domingo, 15 de janeiro de 2017

TEMPLO DE SALOMÃO, JERUSALÉM, ISRAEL - Hoje, o que resta do templo, eh o Muro de Lamentações




CONHEÇA O "TEMPLO DE SALOMÃO", JERUSALÉM, ISRAEL
O TEMPLO DE SALOMÃO (NO HEBRAICO בית המקדש, BEIT HAMIQDASH), FOI O PRIMEIRO TEMPLO EM JERUSALÉM, CONSTRUÍDO NO SÉCULO XI A.C.. E FUNCIONOU COMO UM LOCAL DE CULTO RELIGIOSO JUDAICO CENTRAL PARA A ADORAÇÃO A JAVÉ, DEUS DE ISRAEL.
O REI DAVI, DA TRIBO DE JUDÁ, DESEJAVA CONSTRUIR UMA CASA PARA JEOVÁ (YHWH), ONDE A ARCA DA ALIANÇA FICASSE DEFINITIVAMENTE GUARDADA, AO INVÉS DE PERMANECER NA TENDA PROVISÓRIA OU TABERNÁCULO, EXISTENTE DESDE OS DIAS DE MOISÉS.
O SEU FILHO SALOMÃO, CUJO NOME SIGNIFICA "PAZ", ENFATIZAVA A VONTADE DIVINA DE QUE A CASA DE DEUS FOSSE EDIFICADA EM PAZ, POR UM HOMEM PACÍFICO.
O REI SALOMÃO COMEÇOU A CONSTRUIR O TEMPLO NO QUARTO ANO DE SEU REINADO SEGUINDO O PLANO ARQUITETÔNICO TRANSMITIDO POR DAVI, SEU PAI. O TRABALHO PROSSEGUIU POR SETE ANOS.
Aqui, o Muro de Lamentações, o que restou do templo.
O TEMPLO TINHA UMA PLANTA MUITO SIMILAR À TENDA OU TABERNÁCULO QUE ANTERIORMENTE SERVIA DE CENTRO DA ADORAÇÃO AO DEUS DE ISRAEL. A DIFERENÇA RESIDIA NAS DIMENSÕES INTERNAS DO SANTO E DO SANTO DOS SANTOS OU SANTÍSSIMO, SENDO MAIORES DO QUE AS DO TABERNÁCULO. O SANTO TINHA 40 CÔVADOS (17,8 M) DE COMPRIMENTO, 20 CÔVADOS (8,9 M) DE LARGURA E, EVIDENTEMENTE, 30 CÔVADOS (13,4 M) DE ALTURA. O SANTO DOS SANTOS, OU SANTÍSSIMO, ERA UM CUBO DE 20 CÔVADOS (8,9 M)DE LADO.
O muro de Lamentações
OS MATERIAIS APLICADOS FORAM ESSENCIALMENTE A PEDRA E A MADEIRA. OS PISOS FORAM REVESTIDOS A MADEIRA DE JUNÍPERO (OU DE CIPRESTE SEGUNDO ALGUMAS TRADUÇÕES DA BÍBLIA) E AS PAREDES INTERIORES ERAM DE CEDRO ENTALHADO COM GRAVURAS DE QUERUBINS, PALMEIRAS E FLORES. AS PAREDES E O TETO ERAM INTEIRAMENTE REVESTIDOS DE OURO.
APÓS A CONSTRUÇÃO DO MAGNÍFICO TEMPLO, A ARCA DA ALIANÇA FOI DEPOSITADA NO SANTO DOS SANTOS, A SALA MAIS RESERVADA DO EDIFÍCIO.
FOI PILHADO VÁRIAS VEZES. SERIA TOTALMENTE DESTRUÍDO POR NABUCODONOSOR II DA BABILÔNIA, EM 586 AC, APÓS DOIS ANOS DE CERCO A JERUSALÉM. OS SEUS TESOUROS FORAM LEVADOS PARA BABILÔNIA E TINHA ASSIM INÍCIO O PERÍODO QUE SE CONVENCIONOU CHAMAR DE EXÍLIO BABILÔNICO OU CATIVEIRO EM BABILÔNIA NA HISTÓRIA JUDAICA.
AS TESTEMUNHAS DE JEOVÁ QUESTIONAM ESTA DATA, FIXANDO-A EM 607 AC, SEGUNDO O SEU ENTENDIMENTO DA CRONOLOGIA BÍBLICA. DÉCADAS MAIS TARDE, EM 516 AC, APÓS O REGRESSO DE MAIS DE 40.000 JUDEUS DA CATIVEIRO BABILÔNICO FOI INICIADA A CONSTRUÇÃO NO MESMO LOCAL DO SEGUNDO TEMPLO, O QUAL FOI DESTRUÍDO POR ANTÍOCO EPIFANES, IMPERADOR ASSÍRIO.
EM 4 D.C. O REI HERODES, O GRANDE, QUERENDO AGRADAR OS JUDEUS RECONSTRUIU O TEMPLO QUE FOI MAIS PORTENTOSO QUE OS DOIS PRIMEIROS, ESTE TAMBÉM FOI DESTRUÍDO PELO GENERAL TITO EM 70 DC, PELOS ROMANOS, NO SEGUIMENTO DA GRANDE REVOLTA JUDAICA.
HOJE O QUE RESTA, ERGUIDO, DO TEMPLO DE HERODES É O MURO DAS LAMENTAÇÕES, USADO POR JUDEUS ORTODOXOS COMO LUGAR DE ORAÇÃO.

Fonte / Fotos / Wikipédia / Thymonthy Becker / 


MAUSOLÉU DE HALICARNASSO, BODRUM, MUGLA PROVINCE, TURQUIA - Foi o primeiro mausoléu a ser construído




CONHEÇA O "MAUSOLÉU DE HALICARNASSO", BODRUM, TURQUIA
O Mausoléu de Halicarnasso foi uma gigantesca construção feita para abrigar o túmulo do rei Mausolo, na Turquia. É também uma das sete maravilhas do mundo antigo. 
Mausolo foi um rei provinciano do Império Persa que se casou com sua irmã, Artemísia II. A capital de Caria, seu reino, era Halicarnasso. Mausolo reinou de 370 a.C. a 353 a.C., ao longo de seu reinado a cidade de Halicarnasso conheceu grande desenvolvimento em obras, a construção de edifícios públicos progrediu muito e também se realizou a construção de uma extensa muralha para proteger a cidade. 
Quando o rei Mausolo faleceu, sua esposa e irmã começou logo a construção de uma admirável tumba para abrigar seu corpo. A rainha Artemísia II não economizou recursos para construção do edifício, mandou trazer da Grécia os artistas mais talentosos, incluindo aqueles que participaram de algum modo na construção do Templo de Ártemis, em Éfeso. Além de escultores famosos e vários artesãos. 
Os arquitetos gregos Sátiro e Pítis ficaram encarregados de construir o Mausoléu de Halicarnasso. A obra levou 10 anos para ser concluída, fruto do trabalho de aproximadamente 30 mil homens. Mas a rainha Artemísia II faleceu antes e nem chegou a ver o Mausoléu concluído. A construção, em forma retangular, tinha 50 metros de altura e era incrivelmente decorada com esculturas e estátuas de bronze. Ocupando uma área superior a 1200 metros quadrados, era sustentado por 36 colunas e erguia-se uma pirâmide de 24 degraus acima da base quadrada. No topo da pirâmide havia ainda uma carruagem de mármore puxada por quatro cavalos, guiada pelo rei e a rainha. A base do edifício era de mármore e bronze, com revestimento de ouro. Cada um dos quatro lados foi especialmente esculpido em relevo pelos escultores gregos Briáxis, Escopas de Paros, Leocarés e Timóteo. 
A tumba que abrigava o corpo do réu Mausolo era localizada no alto de uma colina, com visão privilegiada da cidade. O interior do Mausoléu contava com um pátio fechado, onde se localizava a tumba propriamente dita em uma plataforma. A escada que levava a essa plataforma era ladeada por estátuas de leões de pedra. Guerreiros, também de pedra, guardavam a tumba em cada canto do pátio. A tumba era feita de mármore e exibia em suas laterais a batalha dos centauros com os Lápitas, de um lado, e gregos em luta com as amazonas, de outro lado. Entre cada coluna do templo havia também uma estátua. Mas as principais estátuas eram as de Mausolo e Artemísia II, que foram esculpidas pelo grego Escopas. 
Antípatro de Sídon considerou a construção como um triunfo estético, não por menos se tornou uma das sete maravilhas do mundo antigo. A repercussão foi tamanha, que o próprio termo “mausoléu”, inicialmente ligado ao rei Mausolo, passou a ser usado para qualquer monumento erigido em memória dos mortos. 
Infelizmente, o Mausoléu de Halicarnasso também não chegou inteiro aos nossos dias. Um terremoto provavelmente foi a causa da destruição do mausoléu e do túmulo entre os séculos XI e XV. As pedras que sobraram na destruição foram usadas pelos habitantes da época como integrantes de outras construções locais. Apenas uma estátua, que provavelmente é do rei Mausolo, e restos da construção restaram até hoje. Essas relíquias estão divididas entre o Museu Britânico, de Londres, e o museu em Bodrum, na Turquia.
O MAUSOLÉU DE HALICARNASSO OU MAUSOLÉU DE MAUSOLO FOI UMA TUMBA CONSTRUÍDA ENTRE 353 E 350 A.C. EM HALICARNASSO (ATUAL BODRUM, TURQUIA)
PARA MAUSOLO (EM GREGO, ΜΑΎΣΩΛΟΣ), UM REI PROVINCIANO DO IMPÉRIO PERSA, E ARTEMÍSIA II DE CÁRIA, SUA IRMÃ E ESPOSA. A ESTRUTURA FOI DESENHADA PELOS ARQUITETOS GREGOS SÁTIRO E PÍTIS. ELA TINHA APROXIMADAMENTE 45 METROS DE ALTURA, E CADA UM DE SEUS QUATRO LADOS FOI ADORNADO COM RELEVOS CRIADOS POR CADA UM DOS QUATRO ESCULTORES GREGOS — BRIÁXIS, ESCOPAS DE PAROS, LEOCARÉS E TIMÓTEO. A ESTRUTURA FINALIZADA FOI CONSIDERADA COMO SENDO UM TRIUNFO ESTÉTICO POR ANTÍPATRO DE SÍDON, QUE A IDENTIFICOU COMO UMA DE SUAS SETE MARAVILHAS DO MUNDO ANTIGO. O TERMO MAUSOLÉU VEIO A SER USADO GENERICAMENTE PARA QUALQUER GRANDE TUMBA, EMBORA "MAUSOL-EION" ORIGINALMENTE SIGNIFICASSE "ASSOCIADO COM MAUSOLO".
ARTEMÍSIA DECIDIU NÃO POUPAR NA EDIFICAÇÃO DA TUMBA. ENVIOU MENSAGEIROS À GRÉCIA PARA ENCONTRAR OS ARTISTAS MAIS TALENTOSOS DA ÉPOCA, INCLUINDO ESCOPAS, QUE SUPERVISIONARA A RECONSTRUÇÃO DO TEMPLO DE ARTEMIS EM ÉFESO. OUTROS ESCULTORES FAMOSOS COMO BRIÁXIS, LEOCARÉS E TIMÓTEO JUNTARAM-SE-LHE, BEM COMO CENTENAS DE OUTROS ARTESÃOS.
A TUMBA FOI ERIGIDA EM UMA COLINA TENDO UMA VISTA PANORÂMICA DA CIDADE. A ESTRUTURA FICAVA UM PÁTIO FECHADO, EM CUJO CENTRO ESTAVA UMA PLATAFORMA COM A TUMBA. UMA ESCADA, LADEADA POR ESTÁTUAS DE LEÕES DE PEDRA, LEVAVA AO TOPO DA PLATAFORMA.
AO LONGO DA PAREDE EXTERIOR DESTA FICAVAM MUITAS ESTÁTUAS DESCREVENDO DEUSES E DEUSAS. EM CADA CANTO GUERREIROS DE PEDRA CAVALGANDO GUARDAVAM A TUMBA. NO CENTRO DA PLATAFORMA ESTAVA A TUMBA PROPRIAMENTE DITA. FEITA PRINCIPALMENTE DE MÁRMORE, ERA UM BLOCO QUADRADO DE UM TERÇO DA ALTURA DE 45 METROS DO MAUSOLÉU. ESTA SEÇÃO ERA COBERTA DE ESCULTURAS EM RELEVO EXIBINDO CENAS DE AÇÃO DA MITOLOGIA E HISTÓRIA GREGA. UMA PARTE EXIBIA A CENTAUROMAQUIA, BATALHA DOS CENTAUROS COM OS LÁPITAS; OUTRA, GREGOS EM LUTA COM AS AMAZONAS, UMA RAÇA DE MULHERES GUERREIRAS.
NO TOPO DESTA SEÇÃO DA TUMBA TRINTA E SEIS COLUNAS DELGADAS, NOVE POR LADO, ERGUIAM-SE POR OUTRO TERÇO DA ALTURA. ERETA ENTRE CADA COLUNA ESTAVA OUTRA ESTÁTUA. ATRÁS DAS COLUNAS ESTAVA UM OBJETO RESISTENTE QUE CARREGAVA O PESO DO MASSIVO TELHADO DA TUMBA. O TELHADO, QUE ENGLOBAVA MAIS DO TERÇO FINAL DA ALTURA, ERA UMA PIRÂMIDE. DE PÉ NO TOPO FICAVA UMA QUADRIGA: QUATRO MASSIVOS CAVALOS PUXANDO UMA BIGA EM QUE IMAGENS DE MAUSOLO E ARTEMÍSIA PASSEIAM.
O MAUSOLÉU TEVE UMA VISTA PANORÂMICA DA CIDADE DE HALICARNASSO POR VÁRIOS SÉCULOS. ELE ESTEVE INTACTO QUANDO A CIDADE CAIU SOB ALEXANDRE EM 334 A.C. E AINDA NÃO DANIFICADO APÓS ATAQUES DE PIRATAS EM 62 E 58 A.C.. ELE PERMANECEU ACIMA DAS RUÍNAS DA CIDADE POR UNS 16 SÉCULOS. ENTÃO UMA SÉRIE DE TERREMOTOS DESTRUIU AS COLUNAS E DERRUBOU A BIGA DE PEDRA. EM 1404 APENAS A BASE NATURAL DO MAUSOLÉU AINDA ERA RECONHECÍVEL.

Fonte / Fotos = Wikipédia / Thymonthy Becker / infoescola.com /

TEATRO AMAZONAS, MANAUS, AMAZONAS - Teatro, lugar de memória, de patrimônio cultural e de museu




CONHEÇA O "TEATRO AMAZONAS", MANAUS, AMAZONAS, BRASIL

HISTÓRICO
A primeira ideia concreta de construção de um Teatro em Manaus surgiu em 1881. O deputado Antonio José Fernandes apresenta um projeto de Lei argumentando que “a cidade não dispunha de edifício próprio para representações teatrais, cuja distração é incontestavelmente de utilidade e muito concorre para a civilização da nossa sociedade” e “que a província se acha em condições de satisfazer esta necessidade, que também concorre para o embelezamento da cidade”. 
Em junho de 1881 é sancionada a Lei autorizando a construção de um teatro de alvenaria e aquisição do terreno; em maio de 1882 são chamados os concorrentes para apresentação do projeto de arquitetura e orçamento, fixado inicialmente em 250 contos de réis. 
A pedra fundamental do Teatro só foi lançada em 1884. As obras estiveram paralisadas de 1886 a 1893, quando foram retomadas pelo governador Eduardo Ribeiro que, apesar do esforço, não chegou a inaugurá-lo. 
Depois de muitos entraves políticos, administrativos e técnicos, o Teatro Amazonas foi finalmente inaugurado em 31 de dezembro de 1896, embora sem estar ainda totalmente concluída a construção e decoração. 
A construção do Teatro Amazonas ao final do século XIX, só foi possível graças ao período conhecido na história sócio-econômica brasileira como Ciclo da Borracha. Somente a privilegiada situação econômica da Província do Amazonas, na época propiciada pela exportação da borracha, tornaria possível a implantação na cidade de projetos tão audaciosos, dos quais o Teatro é o exemplo mais expressivo. 
Também contribuiu a visão do governador Eduardo Ribeiro, que deu impulso à nova feição urbanística de Manaus. 
ATIVIDADES DESENVOLVIDAS 
O Teatro Amazonas, desde a sua inauguração em 1896, viu apresentar-se no seu palco todo tipo de espetáculo: óperas, operetas, musicais, peças de teatro, shows de cantores líricos e populares, festivais, grupos de dança, bandas de música, corais, orquestras e tantos outros. 
Mas além de casa de espetáculos, ele é um lugar de referências fundamentais para a cidade. Nele a função teatro anda de braços dados com a função de lugar de memória, de patrimônio cultural e de museu. 
A rigor todo o Teatro Amazonas é um museu. Sendo este um espaço especial reservado á memória da cidade de Manaus 
Seu percurso se dá ao longo do próprio Teatro e das salas do primeiro e terceiro pavimentos, onde a história, contada por meio do Museu, integra-se e é completada pela presença física e monumental do Teatro. 
ACERVO 
O Museu do Teatro Amazonas possui um valioso acervo de objetos que evocam as diversas fases da sua história, desde a sua construção aos dias atuais. Parte dele pode ser visto ao longo do percurso de visitação, outra parte encontra-se em Reserva Técnica e destina-se a estudos e eventuais mostras temporárias. 
EVENTOS REALIZADOS 
A variedade de artistas também é grande, abrangendo desde os locais, aos internacionais, já tendo passado pelos palcos do Teatro artistas consagrados em início de carreira, como o compositor Heitor Villa-Lobos, que apresentou-se em 1911, ou no final, como a bailarina Margot Fonteyn. 
Citamos também a apresentação do tenor José Carreras, em 1996, nas comemorações do centenário do Teatro. Curiosamente, o tenor Luciano Pavarotti cantou no palco do Teatro Amazonas, mas apenas para aqueles que o acompanhavam em uma visita turística ao Amazonas. Ele queria experimentar a acústica. 
Desde 1997 o Teatro Amazonas voltou a apresentar grandes espetáculos, destacando-se o Festival Amazonas de Ópera. Além dele, vários outros foram produzidos ao longo da primeira década do novo milênio e o Teatro é palco privilegiado dessas manifestações: Festival Amazonas de Jazz, Festival Amazonas de Dança, Festival Amazonas de Música, Festival de Teatro da Amazônia e o Amazonas Film Festival. 
O Teatro Amazonas sempre deu destaque para as produções locais, entre as quais aquelas programadas pela Secretaria de Cultura do Estado como a Série Guaraná, com apresentações da Orquestra Amazonas Filarmônica e Segundas no Palco, com artistas locais, onde o diferencial era o público e o artista acomodados no palco, em uma nova perspectiva para ambos. 
Palco de manifestações artísticas, o Teatro também serve de cenário para diversos eventos que se realizam no seu entorno e já foi usado muitas vezes como cenário de filmes, a exemplo de Fitzcaraldo, A Selva e a minissérie da TV Globo, Amazônia. 
Infelizmente, não se pode deixar de mencionar que o Teatro também já abrigou um depósito de borracha de uma companhia americana, durante a Segunda Guerra Mundial e, nas suas várias fases de abandono, já serviu de palco para jogos de futebol, festas particulares, apresentações pífias, formatura de colegiais e tantas outras manifestações não condizentes com sua função e monumentalidade. 
HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO 
Terça a sábado, das 9h às 14h 
Venda de ingressos (Amazonense não paga visitação) 
Endereço e contato 
Av. Eduardo Ribeiro, 659 Centro, CEP: 69.010-001. 
Telefones: (92) 3622-1880 / 3622-2420 
Email: teatroamazonas@culturamazonas.am.gov.br
TEATRO AMAZONAS É UM TEATRO BRASILEIRO LOCALIZADO NO CENTRO DE MANAUS, CAPITAL DO AMAZONAS. 
O TEATRO, INAUGURADO EM 1896, É A EXPRESSÃO MAIS SIGNIFICATIVA DA RIQUEZA DA REGIÃO DURANTE O CICLO DA BORRACHA. A ORQUESTRA AMAZONAS FILARMÔNICA REGULARMENTE ENSAIA E SE APRESENTA EM SEU INTERIOR.
A HISTÓRIA DO TEATRO AMAZONAS INICIA-SE EM 1881, QUANDO O DEPUTADO A. J. FERNANDES JÚNIOR APRESENTOU O PROJETO PARA A CONSTRUÇÃO DE UM TEATRO EM ALVENARIA, NA CIDADE DE MANAUS. A PROPOSTA FOI APROVADA PELA ASSEMBLÉIA PROVINCIAL DO AMAZONAS, E COMEÇARAM AS DISCUSSÕES A RESPEITO DA CONSTRUÇÃO DO PRÉDIO. 
MANAUS, QUE VIVIA O AUGE DO CICLO DA BORRACHA, ERA UMA DAS MAIS PRÓSPERAS CIDADES DO MUNDO, EMBALADA PELA RIQUEZA ADVINDA DO LÁTEX DA SERINGUEIRA, PRODUTO ALTAMENTE VALORIZADO PELAS INDÚSTRIAS EUROPEIAS E AMERICANAS. A CIDADE NECESSITAVA DE UM LUGAR ONDE PUDESSEM SE APRESENTAR AS COMPANHIAS DE ESPETÁCULOS ESTRANGEIRAS E A CONSTRUÇÃO DO TEATRO, ASSIM, ERA UMA EXIGÊNCIA DA ÉPOCA.
O PROJETO ARQUITETÔNICO ESCOLHIDO FOI O DE AUTORIA DO GABINETE PORTUGUÊS DE ENGENHARIA E ARQUITETURA DE LISBOA, EM 1883. NO ENTANTO, EM MEIO ÀS DISCUSSÕES A RESPEITO DO LOCAL PARA A EDIFICAÇÃO E OS CUSTOS DA OBRA, A PEDRA FUNDAMENTAL SÓ FOI LANÇADA EM 1884. AS OBRAS TRANSCORRERAM DE FORMA LENTA E SOMENTE NO GOVERNO DE EDUARDO RIBEIRO, NO APOGEU DO CICLO DA BORRACHA, A CONSTRUÇÃO TOMOU IMPULSO. FORAM TRAZIDOS ARQUITETOS, CONSTRUTORES, PINTORES E ESCULTORES DA EUROPA PARA A REALIZAÇÃO DA OBRA. A DECORAÇÃO INTERNA FICOU AO ENCARGO DE CRISPIM DO AMARAL, COM EXCEÇÃO DO SALÃO NOBRE, A ÁREA MAIS LUXUOSA DO PRÉDIO, ENTREGUE AO ARTISTA ITALIANO DOMÊNICO DE ANGELIS. O TEATRO FOI FINALMENTE INAUGURADO NO DIA 31 DE DEZEMBRO DE 1896.
A SALA DE ESPETÁCULOS DO TEATRO TEM CAPACIDADE PARA 701 PESSOAS, DISTRIBUÍDAS ENTRE A PLATEIA E OS TRÊS ANDARES DE CAMAROTES. NO SALÃO NOBRE, COM CARACTERÍSTICAS BARROCAS, DESTACA-SE A PINTURA DO TETO, DENOMINADA "A GLORIFICAÇÃO DAS BELLAS ARTES NA AMAZÔNIA", DE 1899, DE AUTORIA DE DOMÊNICO DE ANGELIS
Foto - Riker Souza
A CÚPULA É COMPOSTA DE 36 MIL PEÇAS DE ESCAMAS EM CERÂMICA ESMALTADA E TELHAS VITRIFICADAS, VINDAS DA ALSÁCIA. FOI ADQUIRIDA NA CASA KOCH FRÈRES, EM PARIS. A PINTURA ORNAMENTAL É DA AUTORIA DE LOURENÇO MACHADO. O COLORIDO ORIGINAL, EM VERDE, AZUL E AMARELO É UMA ANALOGIA À EXUBERÂNCIA DA BANDEIRA BRASILEIRA.
O SALÃO NOBRE É UTILIZADO APENAS PARA VISITAÇÃO, COM CAPACIDADE PARA 200 PESSOAS.
A SALA DE ESPETÁCULOS TEM CAPACIDADE PARA 701 PESSOAS. A DISTRIBUIÇÃO DE LUGARES É A SEGUINTE:
PLATEIA: 266 POLTRONAS;
FRISA: 100 CADEIRAS DISTRIBUÍDAS EM 20 FRISAS;
1.º PAVIMENTO: 110 CADEIRAS DISTRIBUÍDAS EM 20 CAMAROTES;
2.º PAVIMENTO: 125 CADEIRAS DISTRIBUÍDAS EM 25 CAMAROTES;
3.º PAVIMENTO: 100 CADEIRAS DISTRIBUÍDAS EM 20 CAMAROTES

VALEU PELA VISITA - SEMPRE VOLTE 



Fonte / Fotos = Wikipédia / Thymonthy Becker / Secretaria do estado de Cultura do Governo do Estado do Amazonas / cultura.am.gov.br / 

NEW YORK, TIME SQUARE, NEW YORK, USA - Nesta cidade mágica, o encontrão com a mulher foi só um número a mais




MINHA VIAGEM PARA "NEW YORK", NEW YORK, USA
New York eh uma cidade onde já estive inúmeras vezes. Para nós, New York era com se fosse o quintal de nossa casa. Claro que os New Yorkers não gostavam de jeito nenhum de dizermos isso. Para eles era justamente o contrário. Mas New York tem uma magia que não se encontra em nenhum outro lugar do planeta. E não adianta tentar explicar esta magia, porque ainda não foram criadas palavras para descrevê-la.
Quando visitamos Cachoeiras, Canyons, Cataratas, Desertos, Floresta, Pantanais e Montanhas, presenciamos a força e o espetáculo da natureza. Mas quando visitamos New York, presenciamos a força e a capacidade do Homem que pode ser comparado com a força da natureza.
De várias viagens que fiz à New York, uma foi especial. Especial porque esta viagem foi para conferir se New York ficava mesmo acordada 24 hs como se ouve dizer. Nosso objetivo era passar a noite inteira circulando e conferindo se a cidade fica mesmo acordada e movimentada durante toda a noite. E assim quando o relógio marcou 06:00 PM já estávamos na Time Square para nossa aventura noturna. A Time Square que muitos a chama de "Encruzilhada do mundo" "Coração do Planeta" faz por merecer. Realmente, a primeira vista e neste horário, eh como um formigueiro em debandada de seu ninho. Já tinha estado ali outras vezes, mas nunca para observar tudo e todos. Eh diferente quando seu objetivo eh ver a cidade que você tanto olha sem nunca vê-la. Diferente também eh estar ali a noite. De dia eh muito legal, mas a noite eh muito mágico estar ali. Movimento intenso de pessoas, carros, os famosos táxi amarelos, imagens de letreiros e lojas que você com certeza já viu em algum dos incontáveis filmes feitos nesta parte mágica de New York. Só estando ali para sentir esta magia toda.

A noite em New York eh realmente algo surpreendente. Nunca tinha visto algo assim em nenhuma outra cidade ou capital. Um show quase inexplicável. Show de opções para sua escolha, show de luzes nos incontáveis outdoor gigantes, que aliás, toda empresa eh obrigada a colocar o seu outdoor gigante e os prédios tem que ter letreiros iluminados, que faz Paris, que tradicionalmente eh conhecida como a cidade luz, parecer apenas uma cidade iluminada. Eh tão legal, tão intenso, tão apaixonante que tenho que me render a esta cidade simplesmente espetacular. Estar em New York, qualquer um pode estar, mas viver New York  eh uma experiência que a gente leva pra toda a vida.

Conforme combinamos, formos fazer de tudo que fosse possível e ver se a cidade ficava mesmo acordada. Acordada eh pouco. New York fica super agitada dias e noites sem fim. Também, só para você ter uma ideia, na Time Square acontece o maior tráfego de pessoas do mundo. Segundo a Prefeitura são mais de 400 mil pessoas que passam na Time Square a cada 24 hs. Isso eh quase inacreditável, mas estando ali você percebe que eh totalmente crível. Posso dizer que vi de tudo e mais um pouco, fizemos de tudo e mais um pouco, divertimos tudo que podíamos e mais um pouco e não tivemos tempo nem de sentir sono. Se você estiver vivendo a noite de New York, você não terá tempo para sentir sono.

Um fato interessante que aconteceu comigo neste nosso desafio noturno em New York e que não podia deixar de registrar aqui, afinal, sempre acontece alguma coisa e na maioria das vezes, comigo, foi quando estávamos na esquina da 7 av com a 37 st.
Estava com minha câmara fotográfica registrando a vida noturna de New York, buscando registrar o maior número de cenas naturais das pessoas e coisas. Assim, parado nesta esquina, registrando cenas dos altos edifícios, quando uma mulher vindo andando de costas, meio agachada e chamando seu cachorrinho, encostou em mim que estava olhando pela câmara para o alto edifício.
Quando ela bateu em mim, olhei rapidamente para ver o que estava acontecendo. Ela virou rapidamente e já perguntando o que eu pensava que estava fazendo. Disse que estava tirando fotos e não a tinha visto.
Na visão dela, eu fiquei na frente dela de propósito para aproveitar da situação. O que não foi verdade. Então, depois deste encontrão com ela de costas e eu de frente, ela me deu um tapa no rosto e com muito força, me chamando de aproveitador e sem vergonha. O tapa foi tão forte que eu rodopiei e quase deixei a câmara fotográfica cair. Meus amigos chegaram rapidamente dizendo que ela que esbarrou em mim e que eu estava olhando para cima. Mas ela não quis acreditar, ficou dizendo que eu era sem vergonha, pegou seu cachorrinho e foi embora me chamando de aproveitador.
Fiquei com o rosto doendo por um bom tempo e meus amigos tirando onda, dizendo que eu tinha gostado do encontrão com a mulher e que o tapa tinha valido a pena.
Tapas nunca valem a pena, ainda mais este que doeu muito. Acabou que eu nem consegui reparar na mulher direito. Só sei que ela saiu furiosa comigo.

Depois de curtir tudo que foi possível dentro daquela noite, inclusive tomar um tapa no rosto desta mulher, nesta cidade que eh muito show de bola, as 06:00 AM nós estávamos na Time Square, no mesmo local onde começou nossa aventura.
Combinamos de fazer este tour noturno em outra cidade que também se diz que não dorme.
Tóquio, Hong Kong, Paris ou São paulo seriam nossas primeiras opções. Ficamos de combinar qual delas em nossa próxima viagem, porque por enquanto, o foco era dar a volta ao mundo conhecendo ao menos uma cidade de cada país.
Valeu gente por estar aqui conosco. Espero que vocês possam um dia vir conhecer New York, uma cidade simplesmente espetacular. Até a próxima.

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana