segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

MUZAMBINHO, MINAS GERAIS - Cidade de heróis que lutaram pela liberdade




CONHEÇA A CIDADE DE "MUZAMBINHO", MINAS GERAIS, BRASIL
SEJA MUITO BEM VINDO A CIDADE DE MUZAMBINHO. CIDADE DOS QUE LUTARAM PELA LIBERDADE DE UMA RAÇA / HERÓIS DA LIBERDADE.
AQUI UMA VISÃO GERAL DA CIDADE
foto - Thadeu Varoni
População estimada 2016 (1) - 21.021
Área da unidade territorial 2015 (km²) - 409,948
Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 49,84
Código do Município 3144102
Gentílico - muzambinhense
Prefeito 2017 / SÉRGIO ARLINDO CERÁVOLO PAOLIELLO
ORIGEM DO NOME
O NOME MUZAMBINHO VEM DA INFLUÊNCIA AFRICANA NA FORMAÇÃO DO POVOADO E POSSUI VÁRIOS SIGNIFICADOS. SEGUNDO A TRADIÇÃO, O NOME DA CIDADE SE ORIGINOU DA PALAVRA MOCAMBO OU MOCAMBINHO, ISTO É, MORADIA UTILIZADA PELOS NEGROS ESCRAVOS FUGITIVOS
Gentílico: muzambinhense
Histórico
Muzambinho
Minas Gerais - MG
HISTÓRICO 
Antes da chegada dos portugueses, Muzambinho era habitada por índios, provavelmente. Já em 1762, às margens do córrego e ao longo de alguns caminhos abertos nas matas, ao norte de São Bartolomeu e ao sul de Jacuí, essas terras eram habitadas por negros, quilombolas e bandeirantes paulistas e portugueses que iam de Jacuí para Cabo Verde. 
Nessa época, os portugueses já haviam migrado para Quilombo, local onde hoje se encontra Muzambinho, dando origem a muitas famílias. Com a chegada desses habitantes, veio a habilidade para tratar a terra, o cuidado com as criações, a tecelagem artesanal, a fabricação de queijo, a técnica para fabricar o açúcar, a rapadura, o fumo, o trabalho com o couro e madeira, a religião, o folclore e as crendices populares
Em 1764, o governador de Minas desceu para Cabo Verde e passou por Quilombo. Em 1765, um mapa organizado por ordem do governador da Capitania de Minas Gerais, Dom Luiz Diogo, mostrava Quilombo. E outro mapa, de 1767, mostrava Quilombo com dois outros núcleos, Dumbá, que significa leão em muitas línguas africanas, e Zumdu (ou Zõdu), hoje município de Jacuí. 
Em 1852, o povoado já estava formado e, em 1866, passou a ser paróquia. Doze anos depois, era uma vila formando termo com as freguesias de Dores de Guaxupé, atual Guaxupé, e Santa Bárbara das Canoas, hoje Guaranésia.
A história de Muzambinho também se associa à luta pela liberdade dos africanos, a maioria vindos de Angola e Moçambique. Na região houve grande incidência de africanos que fugiram das fazendas e se esconderam na região, principalmente, onde hoje é o bairro Brejo Alegre. 
foto - Saulo Casagrande
CONHEÇA AGORA UM POUCO DE MUZAMBINHO. CIDADE DOS HERÓIS QUE LUTARAM PELA LIBERDADE DE UMA RAÇA.
AQUI UMA RUA DA CIDADE
foto - ?
VISÃO PARCIAL DA CIDADE
foto - S e N Charrone
OUTRA RUA
foto - Saulo Casagrande
CASARÃO
foto  - Thadeu Varoni
IGREJINHA
foto - Thadeu Varoni
OUTRA IGREJA
foto - Thadeu Varoni
CAPELINHA
foto - Thadeu Varoni
IGREJA MATRIZ DA CIDADE
foto - Thadeu Varoni
UMA BONITA PRAÇA
foto - Thadeu Varoni
TELHADOS
foto - Thadeu Varoni
UM BELO CASARÃO
foto - Thadeu Varoni
UMA ARBORIZADA AVENIDA
foto - Thadeu Varoni
foto - Thadeu Varoni
VEJA QUE PAISAGEM MAGNÍFICA
foto - Thadeu Varoni
PRAÇA CENTRAL
foto - Thadeu vVaroni
EDIFÍCIO PRÓXIMO A MATRIZ
foto - Thadeu Varoni
REGIÃO CENTRAL DA CIDADE
foto - Thadeu Varoni
ÁRVORE CENTENÁRIA NA PRAÇA DOS ANDRADAS
foto - Muzamba SC
ESTE EH O BAIRRO SÃO LUCAS
foto - S e N Charrone
VEJA AS JANELAS DO CASARÃO, MUITO BEM CONSERVADO
foto - S e N Charrone
ESTA EH A IGREJA DE SÃO BENEDITO
foto - Bueno A 2010
AQUI A IGREJA DO MOÇAMBO
foto - Velika JR
VISÃO AÉREA PARCIAL DA CIDADE
foto - Lupacamp
MATRIZ VISTA DE LADO
foto - S e N Charrone
ESTE EH O MUSEU DA CIDADE
foto - ?
AQUI TEMOS A IGREJA DE NOSSA SENHORA APARECIDA
foto- Cleusa Ely
VEJA QUE PRAÇA MAIS BACANA.
foto - Saulo Casagrande
AQUI O PRÉDIO DO GOVERNO MUNICIPAL
foto - Thadeu Varoni
ESTA EH A RUA TIRADENTES
foto - Saulo Casagrande
 ESTA EH A BANDEIRA DA CIDADE DE MUZAMBINHO, MINAS GERAIS
AQUI TEMOS O BRASÃO DO MUNICÍPIO DE MUZAMBINHO, MINAS GERAIS
A GENTE SE ENCONTRA UM DIA QUALQUER DESTES, EM ALGUM LUGAR DE MINAS.

Fonte / Fotos = IBGE / Portal do Governo de Muzambinho / Wikipédia / Thymonthy Becker /

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana