sábado, 4 de fevereiro de 2017

A JANELA DE VIDRO




A JANELA DE VIDRO
Estava numa grande sala onde ficava a recepção de uma empresa. Nesta sala havia duas janelas de vidro que não abriam, só para entrada de luz. Estava sentado em um banco de ferro e outra pessoa estava sentado ali também. Nisto apareceu um homem procurando por sua filha. Fui até uma destas janelas de vidro, já que uma ficava de um lado desta sala e a outra do outro lado. Desta janela vi chegando duas crianças, meninas, que deveriam ter uns 10 anos aproximadamente. Imaginei que seria a filha que aquele home procurava e então o chamei até esta janela. Uma era a filha dele. Este homem encostou-se a esta janela de vidro e ficou conversando com sua filha do outro lado. A outra menina ficou aguardando o pai dela que ainda não tinha chegado. Fiquei imaginando como que aquele homem poderia estar conversando naturalmente com a filha através daquele vidro, pois não tinha abertura para o som passar. Mas ele conversavam como se estivem na mesma sala. Sai dali e fui embora, já que ninguém me atendia naquela recepção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os lugares por onde o Trem mais passou esta semana