OLHANDO DA JANELA DO TREM: 06/22/18

10 DESTINOS TURÍSTICOS NO BRASIL QUE (AINDA) SÃO POUCO EXPLORADOS - Mesmo quem não anda viajando muito pelo próprio país sabe de cor quais são as praias mais baladas do Brasil, as capitais mais procuradas e os atrativos turísticos mais visitados. Mas muito além desse Brasil de folheto publicitário, ainda tem um país inteiro para ser explorado, turisticamente, em endereços que não costumam ser destaque de capa de revista e nem contar com pacotes vendidos em agências de viagens. Neste post, listamos alguns destinos ainda pouco conhecidos do Brasil.




CONHEÇA 10 DESTINOS TURÍSTICOS NO BRASIL QUE (AINDA) EH POUCO EXPLORADO - OLHANDO DA JANELA DO TREM
Mesmo quem não anda viajando muito pelo próprio país sabe de cor quais são as praias mais baladas do Brasil, as capitais mais procuradas e os atrativos turísticos mais visitados.
Mas muito além desse Brasil de folheto publicitário, ainda tem um país inteiro para ser explorado, turisticamente, em endereços que não costumam ser destaque de capa de revista e nem contar com pacotes vendidos em agências de viagens.
Neste post, listamos alguns destinos ainda pouco conhecidos do Brasil.
Em apenas dez etapas, você faz safáris a pé para ver vida selvagem, conhece portais para outras dimensões, navega por lagoas que viram piscinas naturais entre dunas móveis e explora cânions profundos no Sul do Brasil.
CONFIRA DESTINOS
PARQUE NACIONAL DE SUPERAGUI
Localizado no município de Guaraqueçaba, no litoral norte do Paraná, o Parque Nacional de Superagui abriga quase 34 mil hectares de ilhas, canais, rios e terras continentais como o Vale do Rio dos Patos, além de uma fauna ameaçada de extinção como o mico-leão-da-cara-preta, papagaio-da-cara-roxa, suçuarana e bugio.
Nesta área declarada Sítio do Patrimônio Natural e Reserva da Biosfera pela UNESCO, carros não entram e o acesso é por barco, a partir do porto de Paranaguá, uma longa viagem de três horas em embarcações de madeira que cruzam a vizinha mais famosa, a Ilha do Mel.
© Fornecido por Viagem em Pauta / Praia de Superagui, no litoral do Paraná (foto: Eduardo Vessoni)
CAMBARÁ DO SUL
O brasileiro ainda não se deu conta, mas bem aqui no quintal de casa fica um dos cenários mais impressionantes do continente.
Dona do maior conjunto de cânions da América do Sul, a gaúcha Cambará do Sul vê crescer sob os pés uma cadeia de montanhas de 250 quilômetros de bordas de cânions, entre os Campos de Cima da Serra e o litoral, entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
© Fornecido por Viagem em Pauta
SERRA DO RONCADOR
Cachoeiras, vida intraterrestre, sítios arqueológicos, portal para outras dimensões e até um corredor subterrâneo para Machu Picchu. Se algum desses assuntos te interessa, a sua próxima parada é na Serra do Roncador.
Localizada a mais de 500 km de Cuiabá, no Mato Grosso, essa sequência de montanhas com 800 km de extensão vai de Barra do Garças, no Mato Grosso, à Serra do Cachimbo, no Pará. 
Ainda desconhecido do viajante brasileiro, o Roncador é famoso por suas histórias de cidades perdidas e ouro escondido.
© Fornecido por Viagem em Pauta


Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)
PARQUE NACIONAL DAS EMAS
São apenas três mil visitantes por ano neste parque de 132 mil hectares, declarado Patrimônio Mundial da UNESCO.
Localizada a 420 km de Goiânia, a cidade de Mineiros é uma das principais portas de entrada para essa área preservada, no sudoeste do estado. 
Habitat de animais do Cerrado, como tatus, veados e, claro, emas, o local conta com safáris em veículo próprio, trilhas a pé e até boia cross nas corredeiras do Rio Formoso.
© Fornecido por Viagem em Pauta


Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)
MAMBAÍ
Mambaí se esforça para ser o ‘mais novo polo do turismo de aventura do Brasil’. E o título não é exagerado. 

Localizado no extremo nordeste de Goiás, a 357 km de Brasília, o município de Mambaí conta com mais de 200 cavernas, trilhas em corredores naturais escuros que dão acesso a cachoeiras e até uma tirolesa a mais de 100 metros que sobrevoa um cânion.
© Fornecido por Viagem em Pauta
TERRA RONCA
Localizado no extremo nordeste de Goiás, Terra Ronca é cenário de uma das experiências de aventura mais fascinantes, em território goiano. Essa região de mais de 600 milhões de anos abriga quase 300 cavernas, no Parque Estadual de Terra Ronca (PETeR).
© Fornecido por Viagem em Pauta
GALOS/GALINHOS
Localizados a 170 km de Natal, esses vilarejos têm charretes e bugues como únicas opções de transporte, lagoas que viram piscinas naturais entre dunas móveis, praias isoladas que surgem e desaparecem no ritmo da maré, montanhas de sal que riscam o horizonte das salinas locais e um mangue que serve de cenário para passeios gastronômicos de barco.
Destinos de bate e volta apressado para quem visita Natal, capital do Rio Grande do Norte, Galos e Galinhos são destinos para serem explorados com calma e, em pelo menos, três dias.
© Fornecido por Viagem em Pauta

Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)
DUNAS DO ROSADO 
No extremo norte do Rio Grande do Norte, a 250 km da capital Natal, as Dunas do Rosado são uma sequência de montanhas coloridas, formadas pelos sedimentos de falésias vizinhas, trazidos pelos ventos constantes.
Com 10 km² de extensão, esse parque é considerado o maior conjunto de dunas do estado e pode ser combinado com roteiros litorâneos, em Ponta do Mel, vilarejo do município de Areia Branca.
© Fornecido por Viagem em Pauta

Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)
ABROLHOS
Águas quentes, rasas e tranquilas.
Se você que é humano (e brasileiro) não perderia a chance de passar férias em um lugar com essas condições, imagina aqueles gigantes que vêm de longe para criar filhotes.
Localizado no extremo sul da Bahia, o arquipélago de Abrolhos é endereço certo de milhares de baleias jubarte que deixam as águas frias da Antártica para amamentar filhotes e se reproduzir, entre julho a novembro.
© Fornecido por Viagem em Pauta


Reprodutor de vídeo de: YouTube (Política de Privacidade)
PARQUE NACIONAL DE ANAVILHANAS
Entre Manaus e Novo Airão, esse parque nacional é formado por um arquipélago fluvial de 400 ilhas, considerado um dos maiores do mundo, com 130 km de extensão, aproximadamente.
No período da seca, de setembro a fevereiro, é possível aproveitar as praias de areia que emergem entre as ilhas. Já no período da cheia, de março a agosto, a principal atividade é passeios de barco nas florestas alagadas.
Observação de botos-cor-de-rosa, banhos no Rio Negro e trilhas, como a do Barro Branco, são algumas das atividades possíveis no parque.
© Fornecido por Viagem em Pauta


VALEU POR VIAJAR COM A GENTE - SEMPRE VOLTE



05 DESTINOS TURÍSTICOS AO REDOR DO MUNDO ONDE TAMBÉM SE FALA O PORTUGUÊS - Viajar e entrar em contato com uma cultura nova nem sempre pode agradar a todos: a insegurança na hora de se comunicar ou até mesmo a dificuldade para encontrar o que se precisa são alguns dos pontos que acabam pesando contra uma viagem internacional. Para quem quer conhecer lugares incríveis e de quebra não ter nenhuma preocupação com o idioma local, a dica é buscar destinos em que a língua oficial também é o português. Pensando nisso, o Guia da Semana fez uma lista com 5 destinos turísticos ao redor do mundo onde o idioma também é Português. Confira:




05 DESTINOS TURÍSTICOS AO REDOR DO MUNDO ONDE TAMBÉM SE FALA O PORTUGUÊS - OLHANDO DA JANELA DO TREM
Viajar e entrar em contato com uma cultura nova nem sempre pode agradar a todos: a insegurança na hora de se comunicar ou até mesmo a dificuldade para encontrar o que se precisa são alguns dos pontos que acabam pesando contra uma viagem internacional. Para quem quer conhecer lugares incríveis e de quebra não ter nenhuma preocupação com o idioma local, a dica é buscar destinos em que a língua oficial também é o português. Pensando nisso, o Guia da Semana fez uma lista com 5 destinos turísticos ao redor do mundo onde o idioma também é Português. Confira: 
01 - ARQUIPÉLAGO DE BAZARUTO (MOÇAMBIQUE) 
Imagine a beleza das Maldivas ou até mesmo as Ilhas Caribenhas com quase nenhum turista? Uma experiência dessas é quase impossível, certo? Errado! No Sudoeste Africano, mais precisamente no litoral de Moçambique, está um tesouro escondido da massa turística e que apresenta paisagens tão bonitas quanto as famosas: o Arquipélago de Bazaturo. 
Recheado de dunas de areia que mesclam com as águas azuis turquesa do oceano, o cenário por si só já vale a visita. Por ir na contramão dos destinos que estão em alta, Bazaturo ainda não abriga grandes redes de hotéis de luxo ou uma infraestrutura 5 estrelas, por isso, a viagem é indicada para quem gosta de conhecer lugares quase intocados pelo ser humano e curtir a natureza em si. 
02 - LISBOA (PORTUGAL) 
Caberia aqui escrever sobre todas as cidades de Portugal, uma vez que a língua oficial do país é o Português. Assim como todos os destinos ao redor do mundo, existem lugares que merecem mais destaques que outros, como é o caso de Lisboa, capital do país. 
O destino reúne diversos lugares históricos com vielas e restaurantes aconchegantes, que revelam parte de um passado rico e marcado pela cultura. A melhor notícia é que não é preciso ir muito longe para aproveitar as atrações da cidade já que próximo ao centro e a cidade antiga encontramos inúmeros passeios que encantam até os mais exigentes. Quem gosta de conhecer a história por trás das construções encontra por lá um roteiro farto e muito envolvente, onde cada arquitetura, praça e edifício conta uma história. 
03 - ILHA DE SÃO MIGUEL (AÇORES) 
Açores, ou Azores em inglês, é um arquipélago português composto por nove ilhas principais. São Miguel é a maior ilha do arquipélago, com apenas 62 km de extensão onde cerca de 140 mil habitantes vivem. O destino é o cenário perfeito para quem gosta de se aventurar em meio à natureza e conhecer lugares exuberantes. A apenas 2 horas de avião de Lisboa, o local é um destino perfeito para as férias. 
Com piscinas naturais de águas termais, trilhas, mirantes e cidades históricas, os turistas que descobrem o destino se apaixonam e nunca mais esquecem. Por estar fora dos roteiros tradicionais de turismo, é difícil encontrar preços abusivos ou uma superlotação, mas, de qualquer forma é bom evitar viajar durante as férias europeias, entre julho e agosto. 
04 - ILHA DE SÃO TOMÉ (SÃO TOMÉ E PRÍNCIPE) 
Ao escolher um destino de viagem para suas férias, certamente São Tomé e Príncipe não faz parte de suas inspirações. Parte desse fato se dá pelos turistas ainda desconhecerem os atrativos da pequena ilha no Golfo da Guiné. Porém, em meio a divisão dos hemisférios, bem na linha do Equador, o destino é a escolha perfeita de quem não tem medo de mergulhar em uma nova cultura e conhecer lugares diferentes. 
São Tomé é o principal destino para quem chega a Ilha e um dos melhores lugares para ficar. É de lá que partem os passeios de barco que exploram o oceano, sem as praias e paisagens bonitas. Ao contrário do que se imagina, é possível encontrar incríveis resorts na região, com direito a serviço pé na areia e bangalôs bem equipados. Por não ser tão disputado, os preços por lá costumam ser mais acessíveis. 
05 - ILHA DO SAL (CABO VERDE) 
Cabo Verde é um daqueles destinos paradisíacos que é a escolha certa para quem gosta de praias de águas turquesas e muito contato com a natureza. Trata-se de um arquipélago formado por nove ilhas habitáveis, sendo a Ilha do Sal a mais visitada já que conta com diversas praias e passeios aquáticos. 
Seja para curtir os hotéis de Santa Maria, aproveitar as águas cristalinas para se refrescar ou quem sabe contratar um passeio para conhecer a região, certamente o destino é uma daquelas surpresas boas durante uma viagem. Resorts pé na areia e um povo receptivo completam a experiência. 

Fonte dos textos e fotos: Guiadasemana.com.br / msn.com / Thymonthy Becker / Charlie Styforlamber




VALEU POR VIAJAR COM A GENTE - SEMPRE VOLTE