Pular para o conteúdo principal

LUGARES DE RARA BELEZA - Nosso planeta tem lugares incríveis, apaixonantes e de tirar o fôlego. Conheça 09 deles




CONHEÇA "LUGARES DE RARA BELEZA" QUE SÃO VERDADEIROS PARAÍSOS
01º - CANYON DE GELO NA GROENLÂNDIA
Uma fenda gigantesca, com dimensões comparáveis às do Grand Canyon, nos Estados Unidos, foi encontrada debaixo do gelo na Groenlândia. A formação tem 750 quilômetros de extensão e, em alguns pontos, chega a ter 800 metros de profundidade, segundo estudo publicado na revista Science esta quinta-feira (28).
Oculto por milhões de anos sob a densa camada de gelo que recobre a ilha, na América do Norte, o vale foi achado após investigação por pesquisadores da Faculdade de Ciências Geográficas da Universidade de Bristol, na Inglaterra.
Segundo a pesquisa, a fenda desempenha um importante papel no transporte ao mar de água do derretimento de gelo. Antes que o local fosse coberto por gelo, milhões de anos atrás, essa fenda teria servido ao planeta como um "importante sistema fluvial", permitindo fluxo d'água do interior da Groenlândia para sua costa, destaca o estudo.
foto - ?
02º - ETRETAT - FRANÇA
Etretat é parada obrigatória! Com suas majestosas falésias de calcário, a cidade atrai milhares de turistas o ao inteiro para admirar e fotografar essa paisagem única da Normandia. Visitar Etretat significa descobrir um lugar único, emocionante. A cidade, que já foi um vilarejo de pescadores, se transformou em XIX na estação balneária que conhecemos hoje.
tem 140 km de falésias formadas por calcário e a água do mar tem uma cor leitosa. A cidade é bem pequenina e possui alguns estacionamentos pagos. Os mais próximos do centrinho estavam lotados, por isso paramos em um logo na entrada da cidade (dez minutos caminhando até a praia).
Vamos começar nossa aventura pela Normandia pelas falésias de Étretat, na Alta Normandia, um paraíso mundialmente famoso.
A cidade de Étretat está localizada entre as falésias com praias onde, ao invés de areia, o visitante caminha sobre pedras pequeninas que foram moldadas com a ação das ondas do mar. Gaivotas, muitas gaivotas dão boas vindas aos visitantes. Inesquecível!
As falésias e as praias de Étretat foram inspiração para vários artistas como Eugène Boudin, Gustave Courbet e Claude Monet. Monet pintou um impressionante quadro destas falésias.
A partir da praia, há trilhas para caminhada até os penhascos. Há duas grandes formações rochosas imperdíveis em arco nos lados sudoeste e nordeste da praia, ambas são espetaculares. Na maré baixa, estes arcos são de fácil acesso pela praia.
Passeie também pela cidadezinha de Étretat com sua lindas casas de madeira. Parecem casinhas de bonecas, lindas! Restaurantes maravilhosos estão espalhados pela cidade, além de muitas, muitas lojinhas de souvenir! Experimente os crepes da cidade, sao 17 recheios para você escolher!
Se você não vier de carro para Étretat, sugiro pegar ônibus de número 24 em Le Havre, pois o acesso à cidade é um pouco difícil, não há trens! Leva 45 minutos para chegar.
De carro, há estacionamento na entrada da cidade e caminhada de 5 minutos até a praia.
A melhor época para fazer este passeio? De maio a setembro!!
03º - IGREJA DE SÃO JOÃO NA MACEDÔNIA
Alguns lugares escondem histórias que valem a pena serem descobertas e a Macedônia é um deles. Lá, um dos principais atrativos para os visitantes é a singela Igreja de São João de Kaneo, localizada em Ohrid.
A pequena igreja é um espetáculo para as vistas humanas, por guardar tanto belezas internas, quanto externas, já que a igreja fica no topo de um precipício, virado para o belo mar azul da Macedônia.
Além de ser cercada de histórias e um passado cheio de mistérios, a igreja é cercada por natureza, e o ar puro do ambiente pode ser sentido facilmente, pois o lugar, considerado santo, transmite tranquilidade e paz. A igreja foi conservada durante anos para preservar uma das principais lembranças do passado da Macedônia e poder valorizá-la ainda mais.
foto - ?
04º - ILHA DE ZAKYNTHOS, GRÉCIA
Localizada na região insular da Grécia, a ilha Zakynthos ou Zante está situada próxima a Itália, possuindo cerca de 125 quilômetros de litoral com praias paradisíacas. Ela é a terceira maior ilha do mar Jônico, tanto em população quanto em área. Com clima quente e muitas regiões verdes, ela possui vastas planícies férteis, além de belíssimas cavernas com água azul turquesa.
Neste pedacinho de paraíso existem inúmeras praias de mares cristalinos, perfeitas para o turista relaxar e recarregar suas energias. Para visitá-las o acesso é feito através de barcos que custam entre 10 e 18 dólares por pessoa, dependendo do tempo de duração do passeio.
A maior atração de Zakynthos é a Praia do Naufrágio ou Navagio Beach, descoberta em 1980. Localizada em uma enseada isolada na costa noroeste, ela ganhou fama mundial com um antigo navio encalhado em sua faixa de areia.
Segundo uma lenda local, a embarcação escocesa realizava o trajeto Turquia-Itália e foi perseguida pela marinha grega por contrabando de cigarros e bebidas. Durante a fuga ocorreu uma forte tempestade que foi a responsável por seu naufrágio. Até hoje seus destroços se encontram encalhados na praia e se transformaram num símbolo local.
Protegida por um enorme rochedo, só é possível acessar a praia por meio de barco, a partir do Porto Vromi rumo a direção sul, ou então pelo porto de São Nikolas, em Volimes, para o nordeste.
Não é à toa que Navagio Beach é considerada uma das mais famosas praias da região. Seu exuberante mar azul, areia branca culminados com a poética história do navio Panagiotes atrai milhares de visitantes todos os anos.
Uma curiosidade sobre a ilha é que a principal cidade da região também é chamada de Zakynthos e sua arquitetura é muito semelhante à Veneza, devido à influência italiana. A pequena vila é simples, aconchegante e com muitas igrejas, lojinhas e restaurantes com preços acessíveis.
foto - ?
05º - PARQUE ZION NOS ESTADOS UNIDOS
O parque recebeu este nome porque os primeiros colonos do Utah (que eram Mórmons) acharam que tinham finalmente descoberto a Terra Prometida quando chegaram a este vale. Tem uma área total de 593 km², sendo que o seu principal componente é o Cânion de Sião com 24 km de extensão e 800 metros de altura.
Localizado na confluência do Planalto do Colorado, da Grande Bacia do Nevada, e do Deserto de Mojave, tem uma geografia única e uma variedade de ecossistemas que proporcionam a existência invulgar de plantas e animais muito diversos. Um total de 289 espécies de pássaros, 75 mamíferos (incluindo 19 espécies de morcegos), 32 répteis e várias espécies de plantas habitam as quatro zonas de vivência do park: deserto, zona ripária, bosque, e floresta temperada de coníferas.
O nome lembra mais a cidade do filme Matrix, mas o parque de Zion te proporciona um dos melhores passeios que você pode fazer nos Estados Unidos.
Zion é uma antiga palavra hebraica que significa: local de refúgio ou santuário. Protegido dentro do parque com 229 milhas quadradas, estão dramáticas esculturas de canyons e altos rochedos. Está localizado na junção do Plateau Colorado, Great Basin e o Deserto de Mojave – com geografia única e de sistema de vida distintas, o que caracteriza sua diversidade de vida animal e de plantas. Está localizado a 150 milhas de Las Vegas e é servida por um pequeno aeroporto em St. George, Utah, a 74km do parque.
Existe magia nas montanhas de formação impar do Zion, o movimento de seus contornos são de agradável lembrança, nada excede a admirável beleza das esculturas de seus canyons! As montanhas de um colorido único mais parecem o cenário de um filme de "ficção científica". O parque, já no final do outono apresenta uma tonalidade avermelhada, ouro e sépia.
Magnífico, talvez a melhor surpresa da viagem. Incrivelmente íngreme, com a estrada ziguezagueando suas imensas montanhas cobertas de neve, descendo, nos levando a vistas sensacionais, com o por do sol se aproximando, tingindo o céu de amarelo e escarlate. Um momento formidável e inesquecível. A pura manifestação divina na natureza.
foto - ?
06º - LUCCA NA ITÁLIA
Cuidadosamente envolvida por uma muralha de 4 quilômetros de extensão e 12 metros de altura que, de tão bem cuidada, em nada aparenta seus mais de 400 anos, Lucca é uma joia toscana.
A vista que se tem passeando pela fortificação, de onde se enxergam cidades vizinhas, já valeria o passeio, mas os atrativos também estão em seu interior.
A começar pela Piazza Anfiteatro, um adorável espaço oval delimitado por casarões, e seguindo pelos bares, restaurantes, praças e mercados. Visite também a Cattredale di San Martino, do século 11, e a Torre Guinigi, de cujo topo dá para admirar as montanhas dos Alpes Apuanos.
Giacomo Puccini, o compositor de ópera autor de Madame Butterfly e Tosca, nasceu em Lucca. Sua casa pode ser visitada e fica pertinho da igreja San Michele in Foro, cuja fachada apresenta dezenas de colunas, uma diferente da outra.
COMO CHEGAR
Nas paradas de ônibus da Piazzale Verdi chegam ônibus diariamente de Florença (uma hora e meia de viagem) e Pisa (45 minutos). Lucca é ligada a essas duas cidades também por ferrovia, e os trens são frequentes. Da estação ao centro histórico amuralhado é apenas uma curta caminhada. Para quem está de carro, a estrada liga Lucca a Pisa e Florença é a A-11.
foto - ?
07º - MONTE RORAIMA NA VENEZUELA
No ano de 1595, durante a colonização britânica e espanhola, foi descoberta a incrível Montanha de Cristal, mais comumente chamado de Monte Roraima. Porém só foi escalado pela primeira vez no ano de 1884, pelo aventureiro Everard Ferdinand Im Thurm. O Monte Roraima já foi fonte de inspiração para escritores como Arthur Conan, que descreveu com maestria em seu livro O Mundo Perdido (1912), as riquezas naturais e belezas da região.
Destino certo dos aventureiros que apreciam a natureza a cerca de Mil metros de altura. O Monte Roraima está localizado na tríplice fronteira da Guiana, Venezuela e Brasil. É dividido da seguinte maneira: 5% de sua área pertence ao Brasil, 10% a Guiana e 85% Venezuela. Porém a administração é parte do estado de Roraima, especificamente na cidade de Uiramutã.
É formado por falésias (formações rochosas caracterizadas por ter seu limite no encontro com o mar). Possui um formato de platô e é cercada pelas vegetações da Savana e Floresta Tropical. No formato de arco, possui uma parte estreita no centro com um enorme circo natural (depressão topográfica, geralmente com formação de lagos) do lado Noroeste.
Sua formação principal se deu pelo elevado índice pluviométrico da região, e que culminou a formação das cavernas e pseudocarstes. A fauna e flora se adaptaram as condições geológicas e de clima da região, por isso a enorme presença de plantas carnívoras que capturam insetos para suprir sua necessidade de nutrientes.
foto - ?
08º - MYANMAR
Talvez você não esteja se lembrando que país é esse tal de Myanmar porque o conheça por seu nome antigo: Birmânia (ou, em inglês, Burma. O país adotou o nome de República da União de Myanmar em 1989. O nome Burma vem de Burmese Bamar, a principal etnia do país. O termo Myanmar seria uma aliteração disso, e Burma seria uma versão coloquial.
Myanmar, antiga Birmânia, é um destino tão polêmico quanto belo. Os diversos povos que o formam sempre viveram às turras com seus vizinhos indianos, chineses e tailandeses, até serem dominados pelos britânicos, em um período de colonização que foi do século 19 até o fim da II Grande Guerra. Fragmentado pela gangorra política, hoje quem dá as cartas é uma junta militar. Como resultado de um embargo internacional, o país mergulhou no isolamento, com uma economia claudicante. A infraestrutura em geral é precária, com hotéis, transportes e restaurantes ora sem produtos básicos, ora sofrendo com apagões ou falta de manutenção.
Para quem, no entanto, resolve visitá-lo, as recompensas são muitas. Yangon, a antiga capital, guarda a monumentalidade do pagode Shwedagonpaya, o símbolo nacional e maior tributo à fé dominante, o budismo. Por séculos Mandalay foi o bastião da cultura birmanesa, com seu grandioso palácio e a grandiosidade do pagode Kuthodaw. A vida às margens do Lago Inle lhe arremessará a um modo de vida há muito desaparecido, enquanto que Bagan, às margens do rio Ayeyarwady, ostenta centenas de estupas – a maioria pequenas e simples, mas muitas outras grandes e ricamente ornamentadas –, formando uma paisagem arrebatadora e única.
Ao contrário de seus vizinhos Índia e Tailândia, a gastronomia local é surpreendentemente insossa. Não há nada pujante ou cativante, muito por conta do desabastecimento e importações limitadas. Você certamente não passará fome, quase sempre pagará preços razoáveis, mas realmente não ficará fã da culinária birmanesa.
Muitas ONGs em prol da democracia no país recomendam não visitar o país como uma forma de pressionar o governo – e a indústria turística largamente dominada pelo Estado. No entanto, visitar o país também é muito saudável. O viajante conhece um país e uma cultura ímpares e ao mesmo tempo obtém um melhor ponto de vista sobre o cenário político local. Viajando responsavelmente, o turista também contribui também para a renda de muitas famílias, seja através de pousadas, guias, artesãos, restaurantes ou donos de barcos. No final, entrar em contato com as pessoas é a melhor lembrança que você pode trazer do país.
COMO CHEGAR
Não há voos diretos entre o Brasil e o Mianmar. Boa parte dos maiores operadores de voos possuem restrições ao país, então a forma mais simples de se chegar lá é através de Cingapura ou Tailândia, pelo aeroporto internacional de Yangon. Por terra, há postos fronteiriços com Tailândia e China, os mais utilizados, mas este meio é tão complexo e burocraticamente arriscado que é pouco recomendado. Entre os entraves existentes é que, caso você entre por uma determinada cidade fronteiriça, com o visto emitido localmente, você obrigatoriamente deve sair do país pelo mesmo local.
COMO CIRCULAR
As dificuldades não se limitam a entrar no país. Boa parte das ferrovias e estradas estão em estado precário de conservação, o que faz de viagens fluviais e aéreas as mais convenientes para o turista. Note que boa parte do país encontra-se fechado ao estrangeiros, limitando os turistas aos destinos realmente mais populares, como Yangon, Bagan, Inle e Mandalay.
Companhias aéreas como Air Bagan (www.airbagan.com), Myanmar Airways International (www.maiair.com) e Mandalay Ar (www.airmandalay.com) operam com conforto limitado em aviões. Algumas companhias – principalmente as governamentais – possuem um histórico de segurança bem ruim. As privadas são mais caras, mas normalmente cumprem bem os horários. No entanto, confirme e reconfirme as partidas com antecedência para evitar surpresas.
foto - ?
09º - LAGOS PLITVICE, CROÁCIA
Se você procura por paisagens naturais de tirar o fôlego e que parecem ser de mentira, os Lagos Plitvice na Croácia não irão decepcionar pois são um verdadeiro fenômeno da natureza, com paisagens únicas e de extrema beleza localizados na Croácia Central.

Localizado a cerca de 150 quilômetros da capital Zagreb, o Parque Nacional dos Lagos de Plitvice, na Croácia, é formado por lagos e cachoeiras de uma cor turmalina que impressiona os visitantes.
Patrimônio Natural da Unesco desde 1979, o parque de cerca de 200 quilômetros quadrados é o maior do país. Algumas áreas podem ser visitadas durante o verão, enquanto outras ficam fechadas para o público no inverno.
Como chegar
É possível alugar um carro e dirigir até o parque. Há ainda empresas de ônibus que levam passageiros das principais cidades da Croácia até a entrada de Plitvice. Consulte preços, companhias e horários no site AKZ.
O Parque Nacional dos Lagos Plitvice é a atração mais popular da Croácia e foi a primeira grande razão que me fez montar um roteiro pelo país. Uma simples foto dessa beleza natural me convenceu totalmente de que deveria fazer esta viagem e acho que assim como eu várias pessoas não se arrependeram da escolha!
foto - ?

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE



fonte / fotos = Wikipédia / Thymonthy Becker / @loucosporviagem / Divulgação / viajeaqui.abril.com.br / uol.com.br / 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

5 ESTRADAS BRASILEIRAS QUE VALE A PENA DIRIGIR POR ELAS - Viajar de carro pode ser muito bom, se for por uma dessas estradas. Confira cinco trechos que agradam tanto quanto o destino final de suas férias

CONHEÇA 05 ESTRADAS QUE VALE A PENA VOCÊ VIAJAR DE CARRO POR ELAS. Há quem diga que o importante não é o destino final, e sim o caminho até lá. Em uma viagem de carro, não costuma ser bem assim, considerando o péssimo estado do asfalto de nossas estradas, além do custos do pedágio, motoristas ruins e a falta de uma boa paisagem. Mesmo com todos esses problemas, é possível aproveitar um passeio automotivo pelo Brasil em uma das cinco estradas escolhidas pela Hertz, empresa especializada em aluguel de veículos: Confira ESTRADA REAL / MINAS GERAIS / RIO DE JANEIRO / SÃO PAULO  Também conhecida como Caminho Real, é uma das estradas mais famosas do Brasil, por ser um dos principais pontos turísticos do País. Tem 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Motivos não faltam para visita-la, com um circuito de 179 cidades históricas, passando por belas paisagens formadas pelos trechos de mata atlântica. Tem até atividades fora do carro, como caminhada…

VIRGINÓPOLIS, MINAS GERAIS - Alem da festa da Jabuticaba que acontece anualmente, a cidade possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus

CONHEÇA A CIDADE DE "VIRGINÓPOLIS", MINAS GERAIS, BRASIL A cidade é regionalmente conhecida pela tradicional Festa da Jabuticaba, que ocorre anualmente em setembro. Um aspecto interessante é que, apesar da festa, a cidade não se configura como grande produtor da fruta.  Outro aspecto cultural interessante é a presença da Capela de Nossa Senhora do Patrocínio, que possui uma das maiores escadarias de igreja do mundo, com mais de 500 degraus, construídos pelos próprios moradores da cidade em mutirões realizados no fim da década de 1980.  CASARÃO NA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br) CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) CENTRO DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG (asminasgerais.com.br) VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
CASARÃO EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
PRAÇA EM VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
RUA CENTRAL DA CIDADE DE VIRGINÓPOLIS, MG(asminasgerais.com.br)
UMA DAS MAIORES ESCADARIAS …

REPRESA DE FURNAS, SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS - Em 1963 fecharam o túnel que criou praias, formou cânions, inundou vilarejos mudando para sempre a história de 34 cidades mineira e formando o espetacular “Mar de Minas”

CONHEÇA A "REPRESA DE FURNAS", SÃO JOSÉ DA BARRA, MINAS GERAIS, BRASIL foto - Thymonthy Becker No dia 9 de janeiro de 1963 o túnel que desviou o curso do rio Grande para a construção da Usina de Furnas foi fechado e as águas que formaram um dos maiores reservatórios do mundo, criou praias, formou cânions e cachoeiras inundou vilarejos e mudou para sempre a história dos 34 municípios que ficam ao longo dos 1.440 km2 de extensão do Lago de Furnas. (Thymonthy Becker) A sede do município de Guapé ficou praticamente submersa, o que levou à construção de uma nova sede em local definido pela população. O distrito de São José da Barra, então pertencente a Alpinópolis e emancipado em 1994, ficou integralmente debaixo das águas e deu lugar à "Nova Barra", que a pedido do padre Ubirajara Cabral, pároco local, foi construída pela Central Elétrica de Furnas na forma de um banjo. (Thymonthy Becker) A maioria dos municípios possuía vocação agropecuária, mas com o alagamento das ár…

MONUMENTO HOLGER DANSKE, DINAMARCA - A tradição diz que a estátua ganhará vida quando a Dinamarca se encontrar em grande perigo e salvará a nação

CONHEÇA O "HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA - HOLGER DANSKE ", DINAMARCA 
Explorar as criptas e catacumbas do Castelo de Kronborg é uma grande experiência. Escondido no porão do castelo, você vai conhecer o dinamarquês Holger (Holger Dansk), uma imponente estátua de pedra. Holger o dinamarquês, é uma figura lendária na cultura dinamarquesa. Se a Dinamarca se encontrar em apuros, ele vai acordar e defendê-la! HOLGER DANSKE, OU HOLGER, O DINAMARQUÊS, É UM HERÓI LENDÁRIO DA DINAMARCA. A PRIMEIRA REFERÊNCIA QUE TEMOS SOBRE A SUA EXISTÊNCIA APARECE EM ANTIGOS POEMAS FRANCESES, DE MEADOS DO SÉCULO XI. DE ACORDO COM A LENDA, ERA FILHO DE GODOFREDO, REI DA DINAMARCA. O SEU FILHO FOI MORTO POR CARLOS, O JOVEM, FILHO DE CARLOS MAGNO; EM BUSCA DE VINGANÇA, PROCUROU-O E MATOU-O. SÓ POR POUCO O IMPEDIRAM DE MATAR O PRÓPRIO CARLOS MAGNO. RESISTIU A CARLOS MAGNO DURANTE SETE ANOS, MAS FEZ A PAZ PARA LUTAR AO LADO DELE CONTRA OS SARRACENOS. DURANTE ESSA BATALHA MATOU O GIGANTE BREHUS. OS BARALHOS …

ITUIUTABA, MINAS GERAIS - Com vários atrativos turísticos como cachoeiras, trilhas, museu, parques. artesanato regional e a famosa cachaça artesanal

CONHEÇA A CIDADE DE "ITUIUTABA", MINAS GERAIS, BRASIL BEM VINDO A CIDADE DE ITUIUTABA, MG. PORTAL DO TRIÂNGULO MINEIRO foto - ? População estimada 2016 (1) - 103.945 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 2.598,046 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 37,40 Código do Município 3134202 Gentílico - ituiutabano Prefeito 2017 / FUED JOSE DIB ORIGEM DO NOME O nome da cidade eh de origem indígena: I - rio, TUIU ­barrento; TABA - povoação, cidade. “Cidade do rio barrento”
Gentílico: ituiutabano HISTÓRICO Ituiutaba é uma fusão de vocábulos tupis que significa "povoação do rio Tijuco". Os primitivos habitantes do município eram ameríndios, pertencentes ao grupo Gê, também chamados caiapós. Uma das tribos que deixaram fama na região foi a dos panariás, muito bem estudada por Alexandre Barbosa, de Uberaba. Por fim ela foi aldeada na atual povoação de São Francisco de Sales, às margens do Rio Grande, no vizinho município de Campina Verde. Os panariás - assinala o his…

MONJOLOS, MINAS GERAIS - O município possui alto potencial de ecoturismo, pois conta com diversas cachoeiras, corredeiras, grutas e trilhas, todas cercadas por uma vasta e bela vegetação e que proporcionam deliciosos passeios de bike, motos, jipes ou até mesmo simples caminhadas.

CONHEÇA A CIDADE DE "MONJOLOS", MINAS GERAIS, BRASIL Situada na região central mineira, na Bacia do Rio das Velhas em um vale da Serra do Cabral, Monjolos integra, além da Estrada Real, o Circuito dos Diamantes.  A 265 km da capital mineira, o município possui alto potencial de ecoturismo, pois conta com diversas cachoeiras, corredeiras, grutas e trilhas, todas cercadas por uma vasta e bela vegetação e que proporcionam deliciosos passeios de bike, motos, jipes ou até mesmo simples caminhadas.
Rio Pardinho em Monjolos, MG(Instituto estrada Real)  A Área de Preservação Ambiental do Vale do Fundo apresenta uma densa mata virgem banhada por deleitáveis nascentes e cascatas. Ainda pouco explorada, a Gruta do Pau-Ferro possui grandes galerias com estalactites e estalagmites.  A cidade ainda possui um Centro de Artesanato, onde é exposto e vendido todo o artesanato da região. A Igreja Matriz Nossa Senhora do Livramento, a Ponte Férrea do Rio Pardo e o Monumento a Monjolos também aju…

CARRANCAS, MINAS GERAIS - Um pequeno paraíso conhecido como Terra das Cachoeiras pois possui mais de 120 quedas d'água na Estrada Real. Considerada um dos novos pólos de Ecoturismo, é um lugar ideal para a prática de Montain Bike, Trekking e outros esportes que lhe propiciam o contato com a natureza. Tem o grande poço da esmeralda, além das grutas da toca e da cortina, ainda pode-se observar pinturas rupestres e um escorregador com cerca de dez metros que termina com um divertido mergulho.

CONHEÇA A CIDADE DE "CARRANCAS", MINAS GERAIS, BRASIL

MUITO BEM VINDO AO PARAÍSO. BEM VINDO A CARRANCAS. MINAS EH ISTO E MUITO MAIS. imagem "?" Com mais de 50 cachoeiras, a cidade está voltada para o ecoturismo – suas belas paisagens frequentemente servem de cenário para novelas. Há quedas d’água de fácil acesso, mas as mais bonitas ficam escondidas na mata fechada, aonde só se chega por trilhas (que devem ser percorridas com a ajuda de guia). Entre novembro e março, a chuva torna as cachoeiras perigosas. A maioria das pousadas está próxima de grutas e cachoeiras, e muitas têm piscinas naturais. Foto - ?
POÇO DO CORAÇÃO
O acesso é tranquilo: pegue a Estrada para Itutinga, entre à esquerda após a primeira ponte para chegar ao Complexo da Toca. O carro fica na portaria, e você segue a trilha até o para o escorregador (é bom ponto para banho, ao lado da Gruta da Toca). A partir dele, suba margeando o rio: há vários poços e pequenas quedas até a principal atração local, a …

SERRA DO NAVIO, AMAPÁ - A História da Serra do Navio remonta aos anos 1950. A região era rica em manganês e outros minérios. Por isso, a brasileira ICOMI, com sede em Belo Horizonte e atuação em Minas Gerais, foi escolhida para explorar o minério e construir a vila operária, que daria origem à cidade de Serra do Navio. Cada vila tinha 330 casas, prédios coletivos (escolas, hospitais, refeitórios), abrigando até 1.500 pessoas, entre trabalhadores e familiares. Tinha ruas largas, postes de concreto para a fiação elétrica e telefônica, calçadas, parques, clubes com piscina, quadras esportivas, restaurante e lanchonete, drenagem de águas das chuvas e tratamento de água e esgoto. Todas as casas tinham mais de 90m² e contavam com saneamento e energia elétrica, proveniente de geradores da ICOMI.

CONHEÇA A CIDADE DE "SERRA DO NAVIO", AMAPÁ, BRASIL CONHEÇA A FAMOSA "LAGOA AZUL" DE SERRA DO NAVIO, AP A história da Lagoa Azul se mistura à criação da Serra do Navio e à atividade de exploração na década de 1950 A Amazônia é conhecida pelos rios, igarapés e cachoeiras. Mas, a maioria das pessoas nem imaginam que aqui existam lagoas de águas azul turquesa. A 208 quilômetros de Macapá, capital do Amapá, fica a Lagoa Azul, um paraíso que nasceu de uma mina abandonada. O lugar fica próximo à Vila Serra do Navio, cidade criada na década de 1950 para abrigar os trabalhadores de uma empresa de mineração. A lagoa azul e o passado da história da Serra do Navio estão entrelaçados. De acordo com a prefeitura da cidade, a cor marcante da lagoa, em tom azul anil, acontece por conta dos minérios da região especialmente o carbonato de manganês. O lugar era uma mineração. Hoje é possível chegar até lá através de trilhas ou de carro. A região é cercada por uma floresta tropical. O…

BOM JARDIM DE MINAS, MINAS GERAIS - Típica cidade mineira, com povo hospitaleiro, de clima ameno e muito aconchegante, traz no bojo de sua historia uma origem bucólica e religiosa com inúmeras atrações turísticas

CONHEÇA A CIDADE DE "BOM JARDIM DE MINAS", MINAS GERAIS, BRASIL Foto - Thymonthy Becker  BEM VINDO A CIDADE DE BOM JARDIM DE MINAS. PORTAL DA SERRA DA MANTIQUEIRA foto - Thymonthy Becker População estimada 2016 (1) - 6.648 Área da unidade territorial 2015 (km²) - 412,021 Densidade demográfica 2010 (hab/km²) - 15,78 Código do Município 3107505 Gentílico - bom-jardinense Prefeito 2017 / SERGIO MARTINS ORIGEM DO NOME O TOPÔNIMO ORIGINOU-SE DO NOME DA FAZENDA BOM JARDIM, PIONEIRA DA COMUNIDADE, E DO BELO "JARDIM" NELA CONSTRUÍDO PELOS SEUS PROPRIETÁRIOS. Bom Jardim de Minas Minas Gerais - MG HISTÓRICO O território onde se acha localizado o município, foi habitado por silvícolas de diversas tribos não identificados devidamente. Em 1770, Manoel Arriaga de Oliveira, sua mulher e seis filhos, chegaram à região, fundaram uma colônia que chamaram Campo Vermelho, tornando-se os primeiros moradores do lugar. O núcleo sofreu vários ataques dos índiso, sendo morto o filho do fundad…

MARILÂNDIA, ITAPECERICA, MINAS GERAIS - Com altitude acima de 1.000 metros, cercada de paisagens que são verdadeiros cartões postais e muita história para você viver neste paraíso

CONHEÇA O DISTRITO DE "MARILÂNDIA", ITAPECERICA, MINAS GERAIS, BRASIL
Estação Rodoviária de Marilândia, MG MARILÂNDIA / MINAS GERAIS
foto - Thymonthy Becker  BEM VINDO AO DISTRITO DE MARILÂNDIA, MG. NO CENTRO OESTE DO ESTADO DAS MINAS GERAIS. AQUI, CHEGANDO NO DISTRITO. foto - Thymonthy Becker MARILÂNDIA EH UM ANTIGO DISTRITO QUE EMBORA ESTEJA PRÓXIMO A DIVINÓPOLIS, PERTENCE A CIDADE DE ITAPECERICA O DISTRITO TEM APROXIMADAMENTE 4.000 HABITANTES (FONTE - PEDRO GUIMARÃES) O DISTRITO ESTÁ A 780 QUILÔMETROS DE BRASÍLIA. ESTA À 170 QUILÔMETROS DA CAPITAL DAS MINAS GERAIS ESTÁ À 25 QUILÔMETROS DE DIVINÓPOLIS A HISTÓRIA DO DISTRITO DE MARILÂNDIA, MINAS GERAIS  A história de Marilândia começa como a maioria das cidades das Minas Gerias, com a construção de uma igreja. Um fazendeiro, dono das terras onde hoje encontra-se o distrito, determinou que seus escravos construíssem um santuário e que este fosse dedicado a nossa senhora do desterro da volta. O santuário foi construído no alto da …