DA JANELA DO TREM: 05/09/18

VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE, MATO GROSSO - Quem visita hoje a cidade se depara com as ruínas na Igreja Matriz, cuja obra foi iniciada em 1793. Situada na praça central da cidade, as ruínas chamam a atenção pela imponência, apesar dos mais de 200 anos de existência. As paredes de adobe possuem mais de um metro de largura e seis de altura. Mas além das ruínas, o município tem muito a oferecer como a beleza do Rio Guaporé. Em meio a vegetação exuberante o rio corre lento, com seus aguapés. Com sorte, o visitante pode até avistar um boto cor-de-rosa. Há ainda o Parque Estadual da Serra de Ricardo Franco, com suas incontáveis cachoeiras, entre elas a Jatobá – conhecida como a maior de Mato Grosso, com 218 m




CONHEÇA A CIDADE DE "VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE", MATO GROSSO, BRASIL - OLHANDO DA JANELA DO TREM
Quem visita hoje a cidade se depara com as ruínas na Igreja Matriz, cuja obra foi iniciada em 1793. Situada na praça central da cidade, as ruínas chamam a atenção pela imponência, apesar dos mais de 200 anos de existência. As paredes de adobe possuem mais de um metro de largura e seis de altura. Protegido da ação do tempo desde 2006, o patrimônio é a maior atração turística de Vila Bela. (Prefeitura Municipal)
Ruínas da Igreja Matriz  da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Wikipédia)
Mas além das ruínas, o município tem muito a oferecer como a beleza do Rio Guaporé. Em meio a vegetação exuberante o rio corre lento, com seus aguapés. Com sorte, o visitante pode até avistar um boto cor-de-rosa. Há ainda o Parque Estadual da Serra de Ricardo Franco, com suas incontáveis cachoeiras, entre elas a Jatobá – conhecida como a maior de Mato Grosso, com 218 m. (Prefeitura Municipal)
Cachoeira do Parque Estadual Serra Ricardo Franco da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Zigadazuca)
POR QUE VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE?
Por vários motivos: foi a primeira capital de Mato Grosso, estabelecida por questões políticas e para afirmar a ocupação portuguesa na metade do século XVIII nessa região de fronteira; porque seu traçado regular ainda permanece preservado e porque ainda existem edifícios da época de fundação da cidade; além disso está às margens do rio Guaporé e ao pé do Parque Estadual Serra de Ricardo Franco. (Zigadazuca)
Vista parcial da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
PARQUE ESTADUAL SERRA DE RICARDO FRANCO
As trilhas que se pode fazer pelo Parque dão acesso a cachoeiras lindíssimas como a chamada Cachoeira dos Namorados e outras. A vegetação é abundante e as águas dos riachos são muito limpas. Se não fosse pelo frio – sim! por incrível que pareça, estivemos lá no momento da chegada de uma frente fria, que deve ter sido uma das únicas do ano! – teríamos tomado um banho… Portanto, aí vai uma dica: se forem a Vila Bela em junho ou julho, levem roupa de frio. (Zigadazuca)
Cachoeira no Parque Estadual Serra Ricardo Franco da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Zigadazuca)
Vila Bela de Santíssima Trindade não tem ainda estrutura turística, mas tem um potencial imenso para o turismo. Quem nos acompanhou pela serra e pelo rio foi o Divino, guia conhecido na cidade que recomendamos pelo conhecimento e simpatia! Vale a pena enfrentar a distância de 522km que separam a cidade da atual capital do Estado, Cuiabá. Enfim, para quem não conhece, vale também uma parada em Cáceres, que está praticamente a meio a caminho entre Cuiabá e Vila Bela. (Zigadazuca)
Detalhe da vegetação no Parque Estadual Ricardo Franco da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Zigadazuca)
Não é exagero afirmar que a história do município de Vila Bela da Santíssima Trindade guarda a essência da memória de Mato Grosso e do Brasil. Localizada a 540 km a oeste de Cuiabá, fronteira com Bolívia, comemorou seus 260 anos com reconhecido respeito e orgulho, não só pelas belezas e riquezas da região, mas pela determinação das pessoas que povoaram a localidade e mantiveram as fronteiras brasileiras. (Secretaria de Estado de Cultura do MT)
Cachoeira do Jatobá No Parque Estadual Serra Ricardo Franco da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Mochileiros)
A memória está representada pelas ruínas da Catedral da Santíssima Trindade, erguida em 1771, a atual sede da Prefeitura de Vila Bela, onde foi instalada o quartel militar, os fortes militares e os marcos dos tratados da região, como o de Jauru (que está em Cáceres) as sedes das fazendas históricas e as comunidades quilombolas. (Secretaria de Estado de Cultura do MT)
Buritizal no Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Zigadazuca)
A atração cultural e turística, nos dias atuais, pelas festas do Congo, da dança do Chorado, nas comemorações religiosas que misturam a cultura europeia, africana e indígena lembram os primórdios da História brasileira. A resistência dos escravos e a formação de quilombos, durante a colonização portuguesa, já demonstravam o desejo da liberdade, igualdade racial, social e luta pelos direitos humanos. (Secretaria de Estado de Cultura do MT)
Araras nas margens do Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Zigadazuca)
Ruínas da Igreja Matriz com a proteção colocada pela Prefeitura Municipal da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Zigadazuca)
Casas as margens do Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (João Henrique Rosa)
Sede da Prefeitura Municipal da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
Cachoeira do Parque Estadual Serra Ricardo Franco da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Zigadazuca)
Ponte sobre o Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
Parque Estadual Serra de Ricardo Franco da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
Vista aérea da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Turismo Rural no MT)
Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Cléber Costa)
Vista aérea da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Turismo Rural no MT)
Vista aérea e a Serra ao fundo da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Mário Friedlander)
Ruínas da Igreja Matriz da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
Rua da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Turismo Rural no MT)
Praia nas margens do Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Cléber Costa)
Os Sinos da Matriz da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Turismo Rural no MT)
Casas as margens do Rio Guaporé da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Cléber Costa)
Rio Guaporé no entorno da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
A Matriz e as Ruínas da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
Chegando na cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Histórias de Natal)
Visão Geral da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Prefeitura Municipal)
Rua da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Histórias de Natal)
O Rio e as Casas da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (Portal: Histórias de Natal)
As ruínas da antiga Matriz da cidade de Vista Bela da Santíssima Trindade, MT (G1.globo.com)
DADOS GERAIS DA CIDADE DE VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE, MT
Código do Município - 5.105.507
Gentílico - vila-belense
Prefeito 2017 / WAGNER VICENTE DA SILVEIRA
População estimada [2017] - 15.534 pessoas 
População no último censo [2010] - 14.493 pessoas 
Densidade demográfica [2010] - 1,08 hab/km² 
Salário médio mensal dos trabalhadores formais [2015] - 2,6 salários mínimos 
Pessoal ocupado [2015] - 1.551 pessoas 
População ocupada [2015] - 10,2 % 
Área da unidade territorial [2016] - 13.420,443 km² 
Esgotamento sanitário adequado [2010] - 12,5 % 
Arborização de vias públicas [2010] - 57,2 % 
Urbanização de vias públicas [2010] - 0,5 % 
POSIÇÃO GEOGRÁFICA DA CIDADE DE VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE NO ESTADO DO MATO GROSSO
HISTÓRICO DA CIDADE DE VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE, MT
História
Primeira capital de Mato Grosso, a pequena Vila Bela da Santíssima Trindade é um dos municípios com maior potencial turístico de Mato Grosso. 
No centro de Vila Bela , estão as ruínas de uma catedral do período colonial. Ela é um símbolo da cidade e constitui o marco de uma história que começa em 1752 . Naquela época, a descoberta de riquezas minerais na região do Rio Guaporé, fez com que Portugal se apressasse em povoá-la, temendo que os vizinhos espanhóis fizessem o mesmo. Foi então criada a Capitania de Mato Grosso e sua capital instalada em 19 de março de 1752, com o nome de Vila Bela da Santíssima Trindade. 
Enquanto foi capital, a cidade obteve um progresso muito grande devido aos investimentos em infra-estrutura e incentivos fiscais para os novos moradores. No entanto, as dificuldades de povoar a região (distância, doenças, falta de rotas comerciais) e o estabelecimento de um importante centro comercial em Cuiabá acabaram forçando a transferência da capital, em 1835. Como uma cidade qualquer, Vila Bela não resistiria. Os moradores abandonaram a região, deixando casas, estabelecimentos comerciais e escravos para trás. Num dos episódios mais fascinantes de toda essa história, são estes escravos abandonados que garantem a sobrevivência da cidade, constituindo no local uma comunidade negra forte, unida e fiel às suas tradições.
FONTE
Enciclopédia Ilustrada de Mato Grosso, Autor: João Carlos vicente Ferreira - Cuiabá: Buriti, 2004. Anuário Estatístico de Mato Grosso 2005, Associação Mato-Grossense dos Municípios-AMM
ESTA EH O BRASÃO DA CIDADE DE VILA BELA DA SANTÍSSIMA TRINDADE, MATO GROSSO

VALEU POR VIAJAR COM A GENTE - SEMPRE VOLTE


Fonte dos textos e fotos: IBGE / Thymonthy Becker / Wikipédia / Governo de Vila Bela da Santíssima Trindade, MT / Charlie Styforlamber / zigadazuca.com.br / cultura.mt.gov.br / mochileiros.com / teatrodetabuas.com.br / turismoruralmt.com /