDADE DE ITUIUTABA, MG. PORTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO foto - ? População estimada 2016 (1) - 103.945 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.598,046 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 37,40 Código do Município 3134202 Gentílico - ituiutabano Prefeito 2017 / FUED JOSE DIB ORIGEM DO NOME O nome da cidade eh de origem indígena: I - rio, TUIU ­barrento; TABA - povoação, cidade. “Cidade do rio barrento”
Gentílico: ituiutabano HISTÓRICO Ituiutaba é uma fusão de vocábulos tupis que significa "povoação do rio Tijuco". Os primitivos habitantes do município eram ameríndios, pertencentes ao grupo Gê, também chamados caiapós. Uma das tribos que deixaram fama na região foi a dos panariás, muito bem estudada por Alexandre Barbosa, de Uberaba. Por fim ela foi aldeada na atual povoação de São Francisco de Sales, às margens do Rio Grande, no vizinho município de Campina Verde. Os panariás - assinala o his…

PONTE NOVA, MINAS GERAIS - No circuito turístico Montanhas e Fé da Estrada Real e Rota Imperial

CONHEÇA A CIDADE DE "PONTE NOVA", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - Ronaldo Fernandes PARQUE MUNICIPAL NATURAL "TANCREDO NEVES" EM PONTE NOVA, MG
Foto - Isabella Ottoni
PONTE DA BARRINHA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
RIO PIRANGA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Isabella Ottoni 
SEDE DA FAZENDA SANTA HELENA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
USINA SANTA HELENA EM PONTE NOVA, MG
Foto - Isabella Ottoni
VISTA GERAL DA CIDADE DE PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
PONTE DE FERRO EM PONTE NOVA, MG
Foto - Ronaldo Fernandes
BEM VINDO A CIDADE DE PONTE NOVA. TERRA NATAL DE REINALDO - ÍDOLO DO CLUBE ATLÉTICO MINEIRO E DA DUPLA SERTANEJA VICTOR E LÉO
foto - ?
População estimada 2016 (1) - 60.188
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 470,643
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 121,94
Código do Município 3152105
Gentílico - ponte-novense
Prefeito 2017 / WAGNER MOL GUIMARÃES
ORIGEM DO NOME
A SEGUNDA metade do século XVIII, uma comissão incumbida oficialmente de abrir u…

MONUMENTO HOLGER DANSKE, DINAMARCA - A tradição diz que a estátua ganhará vida quando a Dinamarca se encontrar em grande perigo e salvará a nação

CONHEÇA O "HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA - HOLGER DANSKE ", DINAMARCA 
Explorar as criptas e catacumbas do Castelo de Kronborg é uma grande experiência. Escondido no porão do castelo, você vai conhecer o dinamarquês Holger (Holger Dansk), uma imponente estátua de pedra. Holger o dinamarquês, é uma figura lendária na cultura dinamarquesa. Se a Dinamarca se encontrar em apuros, ele vai acordar e defendê-la! HOLGER DANSKE, OU HOLGER, O DINAMARQUÊS, É UM HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA. A PRIMEIRA REFERÊNCIA QUE TEMOS SOBRE A SUA EXISTÊNCIA APARECE EM ANTIGOS POEMAS FRANCESES, DE MEADOS DO SÉCULO XI. DE ACORDO COM A LENDA, ERA FILHO DE GODOFREDO, REI DA DINAMARCA. O SEU FILHO FOI MORTO POR CARLOS, O JOVEM, FILHO DE CARLOS MAGNO; EM BUSCA DE VINGANÇA, PROCUROU-O E MATOU-O. SÓ POR POUCO O IMPEDIRAM DE MATAR O PRÓPRIO CARLOS MAGNO. RESISTIU A CARLOS MAGNO DURANTE SETE ANOS, MAS FEZ A PAZ PARA LUTAR AO LADO DELE CONTRA OS SARRACENOS. DURANTE ESSA BATALHA MATOU O GIGANTE BREHUS. OS BARALHOS …

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

BOM JARDIM DE MINAS, MINAS GERAIS - Típica cidade mineira, com povo hospitaleiro, de clima ameno e muito aconchegante, traz no bojo de sua historia uma origem bucólica e religiosa com inúmeras atrações turísticas

CONHEÇA A CIDADE DE "BOM JARDIM DE MINAS", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - Thymonthy Becker  BEM VINDO A CIDADE DE BOM JARDIM DE MINAS. PORTAL DA SERRA DA MANTIQUEIRA foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 6.648 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 412,021 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 15,78 Código do Município 3107505 Gentílico - bom-jardinense Prefeito 2017 / SERGIO MARTINS ORIGEM DO NOME O TOPÔNIMO ORIGINOU-SE DO NOME DA FAZENDA BOM JARDIM, PIONEIRA DA COMUNIDADE, E DO BELO "JARDIM" NELA CONSTRUÍDO PELOS SEUS PROPRIETÁRIOS. Bom Jardim de Minas Minas Gerais - MG HISTÓRICO O território onde se acha localizado o município, foi habitado por silvícolas de diversas tribos não identificados devidamente. Em 1770, Manoel Arriaga de Oliveira, sua mulher e seis filhos, chegaram à região, fundaram uma colônia que chamaram Campo Vermelho, tornando-se os primeiros moradores do lugar. O núcleo sofreu vários ataques dos índiso, sendo morto o filho do fundad…

INHAPIM, MINAS GERAIS - No vale do Rio Doce, entre as Verdes Montanhas das Minas gerais, com cachoeiras e trilhas, Inhapim eh uma cidade hospitaleira, charmosa com ótima comida mineira

CONHEÇA A CIDADE DE "INHAPIM", MINAS GERAIS, BRASIL, DA JANELA DO TREM

A igreja matriz é a porta de entrada da cidade.
foto - ? CONHEÇA UM POUCO MAIS DE INHAPIM POR FOTOS
BAIRRO SANTO ANTÔNIO
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira DISTRITO DE MACADAME
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira AABB (ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA BANCO DO BRASIL)
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira VILA MARQUES
Foto - Gustavo Sturzenecker Moreira

PRACUÚBA, AMAPÁ - Com grande potencial turístico com suas grandes áreas de florestas, áreas inundáveis e múltiplos ambientes pesqueiros

CONHEÇA A CIDADE DE "PRACUÚBA", AMAPÁ, BRASIL No Estado do Amapá, o Município de Pracuúba, apresenta condições favoráveis à implantação de projetos do segmento turístico, não só por possui um dos maiores patrimônios naturais, praticamente intocados, mas por reunir uma síntese de ecossistemas nativos da Amazônia.  O governo do estado visa à implementação de projetos através das políticas públicas que tenham o cunho da viabilidade social, cultural, econômica e ambiental da localidade, para possibilitar o desenvolvimento turístico através de seu potencial e primar pela sustentabilidade no município. (Internet) Pracuúba que tem um grande potencial turístico, de condições técnicas, organizacionais e gerenciais para o desenvolvimento estrutural de atividades turística na localidade. E visa também descentralizar as ações de planejamento, de coordenação, de execução e de acompanhamento avaliados pelos órgãos responsáveis, motivando os segmentos organizados e a comunidade do municípi…